Subscribe:

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O REI PERDEU O SONO...



                                                       O REI PERDEU O SONO...

Ester 4: 13,14

Introdução

Se abrirmos o livro de Ester e lermos sua história verídica, poderemos, com um pouco de atenção, perceber que em todo o livro o nome Deus não é mencionado uma só vez. É o único livro da Bíblia onde isto acontece. 
Analisando o texto hebraico, poderemos perceber uma curiosidade maior ainda: muito embora, assim como em nossas traduções, não encontramos o nome Deus (por extenso), perceberemos que a letra inicial de cada bloco (que chamamos versículo) é uma letra do nome Deus (em hebraico). Verificamos então que “por trás” de todo o livro o nome Deus se encontra presente sob a forma de um grande acróstico e que, demonstra de forma literária como a ação de Deus está implícita na história ali narrada.

Exposição

O povo de Deus não é livre de sofrimentos. Muitas vezes passamos por aflições indescritíveis e a ordem das coisas parece prejudicar-nos. No livro de Ester verificamos a ascensão social do perverso Hamã que sendo um descendente de Esaú, detestava o povo Judeu e da mesma maneira notamos, por exemplo, a ascensão social de pessoas que na sua falta de compromisso com Deus vive prejudicando ao próximo. Apesar disso, mantemos a confiança em Deus e em sua promessa de que tudo coopera para o bem daqueles que o amam e que são chamados segundo seu propósito (Rm 8:28).
Certa vez, eu estava assentado sob uma marquise de concreto em um ponto de ônibus. Era uma rua reta e um pouco deserta apesar de ser dia ainda. De repente ouvi uma voz dizendo para que eu me levantasse e fosse até a beira da rua ver se o ônibus estava vindo. Pela lógica, eu não precisava fazer isto porque mesmo assentado poderia verificar tal fato. No entanto, levantei-me e pude em fração de segundos ouvir um grande barulho atrás de mim. Voltando os olhos levei um grande susto ao constatar que uma Kombi havia batido em um poste e que este poste caindo sobre a marquise, levou a mesma a se partir exatamente no lugar do banco em que eu estava assentado. Isto é providência de Deus!! 
Sabendo Deus que Hamã seria revestido de autoridade, providenciou o livramento do rei Assuero por meio de Mardoqueu e elevou Ester à posição de Rainha.
Muitas vezes oramos e temos a sensação de que não somos atendidos ou de que Deus não está nos ouvindo. Mas a Bíblia nos diz que ainda que uma mãe se esqueça do filho que ainda mama, Ele não se esquecerá de seu povo (Is 49:15). Mardoqueu diante de Ester demonstrou sua confiança em Deus dizendo que ainda que ela se calasse, certamente o socorro divino viria de alguma outra maneira (Ester 4:14). Isto pode ser confirmado pela expressão do salmista que diz “Elevo os meus olhos para o monte, de onde me virá o socorro? O meu socorro vêm do Senhor que fez os céus e a terra” (Sl 121:1,2). Não deposite sua esperança em homens, mas no Jeová Jireh, o Deus da Providência.

Existe ainda um outro lado. Assim como no livro não encontramos o nome de Deus por extenso, existem pessoas que levam a vida sem querer saber do que Deus deseja para suas vidas. Vivem uma vida vazia, sem sentido, uma vida rotineira regada por problemas e acontecimentos que excedem o controle da situação. Pessoas assim chegam facilmente ao desespero por não terem dentro de si a paz que só Jesus pode dar. Muitos apoiam se em boas obras achando que garantirão assim sua salvação. E para a infelicidade destes, a bíblia nos diz que “Porque pela graça sois salvos por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras para que ninguém se glorie.” (Ef 2:8,9). Talvez alguém possa perguntar: “Pra que preciso de salvação?”. Não importa como você viva, saiba que a sua alma não está sujeita a morte física e que haverá uma continuidade após a fatalidade acontecer. Após a morte, aqueles que viveram em Cristo estarão eternamente com Deus ao passo que o inverso também é verdadeiro. Você então pode estar pensando que Deus seria injusto se não permitisse que você voltasse para reparar seus erros, mas diante disso faço uma pergunta: “Quem é o homem para julgar a Deus e decretá-lo justo ou injusto?” Deus não é justo ou injusto, ele é a própria justiça e todos os seus atos são de justiça independente da lógica humana. Deus não tem que agir conforma nossa limitada compreensão, mas sendo ele soberano declara em sua palavra que “ao homem está ordenado morrer uma só vez, e, depois disto, segue-se o juízo”.
Pela providência divina, Jesus foi enviado ao mundo justamente para que nós não tenhamos que fazer nada a não ser atender o seu chamado reconhecendo-o como Senhor e Salvador de nossas vidas.

O Rei Assuero, certa vez, perdeu o sono. Sua insônia foi propósito de Deus para que ele lesse o livro das crônicas do reinado e justamente o trecho que demonstrava o livramento recebido por meio de Mardoqueu.
Deus também permite que servos seus percam o sono. Isso acontece para que eles percebam a necessidade de buscá-lo em oração e leitura da palavra. Para que aprendam a ouvir sua voz em meio a tempestade e para que possam lançar sobre Ele toda a ansiedade lembrando-se das palavras de Cristo em Mt 6:25-34 quando nos orienta a olhar para as aves do céu e atentarmos para o fato de que elas não guardam comida para o dia seguinte, mas que o pai celestial as sustenta dia após dia. Da mesma forma nos convida a olhar para os lírios do campo e observar que a beleza natural de suas “roupas” não puderam ser igualadas nem sequer pelo grande rei Salomão em toda a sua glória. Ao perder nosso sono por alguma aflição, temos o consolo de salmos 30:5 que diz “... o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”.
Muitos outros não possuindo compromisso com Deus, também perdem seu sono devido aos problemas da vida. O que têm tirado seu sono? Desilusões, Angústia, Preocupações, Depressão, Dívidas, Ansiedades... Saiba que Deus permite isto para que as pessoas percebam que a vida delas não têm sentido longe de Deus, para que reconheçam sua incapacidade frente as adversidades e que existem forças maiores do que seus fracos recursos. Essas pessoas precisam de Deus urgentemente!!!

Conclusão

Uma pessoa jamais poderia entrar na presença do Rei Assuero se não fosse por ele convidada. Isso traria a morte ao atrevido(a) a menos que o rei estendesse seu cetro. O Rei Jesus é um rei diferente de todos os outros, ele convida todos a estarem em sua presença e os concede salvação, trazendo uma vida abundante advinda de sua graça. Isso significa ter alegria, paz interior (independente de circunstâncias), a certeza da salvação em Cristo Jesus e uma vida de adoração em constante agradecimento pela providência de Deus em enviar seu filho para morrer por nós, sendo nós ainda pecadores. Que você possa a cada dia reconhecer esta providência tendo o Senhor Jesus como seu único e suficiente salvador...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.