Subscribe:

terça-feira, 26 de julho de 2016

APROVEITANDO ÀS OPORTUNIDADES COMO FEZ O CEGO BARTIMEU...


         APROVEITANDO ÀS OPORTUNIDADES COMO FEZ O CEGO BARTIMEU...
46  E foram para Jericó. Quando ele saía de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho.
47  e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno, pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim!
48  E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim!
49  Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama.
50  Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus.
51  Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver.
52  Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora (Mc 10.46-52).
Introdução
Oportunidade é coisa que não se perde, que não se desperdiça, porque perder uma oportunidade pode significar perder até mesmo a alma. Não sei quantas oportunidades você já teve e não sabemos quantas oportunidades ainda teremos pela frente. Não sabemos qual é o tempo de Deus. Não sabemos quando o relógio de Deus vai parar de bater para nossa vida. Não sabemos se a oportunidade que estamos tendo hoje não seja a última oportunidade de nossa vida.
O texto que lemos nos fala de um homem que não desperdiçou a última oportunidade de sua vida. Jesus está indo para Jerusalém onde seria crucificado e morto e está passando por Jericó. Aquela era a última vez que Jesus passaria por Jericó. Nunca mais Jesus passaria por aquela cidade. Aquela era a última oportunidade de Bartimeu.
Jericó era o último posto de parada antes de chegar a Jerusalém. Era a cidade onde as caravanas se abasteciam e compravam provisões. Era onde as pessoas se reuniam em grupos para organizarem suas viagens em caravanas para subirem a Jerusalém.
Estava indo esta caravana, subindo para a cidade de Jerusalém e aqueles que não podiam ir, prostravam-se ao lado da estrada e saudavam aqueles que caminhavam para a festa. No meio da multidão, um homem que não pode ir à festa, percebendo o alvoroço, procura saber o que está acontecendo. Alguém então lhe diz: Jesus de Nazaré está passando por Jericó. Aquele homem começa a gritar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim. A multidão tentava calar a sua boca, mas ele clamava ainda mais forte: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim. E naquele momento Jesus parou para ouvi-lo. Jesus o curou, o salvou e ele tornou-se um seguidor de Jesus, porque ele não desperdiçou a sua última oportunidade.
1 – A SITUAÇÃO DE BARTIMEU ANTES DE SEU ENCONTRO COM JESUS
A – Era um cego mendigo
46 E foram para Jericó. Quando ele saía de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho
 Bartimeu estava assentado à beira do caminho. Quem era este homem? Diz a Bíblia que ele era cego e mendigo. Faltava-lhe luz nos olhos e faltava-lhe dinheiro no bolso. Estava entregue as trevas e a miséria. Ele vivia a esmolar na beira da estrada, dependendo totalmente da benevolência dos outros. Um cego que não sabe para onde vai e um mendigo que não tem para onde ir. Esta era a situação deste homem antes de se encontrar com Cristo.
B – Estava assentado à beira do caminho
46 ... Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho
Este homem não era apenas um cego e um mendigo, este homem estava com a sua imagem desvalorizada. Além de cego, além de mendigo, ele não tem valor, ele não tem dignidade, ele não é valorizado por ninguém. Ele é alguém desprezado, esquecido, ninguém lhe dirige a atenção a não ser para por a mão no bolso e jogar algumas moedas em sua capa.
Este homem não estava apenas sem saúde, sem dinheiro, ele estava também sem valor próprio. Ele não carregava apenas a sua capa, carregava também seus complexos, seus traumas, suas feridas, suas angústias.
Bartimeu estava assentado à beira do caminho. Ele não estava no caminho. Não estava entre a multidão que seguia para Jerusalém. Ele estava desprezado à margem do caminho e ninguém se importava com ele. O que um homem deste podia fazer? Mesmo estando desprezado na beira do caminho, Bartimeu tomou uma atitude que salvou sua vida:
2 – AS ATITUDES DE BARTIMEU DIANTE DA OPORTUNIDADE
A – Ele buscou a Jesus
47  e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno...
