Subscribe:

domingo, 23 de outubro de 2016

CORAÇÃO REBELDE AFASTA O HOMEM DE DEUS...


                              CORAÇÃO REBELDE AFASTA O HOMEM DE DEUS...
Ezequiel profetizou na Babilônia durante todo o período do seu ministério, o qual começou sete anos antes da destruição de Jerusalém, e que terminou cerca de quinze anos depois desse acontecimento. O ponto central das profecias de Ezequiel é a destruição de Jerusalém. Durante o período que ele profetizou o que mais ele falava era que o povo tinha um coração rebelde. Por várias vezes Ezequiel é impulsionado pelo Espírito de Deus a dizer ao povo que eles eram rebeldes. E que Deus iria colocá-los na tribulação da Babilônia para que fossem moldados e se voltassem para Ele.
Ezequiel era sacerdote e profeta. Foi levado cativo juntamente com o rei Jeoiaquim, por Nabucodonozor, cerca de dez anos antes da destruição de Jerusalém. Seu lar foi em Telabib em Babilônia. Ali ministrou aos desterrados, os quais, em sua maioria, resistiam às suas palavras aderindo à esperança falsa de um regresso rápido. A tradição informa que ele foi morto por um dos desterrados, que ele repreender por causa da sua idolatria.
O Chamado de Ezequiel
Ezequiel recebeu o chamado ao contemplar quatro querubins conforme relata o capítulo 1 de seu livro. Sua missão logo é dada no capítulo seguinte (2:1 a 3:9), de julgar o povo por sua rebeldia. Sua responsabilidade (3:10-21) é de ser atalaia sobre a casa de Israel, recebendo uma solene admoestação contra o descuido de seu dever.
Toda essa história do profeta Ezequiel nos trás grandes reflexões sobre o coração rebelde. Que quer dizer: alma ou pessoa indisciplinada, revoltosa, teimosa, obstinada, indomável. Que não aceita a autoridade de Deus sobre sua vida. Que nós possamos cuidar de nossas vidas para que não venhamos a nos afastar do Senhor, que o nosso coração não venha a tornar-se assim. Jesus nos ensinou a orar: “e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal”. (Mt.6:13). E se o teu coração se encontra assim, pode ter certeza, Deus te dar hoje a oportunidade de se arrepender. Vejamos:
O coração rebelde tem olhos cegos e ouvidos surdos: “Filho do homem, tu habitas no meio da casa rebelde, que tem olhos para ver e não vê, tem ouvidos para ouvir e não ouve, porque é casa rebelde”. (Ez.12:2).
O coração rebelde afasta a glória de Deus: “Então, saiu a glória do SENHOR da entrada da casa e parou sobre os querubins”. (Ez.10:18,19).
O coração rebelde faz coisas abomináveis as ocultas: “Disse-me ainda: Filho do homem, vês o que eles estão fazendo? As grandes abominações que a casa de Israel faz aqui, para que me afaste do meu santuário? Pois verás ainda maiores abominações”. (Ez.8:6. Ler 7-18).
O coração rebelde pratica o mal mais do que os ímpios: “Assim diz o SENHOR Deus: Esta é Jerusalém; pu-la no meio das nações e terras que estão ao redor dela. Ela, porém, se rebelou contra os meus juízos, praticando o mal mais do que as nações e transgredindo os meus estatutos mais do que as terras que estão ao redor dela; porque rejeitaram os meus juízos e não andaram nos meus estatutos”. (Ez.5:5,6).
O coração rebelde muitas vezes leva a Deus silenciar o seu profeta: “Porque, ó filho do homem, eis que porão cordas sobre ti e te ligarão com elas; e não sairás ao meio deles. Farei que a tua língua se pegue ao teu paladar, ficarás mudo e incapaz de os repreender; porque são casa rebelde”. (Ez.3:25,26).
