Subscribe:

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

SE O AMOR ACABOU EM UM RELACIONAMENTO FOI POR QUE NUNCA EXISTIU...


       SE O AMOR ACABOU EM UM RELACIONAMENTO FOI POR QUE NUNCA EXISTIU...
É possível edificar um relacionamento entre iguais no amor de Deus? A primeira coisa que um casal deve refletir é se realmente cada um está disposto a pagar o preço para viver um relacionamento de amor em Deus?
Certa vez um menino que perguntou ao pai quanto custou o seu casamento, então, o pai respondeu: “não sei meu filho porque já se passaram muitos anos e até hoje estou pagando a conta.” Parece engraçado, mas é pura realidade: todo casamento tem um preço a ser pago diariamente.
Aqui na Igreja Cristã Contemporânea existem casais que já estão beirando aos vinte anos de relacionamento, outros começaram recentemente, o fato é que durante a jornada do casamento uma indagação paira sobre a vida de cada casal: “será que vale a pena pagar este preço?”
Muitas vezes vem o desânimo quando se acha que o cônjuge nunca será transformado, entretanto eu gostaria de desafiá-los a experimentar o poder de Deus na transformação de um relacionamento. Tudo muda quando a terceira dobra Jesus entra no relacionamento do casal, pois “...o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” (Eclesiastes 4, 12b).
Também, eu não sei como cada casal chegou aqui hoje. Talvez ainda existam traumas e resquícios de um relacionamento anterior de infidelidade, por exemplo; talvez o relacionamento seja marcado por impaciência mútua, gritarias, ofensas... ao ponto que seu casamento já até parece mais um campo de batalhas do que uma união.
Seja qual for a situação comece hoje neste encontro a edificar um relacionamento sobre o amor de Deus. Ouça o que o Espírito Santo separou para vocês, vamos juntos lançar os fundamentos sobre a Palavra do Senhor, enfim, deixe Jesus moldar a sua vida a dois.
Nestes anos de amor e vida afetiva com o pastor Fábio tenho aplicado alguns segredos importantes que o Espírito Santo têm ministrado a nós dois em primeiro lugar e estarei partilhando com vocês a luz da Palavra de Deus, senão vejamos:
“1 Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. 2 Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. 3 E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará." (1 Coríntios 13, 1-3).
Amado contemporâneo veja que Paulo informa que nada terá valor em sua vida se você não tiver amor, pois se você não tiver o amor “nada se aproveitará”, por isto a primeira parte da construção de um relacionamento a “três” com o Senhor Jesus é aprender o que é amar.
Não adianta ter dons naturais, dons espirituais, falar em línguas, pregar, louvar, “sapatear”... se você não tiver a essência do amor de nada valerá e infelizmente até na obra tem muita gente querendo ser muita coisa, mas não quer aprender em primeiro lugar o dom do amor.
Mesmo porque a primeira ovelha que cada homem ou mulher de Deus tem é a de dentro de casa: “Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?” (1 Timóteo 3, 5).
Por outro lado, é importante salientar que amor não é só beijo, abraço, flores... isso tem mais haver com o que é o romantismo. Claro que estas coisas até têm haver com amor, mas o amor é mais do que estas coisas: amor é viver, o amor é praticar o amor!
Infelizmente, poucos sabem o que amar, porque não sabem que amar é desejar o bem-estar do outro. Assim quando você quer o bem estar do teu companheiro é porque você o está amando. Da mesma forma, quando você reconhece a importância da pessoa que está ao seu lado você também o está amando.
Pare e pense, o que é mais fácil para você fazer: chamar seu companheiro de “lerdo” ou dizer o quanto ele é importante na sua vida? Será que você pode lembrar a última vez que você sem motivo algum disse ao mesmo o quanto ele é especial para você?
Será que você prefere dizer (e até profetizar) que não está agüentando mais seu relacionamento ao invés de orar por ele e/ou com ele(a)?
Quando você ama no amor de Deus você se dedica ao seu companheiro; você trabalha para que as coisas na vida dele dêem certo; você luta pela sua cura em caso de uma enfermidade; você ora por sua transformação...
Seja sincero consigo mesmo: será que antes de amar fisicamente, você ama seu companheiro espiritualmente?
O Senhor Jesus amou espiritualmente a muitas vidas, sabia? Quando trouxeram a mulher adúltera, Jesus a amou e disse: “Mulher, eu não te condeno. Vai e não peques mais.” Isto é amor espiritual que num relacionamento de amor e fidelidade deve estar junto.