Ninguém é salvo apenas pelo desejo de ser salvo. Não basta apenas honestidade e sinceridade, é necessário buscar e buscar a pessoa certa. Os homens procuram muito mais outros deuses para buscarem a sua salvação, mas há somente um Deus que pode salvar. Os homens procuram muitos atalhos para o céu, mas há somente um caminho para o céu. Existem alguns ditados por aí que as pessoas usam, mas não param para refletir: “o que importa é ter uma religião”; “toda religião é boa, se você for sincero é o que importa”. Mas isso é uma mentira. Existe apenas uma verdade e tudo aquilo que não está em consonância com essa verdade, não é verdade. A Bíblia diz:
12  E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (At 4.12).
Isso quer dizer que não existe salvação fora de Jesus. Qualquer outro que se apresente como salvador não vai poder salvar porque é impotente e incapaz de salvar. A Bíblia ainda diz:
5  Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem (1 Tm 2.5).
Portanto, se você buscar qualquer outro personagem, a não ser o Senhor Jesus, você não chega a Deus, por mais honesto que seja, por mais sincero que seja, por mais profunda que seja a sua busca.
Bartimeu não clama por Pedro, não clama por João, não clama por Tomé. Ele clama pelo Senhor Jesus. E olha como ele chama Jesus:
47  e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno, pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim!
Esta palavra: filho de Davi é o termo messiânico de Jesus. Com a sua cegueira, Bartimeu enxergou mais do que os sacerdotes, os escribas e os fariseus que não reconheciam a Jesus como o Messias.
Encontramos no V. T. muitos milagres, mas não temos o relato de nenhuma cura de cego. Os judeus acreditavam que o milagre da cura de um cego, era um milagre só possível na era messiânica. Somente o Messias, quando viesse ao mundo, poderia realizar o milagre da cura de um cego.
18  Naquele dia, os surdos ouvirão as palavras do livro, e os cegos, livres já da escuridão e das trevas, as verão (Is 29.18).
5  Então, se abrirão os olhos dos cegos, e se desimpedirão os ouvidos dos surdos;
6  os coxos saltarão como cervos, e a língua dos mudos cantará; pois águas arrebentarão no deserto, e ribeiros, no ermo (Is 35.5,6).
Por isso que os fariseus não podiam admitir que Jesus curou aquele cego de nascença no tanque de Siloé. Se admitissem a cura, admitiam que Jesus era o messias.
Bartimeu tem uma consciência profunda na frente de quem se encontra, de alguém que é mais do que um homem e que opera mais do que milagres. Ele entende que está diante do próprio Filho de Deus, diante do Messias tão esperado por Israel, o Salvador do mundo, a ponte que liga o homem a Deus, o único que poderia lhe trazer salvação. E ele repete este gesto quando diz:
51  ... Mestre, que eu torne a ver.
Essa palavra mestre não é a palavra comum que se usa para mestre no grego do N. T. A palavra que ele usa aqui só aparece mais outra vez no N. T.:
16  Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, lhe disse, em hebraico: Raboni (que quer dizer Mestre)! (Jo 20.16)
Bartimeu usou a mesma palavra que Maria Madalena usou lá no túmulo do Cristo ressurreto. Isso porque ele compreendeu que Jesus tinha poder e autoridade para lhe dar visão. Ele entende que Jesus era a resposta para sua busca, o pão para sua fome, a água para sua sede, o caminho para seus pés, o único que poderia levá-lo até Deus.
Bartimeu aproveitou a oportunidade que teve e buscou aquele que podia curá-lo. Se você quer ser salvo, você tem que procurar a pessoa certa, tem que ir a Jesus.
B – Ele busca com humildade
47  ... pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim!
Bartimeu não chega apelando para direitos, mas ele chega clamando por misericórdia. Nenhuma pessoa pode ser salva a não ser que reconheça o seu pecado e clame por misericórdia.
Você pode ser uma boa pessoa, um bom pai, uma boa mãe, um bom filho, um bom empregado, um bom patrão, um homem honrado, uma mulher honrada, um filho honrado. Você pode ter alcançado vitórias maravilhosas na sua vida e ter conseguido sucesso na sua carreira profissional. Você pode ser uma pessoa admirada na sociedade pelo seu caráter, pela sua bravura, pelos seus méritos, mas você é um pecador. A Bíblia diz que as nossas justiças aos olhos de Deus não passam de trapos de imundícia e que não há nem um justo sequer:
6  Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades, como um vento, nos arrebatam (Is 64.6).
