Subscribe:

segunda-feira, 18 de junho de 2012

A FÉ VITORIOSA...


Vê que Paulo, ao escrever aos Efésios 4:14, diz assim: “para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.”
Quando tens a verdade alicerçando a tua vida, nunca mais és menino levado de um lado para o outro pelos ventos de doutrina. E olha que, quando Paulo escreveu isso, há quase dois mil anos, ele estava consciente que o adversário, o inimigo das nossas almas, usa doutrinas, que eu chamaria de falsas, para enganar o povo de Deus com artimanhas e com astúcias, que levam ao erro. Olha, grande parte das pessoas que professam a Cristo como Senhor, eu posso te asseverar isso, com todo respeito, têm sido induzidas por artimanhas de homens, por astúcias que as induzem ao erro. Até no trato da questão financeira. Aqui, no nosso Ministério, sabes o que está ocorrendo, sabes da transparência, da credibilidade. Vês as coisas acontecerem, porque nós tratamos disso, também, com a verdade.
Sou Pastor há vinte e seis anos, tenho quase trinta anos de obra de Deus, durante esse percurso da minha vida espiritual o que eu já vi de doutrinas, de ventos, gente levada para um lado, gente levada para outro. Isso aconteceu porque não tinham uma confiança na fé madura, não conheciam a Verdade. A Bíblia diz que nós conhecemos a Verdade. A confiança na fé só é madura, só é adulta, quando ela está alicerçada sobre valores que dão firmeza na vida. Não precisas andar de um lado para o outro, porque quando tu andas de um lado para o outro, não cria raízes e estás sendo sujeito a ser levado ao erro.
Paulo, em II Timóteo 4:3-4, fala assim: “Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.”
Portanto, existem muitas doutrinas, mas existe uma que é sã, saudável, salutar, que faz bem. Quando a vives e a praticas, fazes bem a tua vida. Ele disse: “Vão se cercar de mestres, por não seguirem com firmeza a doutrina sã”. Ou seja, há pessoa com coceira nos ouvidos. Graças a Deus que o Senhor te atraiu a este lugar e graças a Deus porque o Senhor te atraiu a participar dessa programação, porque nós não andamos atrás de modismos, de fábulas. Sabes o que é uma fábula? É uma história de animais. E há pessoas que se entregam a fábulas porque a confiança na fé não é madura, não é profunda, não é adulta. Elas não sabem discernir o bem do mal, o verdadeiro do falso, do engano.
Em Hebreus 5:12 diz a Palavra do Senhor: “Pois, com efeito, quando devíeis ser mestres, atendendo ao tempo decorrido, tendes, novamente, necessidade de alguém que vos ensine, de novo, quais são os princípios elementares dos oráculos de Deus; assim, vos tornastes como necessitados de leite e não de alimento sólido.”
Há pessoas que crescem, amadurecem, criam raízes, são profundos na obra de Deus, suas convicções são inabaláveis; elas se alimentam de alimento sólido.
Diz a Palavra do Senhor em Hebreus 5:13“Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança
Então, todo aquele que se alimenta de leite é criança. Mas, o alimento sólido é esse que eu te ensino, esse é o pão que eu te dou, é o maná que chega a tua vida. O alimento sólido é para os adultos. Diz: “Eu sou adulto!”
Hebreus 5:14 diz: “Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal.”
Sabem discernir não somente o bem. Porque há pessoas que dizem: “esse é bem e esse é bem”. Não sabem ver o mal. Quando eu sou adulto, quando a minha confiança na fé é madura, quando eu aprendo realmente com a Bíblia, quando o cristianismo está realmente no meu coração, tenho, primeiro, uma atitude sempre adulta perante às situações da vida. Segundo lugar, eu sei discernir o bem. Claro! Mas, também, sei discernir o mal. Isso é importante porque vês o mundo cristão, muitas vezes, sendo levado por verdadeiras aberrações espirituais.
