Subscribe:

quinta-feira, 28 de julho de 2016

APRENDENDO A FAZER UM VOTO A DEUS...


                                    APRENDENDO A FAZER UM VOTO A DEUS...
INTRODUÇÃO
O voto, no contexto bíblico, é algo que, muitas vezes, tem sido necessário.
Mas, o que é o voto? Para que o voto? Nesta lição estudaremos sobre o voto bíblico.
01- O QUE É VOTO?
No dicionário temos: VOTO: s. m. Promessa solene com que nos obrigamos diante da divindade; promessa solene; juramento; oferenda em cumprimento de promessa; súplica à divindade; desejo íntimo, ardente.
02- NO CONTEXTO CRISTÃO, O QUE É VOTO?
É um acordo que você faz com Deus. Se for abençoado, com aquilo que deseja, retribuirá ao Senhor.
“Os acordos eram feitos com Deus sob a forma de votos para assegurar sua presença, proteção, provisão, etc. As promessas feitas sob essas circunstâncias eram sempre condicionais”.
“Pessoas em situação difícil poderiam fazer votos prometendo algo a Deus caso ele atendesse às suas orações. Normalmente, esses votos eram acompanhados por uma oferta pacífica no momento de serem feitos e, depois, novamente, ao serem atendidos” (Bíblia de Genebra p. 136)
“Votos a Deus são o equivalente devocional dos juramentos e devem ser tratados com seriedade” (bíblia de Genebra. P.556).
Encontramos também na Bíblia votos que não são condicionais, ou seja, pessoas que fizeram voto ao Senhor sem esperar alguma coisa da parte dele, mas como gratidão pelas inúmeras bênçãos dele recebidas.
03 ENCONTRAMOS ESTA PRÁTICA NAS SAGRADAS ESCRITURAS?
Vejamos:
A - Jacó (Gn 28.20-22); Usando o futuro do condicional, como aparece na maioria das traduções, entendemos que Jacó está fazendo um voto condicional, ou seja, se Deus for comigo, e me guardar ... e me der..., Jacó por sua vez lhe retribuirá adotando o SENHOR como seu Deus, a pedra será a casa de Deus, e ele dará a Deus o dízimo de tudo o que Deus lhe conceder.
B - Ana (I Sm 1.11); Ana também faz o seu voto da mesma maneira. Se o Senhor se compadecesse. Se ela pudesse ter um filho, ela o daria ao Senhor.
C - Outros.
04- QUAL A BASE NO NOVO TESTAMENTO PARA OS VOTOS?
Vejamos:
A - "Mas Paulo, havendo permanecido ali ainda muitos dias, por fim, despedindo-se dos irmãos, navegou para a Síria, levando em sua companhia Priscila e Áqüila, depois de ter raspado a cabeça em Cencréia, porque tomara voto." (Atos 18:18).
Este texto demonstra que Paulo tinha o costume de fazer votos.
B - "Acima de tudo, porém, meus irmãos, não jureis nem pelo céu, nem pela terra, nem por qualquer outro voto; antes, seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não, para não cairdes em juízo" (Tiago 5:12)..
Tiago demonstra que era costume fazer-se votos e, por causa deles, jurar o seu cumprimento; assim, o apóstolo orienta que não se jure, mas não desautoriza a prática dos votos.
C - Há ainda outra menção em Atos 21:20-26, quando Paulo é orientado a fazer um voto, para com isso apaziguar os judeus, que o acusavam de violar a lei.
05-QUAL O PROPÓSITO DO VOTO?
O voto é um meio pelo qual o crente pode obter as bênçãos de Deus. Assim como a oração, o jejum e o louvor nos traz as bênçãos do Senhor, o voto, de igual modo, faz com que o Senhor atenda a nossa causa.