10  como está escrito: Não há justo, nem um sequer,
11  não há quem entenda, não há quem busque a Deus;
12  todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.
23  pois todos pecaram e carecem da glória de Deus (Rm 3.10-12,23).
Nenhum homem e nenhuma mulher podem chegar para Deus e lhe dizer: Senhor, quero entrar no céu porque mereço, porque fiz por onde, porque tenho méritos acumulados, porque tenho obras suficientes para entrar ai. A Bíblia diz que ninguém pode alcançar esta posição. Somente aquele que reconhece que é pecador pode entrar no céu.
Talvez você esteja pensando: mas não me lembro de nenhuma coisa errada que tenha feito. Você não é pecador porque peca, você peca porque é pecador. Dentro de você há uma natureza inclinada para o pecado. A Bíblia diz que o homem é concebido em pecado, nasce em pecado e que o homem peca porque a sua essência, a sua natureza, a sua inclinação é para o pecado. Por isso que por você mesmo nunca pode chegar até Deus, nunca pode entrar no céu, nunca pode ser salvo, a não ser que reconheça que depende da misericórdia de Deus.
Bartimeu entendeu o quanto necessitava da clemência de Deus e clamou pela Sua compaixão, clamou pela misericórdia de Deus na sua vida. Ele se humilhou na presença de Jesus.
C – Ele busca com insistência
48  E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim!
Ele não queria deixar a oportunidade passar mesmo enfrentando as dificuldades.
Quando você anseia por Deus e quer ir a Jesus, sempre haverá dificuldades tentando impedir sua ida até Ele. Para Bartimeu a dificuldade foi a multidão. Quando Jesus entrava em Jericó, Bartimeu quis encontrar-se com Jesus e a multidão o impedia. Bartimeu grita por Jesus e a multidão tenta calar a sua voz.
Isso acontecerá com você também, pois a multidão vai se opor a sua ida até Jesus. As pessoas vão lhe dizer: não faça isso. Amigos vão lhe dizer: você não pode buscar Jesus, tornar-se crente. Você não pode converter-se, ir para uma igreja evangélica.
E tem mais, você encontrará oposições até mesmo dentro de sua casa, de sua família. O maior obstáculo que uma pessoa tem para ir a Cristo é a tradição familiar. Meu avô foi desta religião, meu pai foi desta religião e eu quero pertencer também a está religião. Prefiro me perder a mudar de religião. Fica a idéia de que você está sendo infiel a Deus se mudar de religião. Digo a você que nenhuma religião pode levar uma pessoa para o céu, nem Presbiteriana, nem Batista, nem Assembléia, nem Católica e nem Espiritismo. Nenhuma denominação pode levar você para o céu, porque existe somente uma porta para o céu, que é Jesus. Existe somente um caminho para o céu, que é Jesus. A não ser que você recorra a Ele e não permita que nenhuma voz afaste você desta busca não há esperança para sua alma.
A busca por Jesus exige perseverança, insistência e Bartimeu assim agiu, venceu os obstáculos.
D – Ele busca com abnegação
49  Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama.
50  Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus.
O fato dele ter deixado a sua capa tem um grande significado. Sabe o que este homem possuía na vida? A capa. Ela era seu único pertence. Quando as pessoas lhe chamaram e lhe disseram que Jesus o estava chamando, este homem lançou de si sua capa, como que dizendo: vou me desvencilhar de qualquer coisa para ir até Jesus. Ele estava no meio de uma multidão, não queria se embaraçar, se enroscar em ninguém. Não queria que aquela capa fosse um estorvo, um impedimento para ir até Jesus. Ele se desprendeu da única coisa preciosa que possuía, estava pronto para abrir mão de qualquer coisa para encontrar-se com Jesus.
Algumas pessoas dizem: eu vou até Jesus. Eu quero a Jesus. Mas, primeiro preciso resolver algumas pendências em minha vida. Primeiro preciso deixar meu vício. Primeiro preciso acertar minha vida nisso ou naquilo. Primeiro preciso mudar nisso ou naquilo. Não! É agora! Lança a sua capa. Pare de arrumar desculpas. Pare de adiar. Pare de transferir responsabilidades. Deus quer que você tenha um encontro com Seu Filho hoje, agora, sem qualquer embaraço. Não de desculpas. Atenda agora mesmo.
