Subscribe:

sábado, 18 de julho de 2015

LÁGRIMAS REJEITADAS POR DEUS, POIS SOMENTE ELE SABE QUANDO AS MESMAS SÃO VERDADEIRO ARREPENDIMENTO OU DISSIMULAÇÃO...


LÁGRIMAS REJEITADAS POR DEUS, POIS SOMENTE ELE SABE QUANDO AS MESMAS SÃO VERDADEIRO ARREPENDIMENTO OU DISSIMULAÇÃO...
Hebreus 12:16-17
1. Ainda que em muitos avivamentos as lágrimas molhem a face de muita gente, nem todas as lágrimas significam arrependimento genuíno do pecado.
2. Ainda que o arrependimento seja demonstrado muitas vezes pela tristeza pelo pecado, nunca todas as lágrimas de arrependimento são sinônimas de conversão.
3. Ainda que o arrependimento leve à conversão, nem todos os que se arrependem do que fizeram estão dispostos a mudar suas atitudes erradas.
Esaú exemplifica o choro de arrependimento sem conversão, que nem chega a ser verdadeiro arrependimento, ainda que empapuçado com copiosas lágrimas o tenha buscado. Aprendamos algumas verdades com suas lágrimas baseado em Hebreus 12:16-17.

I. O CHORO DO PECADOR NEM SEMPRE É PELO MOTIVO CERTO:
1. Impura é a pessoa que troca o melhor pelo pior, chora as consequências dolorosas, mas não volta atrás em suas escolhas erradas e imorais. Muitos, como Esaú, choram por motivos errados.
2. Profana é a pessoa que despreza as coisas espirituais, percebe o erro que fez ao substituí-las pelas mundanas; porém, mesmo assim, permanece no erro mesmo em meio às lágrimas.
3. Impuro e profano são características de cristãos que preferem satisfazer os apetites da carne ao invés de alimentar-se com práticas cristãs espirituais; depois choram amargamente sem importar-se pelas sábias instruções bíblicas. Eis o alerta do autor do livro de Hebreus aos cristãos.

II. O CHORO PELO ARREPENDIMENTO NEM SEMPRE CONDUZ O PECADOR A CORRIGIR-SE:
1. Ainda que alguém chore de tristeza por causa das consequências do pecado, pode não estar chorando pelo próprio pecado; por isso, não se dispõe a abandoná-lo.
2. Ainda que alguém em pecado reconheça seus erros, é possível chorar pelas perdas e danos causados pelo pecado e não pela perversidade que nele reside.
3. Ainda que alguém chore por seus pecados, as lágrimas podem não ser por ter ofendido a Deus, “mas por ter perdido a esperança”, como concluiu João Calvino em relação a Esaú.

III. O CHORO QUE NÃO LEVA À CONVERSÃO E AO REAVIVAMENTO ESPIRITUAL É REJEITADO POR DEUS:
1. Ao chorar de forma errada e pelo motivo errado, por desespero e não por ter ofendido a Deus, o arrependimento não é verdadeiro; assim, a rejeição de Deus é certa, por não haver nenhum busca por graça.
2. Ao chorar pela perca da bênção e não por distanciar-se do Abençoador que é Deus, não é possível encontrar a graça de Cristo; não que ela não esteja acessível, é que o pecador impenitente não está disponível.
3. Ao chorar pelo pecado sem se converter do pecado, as lágrimas não serão motivadas pelo amor a Deus, mas pelo medo de Deus; pois, no íntimo da alma quem tem noção da justiça de Deus e mesmo assim O despreza, sabe que ao preferir apegar-se ao pecado e não a Deus, certamente será rejeitado como foi Esaú.

CONCLUSÃO:
1. Muitas pessoas que frequentam a igreja de Cristo estão vendendo Sua primogenitura celestial pelos pratos de lentilhas deste mundo carnal.
2. Muitos estão sacrificando as verdades e as bênçãos espirituais ao procurar a satisfação momentânea e o prazer imediato neste mundo porque morar no Céu ainda é um evento futuro.
3. Muitos estão se deliciando nos banquetes mundanos, atrás de prazeres seculares para logo em breve, clamar aos montes e rochas que caiam sobre eles, a fim de esconderem da face dAquele com Quem não quiseram se comprometer para não ter de abandonar o pecado (Apocalipse 6:14-17).

APELO:
1. Não seja devasso, para depois ter de chorar pelo “leite derramado”.
2. Não seja profano, para depois ter de verter “lágrimas de crocodilo”.
3. Não venda teu direito de primogenitura, em Jesus ele já é teu (Hebreus 12:23)...
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.