Subscribe:

domingo, 2 de outubro de 2016

SACRIFICANDO O SEU MELHOR PARA SEGUIR AO PROFETA...


                    SACRIFICANDO O SEU MELHOR PARA SEGUIR AO PROFETA...
“Partiu, pois, Elias dali e achou a Eliseu, filho de Safate, que andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele; ele estava com a duodécima. Elias passou por ele, e lançou o seu manto sobre ele. 
Então deixou este os bois, correu  após Elias, e disse: Deixa-me beijar a meu pai e a minha mãe, e então te seguirei. Elias respondeu-lhe: vai, e volta: pois já sabes o que fiz contigo.
Voltou Eliseu de seguir  a Elias, tomou as juntas de bois, e os imolou, e com os aparelhos dos bois cozeu as carnes, e as deu ao povo, e as comeram. Então se dispôs e seguiu a Elias, e o servia
“I Reis 19.19-21
Eliseu no Hebraico significa: “Deus é salvação” ou “Deus, sua salvação”. Sua vida foi levar salvação a toda à nação de Israel e circunvizinhança.
O Chamado de Eliseu, sua vocação profética, as marcas que ele deixou no mundo é um exemplo para todos nós. Sua renúncia aos bens  materiais, profissionais e seculares, nos dar uma nítida sensação que precisamos aprender mais e mais a cada dia e a nos dispormos ao serviço da obra de Deus na terra.
Eliseu era um jovem solteiro, cheio de ideais, de vigor e muito trabalhador, ajudava a seu pai um abastado fazendeiro a arar a terra com as juntas de bois. Diz a Bíblia que Eliseu lavrava a terra com a duodécima junta de bois, ou seja, ele levava a décima segunda junta de bois, ia bem  atrás tocando os bois. Era, portanto, um líder um incentivador, que colocava a produção agrícola de seu pai para funcionar. Deus sempre chama os trabalhadores, aqueles que estão ocupados.
Eliseu tinha também laços profundos familiares, amava seu pai, mãe, e os respeitava, prestando a devida honra. Portanto, era um bom filho prezando seus familiares. Não usou o chamado de Deus como escape de seus familiares.
Deus escolheu Eliseu  e o separou para a sua santa obra antes mesmo de ele saber, ele ainda trabalhava com as juntas de bois arando a terra de seu pai e Deus já o escolhera para fazer uma grande obra, que não seria mais de arar a terra de uma família, mas a de muitos corações desejosos de conhecer as verdades de Deus.
Saindo do ostracismo de uma vida individual e inexpressível para uma vida de profeta do Deus altíssimo, selando o seu nome no livro da vida, na história da Nação de Israel e na Bíblia Sagrada, para sempre.
Facilmente nos apegamos naquilo que investimos à vida inteira, como nossos bens; nosso emprego; nosso lar aconchegante; nas pessoas queridas; nos nossos pais; e muitas outras situações que muitas vezes não gostaríamos de abrir mão. Vejamos então o que diz o texto: Deus mandou Elias ir até Eliseu e ungi-lo como seu sucessor. Encontrou Eliseu no campo lavrando com doze juntas de bois. Elias lança a capa sobre Eliseu conforme ordenara o Senhor (v.19). A primeira atitude que Eliseu tomou foi se despedir do seu lar, dos seus pais, dos seus parentes e dos seus amigos (v.20). Em seguida voltou para o campo MATOU OS BOIS, QUEIMOU OS ARADOS, e partiu com o profeta (v.21).
Eliseu virou as costas para tudo que possuía. Um ato que simbolizava romper definitivamente com os laços do seu passado. No momento que Eliseu partiu, ele destruiu todos os laços de sua antiga vida e se entregou totalmente a Deus. Um belo exemplo de fé e de amor que Eliseu nos dá. É bom lembrar que assim como ele, nós também temos uma profissão, família, vida pessoal, parentes, mas que na verdade muito de nós, não tomaria facilmente essa decisão para realizar a vontade de Deus.
Mas a maior lição que podemos extrair do texto, é com o exemplo de Eliseu: a sua fé, a sua coragem, o seu compromisso, a sua atitude, e a sua confiança em Deus. Eliseu se deixou ser conduzido pelo Espírito Santo. Que possamos aprender com Eliseu quando o Senhor nos chamar. Abrir o nosso coração e os nossos ouvidos para ouvirmos e obedecermos à voz de Deus. Mas tudo isso só será possível, se antes, renunciarmos a si mesmos, voltarmos às costas para o nosso passado, para o nosso orgulho, para as más influências, e com a preocupação do nosso futuro. O apego à todas essas coisas, nos roubam a alegria, a felicidade, o entusiasmo e a vontade de obedecermos e sermos fiel ao chamado de Deus.