E tem mais, lançando de si a capa, Bartimeu levantou-se de um salto e for ter com Jesus. Cego tem dificuldade de dar um passo, imagine dar um pulo. A atitude de fé de Bartimeu foi dar um salto para os braços de Jesus, e ele fez a escolha correta. Há muitas escolhas que se você fizer pode dar certo ou errado, mas jamais alguém se frustrou, fracassou, equivocou-se por tomar uma decisão de entregar sua vida a Jesus. Jesus disse:
9  Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem (Jo 10.9).
Vá até Jesus e Ele nunca te lançará fora. Ele te chama com uma voz tão doce:

28  Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.
29  Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.
30  Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve (Mt 11.28-30).
38  Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva (Jo 7.38).
Jesus tem para você uma vida plena, uma vida abundante, uma vida bendita, uma vida eterna.
E – Ele busca com objetividade
51  Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver.
Ele não pediu riquezas, ele pediu luz. Ele fez a coisa mais importante, mais sensata, mais urgente que um homem podia fazer na vida. Quantas vezes não gastamos todo o tempo de nossas orações com pedidos fúteis e egoístas e deixamos no esquecimento aquilo que realmente tem valor.
Jesus estava passando pela cidade de Jericó, cidade de Bartimeu, e ele clama por Jesus em sua última oportunidade. Se ele tivesse calado a sua voz, ele teria permanecido um cego, permanecido um mendigo na beira do caminho e permanecido em trevas espirituais. Faça como Bartimeu, busque a Jesus com humildade, com insistência, com abnegação e com objetividade.
Qual a sua necessidade? Qual o seu desejo? Bartimeu teve clareza: Mestre, que eu torne a ver. Ele podia pedir uma esmola. Ele podia pedir ajuda. Mas, foi no foco de seu problema: Mestre, eu vivo nas trevas, eu quero ver. Qual é a sua maior necessidade? O que você quer que Jesus faça na sua vida?
3 – OS RESULTADOS POR NÃO DEIXAR PASSAR A OPORTUNIDADE
Bartimeu não desperdiçou a oportunidade que teve e por isso obteve grandes resultados.
A – Ele encontrou a sua salvação
52  Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora.
Bartimeu chega a Jesus com fé em seu coração. Bartimeu chega a Jesus reconhecendo que Ele é o Messias, que Ele é o Mestre, que Ele é o Salvador, que Ele é a sua única esperança e por causa disso encontra a salvação.
E quando ele chega diante de Jesus as primeiras palavras que ouve é: a tua fé te salvou. Jesus viu naquele homem mais do que uma doença física, mais do que falta de luz nos olhos. Jesus viu nele uma cegueira maior, mais profunda, mais densa, mais pavorosa. Uma cegueira eterna, uma escuridão eterna. Jesus viu que este homem não estava salvo.
Deus pode nos abençoar. Deus pode nos dar vida, saúde, família, trabalho, inteligência, prosperidade. Tudo que temos é bênção de Deus, dádiva de Deus. Mas, a maior necessidade é uma dádiva espiritual: a salvação. Se você tiver todas as dádivas de Deus e não for salvo, tudo que você tem perece, fica aqui.
Jesus contou a parábola de um homem que viveu regaladamente em seus banquetes, com seus amigos, sem nunca parar para pensar no destino de sua alma, sem nunca se preparar para um encontro com Deus. Este homem viveu embalado pelo seu conforto, com suas festas, com seus requintes até ao dia em que ele morreu sem estar preparado para encontrar-se com Deus. Na eternidade, já no inferno, estando em tormentos, ele caiu em si, mas era tarde demais, não havia mais chance de reverter a situação. Desesperado, ele pede uma gota de água para aliviar seu tormento e nem isso lhe é dado, porque não aproveitou as oportunidades de sua vida.
Hoje você tem tempo. Hoje Deus quer salvar a sua alma. Hoje Deus quer perdoar seus pecados. Hoje Deus quer entrar em seu coração. Hoje Deus quer selar você com o Espírito Santo da promessa. Hoje Deus quer regenerar seu coração. Hoje Deus quer fazer de você um filho dele, um herdeiro dele. Hoje Deus quer tirar você das trevas para a luz. Jesus está te perguntando: Que queres que Eu te faça? Escolha a salvação de tua alma.
