Subscribe:

sexta-feira, 20 de junho de 2014

ESPÍRITO SANTO VISITA A MINHA CASA E REVESTE-A DE PODER...


                         ESPÍRITO SANTO VISITA A MINHA CASA E REVESTE-A DE PODER...
Atos Capitulo 10
Em Atos 9:1-30 Lucas focou Saulo que viria a se tornar o “apóstolo dos gentios”. Em At 32:31 ele forneceu uma visão da vitalidade da Igreja.  De  Atos 9:32 até o capítulo 13 ele retomou o seu foco no apóstolo Pedro – no final do capítulo nove curando o paralítico Enéias e ressuscitando a costureira Dorcas (Tabita) e no capítulo 10 e 11 encontrando um homem chamado Cornélio, um encontro que atingiu toda a casa de Cornélio que ficou cheia do Espírito Santo. COMO NOSSA CASA PODE SE TORNAR HOJE CHEIA DO ESPÍRITO.
 I – TEM UM LÍDER COTIDIANAMENTE  SINTONIZADO COM DEUS (v.  1-2)
 Cornélio era um líder militar de Cesaréia (v. 1) – como centurião tinha sob sua responsabilidade uma “centúria” =  um pelotão de cem soldados (6 “centúrias” formavam uma “coorte”). Mas sua maior liderança era espiritual: piedoso (v.2), temente a Deus (v. 2), preocupado com a espiritualidade de sua família (v. 2), caridoso (v.2), priorizava a oração (v. 2). A presença do Espírito Santo nas casas passa por uma mudança de postura exemplar de seus líderes que são chamados a serem sacerdotes.
 II – É ABERTA PARA ACOLHER OS SERVOS DE DEUS (v. 3-24)
 Neste ambiente doméstico de espiritualidade Cornélio recebeu uma visão especial de Deus (v. 3-8): teve a intimidade de Deus (v. 3), a aprovação de Deus (v. 4), a direção clara de Deus (v. 5-6) e uma submissão completa a Deus (v. 7-8).
O cenário agora é Jope (v.8) e o personagem principal é Pedro: um homem com fome de Deus (v. 9), fome de comida (v. 10) que também recebe uma visão de Deus (v.11-12), ouve Sua palavra (v. 13) e, ao contrário de Cornélio, reage com insubmissão (v. 14; Lv 11). Porém,
trabalhado pacientemente por Deus (v. 15-16), passa da “perplexidade” (v. 17-18) para a “humildade”: meditando sobre a visão (v. 19a), conhecendo e obedecendo à direção específica do Espírito (v. 19b-23). Chegando na casa de Cornélio, acompanhado por seus dois servos e seis companheiros (11:12) encontra todos os presentes completamente abertos para a visitação de Deus (v. 24). Cada vez que abrimos as portas de nossa casa para acolher irmãos em Cristo estamos abrindo as portas para acolher o Espírito Santo.
III – CONHECE TODAS AS ORDENANÇAS DE DEUS (v. 25-35)
Cornélio estava tão ávido pela visitação de Deus em sua casa que,  ao exagerar no acolhimento do servo de Deus  Pedro (v. 25-26), acabou sendo corrigido por ele. Na seqüência fez com Pedro uma espécie de “checagem” de suas visões (v. 27-33a), concluindo de maneira profundamente comprometida: “agora, pois, estamos todos aqui, na presença de Deus, prontos para ouvir tudo o que foi ordenado da parte do Senhor” (v. 33).... Cornélio – agilmente, coletivamente, sensivelmente, submissamente – estava com o coração preparado para receber a mensagem do Deus que não discrimina pessoas (v. 34-35). Uma casa cheia do Espírito é uma casa que prioriza a Palavra inspirada do Espírito...
IV – EXPERIMENTA A SALVAÇÃO PELA FÉ NO CRISTO SENHOR FILHO DE DEUS (v. 36-44).
Para alguns este é um ponto surpreendente: Cornélio, apesar de toda a sua espiritualidade, ainda não havia reconhecido Jesus como CRISTO Salvador e Senhor (11:12—14, 18b). Por isso Pedro lhe apresenta a mensagem do Evangelho salvador que nos fala de um  CRISTO SENHOR revelado (v. 36): na palavra (v.37), na autoridade do Espírito (v. 38a-39a), na cruz (v.39b), na ressurreição (v.40), aos discípulos em particular (v. 40b-41), na autoridade de juiz (v. 42) e de salvador (v. 43) que deve ser crido e seguido...
 Uma casa cheia do Espírito é uma casa que tem como alicerce o nascer do Espírito (Jo 3:1-15)
  CONCLUSÃO
1. Uma casa cheia do Espírito experimenta um saudável derramar do Espírito   (v. 44-46)
 a) Pela Palavra (v. 44; Ef 5:18-20))
 b) Indiscriminadamente (v. 44)
  c) Despreconceituosamente (v. 45a)
d) Imeritoriamente (v. 45b)
e) Sinalizadamente (v., 46)
2. Uma casa cheia do Espírito integra seus membros pelo batismo (v. 47-48)
3. Uma casa cheia do Espírito continua sendo a estratégia de Jesus para alcançar uma cidade
a) Nossas casas – Jos 24:14-15(ruptura e aliança)
a) Casas dos não cristãos – Atos 18:5-8 (Corinto, sinagoga, Tício Justo)
b) Casas hospedeiras – Col 4:15 (havia uma igreja reunida na casa de Ninfa...)
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr. Edson Cavalcante


    


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.