Eliseu começou seu ministério com milagres, como diz no capitulo dois de II Reis, segue-se milagre após milagre: O azeite da viúva aumentado; o filho da Sunamita é ressuscitado; o caldo de ervas venenoso é transformado em comida boa; o milagre da multiplicação dos pães; Naamã, o comandante leproso é curado e restaurado milagrosamente; o machado emprestado que cai na água flutua sobre as águas.
A cidade de Samaria é liberta pelos carros invisíveis de Eliseu; os Siros são afugentados pelos cavalos e carros de Deus.
Quase tudo quanto se registra na vida de Eliseu são milagres.
Até quando morreu ele fez milagre, outro cadáver foi lançado em sua sepultura ao bater em seu corpo este ressuscitou na hora, pulou fora vivinho. Será se o homem tinha unção?
De fato, Eliseu poderia ter continuado com sua vida de vaqueiro, agricultor, mas, Deus o chamou para ser um vaso de bênção e de salvação, e lhes deu porção dobrada de seu Espírito.
I.             O CHAMADO DE ELISEU
Deus o Todo Poderoso chamou Eliseu para substituir o profeta  Elias que estava para partir para a eternidade, Deus precisava de Eliseu.
Muitos são chamado por Deus para serem salvos e  receber a glória de filho do Altíssimo.
Deus tem chamado homens e mulheres para fazer com que seu reino se estabeleça e se fundamente na terra. Para tanto, Ele precisa, mas do que um simples crente, que venha a cada domingo na igreja. Ele necessita de trabalhadores para sua igreja, afim de que ela prospere e cresça nesta terra.
Deus, através de Jesus e de sua Palavra, continua chamando: “ Vinde a mim.. Mateus 11:28 “ Quem tiver sede venha a mim e beba…” João 7:38 “… Eis que estou à porta e bato…” Apocalipse 3:20  “.. “Olhai para os campos e vede…” João 4:35
II.           A RESPOSTA DE ELISEU
Prontamente deixou o que estava fazendo e entrou para a escola de profeta. Pediu para despedir de seus pais, irmãos e amigos. Queimou aquilo que poderia atrapalhar no trabalho de Deus.
Eliseu poderia ter mantido a junta de bois para uma eventualidade não der certo na sua vida como profeta. Porém, ele deve ter pensado que aquela junta de bois poderia ser uma armadilha espiritual, um retrocesso, um recuo, um olhar para trás.
Muitos são os apegos, as juntas de bois, que tem feito crentes  que um dia professaram sua fé em Jesus, a olhar para trás e a recuarem na vida cristã, tendo-se tornado infrutíferos nas cousas de Deus.
Os péssimos exemplos daqueles que recuaram e que olharam para trás: A mulher de Ló olhou para trás. Gênesis 19:26 O povo de Israel olhou para trás lembrando dos pepinos e melões, alhos, cebolas do Egito. Número 11: 4-15 Demas, auxiliar de Paulo, missionário, amou o presente século e abandonou  a obra de Deus. II Timóteo 4:10
Algumas coisas precisam ser deixadas para que à vontade de Deus se estabeleça: A mulher que deixou seu cântaro para testemunhar de Jesus. Jo 4:2 Bartimeu, o cego, deixou sua capa empoeirada que o impedia de se aproximar de Jesus. Marcos 10:46 Deixando tudo. Casa, irmãos, mãe, pai, amigos, campos. Marcos 10:28; Lucas 14:33: Mateus 6:33
São proibidos de seguir Jesus: Os que valorizam segurança e conforto acima do Senhor. Os que dão preeminência as cousas materiais acima do Salvador. Os que olham pra trás, para a vida velha.
Cristo não aceita soldados de verão ou discípulos turistas. Ou é quente ou é frio.
Eliseu saiu de sua vida de vaqueiro para fazer uma grande obra. Muitos são chamados para fazer parte como trabalhador de sua obra na terra: salvar as almas do inferno e da perdição.
III.          ELISEU DESTRUIU TODO O SEU PASSADO PARA SE TORNAR UM PROFETA DO SENHOR (I Rs.19.21).
Eliseu pertencia a uma família com recursos consideráveis como podemos ver pelas doze juntas de boi. Essas doze juntas de bois não estavam unidas a um só arado. Eliseu tinha servos que trabalhavam com ele no campo, e cada um tinha o seu arado, e cada arado tinha um par de bois. Interessante que Eliseu foi chamado diretamente do arado, do campo, do trabalho pesado e cansativo, para exercer o ministério profético de Deus!.
