Subscribe:

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

ESTUDO BÍBLICO SOBRE PÔR A MÃO NO ARADO...


                        ESTUDO BÍBLICO SOBRE PÔR A MÃO NO ARADO...
"Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto (capacitado) para o reino de Deus." - Lucas 9:62.
Quando lemos o texto acima a primeira ideia que se nos apresenta é a de um chamado. Entendo, porém, que é muito mais do que simplesmente um chamado, e sim, uma firme determinação para o comprometimento com Ele e assumir as responsabilidades requeridas.
Esse trecho bíblico (9:57 a 62) se passa justamente ao longo do caminho. Enquanto Jesus viajava, Lucas nos conta alguns dos muitos casos de pessoas que se apresentaram ou foram convidadas a seguir Jesus e fazer parte do Reino de Deus. Nos três exemplos narrados por Lucas, todas as pessoas tinham uma razão para adiar ou recusar esse comprometimento. Claramente tiveram boas intenções, mas não haviam percebido a natureza das exigências que a nova vida do Reino faz aos seres humanos que habitarão a Nova Jerusalém. A missão de Cristo é mais urgente do que aquele que Elias estabeleceu para Eliseu (I Reis 19:20). Todo trecho mostra que Jesus não exige aquilo que Ele mesmo - não praticou ou suportou. Assemelhar-se ao Mestre é o grande alvo e o preço do discipulado (Lucas 6:40) - Novo Testamento King James.
Cada um estava apresentando situações sérias, situações que precisavam ser resolvidas, entretanto, Jesus os chama para deixarem tudo de lado e O seguirem.
Temos uma tendência de olhar para trás, de tirarmos o foco do principal para nos determos em nossas prioridades, necessidades, ou até mesmo em nossos prazeres.
Há uma questão fundamental para assumirmos um comprometimento que são os argumentos que nossa alma apresenta para nos desviar do foco.
Colocar a mão no arado e não olhar para trás é:
·         Enfrentar o medo (I João 4:18);
·         Superar dificuldades (Romanos 8:31 e 32);
·         Estar preparado para as tribulações (2 Coríntios 3:4 e 5);
·         Buscar soluções e não ficar olhando para os problemas (Efésios 3:20);
·         Confiar em Deus no meio das tempestades (Salmos 27:3).
Hebreus 10:38 e 39 - "Todavia, o meu justo viverá pela fé; e: se retroceder, nele não se compraz (não tem prazer) a minha alma. Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conversão da alma".
Precisamos crescer em experiências pessoais com Deus em todas as áreas da nossa vida, pois isso nos conduzirá a MATURIDADE, e não seremos mais como crianças agitadas de um lado para outro, mas homens e mulheres cheios de Deus para fazermos a vontade do Pai...
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.