Subscribe:

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

LÁGRIMAS DE UM PASTOR...


                                                LÁGRIMAS DE UM PASTOR...
Todos nós já choramos na vida pelo menos quando nascemos choramos. Alias este é o enigma da vida: “nascemos chorando ou pelo menos alguém chora por nós”. O incômodo da vida é que quando começamos a gostar dela aí já está na hora de ir embora.
Mas sem dúvidas que todos nós passamos por momentos de lágrimas, lágrimas de emoção, a alegria de uma formatura. Também choramos de sofrimento, alguém querido que vai embora, a perda de mãe, aqueles que tiveram o dissabor de perder um filho, um parente chegado. Chora-se também quando se sofre uma calúnia e se vê enlameado na sua reputação e na sua dignidade.
Enfim chora-se por vários motivos, mas um dado curioso é que as lágrimas se secam com o lenço, com a mão ou com o ar. Ninguém guarda lágrima, ninguém carrega um vidrinho e vai guardando as suas lágrimas. ... Vamos voltar ao texto lido: “…recolhe as minhas lágrimas em teu odre…”. DAVI esta dizendo que Deus guarda as nossas lágrimas: “… recolhe as minhas lágrimas..”.
Naquele tempo não havia vidro e os recipientes para líquido eram de couro e então se guardava água, vinho e leite dentro de um vasilhame de couro. “Recolhe as minhas lágrimas em teu odre”.
O que DAVI está dizendo é que ele passou um momento muito difícil na sua vida e vem contando isso no seu salmo, mas quando chorou, as lágrimas que deveriam ser secadas com a mão por ele foram guardadas por Deus. É uma figura poética. As lágrimas do fiel são guardadas num frasco. Ele descobriu isso na sua experiência. O seu sofrimento e o seu choro não foram despercebidos por Deus.
E podemos dizer que o primeiro significado desta expressão para as nossas vidas é que Deus vê as nossas lágrimas. “recolhe as minhas lágrimas”. A ideia é que ele passou por um momento sombrio, vinha passando titubeante e Deus estava contando os passos dele. DEUS estava vigilante no momento da sua crise.
A declaração do salmista é muito simples: Deus está atento ao que se passa conosco, ele vê. Para o Salmista DEUS não é um ídolo qualquer, muito pelo contrário, o salmista ironiza os ídolos: Abra sua Bíblia no Salmo 115:4-7 e veja o que ele diz:
“Os ídolos dele, de prata e outro, são feitos por mãos humanas. Tem boca, mas não podem falar olhos, mas não podem ver; tem ouvidos, mas não podem ouvir, nariz, mas não podem sentir cheiro; tem mãos, mas nada podem apalpar, pés, mas não podem andar”
Ou seja o Salmista fica admirado com as pessoas que confiam em ídolos e depois finaliza no v. 8: “Tornem-se como eles aqueles que os fazem e todos os que neles confiam”. – Porque eles não podem ver, não fazem nada, são ídolos, são mortos, são inúteis, …… mas ele diz que o seu Deus contou as suas lágrimas. Com Deus é diferente.
Eu li a história de um homem que perdeu o seu filho num acidente e então, profundamente magoado, foi procurar o pastor da Igreja e disse: eu só tenho uma pergunta para fazer, quando meu filho morreu onde é que Deus estava? Quando meu filho morreu o que Deus estava fazendo? Respeitando a dor do homem o pastor não disse nada, mas no dia seguinte foi procurá-lo e disse: Eu vim responder a sua pergunta, quando o seu filho morreu Deus estava no mesmo lugar em que estava quando o filho dele morreu. Quando seu filho morreu Deus estava fazendo a mesma coisa que estava fazendo quando o filho dele morreu.
Ou seja, sofrimento não é algo que Deus ignore porque o Deus da Bíblia é também o Deus que sofreu, que tem o conhecimento do sofrimento e da dor não por onisciência mas por experiência. Vivenciou o medo, irritou-se, afligiu-se, experimentou a angústia, chorou por sua própria vida, passou por uma ansiedade enorme. Será que Deus não vê a tempestade em que eu estou? Sim, vê. O salmista diz que ele vê e conta as lágrimas, Ele sabe o que é sofrimento e Ele guarda.
Em Mateus 6 quando JESUS esta falando sobre as preocupações da vida, nós encontramos uma declaração que cada um de nós deveria guardar e carregar consigo a cada momento. A declaração de Jesus foi esta: “pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas, mas o Pai Celestial sabe que vocês precisam delas.”
