Subscribe:

terça-feira, 4 de outubro de 2016

É NA PORTA DO TEMPLO QUE RECEBEREI O MEU MILAGRE...


              É NA PORTA DO TEMPLO QUE RECEBEREI O MEU MILAGRE...
Junto à Porta Formosa do Templo ficava um homem todos os dias para pedir esmola
Esse homem tinha um problema na perna que o paralisara desde o seu nascimento. Ou seja, ele nunca andou.
A Bíblia o cita como um homem coxo. O Dicionário Aurélio traz a informação de que coxo é o que coxeia. Diz ainda que se trata de um objeto a que se falta pé ou perna.
O verbo coxear por sua vez traz a informação de que é andar firmando o passo mais de um lado que de outro, em decorrência de uma deficiência física.
O ruim disso tudo é que coxear, mancar, capengar, caxingar e outros verbos que as pessoas inventem traz à mente da pessoa com algum tipo de deformidade a ideia de alguém que tem problema no corpo. Ou seja, na locomoção do corpo. Muitas pessoas não aceitam isso e ficam tristes, afastadas da família, da sociedade e de todos os seus amigos. Pessoas assim precisam de muita oração. Peça oração para as pessoas necessitadas que você conhece.
Pois bem, o homem que ficava à porta Formosa do templo para pedir esmola fazia isso porque não tinha condições de trabalhar.
Como não andava era trazido para aquele lugar todos os dias, a fim de que pedisse esmola aos que passavam para se sustentar.
A Bíblia não explica se ele ganhava esmola o suficiente ou não. Só nos faz crer que ele era um homem de fé e que tinha desejo de ser curado. Caso contrário não daria atenção aos dois apóstolos de Jesus Cristo que se aproximaram dele.
Conforme escrevemos no post A Cura do Homem Coxo, Pedro e João pararam na frente dele, e ele pensou que lhe diriam dinheiro.
Entretanto, ao contrário, Pedro e João lhe disseram:
— Olhe para nós.
O homem olhou para eles esperando que lhe dessem algum dinheiro.
Porém, Pedro lhe disse:
— Não tenho prata nem ouro. Mas o que tenho, isto lhe dou.
Isto é, o apóstolo Pedro tinha a Palavra da cura, ensinado pelo Senhor Jesus Cristo. Então, ele disse:
— Em Nome de Jesus, o nazareno, levanta-te e anda.
É importante notarmos nessa passagem bíblica que Pedro ajuda o homem a se levantar. Ou seja, não aguarda que ele tome a decisão e levante-se por si próprio. Pois estende a mão ao homem e ele a segura. Assim, com a ajuda de Pedro se põe de pé.
Esse gesto indica que se o homem não pegasse na mão de Pedro não se levantaria. Ficaria sentado à porta Formosa até que a morte o levasse. Porque jamais será curado.
Mas os escritores da Bíblia informam que ele se levantou e até saltou. Ainda, ao perceber que se firmava de pé, andou com naturalidade.
Então, entrou no templo com Pedro e João andando e saltando, e louvando a Deus.
Glória ao Senhor Deus!
Atos 3.1-10
Conclusão
A história do homem coxo que pedia esmola na porta do templo mostra a postura de um homem que usava sua condição física para pedir dinheiro. A Bíblia diz que todos os dias pessoas de sua família o levavam ao tempo e o deixavam à porta, para que ali ele pedisse esmola e ganhasse, quem sabe?, o sustento da família.
Entendemos que esse homem trabalharia, se não estivesse doente. Certamente ele executaria tarefas com facilidade se fosse desprovido de enfermidade. Mas começou a pedir dinheiro. Talvez tivesse escolhido a porta do templo porque as pessoas que entram na igreja de Deus são mais propensas a dar esmolas.
Talvez esse homem nunca tivesse entrado no templo. Talvez os de sua família que os deixavam ali também não entrassem. Então, a atividade desse homem era ficar junto à porta e pedir esmolas. Será que esse homem não tinha fé? A Bíblia não explica isso.
O que a Bíblia explica, no entanto, é que ao Pedro dizer a ele: “Olhe para nós”, ele olhou. Devemos entender que ele poderia não ter olhado. Poderia ter dito simplesmente: “Eu quero dinheiro e vocês pedem para olhar pra vocês? Por quê”? Mas o homem, em vez de contestar, olhou para eles. Logo, o homem demonstrou que tinha fé. Ouviu, então, as palavras de Pedro: “Em nome de Jesus, o nazareno, levante e ande”.
Esse homem poderia ter dito: “Mesmo que eu conseguisse levantar, não consigo andar”. Pedro pegou na mão dele e o levantou. Ele poderia dizer a Pedro: “Não adianta pegar na minha mão, porque não consigo andar”. Porém, ele aceitou a mão amiga e forte de Pedro. Levantou-se, em Nome de Jesus, e andou.
A Bíblia diz ainda que ele entrou com Pedro e João no templo, coisa que nunca fazia antes disso. Esse homem aceitou a cura. Decidiu ser curado. Decidiu parar de receber esmolas e procurar um emprego ou trabalhar por conta própria.
A beleza impressionante dessa história é exatamente a mensagem que ela nos traz: Aceitar a Palavra de Deus. Aceitar a cura divina. Acreditar quando alguém nos disser: “Em Nome de Jesus, o nazareno, levante e ande”. Amém.

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.