Subscribe:

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

PESCANDO COM JESUS...


                                                 PESCANDO COM JESUS...
Lucas c5 v1-7
Eles eram experientes, talentosos e capacitados, conhecia todo tipo de estratégias da pescaria, pois, aliás, esse trabalho era a fonte de seus sustentos.
Mas vemos nesta passagem que trabalharam a noite toda, mas nada apanharam, imagino que esgotaram suas forças no empenho daquele trabalho, usaram todas as estratégias possíveis e todo o seu conhecimento sobre pesca, mas o resultado continuou sendo o mesmo, um desastre.
Imagine você, após um longo dia de trabalho saber que o ganho do seu trabalho  foi zero, que não terá dinheiro pra comprar o leite do seu filho, ou pagar a conta de luz da sua casa; Creio que foi assim que se sentiram.
Mas toda esta situação pode ser revertida quando Jesus esta conosco.
I – ATITUDES DOS PESCADORES EM RELAÇÃO AO FRACASSO
1.1 – Desceram do Barco v.2
O barco representa o centro da vontade de Deus, o lugar onde Jesus gostaria que sempre estivéssemos.
Descer do barco significa sair da direção de Deus, significa abandonar a igreja, significa deixar aquele posto que Jesus nos preparou, não desça do barco, porque ele é o instrumento que nos levará ao lugar aonde Jesus vai nos honrar.
1.2 – Lavavam as suas redes v.2
As redes representam o talento, a capacidade, as promessas, os projetos que Deus colocou dentro de nós.
Lavar as redes significa enterrar e jogar fora tudo àquilo que Jesus colocou dentro de nós,
Se o barco representa aquilo que nos conduz, as redes representam as ferramentas que nós iremos usar em favor da obra de Deus.
Não lave as suas redes, não desista daquilo que Deus te deu.
II – ATITUDES DE JESUS EM RELAÇÃO AOS PESCADORES
2.1 – Jesus os observou v.2
Mesmo uma multidão cercando Jesus, nada pode ofuscar a sua observação em relação aos pescadores, aliás, está escrito que Jesus tem os olhos como chamas de fogo, nada fica oculto ao seu olhar, ele conhece tudo, e sabe o que se passa conosco.
Quando Ele observou os pescadores ele enxergou o problema e mas também a  solução.
Assim é conosco, Jesus nos observa a cada dia e conhece cada passo nosso, conhece o nosso falar, e o nosso agir, o nosso levantar e o nosso deitar.
Glórias a Deus, ele conhece o problema, mas também tem a solução pra nos dar.
2.2 – Jesus entrou no barco
A grande razão de eles terem fracassado foi o fato de Jesus não estar no barco.
Os peixes podem se esconder, o barco pode balançar, o vento e o mar podem se agitar, mas quando Jesus esta no barco tudo acontece como Ele quer, ninguém pode impedir o seu agir.
Deixe Jesus entrar no barco da sua vida, no barco da sua família, no barco do seu trabalho, no barco do seu casamento, o deixe entrar e fazer tudo o que Ele quer.
Glorificado seja o nome do Senhor
2.3 – Jesus ensinava a multidão do barco v.2
Esta atitude de Jesus me chamou muito a atenção, pois fiquei pensando comigo, se Jesus entrasse no meu barco, eu ia querer de imediato o meu milagre.
Mas antes de fazer o milagre material, Jesus cuidou das coisas espirituais do Pai.
Antes de realizarem a grande pesca tiveram que ouvir da poupa do barco as belas palavras de Jesus, tiveram que alimentar a sua alma, e fortalecerem a sua estrutura espiritual.
E aprendi uma lição muito importante com esta passagem.
Jesus nunca vai começar uma obra pelas coisas terrestres, mas sempre pelas coisas espirituais.
Muitas das vezes quando Jesus entra na nossa vida, queremos que Jesus haja de imediato nas coisas terrestres, e não compreendemos o seu agir, e mal percebemos que primeiro é necessário termos uma estrutura espiritual para receber as bênçãos que eles têm reservado pra nós.
Espere no Senhor com paciência, pois tenho certeza que ele esta trabalhando na sua vida. (Leia João 5:17)
Aleluias e Glórias ao nome de Jesus
III – JESUS, OS PESCADORES E O MILAGRE.
Vamos agora observar duas ordens de Jesus e duas atitudes dos pescadores.
1 – Faze-te ao mar alto v.4
Jesus poderia muito bem realizar o milagre de onde eles estavam, pois Ele tem todo poder pra fazer tudo o que quer e como quer.
Mas por que Jesus ordenou que eles fossem para o meio do mar?
Eu orei e Jesus me respondeu.
No meio do mar não havia beira da praia e nem multidão, era só Jesus e os pescadores.
Jesus queria intimidade e profundidade no relacionamento
Precisamos nos afastar da beira da praia e ir para o meio do mar, necessitamos entrar em um relacionamento mais profundo com Deus, chega de vídeo-game, futebol e novela, é tempo de orarmos um pouco mais, é tempo de experimentarmos a boa, perfeita e agradável vontade Deus.
Afasta-te de tudo aquilo que te impede ter um relacionamento mais profundo com Deus, Ele quer te revelar e fazer coisas maravilhosas na tua vida.
3.2 – Lançai as vossas redes v.4
Todas as circunstancias eram contrarias a ordem imperativa de Jesus, era dia (se pesca a noite), o cansaço era evidente, e Jesus era um carpinteiro, obviamente que para alguns pescadores Jesus não sabia nada de pescaria, mas se o seu lado humano não sabia nada de pesca o seu lado divino tinha poder sobre todas as coisas.
Aprenda uma lição com isso, preste muita atenção agora.
Você pode ter controle sobre o barco e sobre a rede, mas quem tem poder sobre o mar e sobre os peixes é Jesus. (Santo e Santo)
Nada podemos fazer se Jesus não estiver conosco            
Você pode ser o melhor, e conhecer todas as estratégias, mas o único que alcança o impossível é Jesus.
3.3 - Sobre a tua palavra lançarei a rede v.5
Pedro nos transmite uma lição muito grande, mesmo sendo um mestre da pescaria, ele foi humilde e confiou na palavra de Jesus.
Às vezes os que nos falta é isso, humildade e obediência para desfrutarmos, se lembra de Naamã, o profeta lhe pediu algo tão simples, mas por um pouco de tempo ele relutou contra a palavra profética, só por causa do seu orgulho.
Necessitamos quebrar o nosso orgulho, e aprender a obedecer às simples palavras de Jesus.
3.4 – Fizeram sinal aos outros companheiros
O milagre na vida deles foi tão grande, que não somente eles foram abençoados, mas também aqueles que estavam ao seu redor.
Não somente eles encheram o seu barco, mas também aquele que estavam por perto.
Isto é uma palavra profética para nossa vida, Deus quer nos abençoar para sermos abençoadores, chega de egocentrismo e querer tudo apenas pra você,
Deus quer te usar para abençoar as pessoas que estão ao teu redor.
Louvado e exaltado seja o nome de Jesus.
Conclusão:
Poderia escrever muitas outras coisas a respeito desta passagem, de tão maravilhosa que é, mas para não ficar cansativo escrevi apenas aquilo que Jesus me ordenou.
Não leia, mas medite neste sermão, pegue sua bíblia e leia esta passagem tenho certeza que Deus irá falar muito com você.

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.