Subscribe:

sábado, 23 de junho de 2012

SENHOR AVIVA A MINHA VIDA...

                                              SENHOR AVIVA A MINHA VIDA...


” E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.” Jeremias 29:13,14
Normalmente quando se fala em avivamento, logo se pensa em encontros de crentes, “cheios de poder” falando em línguas, tendo revelações, curas, clamor, muito barulho, etc. e partindo desta concepção errada, percebemos que a grande maioria tem uma idéia vaga, não bíblica e infelizmente a tendência é fecharmos todas as portas de nossas Igrejas para o avivamento.
Na carta à igreja de Éfeso, o Senhor Jesus diz: “Eu sei as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência… Trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste… Tenho porém contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te de onde caíste e arrepende-te.” (Apocalipse 2.2-5). Aqueles irmãos tiveram um início glorioso em sua experiência com Deus. A epístola de Paulo aos Efésios nos dá a entender que aquela igreja não era problemática, como a de Corinto por exemplo. Os efésios eram espirituais, entusiasmados e abençoados no princípio.
Contudo, o tempo passou e algo mudou. Aparentemente, tudo estava como antes: as obras continuavam a todo vapor. A igreja de Éfeso era muito ativa e trabalhadora. Entretanto, a essência estava comprometida. Havia muito trabalho e pouco amor; muita atividade humana e pouca unção do Espírito.
Veio então a palavra do Senhor com o objetivo de avivar a sua igreja. E o que é avivamento? É renovação. É reanimar. É dar vida. Avivamento não é sinônimo de barulho, música agitada, palmas e gritos. Tudo isso pode, eventualmente, ocorrer em nossos cultos, mas o avivamento legítimo é o resgate de valores espirituais outrora abandonados.
1. OS FUNDAMENTOS PARA MINHA VIDA:
Seu fundamento está firmado em três fatores indispensáveis:
- Estudo da Bíblia;
- Oração e
- Arrependimento.
Esses elementos “movem a mão de Deus” a favor do seu povo. Esta afirmação é fiel e digna de crédito porque o Senhor está comprometido com a sua Palavra, prometeu ouvir nossas orações e não rejeita um coração contrito e arrependido (Salmo 51). Não podemos, porém, separar esses três pontos. Palavra sem oração pode resultar em intelectualismo e heresia. Oração sem arrependimento do pecado não produz nenhum efeito. E arrependimento, sem um confronto com a Palavra de Deus, é impossível, pois é a Bíblia que nos mostra nossas falhas, enquanto o Espírito Santo nos convence.
É bom lembrar o que diz em II Crônicas 7.14: “E se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”
No contexto em que esse versículo foi escrito, sarar a terra significava fazer cessar as pragas na lavoura, enviar a chuva, que estava tão escassa, e fazer com que houvesse grande produção no campo e no rebanho. Assim, a vida do povo seria beneficiada em todos os aspectos.
Isto é avivamento. Deus tira as pragas e maldições e derrama a sua bênção. Tudo começa com estudo da Bíblia, oração e arrependimento, e culmina com bênçãos sem medida.
2. COMO VIRÁ O AVIVAMENTO?
Em Habacuque 3:1-2, O profeta buscou avivamento espiritual para ele e para todo o Israel. Ele profetizou poucos anos antes do cativeiro Babilônico (626 a C) e como profeta estava indignado com a postura espiritual do povo e principalmente dos sacerdotes em seus dias…
Habacuque denuncia o pecado do povo, fala contra a idolatria (Hab 2:18-20) e revela uma Visão que precisa ser divulgada com outdoor… Ele tinha esperança de que “toda a terra se enchesse do conhecimento…” (Hab 2:14). Mas o que ele queria mesmo ver era um Grande Avivamento!
