Subscribe:

terça-feira, 17 de março de 2015

ESTUDO O PORQUÊ JESUS LAVOU OS PÉS DOS DISCÍPULOS...


                                 ESTUDO O PORQUÊ JESUS LAVOU OS PÉS DOS DISCÍPULOS...
Texto Jo. 13.3-10
Introdução
Um das mais comoventes momentos bíblicos registrado no evangelho de João, é o momento que Jesus, durante a última ceia, lava os pés dos discípulos. Jesus estava com os seus discípulos ceando, sabendo que estava prestes a ser entregue nas mãos de seus algozes pela traição de Judas. Era chegada a hora final!. A última ceia aconteceu numa quinta feira à noite. Os discípulos não sabiam que aquela seria a última semana que passariam com seu Mestre. 
Tinham andado por três anos e meio com Jesus. Tiveram inúmeras oportunidades de viverem momentos inesquecíveis com Ele. Mas naquela noite, eles jamais esperavam presenciar a maior demonstração da grandeza de Jesus. O filho de Deus se apresentando como servo diante deles, inclinado, munido de uma bacia com água e uma toalha. Os discípulos iriam participar de um momento histórico e fascinante nas suas vidas. Não imaginavam a dimensão do que Jesus iria fazer. Depois disso, a Bíblia nos relata que Ele começa a lavar os pés de seus discípulos, e com a toalha enxuga-lhes os pés. 
Os discípulos até se sentiram desconfortáveis ao verem Jesus assumindo esse papel de lavar-lhes os pés. Eles sabiam o que Jesus estava fazendo, mas nenhum deles se ofereceu para realizar aquela tarefa. A passagem em Lc. 22.24, nos dá uma indicação do que pode ter acontecido. Eles estavam discutindo para ver quem seria o maior dentre eles. E esse tipo de preocupação não leva ninguém a querer servir (Fp.3.3-4). Lavar os pés era tarefa dos empregados que faziam a mando do dono da casa. Na ocasião, não havia nenhum deles por perto, portanto um dos discípulos deveria ter se encarregado da tarefa, mas nenhum deles estava disposto a fazer o trabalho. 

Nessa ação comovente de Jesus, Ele queria demonstrar aos seus discípulos, e a nós, três grandes importantes lições:
1) Demonstrar aos seus discípulos o quanto os amava
2) Falava da Prefiguração do sacrifício de si mesmo na cruz 
3) Alertava os seus discípulos que eles foram chamados para servirem uns aos outros, com humildade.

Ao se aproximar de Pedro, o discípulo faz um questionamento: “Senhor, tu lavas-me os pés a mim?” (Jo.13.6). Jesus respondeu-lhe: “O que eu faço tu não o sabes agora, mas tu o saberás depois” (v.7). Pedro com seu impetuoso temperamento e sua arrogância infantil, se nega para Jesus dizendo: “nunca me lavarás os pés” (v.8).

Parecia um gesto de humildade de Pedro, reconhecendo a autoridade de seu Mestre, mas o seu gesto foi duramente reprovado por Jesus. Foi necessário que Jesus usasse palavras para impactar e convencer Pedro dizendo: “Se eu te não lavar, não tens parte comigo” (v.8). Pedro não teve outra escolha a não ser aceitar, pois temia perder a comunhão com Jesus. Então Pedro manda que Jesus não só lave os seus pés, mas também as mãos e a cabeça. 

Amados irmãos, eis aqui mais uma preciosa lição do ato de Jesus. Simbolicamente quer dizer que o cristão já foi purificado. Ele agora só precisa purificar-se de seus pecados diários, por meio da confissão ( I Jo.1.9). Sendo assim, o ato de Jesus de lavar os pés dos discípulos não é apenas um modelo de servidão, mas também tem o objetivo derradeiro do Seu serviço – perdoar os pecados.

