Subscribe:

sábado, 23 de maio de 2015

ESTUDO DESERTO LUGAR DE INTIMIDADE COM DEUS...


                         ESTUDO DESERTO LUGAR DE INTIMIDADE COM DEUS...
Deuteronômio 8.2 e Oséias 2.8

DESERTO é um momento em nossa vida permitido pelo Senhor. Quem já passou por um deserto sabe o que significa ficar nessa situação. O deserto apresenta muitas características que o identificam, tais como: solidão, tristeza, angústia, desconforto, aridez e temor. Quando estivermos passando por uma situação que possua uma dessas características então saiba que estamos passando por um deserto.
O servo de Deus passa pelo deserto, mas não permanece nele. Porque Deserto é necessário, mas é uma PASSAGEM. Mas, porque então passamos pelo DESERTO? Você já se perguntou por que passamos pela experiência do deserto em nossa vida? Apesar de muitas dessas realidades serem frutos de nossas ações, a palavra de Deus nos diz que o próprio Senhor é quem nos conduz para nos ensinar e nos moldar, ou seja, deserto é um lugar de Encontrar o Senhor.
O texto básico que lemos nos destaca três pontos importantes para refletirmos:

1. Ouvimos a voz do Senhor
No deserto é o local onde o Senhor fala e nos revela sua vontade e seus propósitos para nossa vida e nós ficamos na posição de servos ouvintes e obedientes a direção de sua voz. Sabe o que acontece quando estamos em meio da dificuldade? Passamos a buscar e a ouvir o Senhor. Pois em meio a nossa vida sem dar espaço à voz de Deus, Ele corrige esse detalhe em meio ao deserto porque vai falar o que realmente devemos saber e que muitas vezes relutamos em aceitar como verdade ou direção de Deus.

2. Local de humilhação e de provação
O Senhor leva seu povo ao deserto para ensinar-lhe a humildade (versículos 3,4 e 5). Porque deserto não é só lugar de sobreviver em meio às dificuldades, mas também de solidão. E quantos personagens na bíblia podemos citar que passaram por esta experiência, como Abraão, Jacó, José, Moisés, Calebe, Elias, Rute e Davi. Deixamos de ser toda a referencia da nossa vida para entrarmos na solidão do deserto. Pois, em meio ao deserto o Senhor nos toma em suas mãos como um oleiro e nos molda como um vaso de barro e vai retirando cada pedrinha (orgulho, inveja, auto-suficiência, independência de Deus) no processo de moldagem e transformação desse novo vaso. 
Que lição difícil nos ensina o deserto, mas necessária. No deserto, não precisamos dos aplausos, da fama, do reconhecimento humano. Precisamos apenas do Senhor.

3. Local de conhecer a si mesmo
O DESERTO nos revela nosso Eu. Nossa verdadeira natureza. Quem somos. O verso nos revela esse terceiro propósito: "... para saber o que estava no teu coração..." 
E em meio ao deserto que aprendemos a ser servos que confiam de todo seu coração na promessa de Deus. Assim, quando estamos passando pelo deserto é porque nosso caráter necessita ser tratado pelo Senhor. 

4. Local de encontro com Deus
A palavra diz no texto de Oséias 2.8: "Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração.". Que o Senhor é quem nos leva ao deserto, ou seja, ao seu encontro. O encontro com Deus nos proporciona uma nova vida, um novo sopro do Espírito e uma nova visão repleta de sonhos, conquistas, restauração e vida plena e abundante ao lado do nosso Senhor Jesus. Como tudo na vida tem um propósito, apenas o Senhor sabe e conhece o nosso momento de passar em meio ao deserto. E jamais esqueça que o deserto é um local de PASSAGEM, não local de permanência.

Conclusão 
Após o deserto temos uma promessa linda e maravilhosa vinda da palavra de Deus: CANAÃ, a terra prometida que mana leite e mel. Amados irmãos que cada um de nós possa em meio ao deserto jamais esquecer a voz do Senhor nos direcionando em Sua vontade, estarmos preparados para retirar toda capa de humanidade e deixar a humildade ser trabalhada em nosso caráter e aprender a conhecermos a nós mesmos dentro do grande propósito de Deus que foi de sermos filhos amados. E desejar em meio ao deserto encontrar-se com o altíssimo ciente que trilharemos nesse tempo uma escola de dependência e de confiança que os planos e as promessas do Senhor jamais podem ser frustrados...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.