Subscribe:

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

JANELAS DO AMOR E DO DESPREZO...


                                      JANELAS DO AMOR E DO DESPREZO...
“E sucedeu que, entrando a arca do Senhor na cidade de Davi, Mical, filha de Saul estava olhando pela janela e, vendo o rei Davi. que ia bailando e saltando diante do Senhor, o desprezou no seu coração (2 Sm 6:16).
Amados, quantas vezes percebemos e nos achamos em atitudes que desagradam a Deus ?
Quantas vezes temos exposto diante de Deus, aquilo que professarmos a Ele?
Quantas vezes reconhecemos nossas falhas quando pecamos contra Ele?
Davi era um desses homem autênticos, sincero diante de Deus, pecador como eu e você,mas que expressava sem reservas a alegria de estar com Deus, de viver com Ele.
Em contrapartida Mical era a instável filha do rei Saul, cobiçada e a título de prêmios aos homens, que amava Davi, mas cujo o coração expressam a de muitas pessoas hoje.
Mical expressa a vida de muitos religiosos hoje que estão na janela. Estar na janela é vislumbrar a vida de um lado, estando de outro. Diz a palavra que Mical acabou servindo de laço para Davi.(I Sm 18:21).
Fazendo uma conjectura da vida de Mical podemos deduzir que sua vida com o Senhor era superficial e aparente, ou seja, não havia um relacionamento profundo com Deus. Também se deduz que vivia em torno de seus sentimentos, pois sua vida com Davi foi marcada por amor, mas também por amarguras e ressentimentos. Pode-se dizer que Mical personifica aquelas pessoas que sendo de Deus , vivem uma vida
de aparências. Tem muitas pessoas dentro da Igreja com a visão de Mical, visão essa que só enxerga aquilo que convém para si. Mical não desprezou apenas Davi, ,mas desprezava o Senhor, quando na impulsividade vivia sua vida. Alguns religiosos fariseus de hoje são como Mical, que se preocupam mais com os outros , de que com si mesma, que se preocupam apenas com a aparência exterior. Na época do NT os fariseus não se cansavam de “enredar” Jesus por que este andava com as pessoas desprezadas da sociedade (Mt 9:11-12;Mt 11:19.Lc 5:30). Como Jesus, Davi também andara com o povo e isso trouxe “desconforto” ao olhos de Mical.
Muitas vezes quando acontece algo diferente daquilo que estamos “acostumados a fazer”, nos sentimos desconfortados. Mical pensou na sua reputação, o que que os outros iam dizer, mas nunca analisou se aquilo que Davi fez agradava a Deus. O religioso nunca leva em conta a manifestação espontânea de adoração a Deus pelas pessoas, mas sempre arranja motivo para reprimi-la e critica-la por isso.
O espírito crítico de Mical não levou somente a desprezar no seu coração, Davi, mas acima de tudo ao Senhor. Infelizmente em nossas igrejas existem pessoas como Mical que são observadores de culto, “que ficam na janela”, observando os atos dos outros. São estes que sempre procuram algo para criticar, algo para comentar, esquecendo de cultuarem a Deus e adorarem a Ele com suas vidas. São pessoas que vivem de aparência exterior, mas que por dentro, no interior, estão cheios de hipocrisia e iniquidade(Mt 23:28). Aqueles que não possuem uma intimidade com Deus não conseguem enxergar a adoração daqueles que o fazem de todo coração. Quando a mulher pecadora entrou na casa de Simão, para ungir os pés de Jesus, o o religioso dono da casa questionou consigo: “Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora”(Lc 7:39). Assim são aqueles com visão de Mical que a tudo questionam e a tudo criticam. Normalmente essas pessoas não enxergam seus pecados, mas o do outro. Não adoram a Deus em espírito, mas criticam aqueles que assim o fazem. Quando alguém religioso, de janela, vê a dedicação de um servo em espontânea adoração a Deus, logo se sentem enciumadas e ficam cheias de presunção. Usam todo tipo de julgamento.
A expressão que mais se ouve dos religiosos da janela é:
“Este gosta de se aparecer.
Existem pessoas que ao ver o cônjuge se consagrar a Deus, sentem-se traídas, amarguradas e abandonadas, pois querem total atenção para si. São pessoas que gostam de ser mimadas, de bajuladas, que gostam de ser saudadas pelas pessoas. Mical odiou Davi quando este demonstrava seu amor a Deus, mas esqueceu que sua própria vida estava nas mãos de Deus. Por viver uma vida sem a total direção de Deus, Mical acabou não tendo descendentes de Davi. Quando a pessoa acaba vivendo a vida dos outros e esquecendo de sua própria, passa-se o tempo e não se percebe o quanto tempo se perde em analizar e perceber a vida dos outros. Quando nosso relacionamento de Deus é raso, somos como Mical, suscetível a sentir-se só e deixamos ser levados pela amargura, pelo ódio e pelo ressentimento. Também através disso, acabamos respondendo de maneira errada as circunstâncias, acabamos prejudicando a nós mesmos e deixamos de herdar as promessas de Deus. Mical não estava preocupada com seu povo, com sua nação, com Deus e a benção que era a Arca da Aliança, mas com seu mundo , com seu reino terreno, com sua reputação. Mical vivia de idealizações com Davi, mas esqueceu que Deus era com Davi.
A palavra do Senhor diz: “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor”.(Pv 16:1).
Quando Davi abençoou o povo em nome do Senhor e foi abençoar sua casa foi repreendido por Mical. Mical teve a oportunidade de receber a benção de Deus, mas preferiu ficar com sua convicção egoísta. Quando temos uma convicção religiosa de Deus perdemos as bençãos que o Senhor pode nos dar. Mical não tinha visão espiritual. Toda vez que compartilhamos algo espiritual para pessoas relogiosas e que não possuem um entendimento espiritual o resultado poderá ser como o de Mical com Davi. Diz a palavra que aqueles que se inclinam para a carne cogitam das cousas da carne, mas os que se inclimam para o Espírito, das cousas do Espírito.(Rm 8:5).
“Ora, o homem natural não aceitam as coisas do espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (I Cor 2:14). Sabemos, entrentanto , que assim como no reino de Israel houve Mical, hoje na Igreja, no Reino de Deus, existem muitos com visão de Mical, mas cabe a todo homem e mulher de Deus não observar com visão de janela, de Mical, mas enxergar o homem pelos olhos espirituais, pelos olhos de de Deus. Se Mical tivesse visão espiritual teria enxergado Davi, mais do que um guerreiro, mais do um rei, mais do que um marido que amava, teria enxergado Davi segundo o coração de Deus.

Porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração(I Sm 16:7)...

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.