Subscribe:

terça-feira, 25 de outubro de 2016

QUANDO A BÍBLIA NÃO FALA, POR FAVOR, NÃO INVENTA...


                    QUANDO A BÍBLIA NÃO FALA, POR FAVOR, NÃO INVENTA...
Atos 17:11 - Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.
I Tessalonicenses 5:21 - Examinai tudo. Retende o bem.
Introdução.
Em tempos trabalhosos que estamos enfrentando no Reino de Cristo, é urgente a necessidade de nos tornarmos como os cristãos de Beréia: examinar o que temos ouvido independente de quem tem pregado.
A síndrome de papagaio: repetir o que se escuta, há muito tempo dominou muitos púlpitos trazendo diversos ensinos errados e levando milhares de crentes a ensinarem o que as Escrituras nunca ensinaram, causando: dissenção, falsa esperança e promovendo as heresias.
Diante dessa realidade, refutaremos alguns chavões evangélicos e versículos interpretados de maneira errada por muitos pastores e pregadores.
A bíblia diz: Quem não vem pelo amor, vem pela dor!
Seria bíblica esta frase? Podemos afirmar como doutrina, como palavra de Deus, que o chavão acima vem do sopro de Deus? Seria correto afirmar que está escrito nas Escrituras?
Não. Não existe um versículo que prove tal chavão. Não podemos pegar experiências e torná-las em versículos. Muitos podem ter passado por momentos de “dor” por desobediência mais devemos saber que cada um é responsável pelos seus próprios atos.
No caso de Jonas e Paulo, onde muitos citam, não vemos nenhuma atuação de obrigação a seguir a Deus. Paulo se entregou ao chamado, não resistiu. Jonas reconheceu que o erro era dele, não resistiu. E é importante lembrar que existem pessoas que nem mesmo pela dor se arrepende, o livro do Apocalipse prova essa verdade.
Deus açoita, corrige e repreende aquele a quem ama, e fico satisfeito e feliz por isso, mais dizer que o chavão é bíblico, não é.
A bíblia diz: O cair é do homem e o levantar é de Deus!
Talvez seja o chavão mais comum usado diariamente entre os ímpios, os desviados e os crentes nas igrejas. E infelizmente por muitos líderes para “aliviar” o erro, a queda dos crentes.
Não há base bíblica e muito menos um versículo que prove esse chavão.
Para refutar esse erro basta lermos a parábola do filho pródigo, entendê-la e aplicá-la como está relatada por Cristo.
Mais precisamente no versículo 18 de Lucas 15, todo equívoco desse chavão é refutado: Lucas 15:18 - Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti. Quem decide abandonar a casa do Pai é o filho, e quem decide voltar para a casa do Pai é o filho, em tempo nenhum, com toda a tristeza do Pai, o filho foi levantado até que ele cai em si e volta para os braços do Pai.
Provérbios 24:16 - Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal. É importante compreender que o versículo acima está para a condição dos justos, e não daqueles que se tornam injustos, e ainda assim, nada parecido com o chavão acima.
A bíblia diz: Não cai uma folha de uma árvore se Deus não permitir!
Que Deus tem o controle de todo o universo é inquestionável, afinal Ele é Deus Criador. Jesus mostrou seu poder sobre a natureza em seu ministério terreno ao repreender o vento, andar por cima das águas.
Mais dizer que este chavão é bíblica é mentira. Não encontramos em nenhum lugar das Escrituras, usá-lo como palavras próprias é uma coisa, outra é dizer que está escrito.
Veremos a seguir alguns versículos bíblicos, porém interpretados de maneira errada, causando muita confusão no meio cristão:
Analisaremos primeiro o Salmos 101. De onde se tiram várias interpretações erradas.
Leia versículo a versículo e identificará que Davi (autor do Salmos), se refere a si mesmo em consagração a Deus, e não a Pessoa de Deus falando.
Muitos usam os versículos de Davi de maneira interpretada errada. Faça a exegese com calma e verificará o que estamos dizendo.
Amós 3:3 - Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?
Todo este capítulo se refere à Deus e a seu povo (Israel), acerca dos avisos de Deus. Porém é interpretado para divórcios e outros assuntos sem contexto.
Mateus 10:30 - E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.
Texto onde Cristo consola o coração dos discípulos quando enviados para a missão evangelística. Usado para usos e costumes de não cortar cabelo como uma proibição dada por Cristo.
I Crônicas 16:22 - Não toqueis os meus ungidos, e aos meus profetas não façais mal.
Muito usado para defender pastores e líderes, este versículo surgiu como um cântico de Davi quando a arca de Deus foi colocado na tenda e oferecido holocaustos a Deus como gratidão.
Os ungidos mencionados por Davi, foram aqueles que receberam aliança de Deus: Abraão, Isaque e Jacó.
O mesmo versículo é citado em Salmos 105.15, como menção do mesmo cântico.
Infelizmente, muitos leigos ficam preocupados quando expomos as más obras, os frutos maus dos falsos profetas como se tivessem “tocando” nos ungidos.
Conclusão.
Ainda há muitos outros erros doutrinários e chavões que surgirão, porém, compete a todos os cristãos ouvir de bom grado e conferir se realmente provém de Deus.
Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.



0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.