Outro dia, em um canal da televisão, à noite, estava assistindo por alguns minutos, para poder ter consistência do que eu digo aqui no altar, a uma religião orientalista, dizendo: “Olha, nós temos que dar cultos aos anjinhos e aos nossos antepassados. Porque, se o antepassado recebe as nossas orações, ele manda coisas boas para nós. Mas, se o antepassado não receber boas coisas, nós recebemos más coisas dele”. Há muita gente fazendo peregrinações para orar pelos antepassados. Amado, esse é um equívoco. A Bíblia diz: “Cabe ao homem morrer uma só vez e segue-se o juízo.” A Bíblia diz que a pessoa morta não louva a Deus! Deus proíbe qualquer tipo de contato com o outro mundo. É proibido à luz da Bíblia Sagrada. Logo, nunca ninguém viu, na Bíblia Sagrada, Jesus dizendo: “Ora pela vovó que partiu no ano passado.” Não! A Bíblia diz: “Os mortos cuidam dos mortos.”Nós devemos ser bons enquanto estamos vivos, porque há pessoas que só dão valor ao pai, à mãe, à avó e ao tio, depois que partem. Não! A nossa idéia é de sermos, aqui, pessoas de luz. Vê se eu vou gastar a minha vida orando pelo meu avô, pela minha avó, pensando que eles vão me mandar coisas boas... não podem mais. Eles partiram. Enquanto estivermos aqui, sejamos pessoas conforme a Bíblia ensina ser.
Há pessoas que estão seguindo verdadeiras aberrações espirituais. Há pessoas que cedem a todos e a tudo. Com respeito, falo de um bispo da Igreja Romana, em São Paulo, que dizia: “Olha, o que estamos vendo hoje em dia é um Show da fé. São os padres batendo palmas, cantando igual aos crentes e fazendo e tal. Não adianta este Show se a fé não está no coração da pessoa”. E esse bispo dizia uma coisa honesta. Eu também podia convidar os grandes atores do Brasil e encher o Maracanã para uma festa. Mas isso não produz nada na minha vida. Não produz consistência. Não podemos ceder a isso. Não podemos achar que é normal a amizade com o Mundo, porque nós temos a fé alicerçada na Bíblia Sagrada. Não podemos aceitar absolutamente nada que contradiga a Bíblia.
Há alguns anos, o Brasil foi infestado, literalmente infestado, por uma teologia moderna que é chamada Teologia da Libertação; foi uma febre no nosso País, os mais antigos se lembram. A febre era unir a Bíblia Sagrada às teorias marxistas, comunistas, socialistas. Ela dizia que Cristo era o maior socialista que o Mundo já teve, que Ele era comunista, que Cristo dividia o pão. Roma se levantou contra e o novo Papa, defensor da fé cristã da Igreja Romana, condenou.
Estamos aqui para te ajudar a entender que o povo cristão deve estar sempre ao lado da verdade, como uma verdadeira testemunha da fé, com convicção, com coragem, com uma fidelidade total à doutrina que lhe é ensinada. Nós devemos ter afinidade com a sã doutrina, caso contrário, nos deixamos levar de um lado para o outro. Não temos muitos pregadores neste altar, porque eu sei como se estabelece confusão com o altar: quando não seguimos a direção de Deus, quando não estamos em linha com a vontade do Senhor.
Meu amado, vê o que diz a Palavra do Senhor em Isaías 40:1-3: quando tens confiança na fé convicta, madura, viva, diz a Palavra do Senhor: “Consolai, consolai, o meu povo, diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém, bradai-lhe que já é findo o tempo da sua milícia, que a sua iniqüidade está perdoada e que já recebeu em dobro das mãos do SENHOR por todos os seus pecados. Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.”
O que estamos fazendo, hoje, no Mundo inteiro? Clamando no deserto. Estamos clamando e dizendo às pessoas: “Olha, preparem-se, ouçam a Verdade, porque, se a vida não é envolvida com a Palavra de Deus, a vida realmente é um deserto”.
