Subscribe:

domingo, 3 de maio de 2015

ESTUDO SEPULCRO VAZIO...


                                                      ESTUDO SEPULCRO VAZIO...
O DIA DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS
O dia da morte de Jesus e quantos dias Ele ficou sepultado antes da ressurreição é um assunto que gera polêmica em quase todas as igrejas e em alguns casos nem se comenta a respeito.
Na verdade, neste pequeno estudo vamos considerar as próprias palavras de Jesus quando disse: “Assim ficará o filho do Homem, três dias e três noites no seio da terra”, sepultado (Mat. 12:40). E depois do terceiro dia de sua morte um de seus discípulos (Cleofas) disse ao próprio Jesus ressuscitado, não o conhecendo: “Nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram (Luc. 24:18-21). Nos v. 25 e 26 Jesus falou com eles e eles não o conheceram, mas quando chegaram na aldeia foram cear. Quando aquele mendigo de aparência partiu o pão, os discípulos conheceram que aquele homem era Jesus (v. 30-31). Se as mulheres não acharam o corpo de Jesus na sepultura na madrugada do primeiro dia da semana (Luc. 24:1, 22-23), fica fácil, através da matemática, descobrir o dia da semana que Jesus morreu e que e ressuscitou. Isto é o que descobriremos a seguir.
1- Quantos dias e quantas noites Jesus ficou sepultado?
R: Mat. 12:40
Se Jesus ficou 3 dias e 3 noites no seio da terra, fica descartada a hipótese que a morte dEle ocorreu na sexta-feira e tenha ressuscitado no domingo de madrugada ou muito cedo. Até os incrédulos, os ímpios e os próprios soldados que crucificaram Jesus creram na mensagem de que Ele ficaria 3 dias e 3 noites no seio da terra (Mat. 27:62-66).
2- Quem ressuscitou Jesus após o terceiro dia?
R: Atos 10:40
O próprio Deus. Em uma de suas mensagens Pedro confirma a veracidade da palavra que o próprio Jesus ensinava.
3- Paulo também creu e transmitiu os ensinamentos de Jesus e de Pedro?
R: I Cor. 15:3 e 4
Paulo fala que Jesus ressuscitou no terceiro dia.
4- Maria foi ao sepulcro bem cedo ou de madrugada, ao amanhecer o primeiro dia da semana. Elas viram a ressurreição de Jesus?
R: João 20:1 / Luc. 24:1
Não, porque Jesus já havia ressuscitado, foi o que afirmou um anjo: “Ele não está aqui, vede, o lugar está vazio” (Marcos 16:1-6).
5- Está provado que Jesus ficou 3 dias e 3 noites no seio da terra. Em que dia Jesus morreu?
R: Dan. 9:27 primeira parte
Se a semana tem 7 dias e Jesus cessou o seu sacrifício na metade da semana, esta provado que sua morte ocorreu na quarta-feira. Veja:
Jesus curou uma mulher paralítica (Luc. 13:10-17). Lucas 13:31-33 diz: “Naquele mesmo dia em que Jesus curou a mulher paralítica, que foi sábado, os fariseus disseram a Jesus: Sai, retira-te, Herodes quer te matar. Jesus respondeu: Ide, dizei aquela raposa: eis que eu expulso demônios hoje e amanha, e no terceiro dia sou consumado. Importa caminhar hoje (sábado) e amanhã (domingo) e no dia seguinte (segunda-feira) para que não suceda que morra um profeta fora de Jerusalém”.
Na terça-feira ele foi preso e na quarta-feira Jesus morreu.
-ficou na sepultura:
a noite de quarta para quinta;
a noite de quinta para sexta;
a noite de sexta para sábado.
O dia de quinta; o dia de sexta e o dia de sábado.
E ao passar o sábado Jesus ressuscitou (Marcos 16:1). Tudo indica que a ressurreição ocorreu na noite de sábado para o domingo para se cumprir o que disse Jesus: Assim como o profeta Jonas, ficou o Filho do Homem 3 dias e 3 noites no seio da terra (Mat. 12:40).
