Subscribe:

sábado, 26 de outubro de 2013

O ESPÍRITO SANTO GEME INTERCEDENDO POR VOCÊ...


                                 O ESPÍRITO SANTO GEME INTERCEDENDO POR VOCÊ...
(Romanos 8 -26: “Também o espírito semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis”).
Quando Paulo aqui, escrevendo á igreja de Roma, ele fala das dificuldades, lutas, problemas que enfrentava, os quais nós também enfrentamos em nossa jornada terrena, aguardando com expectativa o dia da nossa redenção. no Versículo 22/23. diz Paulo: “Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angustia até agora, e não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do espírito, igualmente gememos em nosso intimo aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo”.
No versículo 26. Paulo diz: “Também o espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos (Orar )como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com “gemidos inexprimíveis”.-----Estas palavras usadas por Paulo, retratam a operosidade sofrível do Espírito, o amor gracioso substitutivo, intercessório do espírito Santo á nosso favor.
(Certa feita num velório onde uma mulher velava o corpo do seu marido, e do seu único filho os dois mortos em um acidente automobilístico, ela tinha perdido toda a sua família, a sua dor, seu desespero era tamanho que ela não conseguia mais chorar, mas soltava de vez em quando, um lancinante (gemido). Gemer, é uma reação pungente de uma dor entranhada no mais profundo da alma.
Quando Paulo diz que o espírito Santo intercede por nós com (gemidos inexprimíveis) ele esta dizendo da luta incessante sofrível, dolorosa do espírito Santo a nosso favor junto ao trono da graça de Deus. Quando por exemplo; nós fazemos as nossas orações sem poder discernir aquilo que estamos pedindo. O versículo 26 diz: “Porque nós não sabemos orar como convém”. Mas, em contrapartida temos a consoladora promessa do Senhor Jesus segundo o relato de. (Mateus 7 -9/11) disse Jesus; Qual dentre vós é o homem que, se porventura o filho lhe pedir pão, lhe dará pedra? Ou se lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que estas no céu, dará boas cousas aos que lhe pedirem.
É exatamente isso que o apostolo Paulo esta dizendo. Que nós muitas vezes oramos pedindo algo a Deus na expectativa que isso nos traga conforto, alegria, felicidade, entretanto a nossa visão é imediatista, limitada do que realmente é bom para nossa vida, e é por isso que Paulo diz no (Ver.26) “O espírito intercede por nós, porque não sabemos orar como convém”. Ou seja; Graças a Deus há uma “filtragem graciosa”, misericordiosa da ação do Espírito Santo a nosso favor. Intervindo, reformulando os nossos pedidos, que chegam junto ao trono da graça de Deus.
Conheci um homem muito pobre que, era um homem sem cultura ,casado tinha dois filhos, mas ele tinha um sonho, quando na tarde de domingo ele via as pessoas pegarem a suas famílias e colocar no carro e levá-los para passear, ele queria ter a mesma condição para dar essa alegria também para os seus queridos, ele era crente e então começou a orar, e a insistir com Deus. Conceda-me Senhor o recurso necessário para eu comprar um carro. E como isso era um sonho acalentado no fundo do seu coração, ele não desistiu e por anos seguidos insistindo em sua oração. Depois de ter trabalhado vários anos, conseguiu enfim ajuntar o dinheiro suficiente para comprar o tão sonhado carro. Depois de muito pouco tempo de estar usufruindo a grande conquista, um dia ao atravessar um cruzamento de uma via, foi colhido por um caminhão que não respeitou a sinalização, e nessa trombada morreram a sua esposa e os dois filhos.
No hospital com algumas fraturas, foi visitado pelo pastor, e aquele homem chorando disse: Insensatamente Lutei com Deus por tanto tempo, e cheguei mesmo até pensar que ele não se importava comigo, mas agora eu entendo a razão da sua demorada resposta. Era amor, era misericórdia, era compaixão em preservar o maior tesouro que eu tinha, e que por fixação de um sonho egoísta, que pra mim era benção, eu acabei perdendo a minha felicidade.
Quando Jesus no jardim do (Getsêmani) vislumbrando o momento terrível de ter que enfrentar a Cruz maldita, ele não temia os cravos, ele não temia coroa de espinhos, os açoites, a humilhação, a morte, mas o que ele temia era o fato de ele ser o Santo filho de Deus, ter que, substituir o homem perdido, ter que se fazer maldição, carregar nos seus ombros a iniquidade, o pecado nojento de todos os homens se fazendo maldito, e ter que ver seu Pai o abandonando, virando o rosto, para não contemplá-lo naquela ignominiosa situação.
Por isso, Jesus nos deu a grande lição ali no Jardim do Getsêmani, quando orou a seu Pai e pediu :” Pai se possível, Passa de mim este cálice Todavia não seja como eu quero, e sim como tu queres” . Quando o homem insistentemente fica orando e chorando e pedindo algo a Deus, Deus pode até conceder tal pedido, como aconteceu com o Rei Ezequias. Deus havia mandado Isaias ir até sua casa com o seguinte recado.

“Arrume a tua casa porque vais morrer, era uma decisão tomada decidida, mais diante da atitude de Ezequias, que depois que Isaias saiu da sua casa ele virou para o canto da cama, e orou e chorou e pediu e insistiu até que Deus mandou Isaias voltar para sua casa e dizer o seguinte recado: “Eu vi as tuas lagrimas, e ouvi as tuas orações, por isso lhe darei mais 15 anos de vida”.----- Entretanto, foi um tempo de derrota, de sofrimento, de perdas que aconteceu na sua vida, e que Deus queria que ele não tivesse que passar por isso.
Quando o homem quer-se colocar no lugar de Deus, ensinar Deus a fazer as cousas, sempre acaba em grande enrascada. A Bíblia relata a vida de algumas pessoas que anteciparam o agir de Deus, por acharem que ele estava demorando muito para tomar decisão, e agiram por conta própria, e se deram muito mal.
Nem Abraão o Pai da fé, escapou dessa fraqueza, quando o filho prometido por Deus não chegava, as circunstancias físicas já eram contraditórias, e eles não viam humanamente nenhuma possibilidade da promessa de Deus se cumprir.(Gênesis 16 -2) Então Sarai fala a Abraão, Eis que o Senhor me tem impedido de dar a luz; toma pois, a minha serva, e assim me edificarei com filhos por meio dela. -----Sabe o que Sara estava dizendo? Já que Deus não quer fazer, eu faço. Eu resolvo esta situação no lugar de Deus.
E nós conhecemos a consequência dramática que teve de enfrentar, por não esperar o tempo de Deus, essa clara falta de confiança no agir de Deus. Que possamos estar confiantes na promessa da ação do Espírito Santo de Deus em nossas vidas, O qual nos diz o apostolo Paulo, ele nos assiste, nos protege em nossas fraquezas, intercedendo por nós junto ao trono da graça do Pai. Que possamos aprender a descansar esperando nas consoladoras promessas da sua palavra. Amém...

BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR. EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.