A Bíblia diz: “voz que clama no deserto”. O que é a vida de uma pessoa sem Jesus? É um deserto. E existem muitos tipos de deserto. Há o deserto da pobreza, da humilhação, da fome, da necessidade, do amor fracassado, da falta de consciência do seu valor, da sua dignidade. O homem chega ao estado mais desértico, quando não tem consciência do seu valor.
Amado, és uma pessoa poderosa e valiosa. Não importa se és negro ou branco, se és rico ou pobre, se és alto ou baixo, se o teu padrão de vida é elevado ou não. Tem consciência de quem és. Tu és imagem e semelhança de Deus, um eleito do Senhor, uma pedra que vive, és precioso aos olhos de Deus. Quando Deus te criou, Ele escreveu o teu nome no Livro da Vida e, quando tomaste forma, já eras a extensão de Deus. Tem consciência do teu valor, não te humilhes, não aceites ser uma pessoa qualquer.
Olha, como eu li ontem uma reportagem de uma moça, dizendo: “Olha, eu passava necessidades e a única forma de resolver os meus problemas foi me prostituindo”. E a dignidade e o valor pessoal? Todas as pessoas criadas por Deus têm valor, méritos, uns mais outros menos, mas todos temos méritos.
Então, se a pessoa não tem essa consciência, ela está num deserto. Mas, o maior deserto que eu conheço é a perda do sentido da vida. Quando a pessoa não conhece Deus, vive um deserto interno, vazio, oco, sem cor, sem brilho e sem vida. Mas, olha o que a Bíblia faz com as vidas desérticas. Isaías 51:3-6“Porque o SENHOR tem piedade de Sião; terá piedade de todos os lugares assolados dela, e fará o seu deserto como o Éden, e a sua solidão, como o jardim do SENHOR; regozijo e alegria se acharão nela, ações de graças e som de música. Atendei-me, povo meu, e escutai-me, nação minha; porque de mim sairá a lei, e estabelecerei o meu direito como luz dos povos. Perto está a minha justiça, aparece a minha salvação, e os meus braços dominarão os povos; as terras do mar me aguardam e no meu braço esperam. Levantai os olhos para os céus e olhai para a terra embaixo, porque os céus desaparecerão como a fumaça, e a terra envelhecerá como um vestido, e os seus moradores morrerão como mosquitos, mas a minha salvação durará para sempre, e a minha justiça não será anulada.”
A minha salvação durará para sempre e a justiça de Deus não poderá ser anulada. O que Deus diz se cumpre, o que Deus jurou se cumpre. Deus jurou que Ele iria dar uma Aliança de riqueza par o Seu povo. Deus jurou que nos curaria pelas Suas chagas. Deus jurou que nos tiraria da morte para nos dar vida. Eu creio nessas verdades!
Um dia, eu também vivi no deserto da falta de consciência de quem eu era. A falta de conhecimento de Deus me levava a fazer coisas, a adorar imagens, como se fossem deuses. Eu não tinha consciência de quem era Deus, então, vivia num deserto. Mas, graças a Deus que o meu deserto se transformou num Éden, num Jardim florido, graças a Deus! E, agora, eu posso crer que a salvação do Senhor é para sempre.
Em Romanos 10:17, vamos ver como as coisas acontecem. “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.”
Eu era católico, apostólico e romano, era idólatra, servia a São Judas Tadeu, a Nossa Senhora de Fátima, a Maria e a todos os conceitos que eu aprendi no passado; eu era um deserto. Até que eu aprendi que a fé vem pela pregação e a pregação pela Palavra de Cristo.
E como Deus dá a fé? Diz Romanos 12:3: “...segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um.”
Ou seja, Deus tem uma medida. E a medida da fé é a mesma de Cristo. Ele tem uma medida e a repartiu a cada um. Ele deu a cada um de nós a mesma medida da fé que Ele tem. A fé não tem nada a ver com a fé natural: muita ou pouca fé, tímida, forte, poderosa ou fraca. A fé é um dom. Efésios 2:8 diz “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;”.
