Subscribe:

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

TOME POSSE DA CURA, USE A SUA FÉ SOBRENATURAL...


                            TOME POSSE DA CURA, USE A SUA FÉ SOBRENATURAL...
João: 4. 43; 54).
E dois dias depois Jesus partiu dali, e foi para a Galiléia. Jesus mesmo testificou que um profeta não tem honra na sua própria pátria. Chegando lá os Galileus, porque tinham visto todas as coisas que ele fizera em Jerusalém no dia da festa; porque eles também tinham ido a festa. Segunda vez Jesus foi a Caná da Galiléia, onde da água fizera vinho. Havia ali um réculo, cujo filho estava doente em Cafarnaum.
Este homem ouviu que Jesus vinha da Judéia para Galiléia, foi ao seu encontro, e rogou-lhe para curar o seu filho, porque estava a morte. Então Jesus disse-lhe: SE NÃO VIRDES SINAIS E MILAGRES, NÃO CREREIS. Suplicou o réculo, para Jesus ir depressa antes que morra. Assim como a mulher de “Sirofinicia de nação”, com a filha endemoniada. (Marcos: 7. 27).
Assim como Tomé, que precisou ver para crer, este século até mesmo a hora teve que perguntar para os seus, para acreditar no milagre que Jesus fez.
Ao contrário do Centurião, respondendo disse: Senhor, não sou digno que entres debaixo do meu telhado, mas somente diga uma Palavra, e meu criado sarará.(Crer, fé, confiança, certeza, na Palavra.)
Tiago diz que a fé sem obra é morta. Fé e obra: Obediência a Palavra.
A fé é a firme convicção (certeza, confiança) acreditar na Palavra de Deus, e nas suas promessas. Ele é fiel para fazê-la cumprir, no seu tempo.
 Ex: Fazer o que diz na Palavra: Fé + obra. Ou melhor obedecer aquilo que a Palavra diz que vai acontecer.
Assim como uma receita do médico, tem que tomar os remédios na doze indicada pelo médico e com o tempo sarará o doente. O paciente tem que fazer tudo certinho, crendo, confiando no médico, para dar certo a sua cura..

 Nos meus dias, assim como ontem, hoje, e sempre. É a firme esperança nas coisas que se espera, com paciência no tempo virá.(Só esperar, assim como um filho espera receber do pai o seu presente).
 Hebreus: 11.1.
ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem.
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.
Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.
Assim é a fé natural do ser humano, na ciência, em aprender a disciplinar o corpo a obedecer a palavra daquele que instrue, em ler e escrever,em sabedoria natural das coisas.( O régulo era assim, obediente, e tinha responsabilidade de ensino, e seus soldados também lhes respeitava suas ordens).
Uma formação de caráter aprendida, com mestres que nos instruem, para quando formos adultos podermos viver em harmonia com os demais, e estar preparado quando encontrarmos com Jesus, crer e obedecer.
 A Lei de Deus é até sermos, adultos, instruídos pela Lei e estatutos para sermos idôneos, capacitados para sermos chamados para fazer obras para Deus na terra.
Mas antes que a fé viesse: quer dizer que no Velho Testamento não havia fé, pela lei, nós estamos guardados, protegidos pela Lei; obrigações, trabalhos, rituais, sacrifícios, presos para aquela fé que se haveria de manifestar, quando Jesus manifestasse entre os homens.
 Na Lei, aprendemos tudo o que Deus quer.
A Lei era uma babá, que ensina, “um Aio”, que instrui, ensina a caminhar, dirigir, a falar, a andar, até sermos maduros, para entender, e compreender, sobre a fé sobrenatural. Além dos nossos sentidos, naquilo que vemos e ouvimos. Esta fé ultrapassa nosso entendimento humano.