2.1 O avivamento virá pela busca intensa de Deus(Jeremias 29:13) – E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.
(Jeremias 29:14) – E serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.
2.2 O avivamento virá pelo conhecimento de Deus
“Pois a terra se encherá do conhecimento da glória do Sr., como as águas cobrem o mar” (Hab 2:14). Ele está citando ISAÍAS 11:9. Isso demonstra o seu conhecimento da Palavra! Sem Conhecimento não Tem Avivamento e ainda se houver, não será um Avivamento Sustentável!
Precisamos conhecer a Deus, não apenas de “ouvir falar” ou de “Ler” sobre Deus, mas de “Experimentá-Lo”! Ilust.: Uma crítica que se faz contra “igrejas tradicionais” é que lá se aprende sobre Deus e nas “pentecostais” se sente Deus…! Precisamos Conhecer para facilitar o processo de sentir Deus…! Caso contrário, corremos o risco de “blasfemar” contra a obra do Espírito atribuindo a demônios (MC 6:27-30)!
Na Visão Celular, temos a Escola de Líderes, Lições de Consolidação, Encontros, Lições de Células, Discipulado etc. que vão nos ensinando…!!!
2.3 O avivamento virá pelo temor a Deus
Temor, Respeito, Consideração e “Medo de Pecar” contra Deus, coisa que muitos cristãos já perderam…!
Sabem por que muitos cristãos perderam o Temor de Deus? – 1-) Por não serem ministrados acerca da Disciplina/Castigo de Deus: Deus corrige, repreende, disciplina, castiga e “faz sofrer” (HEB 12:5-9); 2-) Por serem ensinados que a “salvação” está garantida, ainda que vivamos em pecado (HEB 6:4-11; MAT 24:10-13); 3-) Por não se ministrar mais sobre Inferno e demônios (MAT 25:41 e 46; APOC 20:10-15 e 21:8).
2.4 O avivamento virá pela misericórdiaPor mais que nos esforcemos, que jejuemos, nos santifiquemos, oremos, clamemos, ainda assim isso não obriga Deus a nada! Não funciona essa teologia de “mandar em Deus”. E por mais que nos santifiquemos, toda a nossa santificação e justiça não passa de “trapos sujos” diante da tão grande santidade de Deus. O que isso nos ensina? – Que dependemos da Misericórdia de Deus em todas as coisas e para todas as coisas que fazemos!
Pela Misericórdia de Deus é que o Avivamento virá. Não será pela nossa capacitação, pelo nosso merecimento…!!!
3. EFEITOS DO AVIVAMENTO:
Seus principais efeitos na igreja são:
- Renovação do nosso entusiasmo pela obra de Deus;
- Grande número de conversões;
- Manifestações de dons espirituais;
- Despertamento de novos ministérios;
- Além de bênçãos pessoais diversas.
Tudo isso é resultado do mover do Espírito Santo, que muitas vezes fica bloqueado pelos nossos pecados e pela nossa negligência.
Louvamos ao Senhor porque estamos notando a operação do Espírito de Deus em nossa igreja. O resultado está aí. A obra está acontecendo. Vidas estão se convertendo e a igreja está crescendo. Meu irmão, não fique de fora dessas águas do Espírito. O Senhor está operando. Não pensemos, porém, que o que temos visto é tudo. De modo nenhum! Isto é apenas uma pequena amostra do que Deus quer fazer no nosso meio. Vamos buscar ao Senhor. Vamos participar. Assim, veremos a glória de Deus se manifestando. Aleluia! Avivamento já!
CONCLUSÃO
O avivamento é resultado de um conjunto de operações que envolvem ações divinas, a vontade de Deus e ações humanas, a busca do homem por Deus;
Entendemos que o propósito de Deus para estes tempos é o avivamento para aqueles que o buscarem (Jr. 29.13), a nossa parte no que diz respeito à busca precisa ser moldada. Precisamos:
- Estudar a Palavra de Deus;
- Orar e
- Nos arrepender dos pecados;
- Buscar a Deus de todo o nosso coração;
- Conhecer a Deus;
- Temer a Deus;
- Clamar pela sua misericórdia...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.