Vós deveis também lavar (vs.14-17). Jesus não estava instituindo uma ordenança, mas usando uma atitude prática para dar um exemplo de amor aos seus discípulos. Cristo não estava sugerindo que um ritual de lava-pés fosse estabelecido, mas que Seu exemplo de humildade em sacrificar-se em perdoar fosse seguido. 

Queridos, estamos vivendo tempos difíceis. Há falta de amor, de paz e de perdão. Cada vez mais amamos menos, cuidamos menos, falamos menos, e se importamos menos com nossos irmãos. Temos nos tornados frios, insensíveis e até violentos. As nossas igrejas estão cheias de corações humanos, mas muitos estão vazios dos sentimentos de um verdadeiro cristão em perdoar, amar, e servir seu próximo!. 

Raros são os momentos que demonstramos amor e carinho. Hoje as pessoas estão exaustas. Poucos são os vencedores, e muitos são os perdedores. Vemos pessoas cansadas, com problemas não resolvidos. Não sabem mais pedir e nem tampouco agradecer!. Corações duros e fechados carregados de mágoas!. Até os valores cristãos estão sendo postos de lado diante da modernidade da sociedade, e alguns acham que a Palavra de Deus não passa de uma coleção de mitos, lendas e sabedoria popular.

Amados, o texto dessa mensagem é levar cada um de nós a meditarmos e refletirmos sobre o amor, a humildade, o perdão e o servir nosso próximo. Jesus amava todos os seus discípulos, embora soubesse que um deles o trairia, o outro o negaria, e todos o abandonariam por algum tempo. Jesus conhecia o que de havia de melhor e o de pior neles. Assim mesmo, os amou até o fim!!.

Interessante como o evangelho de João esconde, mas também revela os grandes mistérios de Jesus. Antes de ser Senhor e Mestre, Jesus era um coração que procurava outros corações. Era um amigo ansioso por estar em comunhão com seus amigos. Jesus só queria viver no coração de seus amigos!. Veja junto comigo: 

A Bíblia diz que Jesus TIROU AS VESTES (v.4)
Significa DAR SUA VIDA POR NÓS (Jo10.11,15) 

Em seguida diz que Ele TOMOU AS VESTES (v.12), 
Significa que TERIA SUA VIDA DE VOLTA (Jo.10.17-18). 

Amados, no final de nossas vidas, seremos julgados pela maneira como amamos, não pelas roupas que usamos. As roupas de “santo” que gostamos de vesti-la, e mostrarmos aos outros, são na verdade as nossas máscaras, que tanto insistimos em nos esconder dentro delas!. Não adianta usarmos roupas de “santo”, quando os nossos pés estão cheios de poeira!.

Poeira nos lembra de pó, de terra seca!. Quem de nós nunca sujou os pés?. Todos nós já sujamos os pés no meio do caminho!. Algumas vezes a poeira da vida pode se agarrar nos nossos pés até quando praticamos boas ações, mas com segundas intenções! Os pés dos discípulos não foram lavados somente porque iriam comer!. Foram lavados porque ficaram empoeirados pelos caminhos que tinham percorrido. E nós?. Será que nunca sujamos os nossos pés por esses caminhos que temos andado? 

Certa ocasião Jesus disse ser o Caminho!. Quem não quiser sujar seus pés não pode se desviar do Único Caminho!. Mas tem gente se desviando!. Quando se desviar, está na hora de deixar o Mestre lavar os pés. Jesus é o Único que lava os pés com a Água Viva. Quando nossos pés são lavados por Jesus, encontramos consolo, graça, alegria, e paz no coração. Judas deixou Jesus lavar seus pés é verdade, mas infelizmente não deixou lavar seu coração!. Eu quero sempre ter os meus pés lavados por Jesus!.

Amados, a poeira pode agarrar meu pé quando minto, quando traio, quando engano, quando acho que sou o único certo e todos são errados. Quando o orgulho toma conta de mim, quando desprezo a quem amo. Quando deixo de ser humilde, quando julgo meu irmão, ou quando o acuso injustamente. A poeira agarra meu pé quando me acho o melhor pregador da igreja!. 