A fé não tem nada a ver com os meus sentimentos, com as minhas emoções, se está frio, se está calor. Não, a fé é um dom de Deus. E diz que a fé pertence a uma classe de pessoas.Tito1:1 diz assim: “Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para promover a fé que é dos eleitos de Deus e o pleno conhecimento da verdade segundo a piedade,”.
Ou seja, os eleitos têm um tipo de fé, que não aumenta nem diminui, não encolhe, nem estica. Não! É um dom de Deus, é um carisma de Deus. Essa fé é dos eleitos.
Judas 20 explicou: “Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo,”. A nossa fé é, é um dom, cuja capacidade, é a mesma medida da fé que tinha Jesus.
Diz a Palavra do Senhor em Gálatas 3:23, 29: “Mas, antes que viesse a fé, estávamos sob a tutela da lei e nela encerrados, para essa fé que, de futuro, haveria de revelar-se. E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa.”
Enquanto as pessoas viviam na lei, viviam da sua fé. Há pessoas que têm fé para fazer jogo, para acertar no bicho, para ver se vai chover. Mas, se a pessoa não estiver bem disposta, essa fé não funciona. O versículo diz que haveria uma fé que, no futuro, se revelaria. Qual é a fé? O dom, a medida, a mesma fé de Cristo. Amado, a fé é dos eleitos.
E em II Tessalonicenses 3:2 diz: “e para que sejamos livres dos homens perversos e maus; porque a fé não é de todos.”
Se não é de todos, é de quem? Dos eleitos. E, se é dos eleitos, é um dom. E, se é um dom, é um dom que se revelou e não tem nada a ver com a fé de quando Jesus dizia: “pouca fé, nunca vi tão grande fé, fé poderosa.”
Hebreus 11:1 diz que a fé é um dom: “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.”
A fé é certeza, é uma convicção, que me faz acreditar naquilo que estou esperando. Podemos não ver, mas cremos!
Eu libero a fé na minha vida através da pregação de Cristo. Ela deve estar em dois lugares: no coração e na boca. São os dois lados da moeda. Deves ter confiança na fé no coração e na boca.
Tiago diz umas coisas muito interessantes. Apesar de ter sido um pregador aos Judeus, ele escreve umas pérolas da Graça muito interessantes. Olha o que ele disse em Tiago 3:2:“Porque todos tropeçamos em muitas cousas. Se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo.”
Inclusive, o apetite de comer exageradamente. O drama das pessoas evangélicas está no falar. Porque falam coisas erradas e negativas, falam e concordam com coisas erradas. Amado, eu já expliquei aqui: Deus é quem dá a última palavra em todos os aspectos da nossa vida. Tu podes ter ido ao médico e o médico pode ter dito: “Olha, eu sou cientista, eu sou Phd, essa doença não tem cura. Se concordares com essa palavra, então, não terás cura. Mas, a Bíblia diz emMateus 18:19: “Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus.”
Se eu tropeçar e começar a falar palavras erradas, essas coisas vêm a minha vida de forma errada. Deves dizer as coisas certas, quando estás diante das coisas erradas. É isso que eu te ensino: a corrigir a tua confissão.
Tiago 3:5, 6, 8-12 diz, olha só estas expressões fortes. “Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes cousas. Vede como uma fagulha põe em brasas tão grande selva! Ora, a língua é fogo; é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno. a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero. Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso? Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce.”
Às vezes, uma pessoa está na batalha e diz: “Não vou faltar mais a uma reunião de oração, vou estar do lado dos pastores, vou fazer o que eu nunca fiz na vida”. E vem alguém e diz: “Para quê? Eu já fui em uma reunião e não me aconteceu nada”. E aquela fagulha destrói os sonhos. Eu conheço pessoas que seriam grandes médicos, grandes engenheiros, grandes militares, mas, hoje, não são nada, porque alguém, com uma palavrinha, contaminou suas vidas e destruiu os seus sonhos.