O coração rebelde tem o juízo de Deus como tardio. E por isso prefere viver no pecado: “Veio-me ainda a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem, eis que os da casa de Israel dizem: A visão que tem este é para muitos dias, e ele profetiza de tempos que estão mui longe. Portanto, dize-lhes: Assim diz o SENHOR Deus: Não será retardada nenhuma das minhas palavras; e a palavra que falei se cumprirá, diz o SENHOR Deus”. (Ez.12:26-27).
O coração rebelde dar ouvidos a profetas mentirosos que lhes massageiam o ego: “Assim diz o SENHOR Deus: Ai dos profetas loucos, que seguem o seu próprio espírito sem nada ter visto!... Tiveram visões falsas e adivinhação mentirosa os que dizem: O SENHOR disse; quando o SENHOR os não enviou; e esperam o cumprimento da palavra. Não tivestes visões falsas e não falastes adivinhação mentirosa, quando dissestes: O SENHOR diz, sendo que eu tal não falei? Portanto, assim diz o SENHOR Deus: Como falais falsidade e tendes visões mentirosas, por isso, eu sou contra vós outros, diz o SENHOR Deus. Minha mão será contra os profetas que têm visões falsas e que adivinham mentiras; não estarão no conselho do meu povo, não serão inscritos nos registros da casa de Israel, nem entrarão na terra de Israel. Sabereis que eu sou o SENHOR Deus”. (Ez.13:3,6-9).
O coração rebelde se cerca de falsa profetizas que fazem comércio da fé: “O SENHOR disse: —Agora, homem mortal, olhe para as mulheres do seu povo que inventam profecias. Fale contra elas e diga-lhes que o SENHOR Deus diz o seguinte: Ai de vocês! Pois, a fim de terem poder sobre a vida dos outros, vocês fazem benzeduras em pulseiras para todos e preparam véus enfeitiçados para pessoas de todas as idades. A fim de tirarem vantagens, vocês querem usar o poder de vida e de morte no meio do meu povo. Vocês me desrespeitam na frente do meu povo a fim de conseguir uns punhados de cevada e alguns pedaços de pão. Vocês matam pessoas que não deveriam morrer e deixam vivas pessoas que não merecem viver. Por isso, dizem mentiras ao meu povo, e eles acreditam. Agora, o que o SENHOR Deus diz é isto: —Eu detesto as pulseiras enfeitiçadas que vocês usam para controlar a vida e a morte. Eu as arrancarei dos seus braços e deixarei livres as pessoas que vocês estavam controlando. Rasgarei os seus véus e livrarei o meu povo do poder de vocês, de uma vez por todas. Então todos ficarão sabendo que eu sou o SENHOR. Com as mentiras que pregam, vocês desanimam as pessoas direitas. Vocês também dizem às pessoas más que não abandonem o mal e assim não deixam que elas se salvem. Por isso, agora as suas falsas visões e as suas profecias mentirosas se acabaram. Eu vou livrar o meu povo do poder de vocês, de modo que vocês ficarão sabendo que eu sou o SENHOR”. (Ez.13:17-23).
O coração rebelde constrói ídolos dentro do coração: “Então, vieram ter comigo alguns dos anciãos de Israel e se assentaram diante de mim. Veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem, estes homens levantaram os seus ídolos dentro do seu coração, tropeço para a iniquidade que sempre têm eles diante de si; acaso, permitirei que eles me interroguem? Portanto, fala com eles e dize-lhes: Assim diz o SENHOR Deus: Qualquer homem da casa de Israel que levantar os seus ídolos dentro do seu coração, e tem tal tropeço para a sua iniquidade, e vier ao profeta, eu, o SENHOR, vindo ele, lhe responderei segundo a multidão dos seus ídolos; para que eu possa apanhar a casa de Israel no seu próprio coração, porquanto todos se apartaram de mim para seguirem os seus ídolos”. (Ez.14:1-5).
