Subscribe:

sábado, 20 de agosto de 2016

O PRIMEIRO MILAGRES DE JESUS...


                                          O PRIMEIRO MILAGRES DE JESUS...
João 2:1-11
Introdução: O que é um milagre? 
Deixe-me sugerir esta definição para você:
Um milagre é quando Deus intervém para reverter a maldição que causou o fluxo natural descendente de morte para todas as coisas.
Deus é o único que colocou a ordem natural das coisas. Deus pode usar seu "poder maior" para subverter a ordem natural. A ordem natural das coisas, é a morte. Cristo veio para nos trazer a ressurreição e a vida. Veremos este princípio aplicado no primeiro milagre.
Cinco ingredientes do primeiro milagre: Não teria sido um milagre a menos que: 
1. Jesus foi convidado.
(João 2:1 ) “Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus”
(João 2:2 ) “Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento”
Se Cristo não tivesse sido convidado, não teria havido nenhum milagre!
2. A grande necessidade.
(João 2:3) “Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho”
A grande necessidade de mais vinho se tornou a porta de entrada do milagre. Se nunca tivemos uma necessidade na nossa vida, nós não veríamos a nossa grande necessidade para o Deus de milagres.
3. Uma mãe orando.
(João 2:3) “Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho”
Observe como breve e exata foi a oração de Maria. Não precisa chorar alto; longas orações para que Deus possa nos responder. Maria simplesmente chamou a atenção de Cristo, "Eles não têm vinho".
4. Servos obedientes.
(João 2:5) “Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser”
Sem os serventes para trazer a água, o milagre não teria ocorrido. Antes que Deus possa nos abençoar com a graça, temos que tornar-se servos dispostos, obedientes e humildes.
5. O vinho tinha que ser provado.
(João 2:9) “Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo”
Eu não acredito que a água se tornou vinho até que os lábios do mestre-sala tocou a boca do copo. Deus espera que caminhemos pela fé.
Conclusão: Quando Moisés foi a Faraó com os seus milagres, os milagres foram milagres de morte. Moisés representava a lei. A lei só poderia levar à conclusão de morte. Cristo veio com graça, proporcionando vida. Moisés transformou as águas do rio Nilo em sangue, tornando-as intragável. Cristo transformou água em vinho.
Que possamos celebrar o milagre da vida nova que temos em Cristo. A mudança de vida de todos os milagres é a da salvação da alma. Por meio de Cristo e sua graça, podemos levar o milagre da salvação a todos aqueles que o receberem...

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.