 A Lei servira o homem até chegar ao conhecimento do Senhor Jesus Cristo, porque sem ela, não poderemos conhecê-Lo.
Crer, confiar nos seus ensinamentos, despertar para a fé viva em, OBEDECER A DEUS.
 A reforma da Lei. Pela fé em Cristo fôssemos justificados pela fé n’Ele.
 A fé em Jesus Cristo como Salvador e Senhor.(Rom 5. 1) SENDO POIS JUSTIFICADOS PELA FÉ, TEMOS PAZ COM DEUS POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.
 Jesus fez este segundo milagre quando ia da Judéia para Galiléia.
 Para recebermos milagres, devemos confiar na Palavra do Evangelho de Cristo, que não faz acepção, nem diferença de um servo ou livre, homens ou mulheres, nem rico e nem pobre, nem religiosos. Somente aqueles que tiverem fé n’Ele, verdadeira sem fingimento, Deus não se deixa ser enganado.
 A fé é um dos elementos para a salvação, uma dádiva que é necessária, é Deus quem salva o homem, e não o homem que se salva a si mesmo, mas Deus requer algum esforço por parte do homem.
Ninguém é salvo forçadamente, portanto é necessário a cooperação do homem para a salvação, fazendo com que a pessoa seja aquilo que Deus quer que ela seja.
 Elementos, como: FÉ, Graça, Regeneração, a Justificação, a Expiação, o Perdão, o Arrependimento, a Reconciliação, a Redenção, a Santificação, a Adoção, estejam presentes na Salvação da pessoa humana.
 A FÉ É IMPORTANTE
Primeiro é um objetivo, e segundo um substantivo, como interpretação.
A Bíblia declara que somos salvo pela fé.
Atos:16.31- E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.
Romanos: 5.1-TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.
Romanos: 9.30,32-Que diremos pois? Que os gentios, que não buscavam a justiça, alcançaram a justiça? Sim, mas a justiça que é pela fé. Mas Israel, que buscava a lei da justiça, não chegou à lei da justiça. Por quê? Porque não foi pela fé, mas como que pelas obras da lei; tropeçaram na pedra de tropeço.
Efésios: 2.8- Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
Enriquecidos com o Espírito Santo pela fé.
Gálatas: 3.5 a 14- Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé? Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti.
De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão. Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé. Ora, a lei não é da fé; mas o homem, que fizer estas coisas, por ela viverá. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito.
Santificado pela fé.
Atos: 26.18-Guardados pela fé. Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; a fim de que recebam a remissão de pecados, e herança entre os que são santificados pela fé em mim.
I Pedro: 1.5-Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo.
I João: 5.4- Estabelecido curado pela fé. Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?
Atos: 14.9- Este ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos, e vendo que tinha fé para ser curado.
Tiago: 5.15- E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, serão perdoados.
Concederemos o valor da fé no pensamento de Deus. Declarando que a fé é necessária e que, lhe agrada.
Hebreus: 11.6- E considera a descrença como um grande pecado. João 16.9—(A fé é Confiança em Deus).A descrença: incredulidade, é Tentar a Deus. Ou dizer: Deus é mentiroso, quebrando o Mandamento do Senhor, Todo Poderoso).
É como restrição sobre sua manifestação de seu poder.
Marcos: 6.5,6.- E não podia fazer ali obras maravilhosas; somente curou alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos.
E estava admirado da incredulidade deles. E percorreu as aldeias vizinhas, ensinando.
 A Fé, portanto, além de ser uma operação do Espírito, é também uma reação da alma. Ela é uma operação direta de Deus.
Atos 11.21-E a mão do Senhor era com eles; e grande número creu e se converteu ao Senhor.
É preciosa (II Pedro: 1.1) SIMÃO Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo.
É santíssima (Judas: 20)- Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo.
É frutífera (I Tessalonissenses:1.3)- Lembrando-nos sem cessar da obra da vossa fé, do trabalho do amor, e da paciência da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai.
A mais exercitada é a fé salvadora (Lucas: 18.42)- E Jesus lhe disse: Vê; a tua fé te salvou.
Fé Subjetiva,(fé interior) da alma, em sua própria natureza, desenvolve essa espécie de fé.(Romanos: 10.8,9) -O principio básico para que o homem se aproxime de Deus, crendo na sua existência (Hebreus: 11.6).
Definição: As Escrituras define a fé da seguinte maneira:
Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam,e a prova das coisas que se não vêem (Hebreus: 11.1) Porém o substantivo “Pistis” e o verbo Pisteuõ, definem-se como a atitude mediante a qual o homem abandona toda confiança em seus próprios esforços para obter a salvação..
É a atitude de completa confiança em Cristo, de dependência exclusiva d’Ele, a respeito de tudo quanto está envolvido na salvação. Assim, o verbo “pisteuõ” é freqüentemente seguido pela palavra: fé, diz respeito a fatos.
Quando o homem é possuído pela fé verdadeira, ele, então passa a andar num campo espiritual, em que as bênçãos de Deus se tornam sucessivas em sua vida.
É preciso ir além do mundo dos sentidos. Este mundo, entretanto, não pode ser ultrapassado sem que o homem tenha em si o verdadeiro elemento da Fé.
Lucas: 18.8-Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?
Atos: 6.7-E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava muito o número dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia à fé. E Estêvão, cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
I Timóteo: 4.1-MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios,
I Timóteo:6.10-.Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça, alguns, se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.
Judas: 3-Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos.
Confiança, é a palavra característica no Novo Testamento, para descrever a fé, crer, etc.
No Antigo Testamento,crer é aceitar a existência de Deus vivo e poderoso cujo auxilio era invocado
No Novo Testamento, a fé é transmitir numa dimensão de maior grandeza; chega a ser concebida como sendo “fundida, ligada”(Unir para formar uma substancia; ligar-se intimamente)
Exemplo: Jesus vendo (observe bem a frase) vendo a fé. (Marcos 2.5)
Este ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos, e vendo que tinha fé…(Atos 14.9. Hebreus 11.1–, define fé, como…”o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem.
Paulo diz a Timóteo, que os diáconos devem conservar o mistério da fé em uma pura consciência; e que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé.
Por outro lado, ele lembra a Timóteo que um bom ministro de Jesus Cristo deve ser…criado com as palavras da fé…(I Timóteo 4.6).
Não queremos dizer aquele conhecimento que percebemos por nossos sentidos naturais; mas uma fé, que é, tão superior que a mente deve transcender a si mesma para alcança-lo. Por isso Paulo fala de conhecer o amor de Cristo…(Efésios 3.19) e desde que se diz que andemos por fé e não por vista, fica claro que as coisas que aprendemos pela fé estão atualmente oculta da nossa vista. “Nos não vemos”!. Daí concluímos que conhecimento da fé consiste na certeza mais do que na comparação (Hebreus11. 27) Temos chamado este conhecimento de formação certa, porque a fé, não se satisfaz com opiniões vacilantes e percepções confusas, mas procura uma certeza plena e fixa.(Sem sombra da duvida)
 A fé descansa na certeza… É certeza!. (Hebreus 11.1).
Na aprovação de Deus, para qual a fé olha, percebemos que temos a vida eterna; porque se Ele nos assegura do seu amor, nenhum bem pode nos faltar.
Portanto, assim a fé descansa na certeza de que, embora nos faltem mais coisas que pareçam necessárias, na ciência terrena Deus nunca nos faltarão (Salmo 23.1; pelo contrario, se tivermos todas as coisas que desejamos, mas não tivermos certeza que Deus nos ama ou nos odeia, nossa felicidade estará sob uma maldição e, portanto, então será uma miséria).
Onde quer que exista fé viva, ela necessariamente deve ser acompanhada pela esperança da salvação eterna como doação divina mediante esta fé, pois se não tivermos esta esperança, por mais capacidade de falamos sobre a fé, fica evidente que não temos fé alguma.
Pois a fé acredita que Deus é verdadeiro e, portanto, a esperança aguarda que Ele cumpra sua promessa no divido tempo; o pela fé acreditamos que Ele é nosso Pai, e a esperança confia que Ele nos trata como filhos; e, sempre estamos ouvindo o soar da sua voz divina:….a TUA FÉ TE SALVOU!. E ainda mais…em esperança da salvação. ( Lucas 18.42—Roma 8.24)