Tiago está dizendo: “Aprende a falar com a Bíblia, não aceites situações contrárias à Bíblia. Não fales de forma contrária a Bíblia. Se não, a tua língua estará carregada de veneno mortífero”. O que dizemos, muitas vezes, atraem coisas venenosas à vida. Olha o que ele continua dizendo em Tiago 3:13-16: “Quem entre vós é sábio e inteligente? Mostre em mansidão de sabedoria, mediante condigno proceder, as suas obras. Se, pelo contrário, tendes em vosso coração inveja amargurada e sentimento faccioso, nem vos glorieis disso, nem mintais contra a verdade. Esta não é a sabedoria que desce lá do alto; antes, é terrena, animal e demoníaca. Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins.
Amado, a inveja, a facção, a mentira, isso tudo adoece o corpo. Se a pessoa odeia alguém, sente amargura na sua alma, não perdoa, recebe toda espécie de coisas ruins: doença, enfermidade, problemas psicossomáticos.
Diz Provérbios 14:30“O ânimo sereno é a vida do corpo, mas a inveja é a podridão dos ossos.”
A inveja é uma doença que vai te consumindo. Ela é a podridão dos ossos. O que apodrece os ossos? O câncer, o tumor, o derrame, enfim, todas as coisas que conduzem à deteriorização do organismo. Há pessoas que morrem, porque têm uma doença que as consomem. Não dês lugar à amargura, ao ciúme ou ao ódio na tua vida.
A Bíblia diz em Tiago 3:17: “A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento.”
Essa é a fé que nós temos, é a Palavra que precisamos viver. Eu queria te dizer que a fé tem uma voz, pois ela vem pelo ouvir, pelo coração. Se o coração não está cheio da Palavra, a fé não é operante, não possui voz. Não há Palavra, não há fé. Se o teu coração estiver cheio da Palavra, a tua fé será operante. Há poder na fé. Há pessoas que acreditam que podem ser curadas, mas não têm a fé da Palavra no coração. Diga: “Eu Creio”!
Nós ensinamos a crer, baseados na Bíblia. Se não conheces o que está escrito, és destruído. Então, a fé tem dois lados, deves crer no que está escrito e deves falar e agir de acordo com o que crês.
Paulo, quando escreveu aos Romanos 8:2, disse: “Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.”
Ou seja, a morte que nos assediava, a destruição, a miséria, a pobreza, esse ciclo em que nós vivíamos no passado, antes de ter Jesus, foi substituído. Fomos livres disso. E, agora, temos um ciclo de vida e de espírito. Deves aprender a falar dentro desse ciclo. É isso que te ensino: a falar corretamente o que é bom, o que é tratável, o que é indulgente o que é pacífico, o que é sábio, porque é isso que traz resultados.
Provérbios 18:21 diz: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.”
A morte e a vida estão no poder da língua. Ou seja, quantos sonhos, quantos projetos de vida, quantas coisas que as pessoas acalentaram durante anos e foram por água abaixo, por causa do poder da morte de uma língua. O indivíduo diz: “Vou comprar o meu terreno e vou construir a minha casa”. Aí, vem alguém e diz assim: “Mas, o terreno é caro. Já viste bem o preço de um tijolo? E o cimento, meu irmão? Sabes quanto custa uma vara de meia, quanto custa para colocar um piso de porcelanato?” E a pessoa fala: “É, o porcelanato é caro, o terreno é caro, o telhado é caro!” As pessoas rodam a vida toda e não constroem a sua casa, não compram o seu terreno, não têm a ousadia de pedir empréstimo no fundo de investimento do governo, porque tem sempre alguém para jogar água na fervura. Eu não gosto de negativista perto de mim. Eu me recordo de que quando começamos a construção, quando começamos a falar na construção da Capela, tínhamos um senhor na Igreja que dizia: “Não vai dar. O senhor sabe quanto custa uma coluna?” Ele tentou me envenenar para eu não construir. E já está quase terminada.