Eliseu era um homem que trabalhava duro no campo (v. 19). Um homem disposto a servir (v. 20). Sem hesitar, ele seguiu a Elias sem saber o que esse lançar do manto significava. Seu único pedido foi que ele tivesse um tempo para dar um beijo de adeus na família. Elias apenas lembrou Eliseu que a chamada dele, era de Deus. , Portanto Eliseu era o único responsável pela sua decisão, e foi sem qualquer hesitação que Eliseu respondeu com um sim para Deus!
Amados, todos nós somos responsáveis perante Deus pelo que fazemos com o convite e a sua obra em nossas vidas. Eliseu era um homem de desprendimento (v. 21). Não questionou, não ficou indeciso e nem vacilou em deixar um lar onde era amado, para seguir o profeta Elias. Deu adeus para o seu passado quando MATOU OS BOIS E QUEIMOU OS ARADOS. Eliseu ao se livrar desses dois recursos de trabalho, virou a costa para a sua antiga vida. Uma vida que acabara de matar, de apagar, de se separar, para nunca mais voltar para ela!.
"poção dobrada", no Antigo Testamento o Espírito Santo era
ministrado em poção para obras específicas. Atualmente ele
foi derramado At 2, para a maior obra de todos os tempos
que é a salvação da humanidade.
- Foram 13 os milagres e profecias de Elias e 26 as de
Eliseu, exatamente o dobro.
IV.         Veja as obras desses profetas:
ELIAS
1. Com sua capa abriu o rio Jordão (2 Reis 2: 8)
2. Profetizou uma grande seca (I Reis 17:1; Tg 5:17)
3. Aumentou o azeite e farinha da viúva (I Reis 17:14. 16);
4. Deu vida ao filho da viúva (I Reis 17: 21-23)
5. Destruiu o altar de Baal (I Reis 18:36-38)
6. Decretou o fim da seca (I Reis 18: 42.45)
7. Ungiu Eliseu profeta em seu lugar (I Reis 19: 16)
8. Desarmou os siros diante de Israel (I Reis 20:28)
9. Lavrou a sentença do rei Acabe (I Reis 21:19. 20);
10. Profetizou a sentença de Jezabel (I Reis 21:23)
11. A morte de Acazias (II Reis 1:3. 4.6);
12. 102 homens são consumidos pelo fogo (II Reis 1:10. 12);
13. Profetizou a ruína e morte de Jorão rei de Judá (II Cr 21:12-20).
ELISEU
1. Abriu o rio Jordão (II Reis 2:14):
2. Sarou as águas de Jericó (II Reis 2:22-23);
3. 42 adolescentes despedaçados por duas ursas (II Reis 23. 24):
4. Providenciou água a três Reis (II Reis 3:15, 16, 20):
5. Aumentou o azeite da viúva (II Reis 4: 6, 7):
6. O filho da sunamita (II Reis 4:14 16,17):
7. Ressuscitou o menino (II Reis 4:19, 35);
8. Tirou a morte da panela (II Reis 4:41):
9. A multiplicação dos pães (II Reis 4:42-44);
10. Curou Naamã da lepra (II Reis 5:14);
11. Colocou lepra em Geazi, seu auxiliar (II Reis 5:27);
12. Fez flutuar um machado (II Reis 6: 6, 7);
13. Revelou ao rei de Israel o esconderijo dos siros (II Reis 6:9, 12);
14. Deu visão espiritual a Geazi (II Reis 6:17);
15. Cegou o siros (II Reis 6:18);
16. Devolveu-lhes a visão (II Reis 6:20);
17. Livrou-se da morte por revelação divina (II Reis 6:31, 32);
18. Previu alimentação ao povo de Samaria (II Reis 7:1, 18);
19. Sentenciou Benadade à morte (II Reis 8:10, 15);
20. Profetizou o mal que Hazael faria a Israel (II Reis 8:12; 10:32);
21. A unção de Jeú a rei (II Reis 9:1-3,6);
22. A vitória de Jeoás (II Reis 13:17, 19,25);
23. Sentenciou a morte de um capitão (II Reis 7:2, 19,20);
24. Anunciou uma seca por sete anos (II Reis 8:1);
25. A derrota dos moabitas (II Reis 3:18, 24);
26. Depois de morto ressuscitou um defunto (II Reis 13:21).
Se você contar só os milagres dará 7 para Elias e 14 para Eliseu
ou 8 para Elias e 16 para Eliseu, dependendo do critério da contagem.
V.   As lições que podemos  aprender      
a) Assim como Deus chamou o profeta Elizeu, ele chama a mim e a você.