6- Se a sexta-feira é o dia da preparação (Ex. 16:22 e 23), em que dia os príncipes pediram a Pilatos para pôr guardas na porta do túmulo de Jesus?
R: Mat. 27:62-64
Foi sábado durante o dia, porque o v. 62 diz: ‘E no dia seguinte, que é o dia depois da preparação’, preparação porque os judeus preparavam tudo para que no sábado o dia fosse apenas para adoração ao Senhor.
7- Em que mês era sacrificada a páscoa?
R: Ex. 12:2
8- Em que dia e hora era celebrada a páscoa?
R: Lev. 23:5 / Ex. 12:6 e18
A páscoa era celebrada no 1º mês, no dia quatorze a tarde, e no dia quinze era a festa. Com o passar dos anos, já nos tempos de Jesus, um sumo sacerdote por nome de Caifás teria aconselhado os judeus que convinha que um homem morresse pelo povo (João 18:14) e outro fosse libertado (Mat. 27:15, 21-22 / João 18:39). Isso acontecia por ocasião da festa dos pães asmos (Mat. 27:15) e por ser o dia da preparação da páscoa (Luc. 22:13). Jesus adianta e diz: “Desejei muito comer convosco essa páscoa antes que padeça” e naquele mesmo dia comeram a páscoa (Luc. 22:17-20).
Logo após terem comido, Jesus foi preso (Luc. 22:54), isso na terça-feira, porque no sábado anterior Jesus curou uma mulher paralítica que andava encurvada (Luc. 13:10-11) e aquele dia era sábado. Naquele mesmo dia Jesus recebeu um recado: “Sai e retira-te daqui, porque Herodes quer matar-te” (v. 31), ao qual Jesus respondeu: “Importa caminhar hoje e amanha e no dia seguinte” (ou seja, sábado, domingo e segunda) (v. 33).
E na terça-feira foi preso e na quarta a tarde Ele morreu, até porque João 19:31 diz que era o dia da preparação dos judeus e para que os corpos dos crucificados não ficassem na cruz durante o sábado, porque esse sábado era um grande dia, esse sábado não era o sábado do Senhor, e sim o sábado dos judeus (Lev. 23:24-32).
E Deus falou através do profeta Isaias que não aceitaria mais as festas dos judeus, nem as ofertas, nem seus sábados e a sua convocação, suas luas novas, suas solenidades, aborreciam a Sua alma, já Lhe eram pesadas, já estava cansado de as sofrer, as suas mãos estavam cheias de sangue (Isaias 1:13-15). Essa profecia já falava o que os judeus iriam fazer como Filho de Deus por ocasião dessa festa, na preparação para o sábado dos judeus. O que era uma santa convocação, um grande dia, uma festa solene, foi transformado em injustiça pelos judeus e dia de assassinato (João 18:14). Porém, após a morte de Jesus logo ele foi retirado da cruz e sepultado.
Um dia antes do sábado do Senhor as mulheres prepararam especiarias e ungüentos e no sábado repousaram conforme o mandamento (Luc. 23:56 / Ex. 20:8-11) e no primeiro dia da semana (domingo) de madrugada ainda escuro, Maria Madalena foi ao sepulcro e viu a pedra removida (João 20:1) e em Lucas 24:5-6 os anjos disseram às mulheres: “Por que buscais entre os mortos quem está vivo? Ele não está aqui, mas já ressuscitou”.
Ensinar que Jesus morreu na sexta-feira e ressuscitou no domingo é contradizer a palavra do próprio Jesus (Mat. 12:40). Se o sepultamento de Jesus tivesse acontecido na sexta-feira a tarde e a ressurreição na madrugada para amanhecer domingo, somariam três dias e três noites? Mas, se sepultado quarta-feira de tarde e ressuscitado no sábado durante a noite, acertadamente soma-se três dias e três noites. Jesus não pensou o que disse, Ele profetizou e é mais fácil passar o céu e a terra do que a Sua palavra (Mat. 24:35)...
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da religião Dr. Edson Cavalcante


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.