Quero chamar a atenção para a palavra que está traduzida aqui por sabe: “… O Pai Celestial SABE…” – não é a palavra costumeira para o conhecimento que se adquire por estudo, por formação, porque alguém disse, …….. é um conhecimento profundo, estabelecido, que nunca pode ser mudado, que a pessoa tem, está nela e nunca vai esquecer. Deus sabe, o pai sabe, diz Jesus.
Por isso o salmista diz, “recolhe as minhas lágrimas no teu odre”. – Ele vê o nosso sofrimento. Se você está passando por aflição ou por alguma necessidade não deve pensar: Deus me esqueceu, ou Deus Não está vendo, ou Deus não se importa. Porque Deus nos vê, se importa, Deus sabe, ele conta.
No v. 8, do Capítulo 56, que é o nosso texto base diz ainda o Salmista: “acaso não estão anotadas em teu livro?”. – Ele vê, ele guarda, ele anota. Segunda lição: ele vê as lágrimas, ele recolhe as lágrimas, põe num odre, num frasco, põe para recordar, elas estão ali. Cada vez que olha vê aquilo ali. É significativo o que o salmista está dizendo. As lágrimas do fiel têm valor. Não estão no teu livro? Não estão inscritas no teu livro?
Alguns de nós fazemos uma agenda dos nossos grandes eventos. Marcamos alguma coisa que nos aconteceu. Registramos o nascimento de um filho, uma formatura, alguma coisa que nos diz valor e que não queremos esquecer. As minhas lágrimas estão inscritas no teu livro. Tu anotaste. É o que o salmista está dizendo. Ele não ignora.
Tanto é que no salmo 139:16 o salmista faz outra observação: “Os teus olhos viram o meu embrião, todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir”.
Ou seja, quando eu ainda estava no ventre da minha mãe, quando era um embrião, um feto, os olhos do Senhor já me viam. A vida não é sem sentido, sem nexo, ela tem um sentido. É por isso que entendemos o que Paulo diz mais tarde: “sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus”. Quando ele está no controle não há absurdos.
De vez em quando ouvimos alguém dizer: “Deus escreve certo por linhas tortas.” – Entretanto para Deus não há linhas tortas, as linhas são sempre retas, mesmo que em um determinado momento alguma coisa não possa ser explicada, ele viu, ele sabe, ele não perdeu o controle e por vezes o que estraga tudo não é problema em si, mas a nossa reação diante do problema.
Não é a crise em si porque elas vêm sobre todos, mas é a maneira como nos posicionamos diante desta crise, esquecemos que ele vê, que ele anota, que ele participa, e quando nos esquecemos que Deus está presente nestes momentos e que Deus conduz estes momentos, participa dele, aí nos desestruturamos.
Ele recolhe e ele guarda, ele não ignora. Por fim, podemos dizer, ele vê, ele guarda, ele enxuga as lágrimas. Porque se só visse e dissesse,olha ele está chorando, isso não adiantaria muito, mas ele enxuga as lágrimas.
No livro do Apocalipse 21:4 encontramos esta expressão: “ELE enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou” – E alguém poderá dizer assim: espere um pouco, pulamos de salmos onde ele está narrando um problema agora para o Apocalipse onde ele diz que ele enxugará todas as lágrimas, mas só no céu? Eu vou ficar chorando aqui este tempo todo? Só no céu é que minhas lágrimas serão enxutas? Será que tudo que o evangelho tem para me oferecer é uma esperança do lado de lá, é um par e muletas? Eu gostaria de encontrar um pouco de resposta aqui e agora.
Houve um homem que chorou muito no Antigo Testamento, ele era um adolescente e os irmãos não gostavam dele, pensaram primeiro em matá-lo, depois acharam que não valia nem a pena matar e o venderam como escravo. Ele tinha alguns valores morais e resolveu se pautar por eles e quando rejeitou o assédio sexual de uma mulher (isso já havia naquele tempo), ele foi parar na cadeia e lá fez amizade com algumas pessoas. Pediu que elas se lembrassem dele e um sujeito que ele ajudou se esqueceu dele e o tempo se passou.