B – Ele também foi curado por Cristo
52  ... E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora.
Você que entrou aqui hoje, talvez tenha uma doença que esteja tirando seu sono. Talvez esteja muito aflito, porque está lidando a muito tempo com sua saúde e o diagnóstico dos médicos não é favorável, não é otimista. Talvez você esteja angustiado e até deprimido por uma causa que oprime, que machuca, que dói, que suga suas energias, que rouba seu sono, que tira seu apetite, que tira sua paz. Quero dizer para você que Jesus está aqui hoje, passando por nós. Ele perdoa, Ele salva e Ele também tem poder para curar. Que queres que Eu te faça? Talvez você saia daqui hoje com seu corpo curado, com sua alma perdoada, com sua salvação garantida.
C – Ele tornou-se um seguidor de Jesus
52  ... e seguia a Jesus estrada fora.
Para onde? Para Jerusalém. A Jerusalém do Getsêmani, das gotas de sangue, das cusparadas humilhantes, da multidão inflamada gritando: crucifica-o. Crucifica-o. Diz o texto que este homem põe o pé na estrada e assume que é um discípulo de Jesus. Ele não se acovarda a partir do momento em que é salvo. Ele não se esconde. Ele tem a coragem de seguir. Como? Louvando a Deus.
As oportunidades vêm e as oportunidades vão e é muito perigoso desperdiça-las. Se você não agarrá-la quando chega, você poderá perdê-la para sempre.
Conclusão
Você tem tido tantas oportunidades. Deus tem lhe preservado a vida, a saúde. Deus tem lhe dado o pão de cada dia. Deus tem lhe dado abrigo, as vestes, trabalho, a família e amigos. Deus tem lhe dado a sua palavra. Deus tem colocado diante de ti pregadores. Deus tem lhe dado a chance de ouvir sua palavra. Deus tem revelado para você seu amor. Deus tem lhe dado tantas chances e tantas oportunidades. Não brinque com essas oportunidades, porque não sei quantas mais você terá. Talvez, a oportunidade de hoje, seja à semelhante de Bartimeu, pois esta pode ser a tua última oportunidade. Jesus nunca mais iria passar em Jericó e Bartimeu agarra esta oportunidade. Ele entende que não pode deixar ir embora esta oportunidade de sua vida.
Jesus está passando por aqui nesta hora e esta é a sua Jericó, qual decisão você vai tomar? Esta decisão é sua. Não posso decidir por você, seu pai não pode decidir por você, sua mãe não pode decidir por você, seu marido não pode decidir por você, sua mulher não pode decidir por você, seu noivo não pode, sua noiva não pode, seu namorado não pode e sua namorada não pode. Esta decisão é intransferível, somente você pode tomar esta decisão. O que você vai fazer? Que decisão vai tomar? Que escolha vai fazer? Vai escolher a vida ou vai escolher a morte? Você pode escolher. Você hoje ainda tem tempo para escolher, amanhã pode ser tarde demais. Se hoje você ouvir a voz de Deus, não endureça seu coração.
Bartimeu aproveitou a última oportunidade de sua vida. Se Bartimeu tivesse calado a sua voz, se Bartimeu tivesse silenciado o clamor de seu coração, se Bartimeu não tivesse recorrido com urgência ao Senhor Jesus, possivelmente ele teria permanecido cego e em trevas pelo resto de sua vida. Mas ele clamou, mas ele gritou, mas ele buscou, mas ele insistiu e foi salvo e foi curado porque ele aproveitou a última oportunidade da sua vida.
Talvez você esteja tendo a última oportunidade da sua vida nesta hora. Este momento é a sua Jericó. Talvez Jesus esteja passando pela última vez pela Jericó da sua vida. Eu não sei o que você vai fazer, não sei qual vai ser a sua atitude, qual vai ser a sua reação, qual vai ser a sua resposta. Mas, você pode fazer o que Bartimeu fez. Hoje a porta está aberta, hoje o convite é feito e Jesus está passando por aqui. Depois que a oportunidade passa, não tem mais jeito, você não tem mais como pegá-la. Nesta hora Deus está te dando uma oportunidade. Aproveite-a...

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.