A minha fé me faz acreditar que a lei do espírito da vida me livrou da lei do pecado e da morte, do fracasso, da pobreza, da miséria e da doença. Glória a Deus!
Então, abre a tua boca e fala palavras de vida. Porque já saíste do ciclo da morte.
Manda palavras de vida para alguém, fala palavras de vida para o teu vizinho.
A lei do espírito da vida opera no teu casamento, na tua família, na tua saúde, no teu trabalho, nas tuas finanças, ela liberta de prisões, liberta de crises.
Tu me perguntas: “Apóstolo, quem avaliza isso que o senhor está dizendo?” Vê Hebreus 3:1:“Por isso, santos irmãos, que participais da vocação celestial, considerai atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus,”.
Quem é que assina por baixo da nossa confissão? Jesus. Ele é o nosso Apóstolo, o nosso enviado, Ele foi enviado ao nosso coração para que crêssemos na Verdade. A nossa confissão é o nosso modo de vida.
Eu estava ouvindo um pregador falando sobre isso e ele disse que confissão, no original grego, quer dizer: “Profissão”. Ou seja, a minha profissão é ter uma boa confissão. Eu sei o que pode acontecer quando uma pessoa faz da sua profissão a sua confissão. Eu vivo pelo que eu falo. Deus está pronto para fazer o impossível por ti. Teu futuro poderá ser baseado na palavra que falas. Quando falas, estás ativando o poder de Deus na Palavra. Eu sei que há alguém que está cansada de sonhar, cansada de viver só com problemas, só com aflições, só com derrotas. Hoje poderás ter a tua vida mudada. Não vais ser derrotado, frustrado. Maior é Aquele que está em ti do que o que está nesse Mundo. Deves dizer: “A Palavra diz, eu creio!”
Muitas pessoas, por não conhecerem a questão da fé, pensam que Deus age na base das emoções. Deus é Pai e claro que, se Deus vê um filho doente, passando necessidades, Ele sente. Mas não é a minha dor que faz Deus agir. Não é a minha falta de dinheiro que faz Deus agir. Não é uma doença ou um diagnóstico médico que faz Deus agir. Amado, apesar Dele ser Pai e ficar atento às nossas necessidades, o que comove o coração de Deus não é a doença. O que comove o coração de Deus é a fé. Porque a Bíblia diz em Hebreus 11 1: “Sem fé é impossível”
Deus está esperando, nessa manhã, na Igreja Cristo Vive é uma atitude de fé. O que move o coração de Deus é quando alguém crê e se aproxima Dele, crendo que Ele existe, e responde com a fé, e diz: “Senhor, eu creio porque está escrito, e no que está escrito eu creio.” Essa atitude de fé é que move o coração de Deus. A atitude de fé é que sensibiliza Deus. No passado, achava que o que sensibilizava Deus era quando eu ficava muitas horas de joelho. E Deus disse: “Eu não preciso de sacrifício, eu já fiz o sacrifício dos sacrifícios.” E pensava: vou lamber o pó da terra, vou sofrer, porque, se Cristo sofreu, tenho que sofrer. E Deus disse: “Isso não me comove”. Agora, quando tens uma atitude de fé, quando tu dizes: “Está escrito!” Quando tu dizes que vais ficar com a Bíblia, que vais seguir o que a Bíblia diz, essa é uma atitude de fé que move o coração de Deus. A Bíblia diz que Ele é o galardoador daqueles que O buscam.
Eu queria terminar no livro de Romanos 8:11: “Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita.”
Olha, o mesmo espírito que teve o poder e a autoridade de tirar Jesus de entre os mortos está na tua vida. E, se esse mesmo espírito pôde tirar Jesus dentre os mortos, e Ele mora na tua vida, o que você pode fazer esta manhã? Tudo!
