Subscribe:

sexta-feira, 22 de março de 2013

O FILHO PRODIGO...



                                                            O FILHO PRÓDIGO...

Lucas 15.11-32
O capítulo 15 começa falando que alguns pecadores foram ter com Jesus com o interesse de ouvi-lo: (v.1) "Aproximaram-se de Jesus todos os publicanos e pecadores para ouvir". Só que infelizmente quando os pobres e publicanos chegaram para ouvir Jesus, os fariseus (perushim= separados) e escribas, que eram religiosos e doutores da lei, vendo a conversa de Jesus com os pecadores logo criticaram e murmuraram: (v.2): "E murmuravam os fariseus e os escribas, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles". Então Jesus começa a contar parábolas referentes àqueles que estão perdidos, pois, o marco e a finalidade do ministério de Jesus é salvar e restaurar todos aqueles que estão perdidos no mundo de pecado: (Mt.15.24) "Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel". (Mt. 9.12) "os sãos não precisam de médico, e sim os doentes".

1. Sentido estético: (v.12) "Parte dos bens que me cabe":
Na verdade, existiam 3 motivos para que o pai não desse a herança ao filho mais moço, o que não foi o caso: 1) O pai ainda estava vivo; 2) ele não era o filho mais velho; 3) o direito de domínio e administração de uma herança era do primogênito. Seria mesmo só a herança que ele queria? Ele poderia receber a herança e continuar vivendo com o seu pai. Era a independência que ele queria. E é aí que entra o fator "Estético do ser humano".

• O que é o sentido Estético:
É quando a pessoa procura viver uma liberdade ilimitada, uma vida de liberdade sexual e hedonismo, de vício, nas drogas. Fixa naquilo que é passageiro, por isto quer aproveitar tudo. A liberdade disfarçada de libertinagem escraviza mais do que qualquer coisa: (II Pd. 2.19): "Prometendo-lhe liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção, pois, aquele que é vencido fica escravo do vencedor". As propagandas de cigarro, bebidas, show's e boate querem passar o sentido de liberdade, mas, uma liberdade que escraviza. Só tem uma liberdade que Liberta: Jesus (Jo. 8.32 e 36). "

Vivendo dissolutamente (v.13b):
Viver no sentido da estética é viver dissolutamente, que é o mesmo que irresponsavelmente. E o pecado faz o ser humano viver uma vida desorganizada, sem direção, ao ponto de nunca saber o que realmente quer. Mas chega uma hora em que a pessoa vê que tudo aquilo que buscou não faz mais sentido, tudo não passa de ilusão e fantasias, e é preciso se libertar para as coisas mais essenciais da vida e passar então para o outro sentido da vida.

2. O sentido da vida ética (v15):
A vida ética é quando a pessoa começa a entender que não é só viver o momento, e que muitas decisões nas nossas vidas precisam ser ligadas com o futuro. É quando começa a ter o entendimento do porque da situação em que vive e que se encontra, e começa a ter responsabilidade e propósitos na vida. Só que infelizmente, o entendimento ético é como se fosse a idade adulta de uma pessoa, que pode ser aos 20, 30, 40 anos, ou talvez nunca chegar para alguns, pois, sempre estão tomando decisões como se "fossem um moleque qualquer", como aconteceu com o filho pródigo: "arrumou um trabalho", lembrou de como o seu pai tratava os seus empregados e de como era a relação de seu pai com os empregados. Muitas vezes quando a pessoa está neste estágio, quer esquecer o seu passado fazendo caridades e ajudando o próximo, mas isto não é o bastante, é preciso passar para o outro sentido que é o espiritual. Por isto que Jesus afirmou: "Ninguém é bom, senão um, que é Deus" (Lc.18.19).

3. O sentido da vida espiritual:
O 1º passo para uma vida espiritual é o reconhecimento: (v. 18) "Levantar- me- ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de Ti". O reconhecimento foi tão forte que ele colocou às claras a situação que se encontrava depois que distanciou de seu pai: caído; O 2º passo é querer levantar para se transformar: Isto requer querer mudar de vida, isto é, converter-se, que no grego significa metanoica (meta: mudança ou transformação; nóia: horizonte ou compreensão); e o 3o passo é ir em direção a Deus. Talvez você pense: Será que Ele vai me aceitar? Mas na sua volta, você verá o que Ele tem para você.

a) Vinha ele ainda de longe: Isto significa que o pai teve o sentimento de espera e de paciência de que o filho um dia iria voltar. Há muito tempo Deus também está à espera do retorno de muitos filhos que se afastaram em busca de uma "certa" independência. Isto é, Ele jamais esqueceu de você. Se a sua vida está completamente sem sentido, isto significa que é necessário voltar: ao começo, ao princípio, e voltar para Deus.

b) Talvez o seu medo hoje de voltar para Deus é de ser julgado: Note que quando o pai o avistou, compadeceu-se, correu em sua direção, abraçou e o beijou. Deus não quer lembrar do momento em que você se retirou, e sim, do retorno a Ele, e jamais vai te acusar dos seus erros e das suas falhas, pelo contrário, Ele sempre estará com seus braços abertos esperando você voltar. Se você conseguiu entender que é preciso voltar a Deus, significa que você entrou na terceira parte da existência humana, que é o sentido espiritual.

4. O que acontece quando alcançamos o Sentido Espiritual da Vida:
Passamos a compreender e reconhecer o pecado. Como este pai, Deus sempre está disposto em nos receber de braços abertos e trazer novo sentido para a vida espiritual do ser humano:

a) Melhor roupa: Qual seria a melhor roupa? Na verdade, é no sentido espiritual, pois, a Bíblia nos fala da necessidade de lavarmos as nossas vestes no sangue do Cordeiro de Deus. Ele estava perdoando os erros e as falhas do seu filho, pois, o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado.

b) Anel no dedo: O mais importante não é o anel e sim o selo da família. Ele estava voltando a fazer parte da família. Quando voltamos para Deus recebemos também o selo: (2 Tm. 2.19): "Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem". O selo também representa autoridade: "ainda que Jeconias, filho de Jeoaquim, rei de Judá, fosse o anel do selo da minha mão direita, eu dali o arrancaria (Jr.22.24).

c) Sandálias nos pés: Isto significa que ele estava descalço. Esta era a condição de escravo, pois, só os escravos andavam descalço. Sendo assim, muitos foram escravizados pelo pecado, e nesta hora Deus quer te libertar - não quer que você viva uma vida de escravo e sim de filho e filha de Deus (Ef.2.14 - 19).

Conclusão: Este é o momento de decisão para você! Em qual estágio na vida você se encontra? Chegou a hora de você entender que o sentido da sua vida no mundo é viver junto do Pai, que é Deus, através da aliança com Jesus Cristo...

BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.