Subscribe:

sexta-feira, 17 de abril de 2015

O LÍRIO DE DEUS...


                                                             O LÍRIO DE DEUS...
“Eu sou a rosa dos campos de Sarom; sou o lírio dos vales. Como um lírio entre os espinhos, assim é a minha amada entre as outras mulheres” (Cantares 2.1,2).

Introdução: Desde os primeiros séculos da era cristã, a história de Salomão e sua amada é interpretada como uma alegoria sobre Jesus e a igreja. Ele é o Lírio dos Vales e ela também é comparada a um lírio.

1 – Onde a igreja está plantada? Onde você está plantado?
Talvez você esteja em angústias, sendo confrontado com os seus valores antigos do velho homem, ou sendo levado a renunciar os deleites da alma, a crucificar a carne.
O lírio entre os espinhos nos dá a idéia de uma situação incômoda e de sofrimento. 

2 – Reações ao sofrimento
Você quer fugir, abandonar o barco, livrar-se do incômodo. Um lírio não foge. Planta não foge. Se for retirada do próprio lugar de forma indevida, poderá murchar e morrer.
Muitas pessoas abandonam o lar, o emprego, a escola, a igreja, fugindo dos incômodos, os espinhos.

3 – Em tudo há um propósito
O nosso Pai tem controle sobre todas as coisas e você está aí por um propósito e uma direção de Deus (a não ser que a sua situação seja contrária à Palavra de Deus ou um ciclo já tenha se fechado).
Cumpra a sua missão, persevere. Veja o que Deus disse a Daniel: “mas o povo que conhece ao seu Deus se esforçará e fará proezas” (Daniel 11.32b).
Analise o que diz o salmo 92.13,14 – “Os que estão plantados na Casa do SENHOR florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e florescentes”.

4 – O lírio é muito diferente dos espinhos
Mostre a diferença onde você estiver. Somos sal da terra e luz do mundo – “Vocês são o sal para a humanidade; mas, se o sal perde o gosto, deixa de ser sal e não serve para mais nada. É jogado fora e pisado pelas pessoas que passam. Vocês são a luz para o mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte” (Mateus 5.13,14 NTLH).
Mostre a beleza cristã, o contraste em relação à vida do ímpio – “E eles serão meus, diz o SENHOR dos Exércitos, naquele dia que farei, serão para mim particular tesouro; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve. Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não o serve” (Malaquias 3.17,18).

5 – O lírio tem perfume
“Porque para Deus somos o bom cheiro de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem” (2 Coríntios 2.15).
Lírio tem perfume, espinho não tem. Exale seu bom perfume de Cristo em seu modo de viver, modo de falar, de relacionar com os outros mesmo que sejam espinhos.

Conclusão: Tiago nos instrui que as tentações, desafios, dificuldades vem para o nosso crescimento e fortalecimento. Veja: “Meus irmãos, sintam-se felizes quando passarem por todo tipo de aflições. Pois vocês sabem que, quando a sua fé vence essas provações, ela produz perseverança. Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não falhando em nada!” (Tiago 1.2-4 NTLH).
Veja o que diz Eclesiastes 7.8: “Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas; melhor é o longânime do que o altivo de coração...”
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante.
 


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.