O coração rebelde não presta para sustentar a obra de Deus. Não serve de suporte para ninguém. Tem um discipulado fracassado: “De novo veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, que mais do que qualquer outro pau é o da videira, o sarmento que está entre as árvores do bosque? Tema-se dele madeira para fazer alguma obra? ou toma-se dele alguma estaca, para se lhe pendurar algum traste? Eis que é lançado no fogo, para servir de pasto; o fogo devora ambas as suas extremidades, e o meio dele fica também queimado; serve para alguma obra? Ora, quando estava inteiro, não servia para obra alguma; quanto menos, estando consumido ou carbonizado pelo fogo, se faria dele qualquer obra? Portanto, assim diz o Senhor Deus: Como entre as árvores do bosque é o pau da videira, que entreguei para servir de pasto ao fogo, assim entregarei os habitantes de Jerusalém. E porei a minha face contra eles; eles sairão do fogo, mas o fogo os devorará; e sabereis que eu sou o Senhor, quando tiver posto a minha face contra eles. Farei da terra uma desolação, porquanto eles se houveram traiçoeiramente, diz o Senhor Deus”. (Ez.15:1-8).
O coração rebelde se prostitui com toda sorte de culto: “A cada canto do caminho, edificaste o teu altar, e profanaste a tua formosura, e abriste as pernas a todo que passava, e multiplicaste as tuas prostituições. Também te prostituíste com os filhos do Egito, teus vizinhos de grandes membros, e multiplicaste a tua prostituição, para me provocares à ira... Também te prostituíste com os filhos da Assíria, porquanto eras insaciáveis; e, prostituindo-te com eles, nem ainda assim te fartaste... Portanto, ó meretriz, ouve a palavra do SENHOR”. (Ez.16:25,26,28,35).
O coração rebelde não aceita a disciplina de Deus: “Então, veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Dize agora à casa rebelde: Não sabeis o que significam estas coisas? Dize: Eis que veio o rei da Babilônia a Jerusalém, e tomou o seu rei e os seus príncipes, e os levou consigo para a Babilônia; tomou um da estirpe real e fez aliança com ele; também tomou dele juramento, levou os poderosos da terra, para que o reino ficasse humilhado e não se levantasse, mas, guardando a sua aliança, pudesse subsistir. Mas ele se rebelou contra o rei da Babilônia, enviando os seus mensageiros ao Egito, para que se lhe mandassem cavalos e muita gente. Prosperará, escapará aquele que faz tais coisas? Violará a aliança e escapará? Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, no lugar em que habita o rei que o fez reinar, cujo juramento desprezou e cuja aliança violou, sim, junto dele, no meio da Babilônia será morto”. (Ez.17:11-16).
O coração rebelde considera o caminho de Deus como injusto: “No entanto, dizeis: O caminho do Senhor não é direito. Ouvi, agora, ó casa de Israel: Não é o meu caminho direito? Não são os vossos caminhos tortuosos? Desviando-se o justo da sua justiça e cometendo iniquidade, morrerá por causa dela; na iniquidade que cometeu, morrerá. Mas, convertendo-se o perverso da perversidade que cometeu e praticando o que é reto e justo, o conservará a sua alma em vida. Pois se considera e se converte de todas as transgressões que cometeu, certamente, viverá; não será morto. No entanto, diz a casa de Israel: O caminho do Senhor não é direito. Não são os meus caminhos direitos, ó casa de Israel? E não são os vossos caminhos tortuosos?”. (Ez.18:25-29).
O coração rebelde ouve a Palavra de Deus, mas não põe em prática: “Quanto a ti, ó filho do homem, os filhos do teu povo falam de ti junto aos muros e nas portas das casas; fala um com o outro, cada um a seu irmão, dizendo: Vinde, peço-vos, e ouvi qual é a palavra que procede do SENHOR. Eles vêm a ti, como o povo costuma vir, e se assentam diante de ti como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra; pois, com a boca, professam muito amor, mas o coração só ambiciona lucro”. (Ez.33:30,31).

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.