A poeira agarra no meu pé, quando não ajudo quem precisa, quando acho meu irmão insignificante, quando digo ao meu próximo que não preciso dele!. A poeira agarra no meu pé quando não enxergo o problema do meu irmão, quando não o escuto, quando só sei dizer não. Quando olho os defeitos dos outros e não os meus, quando não oro por quem precisa, quando digo que não tenho tempo, mas tenho todo o tempo do mundo. Quando só sei fazer alguém chorar. A poeira agarra no meu pé quando estou querendo abandonar a igreja!.

A poeira vai agarrar no meu pé quando me torno ignorante dentro dos meus próprios conhecimentos. Quando penso que sei tudo, que conheço tudo, que tenho resposta para tudo, mas na verdade não sei nada de Deus. A poeira agarra no meu pé quando digo que tenho alcançado um alto padrão de santidade, mas de vez em quando ando por caminhos que me fazem pecar!. 

Ainda bem que Jesus veio para aqueles que precisam ser ajudados, alertados, e serem fortalecidos. Por isso, de vez em quando preciso entregar meus pés para Jesus lavar. Sabe por quê? Porque quando Ele tira a poeira dos meus pés, eu crio mais intimidade com Ele. Eu tenho o refrigério que minha alma precisa. Alcanço a minha santificação. Sou renovado na sua comunhão. 

Queridos, lavar os pés ajuda na caminhada. É quando posso ver de novo um horizonte promissor, pois começo enxergar a minha total dependência de Jesus. Ajuda a amar mais o meu irmão!. Pó nos lembra de terra seca!. Sujamos nossos pés quando estamos vazios de Deus!. A poeira quando permanece por muito tempo nos nossos pés, seca até os nossos ossos!. Poeira nos pés, espiritualmente falando, significa nossa vaidade, nosso orgulho, nossa presunção, nossa soberba, nossa arrogância, nossa pretensão, nosso medo. Jesus não quer nossos pés sujos com esse tipo de poeira. Quando Jesus lava nossos pés, significa que Ele está deixando o sinal da humildade, do zelo, do perdão, da fidelidade, do carinho, do amor, da compreensão, do afeto, da generosidade, do companheirismo, e da obediência.

Jesus disse que, se nossos pés não forem lavados, não teremos parte com Ele. Isso significa que hoje Sua comunhão conosco terminaria, e no reino vindouro também estaria perdida. Temos que nos voltar ao Senhor todos os dias, pois só assim teremos nossos pés limpos diariamente. Sei que muitos gostariam de seguir o exemplo do ladrão na cruz, que depois de seus pés limpos por Jesus, nunca mais tocaram a terra suja. Mas nem todos são salvos no leito da morte. A maioria vai ter que seguir sua jornada pelos desertos, e andar por caminhos extremamente perigosos!.

E cada um de nós sabe que nessa jornada não podemos vacilar, senão pecamos. Quando o pecado acontece nossos pés ficam sujos!. E olha que muitas vezes sujamos os pés por pequenas coisas, por tomarmos atitudes precipitadas, pensamentos impróprios, e sermos dirigidos por nossa insensatez. Pedro era como nós! De vez em quando ia aos extremos!. Jesus permitiu Pedro demonstrar a sua insensatez (julgamento errado) como uma lição para nós!. Pedro entendeu que o gesto de Jesus era por pura educação! Uma cortesia!. 

Jesus disse a Pedro o que Ele estava fazendo naquele momento, ele não entenderia, mas compreenderia depois. Há uma verdade aqui. Só entendemos as coisas de Deus quando temos a presença do Espírito Santo nas nossas vidas. Sem Ele, nada nos parece com clareza. O que veremos é uma bacia com água e uma toalha. Nada mais que isso!. Essa era a visão de Pedro!. 