Ainda há necessidade de homens e mulheres que estejam dispostos a levar o trabalho de Deus avante
b) aqueles que desejam realizar grandes coisas precisam aprender ser fieis em coisas pequenas. “A lição é para todos. Ninguém pode saber qual é o propósito de Deus em sua disciplina; mas todos podem estar certos de que a fidelidade em pequenas coisas é a evidencia da capacidade para responsabilidades maiores” “... aquele que sente não ser de qualquer consequência à maneira como realiza suas pequenas tarefas, prova-se incapaz para uma posição mais honrosa”. PR. 218.
c) O trabalho de Deus é todo trabalho nobre que se faz com amor e boa vontade. “O sucesso não depende tanto de talento quanto de energia e voluntariedade. Não é a posse de esplêndidos talentos que nos capacita a prestar serviço aceitável; mas à conscienciosa realização dos deveres diários, o espírito contente, e o interesse sincero e sem afetação no bem estar alheio. Na mais humilde sorte, pode ser encontrada verdadeira excelência. As tarefas mais comuns, executadas com amorável fidelidade, são belas à vista de Deus”.
d) “O ministério compreende mais do que pregar a palavra. Significa educar jovens como Elias educou Elizeu ““... (“pg. 222”.)...” A mãe que educa seus filhos para Cristo, esta trabalhando tão verdadeiramente como o ministro no púlpito. ”(Pg. 219.)”.
e ) ‘A reverencia que faltava aos jovens que zombaram de Elizeu, é uma graça que deve ser cuidadosamente acariciada. Cada criança deve ser ensinada a mostrar verdadeira reverencia para com Deus. Jamais deve o seu nome ser pronunciado leviana ou irrefletidamente. Anjos ao pronunciarem aquele nome cobrem o rosto. Com que reverencia não devemos nós, que somos caídos e pecadores, toma-lo nos lábios. ”
f) A Reverencia também envolve os lideres e os pais da igreja. “Deve-se mostrar reverencia pelos representantes de Deus. - os pastores, os professores, e os pais, que são chamados a falar e agir em seu lugar. No respeito que a eles se mostre Deus é honrado”. Idem. 237
g) Os jovens que foram devorados pelas ursas, a culpa de muitos deles terem morrido, foram dos próprios pais. Pois muitos duvidaram das palavras de Elizeu e chegaram a insinuar que ele mesmo havia dado fim ao profeta, para tomar o seu lugar. E esta insinuação sem fundamento, fez com que, eles, os jovens, perdessem o respeito para com aquele que foi escolhido pelo céu, para continuar o trabalho começado por Elias. Muitos pais ainda hoje dão maus exemplos aos filhos, quando em casa falam mal da liderança da igreja, ou dos outros irmãos em geral. E as crianças que ouvem dos pais comentários maldosos, contra aquelas pessoas, perdem o respeito pelas mesmas e perdem o interesse pela casa de Deus ou pelos seus pregadores.
Pais. Pelo amor que você tem para com sua alma e pela alma de vossos filhos, não permita que a vida de ninguém seja comentada maldosamente em vossa casa. Você estará colaborando com a destruição do bem mais precioso que alguém pode ter nessa terra, que é a reputação e destruindo a sua própria fé, e a fé de seus filhos.
h) Deus às vezes age de maneira estranha à nossa compreensão. Ele é amor, e não quer a destruição de ninguém, porem, para salvar outros, ele age com muita dureza, em alguns casos, para ensinar lições eloqüentes do seu desagrado para algumas situações. Foi assim com Nadabe e Abiu, com Ananias e Safira, com Uzá, que pôs a mão na arca e morreu, e também com aqueles jovens. Dali em diante nunca mais alguém ousou duvidar da palavra ou caluniar o servo de Deus.Diz a Serva de Deus: “Até mesmo à bondade deve ter seus limites. A autoridade deve ser mantida mediante firme severidade, ou será recebida com zombaria e desdém. A assim chamada tolerância, lisonja e condescendência, usadas para com a juventude por pais e responsáveis, é um dos piores males que lhes pode sobrevir. “Em toda família, firmeza, decisão, exigências positivas, são essenciais.” Idem. Pg. 236.
i) Elizeu foi um tipo de Jesus. O seu trabalho consistia em pregar, ensinar, (dirigia três escolas,) e curar. Chegou a ressuscitar um morto. O mesmo trabalho de Jesus. Ele foi o sucessor de Elias, e Jesus foi o sucessor de João Batista, o segundo Elias. Jesus multiplicou os pães, e Elizeu multiplicou o azeite da botija. Jesus andou por cima das águas e Elizeu fez um machado flutuar.
j) Ele em tudo representou a Jesus. Porem o seu começo foi simples e humilde. Ele foi grande porque aprendeu a obediência nas pequenas coisas.
k) Se desejarmos uma vida de resultados para Deus, que façamos como aquele profeta, que na humildade do seu oficio, carregar água para lavar os pés do profeta Elias, chegou a ser um dos homens mais importantes de todos os tempos.

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.