Subscribe:

domingo, 8 de maio de 2016

QUER SER VITORIOSO, RENUNCIE...


                                           QUER SER VITORIOSO, RENUNCIE...
Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR.  Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.  Isaías 55:8-9
Salmo 34 diz: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará”
O homem faz planos, mas a resposta certa vem dos lábios do Senhor” Provérbios

INTRODUÇÃO.
     Todo ser humano e formado de emoções, medos, desafios, e durante a vida vamos formando conceitos, preconceitos, alimentamos desejos e sonhos, que quando não realizados vão se tornando em frustrações, amargura, decepção, e cansaço.
Então podemos nos deparar com um esgotamento tão profundo ao ponto de nós nos sentirmos com as forças sugadas, e nessa hora tudo o que queremos é Deus nos de o seu refrigério. Nossos pensamentos geralmente se formam em frases como: "O que aconteceu de melhor esse ano?", "O que falta eu conquistar?", "O que vou fazer ano que vem?". Porém, se você observar essas perguntas minuciosamente, verá que ela tem algo em comum: Costumamos nos preocupar primeiro com o EXTERNO, e depois com o INTERNO.

1.OS SONHOS E A VONTADE DO HOMEM.
1.1 A minha vontade é egoísta: Eu quero, Eu preciso ser,  Eu preciso ter, Eu preciso fazer, muitas vezes até para com quem está ao nosso redor.
1.2 A minha vontade é hipócrita. A hipocrisia é o ato de fingir ter crenças, ideias ou sentimentos que a pessoa na verdade não as possui. (Deus se o senhor me der um carro maior vou ajudar na igreja com sopão)
1.3 A minha vontade é passageira e momentânea. (começa fazer um curso e logo para)
1.4 A minha vontade é superficial. (ter carros, mansão, computador de ultima geração), tudo isso creio Deus queria nos dar mas não detrimento do que realmente importa. Devemos nos preocupar com o que realmente importa, amar a Deus, nossa família, nossa felicidade, nossa paz.
1.5 A minha vontade é baseada em uma visão limitada.  “Aquilo que o olho não viu, ouvido não ouviu, nem chegou ao coração do homem, é o que Deus tem preparado para aqueles que n’Ele esperam.” (1Co. 2.9.)
1.6 Deus Permitirá que Você Faça as Coisas à Sua Maneira (e Permitirá que Pague por Isso)

2. O HOMEM E A RENUNCIA.
Quando buscamos as coisas pelas nossas próprias forças, vontades e desejos, podemos nos encontrar em uma posição de não completa satisfação, ai tudo aquilo que acumulamos precisa ser repensado e precisamos nos perguntar (era isto que eu precisava mesmo para a minha vida?). É algo parecido com uma arrumação de armário, você precisa tirar o que é velho ou o que você não precisa mais, para que o novo entre.
Você está preparado para receber tudo aquilo que Deus tem para você?...
2.1. O que é a renuncia?  Abrir mão, desistir, Rejeitar, recusar, não querer. Deixar voluntariamente.
2.2. Os homens do velho testamento renunciaram: Abraão renunciou seu filho Isaac, Moisés renunciou o Egito, Daniel renunciou os manjares,
2.3. Os apóstolos renunciaram: Pedro renunciou uma vida de pescador, Paulo renunciou a liberdade, 
2.4. Jesus Renunciou: Jesus renunciou sua própria vontade para fazer a vontade do Pai ao dar a sua vida por nós.
2.5. Não gostamos de mudanças: por isto nos apegamos  tudo que possa nos trazer estabilidade; estamos sempre querendo estar em uma zona de conforto.
2.6. Você precisa fazer renuncias:
2.6.1. Para subir, é preciso descer; para viver, é preciso morrer
2.6.2. Entregue Sua História ao Passado.

ILUSTRAÇÃO

3.   OS SONHOS DE DEUS E A SUA VONTADE.
3.1 Porque não querer a sua vontade?
3.2. Boa:  A vontade de Deus é boa. Jesus disse que tudo que é bom vem de Deus (Mateus 19.17-Tiago 1.17), por isso a vontade de Deus sempre será boa, pois o próprio Deus é bom e tudo que faz também é bom (Gênesis 1.31).
Contudo mesmo sendo boa a sua vontade às vezes Deus nos responde com um não, um espera, ou um sim. Quando a boa vontade de Deus está de acordo com a nossa, achamos ótimo, mas quando é diferente, não gostamos. Não podemos esquecer que Ele é Deus e nós somos seus servos.
3.3. Agradável:  A vontade de Deus é sempre agradável. Acontece que o homem por causa do pecado, perdeu a sensibilidade ou o gosto pelo que é espiritual, pois o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente, mas o que é espiritual discerne bem tudo (I Coríntios 2.14,15).
3.2 Perfeita: Deus nunca erra (Números 23.19), por isso Ele é perfeito. Da mesma forma procede a sua vontade.
-Conclusão:
Muitas vezes a pessoa experimenta tudo, mas deixa de experimentar Jesus. Faz de tudo, mas não faz a vontade de Deus.
3.4 Como Deus revela a sua vontade?
3.4.1 Através da bíblia   2Tm.3:16  “Porque toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver.”
3.4.2  Através da oração
3.4.3 Através dos Homens de Deus (2 Coríntios 2.13) “Portanto, falamos com palavras ensinadas pelo Espírito de Deus e não com palavras ensinadas pela sabedoria humana. Assim explicamos as verdades espirituais aos que são espirituais.”
3.4.4 Através de outras pessoas “Por isso, exortem-se e edifiquem-se uns aos outros, como de fato vocês estão fazendo.” 1 Ts.5:11
3.4.5 Através do ESPÍRITO SANTO.  (João 14.26) “Mas o Auxiliador, o Espírito Santo, que o Pai vai enviar em meu nome, lhes ensinará todas as coisas e fará que se lembrem de tudo o que eu disse.” 
3.4.6 Através das CIRCUNSTÂNCIAS.  Salmos 25:4-5 “Faze-me, SENHOR, conhecer os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação, em quem eu espero todo o dia.”
3.4.7 Através da dor “Antes de me castigares, eu andava errado, mas agora obedeço à tua palavra. Foi bom que eu tivesse sido castigado, pois assim aprendi os teus mandamentos.” – Sl. 119.67, 71.

APLICAÇÃO
Por onde eu posso começar a fazer a minha entrega? meu trabalho? meu casamento? A primeira coisa 

CONCLUSÃO
a) alguns conseguem dizer não aos outros, mas não a si próprios.
b) negar-se a si mesmo é ter a coragem de perder a “soberania” sobre a própria vida: “Já não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim”. Pregação renuncia Os pensamentos do senhor
Ele está em uma posição superior...
Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.