O voto também pode ser feito sem que você esteja pedindo nada a Deus. Por exemplo, você pode fazer um voto ao Senhor dizendo que no dia do seu aniversário irá dar uma oferta na igreja, como gratidão por mais um ano de vida.
06-QUAIS CUIDADOS PRECISAMOS TER COM O VOTO?
A - Se fizer um voto procure cumpri-lo (Ec 5.4,5);
"Votos a Deus são o equivalente devocional dos juramentos e devem ser tratados com igual seriedade (Dt 23.21; Ec 5.4-6). Aquilo que alguém jura ou vota fazer deve ser feito a todo custo (Sl 15.4; cf. Js 9.15-18). Deus exige de nós que levemos a sua palavra a sério, bem como a nossa também.” (A Bíblia de Genebra. P.556).
“Fazer um voto não era um dever religioso, mas seu cumprimento era um dever sagrado e obrigatório. O voto era tão obrigatório quanto um juramento, mas somente quando feito verbalmente”.
B - Se fizer um voto procure pagá-lo urgente, pois do contrario desagradará a Deus (Ec 5.4,5).
C - Nunca faça um voto sem pensar, pois poderá arrepender-se (Pv 20.25)
D - Não vote para outro pagar o voto juntamente com você; ou por você ; nem faça votos incluindo os outros em seus votos, sem consultá-los (I Sm 14.24-30).
E - Cuidado com votos precipitados como o de Jefté (Jz 11.29-40).
F - Cuidado com votos fáceis e sem sentido.
Por exemplo, “se Deus me abençoar e eu passar no Concurso para Professor, toda sexta-feira vou dar aula vestido de azul. Que glorificação a Deus existe num voto dessa natureza? O que Deus ganha se você vai vestido de azul ou não? Tudo tem que ser para a glória de Deus.
G - Cuidado também com votos que você não vai conseguir cumpri-los.
H – Não faça votos que sejam contrários à Palavra de Deus
Ninguém deve prometer fazer coisa alguma que seja proibida na Palavra de Deus ou que impeça o cumprimento de qualquer dever nela ordenado" (Confissão de Westminster, XXII.7).
I – Nunca faça votos para toda a vida.
Por exemplo, há pessoas que dizem “Se Deus me der minha casa própria, todo ano, na passagem do ano, darei um culto em ações de graças, em minha casa.”. Imagine que você esteja viajando, como cumprirá esse voto? Imagine que precise passar ano em casa de familiares, como cumprir o voto? E no dia que quiser passar ano na igreja, como cumprirá o voto? Na verdade a pessoa se prendeu a estar toda “passagem de ano” em casa.
07 QUAIS OUTROS TEXTOS SAGRADOS FAZEM MENÇÃO DO VOTO?
Vejamos diversos textos bíblicos que mostram que o voto sempre foi prática normal e comum entre o povo de Deus:
A - Salmos 65:1 “A ti, ó Deus, confiança e louvor em Sião! E a ti se pagará o voto.”
B - Jó 22:27 “Orarás a ele, e ele te ouvirá; e pagarás os teus votos.”
C - Salmos 50:14 “Oferece a Deus sacrifício de ações de graças e cumpre os teus votos para com o Altíssimo;”
D - Salmos 61:5 “Pois ouviste, ó Deus, os meus votos e me deste a herança dos que temem o teu nome.”
E - Salmos 61:8 “Assim, salmodiarei o teu nome para sempre, para cumprir, dia após dia, os meus votos.”
F - Salmos 66:13 “Entrarei na tua casa com holocaustos; pagar-te-ei os meus votos.”
G - Salmos 76:11 “Fazei votos e pagai-os ao SENHOR, vosso Deus; tragam presentes todos os que o rodeiam, àquele que deve ser temido.”
CONCLUSÃO
Antes de fazermos qualquer voto a Deus, é preciso que conheçamos as Sagradas Escrituras. É preciso conhecer a Deus. Somente assim, nosso voto será nos padrões bíblicos...

Apóstolo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.