Não parece, porque a coisa está ruim, mas o Senhor estava com José e este homem acaba saindo da masmorra para ocupar o segundo posto do país, ele sai para o exercício do vice-reinado. Agora não mais como um adolescente rejeitado, ele será o salvador dos irmãos e do pai, não mais como alguém na masmorra, mas como alguém com toda a autoridade de mando este homem tem as suas lágrimas enxugadas.
E em Gênesis 41:51-52 fala-se que quando nasceu seu primeiro filho, José o chamou de Manasses, pois disse: “Deus me fez esquecer de todos os meus trabalhos, e de toda a casa de meu pai.” – Ao segundo chamou-lhe Efraim, pois disse: “Deus me fez próspero na terra da minha aflição.”
Dois filhos com duas mensagens: Deus me fez esquecer e Deus me fez próspero. – Seria muito fácil prosperar na terra do pai porque ele era rico, o avô já fora rico e presume-se que filho de rico e neto de rico prosperem. A menos que seja de uma incompetência cavalar, caso contrário vai prosperar.
Mas agora estar como escravo, parar numa prisão e sair de lá para ser o segundo homem do país é preciso realmente muito a graça de Deus. Não estava Deus vendo o que estava acontecendo com ele? O Senhor era com José. E depois esta declaração sua: Deus me fez esquecer.
As recompensas que Deus tem para dar àqueles que nele confiam são muito maiores do que os dissabores que enfrentamos. Deus me fez prosperar. O caminho que Deus tem para avançarmos, progredirmos é muito maior do que o que nos amarrou atrás. O que está sendo dito é isto: Deus tem muito mais para dar do que o mundo tem para nos afligir de dores.
Deus me fez esquecer, Deus me fez prosperar. … Você pode imaginar quantas lágrimas José derramou? Podemos imaginar um adolescente com saudade do pai, porque quando ele encontra os irmãos, anos depois, os irmão não o reconhecem, ele faz uma pergunta, vosso pai vive? Saudade do irmão caçula. Não tendes um irmão menor? Como está ele? Mas Deus viu, Deus guardou e Deus enxugou.
Uma das lições mais ricas que podemos aprender na Bíblia é que Deus não é uma força, uma energia cósmica, um olho dentro de um triângulo, não é uma pirâmide, mas é um Deus pessoal que ama os homens, entra nas suas vidas, deseja participar delas, pode enxugar as suas lágrimas, pode transformar, modificar a sua vida. A sua vida pode ser mudada e mudada para sempre.
Voltemos ao Salmo. Embora esta passagem seja muito bonita “… recolhe as minhas lágrimas no teu odre, acaso não estão anotadas em teu livro?” a ideia mais forte do Salmo aparece nos versículos 4,10 e 11. Veja comigo:
V. 4 – “Em Deus, cuja palavra eu louvo, em Deus eu confio, e não temerei. Que poderá fazer-me o simples mortal?”
V. 10/11 – “Confio em Deus, cuja palavra louvo, no Senhor cuja louvo, em Deus eu confio e não temerei. Que poderá fazer-me o homem?”
É como se ele estivesse dizendo, me fizeram chorar, chorei muito, tive muitas lágrimas mas eu confio neste Deus, louvo este Deus, ponho a minha confiança nele, o que os mortais podem me fazer? E repete: “neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei, que me pode fazer o homem?”.
Eu quero terminar a nossa reflexão fazendo a você algumas perguntas: Você tem lágrimas? Talvez visíveis, escorrendo pela face, dentro, no coração. – Você tem a face sombria, tem vontade de chorar, sente que a vida está uma bagunça, desorganizada, precisando ser mudada?
O Salmo 27 diz assim: “O Senhor é a minha luz e a minha salvação, de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio, de quem terei medo?” –
E no versículo 14 ele diz assim: “Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor.” – Se você chora DEUS quer secar as suas lágrimas, Ele vem notando, vem fazendo anotação de cada sofrimento, de cada crise e de cada sofrimento, mas Ele quer enxugar e parar com isto.
Você não vai encontrar alívio espiritual, conforto e nem poder para mudar a sua vida fora do evangelho, os ídolos não podem nada, diz o texto que já lemos, mas Deus pode, ele vê, ele seca, e ele deseja participar da sua vida.
Nesta noite eu quero pedir que você deixe DEUS secar as suas lágrimas, entrar na sua vida, transformá-la. Quero convida-lo a confiar nele de todo o coração, a entender que a sua vida pode mudar e que sem ele a vida não vale a pena.

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.