E você, como tem enxergado Deus ultimamente?. Não pense que você pode viver relaxadamente, quando estiver contaminado pela poeira dos caminhos do mundo. Ter os pés lavados não é uma opção de Jesus, é uma condição essencial para fazer parte do reino celestial. Eu vos dei o exemplo (Jo.13.15). Essa é a única vez em todo o evangelho que Jesus diz isso. Em outras ocasiões Ele nos pede que aprendamos com Ele, ou que façamos certas coisas que Ele fez. Ao pronunciar essas palavras, Jesus se apresenta como modelo. Ele insiste em nos dizer que, se quisermos ser seus discípulos, e fazer parte do Seu Reino, temos que seguir o seu exemplo, lavando os pés dos outros!. 

Jesus está querendo nos dizer que lavar os pés dos outros, é termos um coração humilde, cheio de amor para com as outras pessoas. Quando Jesus nos pede algo, é preciso que o obedeçamos, nem que para isso tenhamos de tomar certas atitudes que irão além da nossa compreensão ou contra nossa vontade. Jesus nos convida a segui-lo no caminho da humildade, do perdão, da confiança, da comunhão, e do amor – assim jamais abandonaremos o nosso papel de discípulo!. Jesus convida seus discípulos a tirarem as suas vestes de status e de aparência de “santo”. E quando fizermos isso, nos apresentaremos aos outros com humildade, justiça, e um coração cheio de bondade, disposto a amar o nosso próximo até a sua volta. Isso é estar “revestido de Cristo”!.

Conclusão

Jesus nos convida a viver a loucura do evangelho: perdoando, amando nossos inimigos, dando outra face para bater, sentar e comer com o pobre, o manco, o aleijado, o cego e levantar os caídos!. Você consegue entender esse mistério?!. Jesus quer que tenhamos uma atitude interior de humildade e de servir o próximo. Ele está no pobre e no fraco!. Para isso, e preciso juntar o nosso coração com os outros. É um sinal de que juntos queremos viver um relacionamento de perfeita comunhão.

Vou terminar narrando uma história para que no final você possa refletir profundamente. O rei Luis IX da França costumava lavar os pés das pessoas, inclusive dos doentes, numa determinada data festiva da sua religião. Gostava de receber mendigos em sua casa e os servia na sua própria mesa. Um dia, enquanto ele caminhava com um acompanhante, eles ouviram o sino que avisava um leproso se aproximando. Seu acompanhante apavorado correu com medo de ter contato com o leproso. O rei Luís IX não se importou com a fuga do seu acompanhante. Foi direto ao encontro do leproso. Com os olhos cheios de ternura, beijou-lhe a mão!. Foi um gesto que marcou e ficou para sempre na história da vida desse homem!. 

Isso não foi realmente um gesto maravilhoso?!.Todos nós deveríamos ter um momento marcante como esse. Lembre-se: Quando Jesus pedir para lavar os nossos pés, é para que sejamos homens e mulheres curados e purificados, para curarmos e purificarmos os outros também!. Cristo falou duas coisas importantes: A primeira: VÓS DEVEIS TAMBÉM LAVAR. A Segunda: EU VOS DEI O EXEMPLO. 

Por ti darei a minha vida (v.37) – Essas foram as palavras corajosas de Pedro. O discípulo queria dizer que estava pronto para atacar até um batalhão de soldados só com sua espada (Jo.18.10). Mas nunca esteve disposto a lavar os pés dos seus irmãos como Jesus fizera (Jo.13.4). Pedro disse estar pronto para morrer pelo Mestre, mas não estava pronto para viver para Jesus!. Na verdade, Pedro ainda conservava muito do velho homem. 

Jesus não queria que os seus discípulos fossem reconhecidos somente por causa da doutrina diferente, dos milagres maravilhosos, e nem pelo amor aos perdidos; mas deveriam ser reconhecidos pelos seus atos de amor mútuo (v.35). Essa é a melhor marca do cristão para defender a doutrina de Cristo!.
Você já tem essa marca?. Que tal começarmos agora, EU LAVO OS SEUS PÉS E VOCÊ LAVA OS MEUS!. Que o Senhor nos abençoe rica e poderosamente...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.