Se habitar em ti o Espírito Daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou Cristo dentre os mortos vivificará também o teu corpo mortal, por meio do Seu Espírito, que em ti habita. Amado, o mesmo Espírito que tirou Jesus dentre os mortos, o mesmo Espírito que falou a Lázaro, a mesma autoridade, a mesma força, a mesma determinação, o mesmo poder que arrancou a pedra do túmulo e tirou Jesus dentre os mortos é o poder que está na tua vida. Amém! É o mesmo poder que tirou Jesus dentre os mortos, é o mesmo poder. E se Ele saiu dentre os mortos, Ele hoje está fazendo a mesma Obra.
Podes dizer àquele sonho que morreu: revive. Àquele dinheiro que perdeste: seja restituído. Àquela pessoa que amavas: volta. Tens tem o mesmo poder! Amado, isso é revelação!
Ao terceiro dia, foram ao túmulo e disseram: “Dá-nos o corpo do Mestre”. Um poder já o havia tirado da morte. E Ele disse que esse Espírito habita em ti. É o mesmo Espírito. Amém!
É o mesmo poder! Esse poder não fracassa, não falha, não retroage, não enfraquece, não envelhece, é o mesmo poder!
“Pastor, por que o senhor está aí nervoso?” Porque a fé me diz isso. Sem fé é impossível agradar a Deus. É a atitude de fé que agrada a Deus. Não é a minha dor, a minha angústia, o meu choro, mas a minha atitude de fé. É a minha atitude de fé. E nós estamos, hoje, numa atitude de fé. E o mesmo poder que tirou Jesus dentre os mortos vai manhã trazer a tua pensão, a tua casa própria, o teu carro; tens direito a isso. É o mesmo poder!
Deus vai se agradar de ti se tiveres uma atitude de fé. Começa, agora, a dizer: A Minha casa! O meu carro! O meu trabalho! Os meus sonhos! Eu quero ser como Abraão, como Isaque, como Jacó, eu quero servir a Deus, eu quero estar dependente do Reino. O mesmo poder que tirou Jesus dentre os mortos está na minha vida. O mesmo Espírito!
Se Ele tirou da morte, continua tirando da morte. Eu acredito que todos os membros que seguirem o Apostolado terão as suas casas próprias, os seus terrenos, os seus apartamentos, os seus negócios, terão vida mudada, terão o seu deserto transformado num Éden. Não aceites quem te disser o contrário. Se disser ao contrário, é animal, é terreno e é demoníaco. Nossa fé é tratável, é indulgente, é pacífica. Crê, mas não crê abstratamente. Eu creio porque está escrito. O mesmo Espírito que tirou Jesus, a mesma coisa, é a Bíblia que está dizendo. Agora, o que agrada a Deus é acreditares nisso. É dizer: “Deus, está escrito: as chagas de Cristo me sararam!” Isso move Deus.
A atitude de fé que agrada a Deus é: “Deus, eu acredito, avanço, luto, tomo posse, na terra prometida.” Isso move Deus. Podes chorar o quanto quiseres, não acontece nada. O pessoal evangélico se habituou a crer que o choro é que move o coração de Deus. Não! O que move o coração de Deus não é o meu choro, mas quando demonstro a Deus que eu acredito naquilo que Ele disse. Abraão acreditou. Isso lhe foi imputado por justiça. Abraão acreditou, e aos cem anos de idade ele teve um filho, ele teve Isaque. O mesmo Espírito. mulher poderosa, homem poderoso, jovem poderoso, é para vocês.
O diabo tem te enganado dizendo que não prestas, que não vales nada. Amado, tudo na tua vida está garantido. O mesmo poder que tirou Jesus dentre os mortos está na tua vida. A Bíblia diz que sem fé é impossível. Não é lágrima, dor, choro, angústia, que agrada a Deus, mas sim, a fé. É creres naquilo que está escrito. Alguma coisa vai suceder!
ASSIM SEJA, ASSIM DISSE O SENHOR!
BISPO/JUIZ.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.