Subscribe:

sábado, 28 de setembro de 2013

LIVRA-ME Ó DEUS DO LAÇO DO PASSARINHEIRO...


                                   LIVRA-ME Ó DEUS DO LAÇO DO PASSARINHEIRO...
SALMO 91. 1-16
1 O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente
2 diz ao SENHOR: Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio.
3 Pois ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa.
4 Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo.
5 Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia,
6 nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio dia.
7 Caiam mil ao teu lado, e dez mil, à tua direita; tu não serás atingido.
8 Somente com os teus olhos contemplarás e verás o castigo dos ímpios.
9 Pois disseste: O SENHOR é o meu refúgio. Fizeste do Altíssimo a tua morada.
10 Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda.
11 Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos.
12 Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.
13 Pisarás o leão e a áspide, calcarás aos pés o leãozinho e a serpente.
14 Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o
meu nome.
15 Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angústia eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei.
16 Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a minha salvação.
A SOMBRA DO ALTÍSSIMO
Você já teve a oportunidade de repousar debaixo de uma sombra após caminhar algumas horas sob um sol terrível? É bastante agradável... Traz um alívio!
Essa prática era muito comum na antiga Palestina quando as pessoas viajavam horas e horas atravessando desertos e lugares áridos... Quando encontravam um rio ou um córrego, levantavam a mão para o céu e agradeciam a Deus.
Na época em que este salmo foi escrito, a Palestina era uma região deserta do Oriente Médio e com poucos habitantes. A região era árida e a geografia era acidentada. Fazia muito calor; as tempestades eram violentas e não havia muitas árvores.
Viajantes e peregrinos procuravam abrigo à sombra de pedras ou fendas nas rochas e, na consciência do povo, a figura da sombra passou a representar abrigo e proteção.
Quando o anjo Gabriel informou a Maria que ela teria um filho por obra e graça do Espírito Santo, ela perguntou:
“Como será isto, pois não tenho relação com homem algum? Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra...” (Lucas 1. 34-35).
Que sombra É essa?
É A SOMBRA DO ALTÍSSIMO!
Quando Israel procurava a proteção do Egito, da Síria, de Edom, de Moabe e de outras nações, Deus ficava triste e indignado porque essas nações eram consideradas “sombras passageiras”, “efêmeras”...
Israel tinha que procurar a Sombra do Altíssimo, a proteção do Senhor!
O salmo 91 fala das promessas do Senhor àqueles que buscam à sua presença.
1 – ELE ACHA DESCANSO. Ele “descansa à sombra do Onipotente” (v.1).
2 – ELE NÃO TEM NADA A TEMER... NEM O DESCONHECIDO.
O Senhor o livra dos “laços” e das armadilhas do maligno... Da “peste que se propaga nas trevas” (V. 6), que é o mal que muitas vezes não vemos, mas que Deus vê.
3 – ELE CONHECE A DEUS PELO NOME.
“Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o meu nome” (V. 14).
Há  mais de dois mil anos três cruzes projetaram suas sombras em um lugar chamado Calvário... Golgota... Lugar da Caveira... Lugar de morte!
Três homens foram condenados à morte. Um era Jesus. Ele era inocente, mas estava entre dois criminosos altamente perigosos.
A grande contradição é que um criminoso blasfemava e o outro chorava de arrependimento.
De repente, Jesus projetou sua “Sombra de Amor”, de perdão e de proteção sobre o que estava arrependido.
Jesus perdoou todos os crimes daquele homem e naquele dia ele foi habitar eternamente no Esconderijo do Altíssimo.
Um excelente nadador tinha o costume de, antes de qualquer mergulho, correr até a água e molhar o dedão do pé.
Alguém intrigado com aquele comportamento lhe perguntou: “Por que toda vez que você vai mergulhar você faz isso?”.
O nadador sorriu e respondeu: “Há alguns anos eu era um professor de natação. Eu ensinava as pessoas a nadar e saltar do trampolim”.
“Certa noite, eu não conseguia dormir, e fui à piscina para nadar um pouco. Não acendi a luz porque a lua brilhava através do teto de vidro do clube. Quando eu estava no trampolim, vi minha sombra na parede da frente”.
“Com os braços abertos, minha sombra tinha o formato de uma cruz. Não consegui mergulhar! Fiquei ali parado, contemplando minha imagem. Naquele instante, pensei na cruz de Jesus Cristo e seu significado”.
“Eu não era um cristão, mas, quando criança, eu aprendi que Jesus tinha morrido na cruz para me salvar. Naquele momento as palavras daquele ensinamento me vieram à mente e me fizeram recordar o que eu havia aprendido sobre a morte de Jesus”.
“Não sei quanto tempo fiquei ali parado com os braços estendidos”. Finalmente desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água."
“Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso do fundo da piscina. Haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido”.
“Tremi todo, e senti um calafrio na espinha. Se eu tivesse saltado seria meu último salto”.
“Naquela noite a imagem da cruz na parede salvou a minha vida. Fiquei tão agradecido a Deus, que me ajoelhei à beira da piscina, confessei os meus pecados e me entreguei a Deus, consciente de que foi exatamente em uma cruz que Jesus morreu para me salvar”.
“Naquela noite fui salvo duas vezes – a sombra da cruz me livrou da morte e do inferno - e, para nunca mais me esquecer, sempre que vou à piscina molho o dedão do pé antes de saltar na água”.
“NAQUELA NOITE EU VI A SOMBRA DO ALTÍSSIMO... EU VI A SOMBRA DA CRUZ!”
Hoje Jesus que projetar sua sombra de amor sobre cada um de nós...
Ele quer perdoar os nossos pecados...
Quer reconstruir nossos relacionamentos...
Quer melhorar nosso caráter...
Ele quer salvar a sua alma...
BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR. EDSON CAVALCANTE


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.