Pelo arrependimento, o pecador abandona o pecado; pela fé ele volta para Cristo. Mas o arrependimento e a fé são inseparáveis.
 O arrependimento e a fé em ação. Os aspectos desta fé são aprofundados nas dimensões da vida espiritual.
Nesse sentido, a fé em relação àquele que a possui, deve ser não fingida, ou seja deve ser a expressão de sua vida interna ( no espírito e na alma).
Assim a fé se compõe de três elementos essenciais:
 O elemento intelectual (Roma 10.14,15). Como pois invocarão aqueles que não creram? E como crerão naqueles de que não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como esta escrito; Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!
 O elemento emocional, compreendendo a reação favorável do coração. (figura da, “Alma”).
Romanos 10.9,10—A saber; Com tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
 O sentido volitivo. Une-se o consentimento da vontade.
João 1.12- Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que “creem” no seu nome.
 SUA ESSÊNCIA EM PLENITUDE.
A essência da fé consiste em receber o que Deus tem revelado e pode ser definida como aquela confiança em Deus, e em Jesus Cristo, a quem Ele enviou, que o recebe como Salvador e Senhor, e a seguir produz obediência por amor, e obras revelada a soberania de Deus. (João 1.12)
Portanto, a fé se manifesta sobre estes aspectos:
Na salvação. Neste ponto de vista de observação, a fé é uma confiança pessoal (sem merecimento próprio) no Senhor Jesus Cristo como morto por nossas ofensas e ressurgido para nossa justificação. (Romanos 4.5.23.25)
Na oração. Nesse sentido, a fé é a confiança que temos nele que, se pedimos o que precisamos (não o que merecemos), Deus colocará essa fé em confronto com sua vontade, e assim, Ele nos ouve (I João 5.14,15)
 As coisas invisíveis. Referente as coisas invisíveis de que falam as Escrituras, a fé lhes dá “Substância”, de maneira que agimos na convicção da sua realidade (Hebreus 11.1,37)
Com o principio ativo. Que opera na vida do homem, o uso da fé é descrita, em varias relações, que vão desde a crença inicial até a confiança dependente.
Envolve o intelecto, as sensibilidades e a vontade e se expressa em obras que se harmonizam com a verdade crida.
Portanto, quando temos a fé como principio ativo na vida humana, então ela passa a sofrer três graus de definições...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.