Subscribe:

sábado, 7 de junho de 2014

OS DOIS JARDINS DE DEUS...



                                                         OS DOIS JARDINS DE DEUS...
Introdução                                                   
1 - O Paraíso perdido.
2 - Voltemos à origem deste mundo e encontraremos Jesus criando a Terra (Gên. 1:31).
I - O Paraíso Original
1 - Tudo era belo - tudo era perfeito.
2 - Adão era o rei - dominava sobre tudo (Gên. 1:28).
3 - Feito à imagem e semelhança de Deus.
a) Perfeito.
“(Dotados de formas airosas e simétricas, de aspecto regular e belo, o rosto resplandecendo com o rubor da saúde e a luz de alegria e esperança, apresentavam eles em sua aparência exterior a semelhança daquele que os criarão) Elevada estatura”.
"Ao sair o homem das mãos do Criador era de elevada estatura e perfeita simetria."
c) Vestia-se de luz.
"Esse casa, que não tinha pecados, não fazia uso de vestes artificiais; estavam revestidos de uma cobertura de luz e glória, tal como a usam os anjos. Enquanto viveram em obediência a Deus, esta veste de luz continuou a envolvê-los."
d) Sua força vital era 20 vezes maior que a nossa.
e) Dominava sobre toda a Natureza.
"Enquanto permanecessem fiéis a Deus, Adão e sua companheira deveriam exercer governo sobre a Terra. Deu-se-lhes domínio ilimitado sobre toda a coisa vivente. O leão e o cordeiro brincavam pacificamente em redor deles, ou deitavam-se-lhes aos pés. Os ditosos pássaros esvoaçavam ao seu redor, sem temor; e, ao ascenderem seus alegres cantos em louvor ao Criador, Adão e Eva uniam-se a eles em ações de graças ao Pai e ao Filho."
f) Intelecto poderoso.
"Estavam cheios do vigor comunicado pela árvore da vida, e sua capacidade intelectual era apenas pouco menor do que a dos anjos. Os mistérios do universo visível - "maravilhas daquele que é perfeito nos conhecimentos" (Jó 37:16) - conferiam-lhes uma fonte inesgotável de instrução e deleite. As leis e operações da Natureza, que têm incitado o estudo dos homens durante seis mil anos, estavam-lhes abertas à mente pelo infinito Construtor e Mantenedor de tudo                              4 - Se fosse fiel - substituiria os anjos que caíram .
5 - O Éden era o lar modelo e paraíso  Beleza indescritível.
"O Jardim do Éden, o lar de nossos primeiros pais era de inexcedível beleza."
b) Lar modelo.
"O Jardim do Éden era uma representação do que Deus desejava se tornasse a terra toda; e era Seu intuito que à medida que a família humana se tornasse mais numerosa, estabelecesse outros lares e escolas semelhantes à que Ele havia dado." – Educação.
II - O Domínio Perdido
1 - A tragédia do pecado.
2 - O domínio foi usurpado por Satanás.
3 - Adão foi expulso do paraíso.
a) Chora às suas portas.
b) Vê a flor murchar, a folha cair e o pássaro morrer.
c) Vê o primeiro crime - seu filho, Caim, matar o próprio irmão.
d) Tristeza, dor, sofrimento, remorso e angústia invadem o Seu coração.
e) Vê uma inocente ovelha morrer pelo seu pecado. Vê nesse sacrifício o inocente Filho de Deus, morrendo na cruz.
f) Contempla em visão o amplo plano de Salvação para a humanidade.
g) A maldade prolifera, até a Terra ser destruída por um Dilúvio.
h) A longa luta entre o bem e o mal, entre Cristo e Satanás prossegue.
i) Os terríveis frutos do pecado aparecem em grande abundância: dor, doenças, sofrimento, angústia, ódio, guerras, crimes e mortes como resultados do pecado.
III - A Libertação
1 - Uma promessa fora dada no Éden - "a cabeça da serpente seria esmagada" (Gên. 3:15).
2 - Um cordeiro morreria pelo pecador.
a) Na plenitude dos tempos, Deus enviou Seu Filho (Gál. 4:4).
b) Jesus: nasce numa humilde estrebaria.
c) Mostra ao homem o caminho de retomo ao Éden (S. João 14:6).
d) Morre numa cruz que se torna a ponte sobre o abismo.
e) Paga a culpa do homem. Perdoa o pecado de Adão.
3 - Quem nEle crer tem vida eterna (S. João 3:16).
IV - O Reencontro
1- Jesus dirá aos que nEle creram:
"Vinde benditos de Meu Pai, possuí por herança o Reino."
2 - Os justos ressuscitam - entre eles está Adão.
"Todos saem do túmulo com a mesma estatura que tinham quando ali entraram. Adão, que está em pé entre a multidão dos ressuscitados, é de grande altura e formas majestosas, de estatura pouco menor que o Filho de Deus. Apresenta assinalado contraste com o povo das gerações posteriores." 3 - Adão redimido com sua grande prole (Apoc. 7:9).
4 - Jesus dá as boas-vindas.
"Com indizível amor Jesus dá as boas-vindas a Seus fiéis." -
5 - O encontro dos dois Adões.
"Os dois Adões estão prestes a encontrar-se. O Filho de Deus Se acha em pé, com os braços estendidos para receber o pai de nossa raça - o ser que Ele criou e que pecou contra o seu Criador, e por cujo pecado os sinais da crucifixão aparecem no corpo do Salvador. Ao divisar Adão os sinais dos cruéis cravos, ele não cai ao peito de seu Senhor, mas lança-se em humilhação a Seus pés, exclamando: 'Digno, digno é o Cordeiro que foi morto!' Com ternura o Salvador o levanta, convidando-o a contemplar de novo o lar edênico do qual, havia tanto, fora exilado."
Quanta emoção! Quanta alegria! Finalmente a Vitória!
6, - Adão lança sua coroa aos pés de Jesus.
"Lança então sua brilhante coroa aos pés de Jesus e, caindo a Seu peito, abraça o Redentor. Dedilha a harpa de ouro, e pelas abóbadas do Céu ecoa o cântico triunfante: "Digno, digno, digno, é o Cordeiro que foi morto, e reviveu!" A família de Adão associa-se ao cântico e lança as suas coroas aos pés do Salvador, inclinando-se perante Ele em adoração." -
7 - Hosanas, cânticos de louvor ao Cordeiro (Apoc. 7:10-12).
8 - Jesus abre os portais da Nova Jerusalém.
9 - Ali está o Éden Restaurado.
"Em transportes de alegria, contempla as árvores que já foram o seu deleite - as mesmas árvores cujo fruto ele próprio colhera nos dias de sua inocência e alegria. Vê as videiras que sua própria mão tratara as mesmas flores que com tanto prazer cuidara. Seu espírito apreende a realidade daquela cena; ele compreende que isso é na verdade o Éden restaurado, mais lindo agora do que quando fora dele banido. O Salvador o leva à árvore da vida, apanha o fruto glorioso e manda-o comer. Olha em redor de si e contempla uma multidão de sua família resgatada, no paraíso de Deus."
Conclusão
1 - Após o Milênio o Éden será restabelecido na Terra para sempre.
2 - Ali estará o Rio da Vida. A Árvore da Vida (Apoc. 22:1).
3 - Ali viveremos com Adão e com Cristo nosso Salvador.
4 - Convite - Vem... (Apoc. 22:17)...
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr. Edson Cavalcante


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.