Subscribe:

domingo, 25 de setembro de 2016

VOZ QUE CLAMA NO DESERTO...


                                              VOZ QUE CLAMA NO DESERTO...
“Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor” – João 1.23.
Ser profeta na prosperidade é fácil. Difícil mesmo é ser em tempo de escassez. Falar também que Deus reserva coisas boas, não é tão complicado. Mas, botar o dedo na ferida, denunciar defeitos e falar de justiça, é uma tarefa dificílima.

Apesar do grande desafio, assim profetizou João Batista para os Israelitas dos seus dias: “Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor”.

Deserto é lugar de escassez de alimento, de perigos constantes e de uma tremenda solidão. Apesar disto, João não se intimidou e pregou: “Eu sou a voz”. Ele era uma voz. Ele assumiu o difícil, o desafio e o perigo. O Senhor deseja que sejamos uma voz.

Depois: “Eu sou a voz que clama”. Mesmo diante de poucos não economizou energias e“clamou”, ministrou com autoridade. Devemos empregar esforços para o Reino de Deus.

A medida da certeza de sua revelação, o último dos profetas ministeriais diz: “Eu sou a voz do que clama no deserto”. Ele estava afirmando que não escolhia lugar para falar da parte de Deus. A vontade não era dele, mas do Senhor. Não estava interessado na aparência ou do que outros achavam desde que tivesse paz interior em cumprimento às determinações do alto. Um ministério genuíno é o que está centralizado na vontade divina.

E o recado não era adocicado“Endireitai”. Deus é Santo e não compactua com o erro, com o torto. Não importa o padrão humano e sim o Divino. O Grandioso Deus somente aceita o certo, o correto, o direito e por isso, endireitai! O Deus Santo exige santidade da nossa parte.

E quando ele afirmou: “o caminho do Senhor”, estava afirmando amor, misericórdia e graça. Que Jesus, apesar de ser o Filho Deus, santo, perfeito e lindo, iria passar pelo deserto. O caminho do Senhor não desviaria do deserto e sim o cruzaria. Quando prestamos atenção nessas coisas, descobrimos a maravilha de ter Deus como nosso Pai. Apesar de todo padrão humano, de toda a situação de miséria, de toda forma de feiúra, não seria desprezada pelo Senhor. Podemos ter a certeza, de que o Invencível Deus compreende, visita, intervém e transforma totalmente.

João Batista, o precursor de Jesus, preparou o caminho para Ele. Antes de Cristo exercer o maior ministério de todos os tempos (intervindo em tudo e todos), Israel foi sacudido pelo profeta do deserto, que se vestia de pele de camelo e se alimentava de gafanhoto e mel silvestre. Desta forma, o Filho de Deus, ilimitadamente, pode mudar o rumo da história morrendo numa cruz e ressuscitando ao terceiro dia.

Apesar do deserto espiritual em que vivemos, sejamos uma voz do coração de Deus,endireitando veredas e preparando o caminho para a segunda vinda gloriosa de Jesus.
Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.