Subscribe:

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

NÃO MURMURE APENAS CAVE O SEU POÇO...


                                NÃO MURMURE APENAS CAVE O SEU POÇO...
2 Reis 3:15-18.
 “Ora, pois, trazei-me um tocador de harpa. Quando o músico tocava, veio o poder de Deus sobre Eliseu. E falou Eliseu: Assim diz o Senhor: Fazei neste vale, covas e covas. Porque assim diz o Senhor: Este vale se encherá de tanta água que bebereis vós e o vosso gado e os vossos animais e o Senhor entregará Moabe em vossas mãos.”
Todos nós fomos chamados com um propósito específico para fazer algo grande para Deus. Você tem essa consciência? De vez em quando no meio da coisa grande que Deus tem para nós, nos vemos obrigados a atravessar um vale árido e começamos a desanimar.
Vale fala de momentos difíceis na vida, de batalhas que você tem no dia-a-dia. Vale fala dos momentos que dá vontade de levantar as mãos para o céu e dizer: Jesus volta logo! Isso é o vale, é quando você está naquele momento difícil e você não sabe o que faz. Em II Reis 3:2-27 – Três reis, sem mencionarmos seus exércitos e animais, encontravam-se em uma situação desesperadora, (eles estavam há sete dias no deserto e não tinham mais água). Isso era um dilema: a água é uma das necessidades da vida, não é um luxo ou algo extra, mas é extremamente necessária para sustentar a vida. Sem ela, você morre. O rei de Israel começou a culpar Deus pelo dilema que estavam enfrentando, mas o Senhor não tinha culpa de nada. Para que Deus comece o seu Deserto em um vale de bênçãos você precisa fazer algumas coisas, vejamos:

1-    Você precisa se afastar de certos tipos de pessoas.
O rei Jorão era uma má influência. Algumas vezes, o maior problema que nós temos é o nosso círculo de amizades (associações erradas). Você precisa refinar o seu círculo de amizades, eliminando dele todos os murmuradores, os que reclamam os amuados e os que duvidam. Faça um culto de libertação e liberte a si mesmo de pessoas sem paixão e sem visão, que gastam todo o seu tempo com pena de si mesmas e sentindo-se infelizes sem motivo. Pessoas que não depositam sua fé no Deus todo poderoso e somente murmuram por causa dos problemas.
Associações erradas nos matam, assim como a nossa alegria, visão, paixão e fé.
2- Você precisa se associar com gente que creia em milagres.
Se não fosse pelo rei Josafá, que conhecia o poder de uma palavra de Deus, todos aqueles homens teriam morrido no deserto. Ele disse: “Não há profeta aqui para que possamos consultar ao Senhor?”. Josafá estava focado na sua fé em Deus. É Deste tipo de gente que precisamos ter do nosso lado, para que quando o deserto chegue nos leve a crer em Deus e não a murmurar pelas lutas.
3- Você precisa trazer o louvor para o meio de sua batalha.
Tenha um ambiente onde se celebre a glória de Deus, onde se fale das grandezas de Deus e onde o nome do Senhor é exaltado. O povo de Israel estava na iminência de sofrer um ataque Moabita. A tensão era grande, mas o profeta Eliseu mandou chamar um músico que começou a tocar seu instrumento e quando o músico tocava veio o poder de Deus sobre Eliseu. A unção que precisamos receber de Deus para enfrentar grandes batalhas flui através do nosso louvor. À medida que você louva e adora ao Senhor, Ele mesmo derrama unção e graça sobre sua vida.
Portanto quando você estiver naquele dia cansado, onde tudo está dando errado, pare de reclamar e traga o louvor para o meio do teu vale. Aonde quer que você esteja: Em casa, no carro, no trabalho, o seu louvor vai para o trono de Deus e do trono de Deus virá unção e estratégias do Senhor para que você vença a batalha.
No meio da luta, da crise, quando você não sabe o que fazer, mude o seu ambiente de tensão e louve ao Senhor.
4- Você precisa cavar poços no deserto.
Essa foi a ordem de Deus para o povo de Israel. Estou falando hoje com pessoas que têm estado nesse mesmo lugar: seco e baixo, onde tudo é difícil. Um lugar onde você precisa fazer um grande esforço para: louvar, orar, ler a Bíblia e até para vir à igreja. Parece que você está tão seco e vazio. A sua mente te diz: “Isso é ridículo”. O diabo te diz: “Não vale à pena”. O diabo está te dizendo que está acabado; que você está morto e que nunca vai acontecer; que a visão e o sonho nunca vão se cumprir; que o ministério nunca vai deslanchar; o negócio nunca vai romper; as dívidas nunca cessarão e que seus filhos nunca serão salvos.
E, quando você olha para as suas circunstâncias e para o que você está sentindo, a tentação é concordar com elas. Mas, você precisa apegar-se à sua promessa e ao seu sonho, e continuar cavando. Sei que o trabalho é duro, sei que é difícil, sei que algumas vezes não faz sentido, outras vezes você não está com vontade; mas precisa continuar cavando. Você pode estar na maior estação de seca da sua vida, tudo ao seu redor pode estar seco, mas o único modo de romper é continuar movendo-se, continuar cavando, continuar orando, continuar louvando, continuar semeando, continuar vindo à igreja, continuar envolvido no serviço da Casa de Deus, continuar servindo, continuar atento à voz profética que é liberada do altar para tua vida!
Conclusão.
Sabe o que aconteceu? De repente veio muita água e aquela água foi a estratégia que Deus usou não só para suprir a sede deles mas para confundir o inimigo, porque quando o inimigo viu de longe aquelas covas cheias de água, pensaram que eram poças de sangue. Concluíram que o povo de Israel tinha se autodestruído e quando se aproximaram foram atacados pelo povo de Israel e grande foi a vitória do povo de Deus naquele dia.
Como que eu posso “cavar poços” para receber uma grande vitória do Senhor?
* Vindo aos cultos. Não importa a situação que você está enfrentando, corra para o Senhor. Faça disso uma prioridade em sua vida.
* Através de um compromisso com Deus. A carne diz: eu quero pecar e você diz: não vou pecar, pois tenho um compromisso com meu Deus.
* Jejuando e orando.
* Sendo fiel ao Senhor nos dízimos e ofertas...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.