O Amor, não é apenas dizer: “Eu te amo.”  meus queridos casais. Hoje aprenda o que é o verdadeiro amor em Deus, pois será este amor que teremos nos casais da Igreja Cristã Contemporânea.
Voltemos para a continuação da passagem que lemos: "O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, 5 não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; 6 não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; 7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 8 O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará." (1 Coríntios 13, 4-8).
Veja que nesta passagem encontramos dezesseis itens que qualificam o amor e é sobre eles que edificaremos nossas vidas:
1- O AMOR É PACIENTE
Sim o amor é paciente, então, ele é longânimo, não se aborrece facilmente, é resistente, dá mais outra chance, enfim, espera o tempo de Deus.
Infelizmente muitos casais que vemos por aí fora são impacientes, onde ocorre uma briga e um já pega as coisas e vai para casa da mamãe, já quer ir embora, já quer arrumar as malas, quer fugir... o amor não é assim, pois ele é paciente.
Sei de pessoas que brincam com todo mundo no trabalho, na igreja, na rua... mas quando está com o companheiro esta sempre impaciente, só sabe gritar...
O Amor é paciente, ou seja, espera em Deus, esperar a hora de Deus para a transformação do relacionamento.
2- O AMOR É BENÍGNO
O amor faz o bem, é também bondoso e sabe ser misericordioso. Ser benigno é ser útil, diz: “posso lhe ajudar meu amor a lavar a louça”. É gentil: “meu amor pode ficar descansando que hoje é sábado e eu faço a comida”. É cortes: “está pesada a sua bolsa deixa que eu carrego”. Você tem praticado o bem no seu relacionamento?
3- O AMOR NÃO ARDE EM CIÚMES.
O ciúme dentro do relacionamento deve ser apenas com uma pitada de sal, para dar apenas um leve sabor ao casal, ninguém coloca um quilo de sal para cozinhar uma pequena panela de arroz, este um quilo de sal seria como arder em ciúmes.
Para evitar perigos dentro de um relacionamento ensino a todos os casais da igreja a terem transparência um com o outro. Um casal deve saber as senhas de e-mail, facebook... deve livremente atender um o telefone do outro bem como saber as pessoas com a qual o relacionamento anda.
4- O AMOR NÃO SE UFANA
O amor não ufana, ou seja, não se vangloria, não se orgulha de si próprio, não se auto-exalta... dentro de um relacionamento. Veja se você vive um relacionamento do tipo que diz: “eu que pago as contas; eu que banco a casa; eu que te sustento; eu que sou o melhor... por isso você tem que ficar quieto e fazer o que eu quero!”
Num relacionamento de amor não há este tipo de situação, pois ambos cooperam mutuamente, para um fim único que é construir o relacionamento.
5- NÃO SE ENSOBERBECE
Ele não se infla, não se incha, não é arrogante: “Cale a boca porque você é burro e eu que penso aqui dentro.”
6- NÃO SE ALEGRA COM INJUSTIÇA
Não é injusto, ou seja, não tem dois pesos e duas medidas: quando é para você o outro tem que sofrer, fazer as suas vontades, se rastejar aos seus pés, mas para ele... “ah, ele não tem vez, não tem vontade, não pode querer nada contra a minha vontade.”
7- NÃO PROCURA SEUS PRÓPRIOS INTERESSES
O Amor cede os seus direitos, sofre junto...
Veja a situação a seguir onde uma das companheiras só vê o seu próprio interesse, sem pensar na outra: A companheira caprichou no visual, preparou aquele jantar romântico, perfumou a cama... a outra chega, nem toma banho e vai para internet. Depois de horas  quando a outra já está dormindo vai para a cama. Não há relacionamento que resista.
Aviso aos contemporâneos que a internet pode ser uma brecha muito ruim, tanto para destruição do casal, como um caminho a passos largos para o pecado se não for bem usada.
Desta forma, se a Internet atrapalha sua comunhão em casa, já que o companheiro é egoísta e fica a noite inteira na Internet, usem a mesma apenas para o necessário.
Eu e o pastor Fábio sempre tentamos deitar na mesma hora, ainda que um fique lendo e o outro com o laptop respondendo e-mails ou até os dos juntos com os laptops, estamos juntos um do lado do outro, mesmo porque a nossa rotina é muito corrida. Sem contar que precisamos dosar e saber a hora de um dar atenção ao outro.
Em nome de Jesus, deite sempre na mesma hora que o seu companheiro, acordem juntos, estas são algumas regras de um bom relacionamento. Não busque seu próprio interesse!

8- NÃO SE EXASPERA
 O que é o Amor que não se exaspera? É aquele que não se deixa provocar, não perde a compostura, não se faz escândalo na rua.
Há pessoas que por qualquer coisa faz escândalo na frente das pessoas dando mal testemunho. Como você diz que ama seu companheiro desta forma?
9- NÃO SE RESSENTE DO MAL
Não tem malícia! Não fica o tempo todo achando que o outro está aprontando. Quanto você começa um relacionamento ou você confia ou termina! Se a pessoa apronta o tempo todo e é infiel mesmo dentro da igreja e não lhe confessa nada sempre mentindo, não há como prosperar o relacionamento.
Num relacionamento devemos sempre esperar o melhor do outro. Isto se chama: Amor.
10­ NÃO SE ALEGRA COM A INJUSTIÇA
Não se alegra com a fraqueza do companheiro, não se aproveita de uma incapacidade para humilhá-lo e pisar nele à vontade.
11- REGOZIJA-SE COM A VERDADE
Quem se regozija com a verdade é aquele que não mente. É aquele que sempre fala a verdade custe o que custar.
Certa vez, há alguns anos fui pegar o pastor Fábio num determinado lugar e como estava atrasado ele me ligou e ao perguntar onde estava disse que já estava quase chegando em determinado lugar bem mais a frente do que eu estava.
O Espírito Santo me repreendeu e disse: “a quem você prefere magoar a mim ou ao Fábio?” Daquele dia em diante nunca mais contei mesmo estas ditas “mentirinhas” para o Fabio e se tiver que magoá-lo o faço, pois o que não posso é entristecer o Espírito Santo.
A partir do item seguinte temos os quatro tipos de “tudo”. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta. Tudo! Não diz “mais ou menos”, mas tudo.
12 - TUDO SOFRE
É o Amor que sofre junto, sofre porque ama, sofre para cuidar, sofre para proteger... sofre na hora da tempestade, no vento, no deserto. Sofre por tudo.
13- TUDO CRÊ
 A pessoa que crê, acredita na mudança, faz o companheiro ver a sua fé. É um homem, uma mulher de Deus.
14- TUDO ESPERA
É aquele que sabe esperar sem se desesperar, porque confia na sua vitória em Jesus.
15- TUDO SUPORTA.
Suporta como o nosso Senhor Jesus, muitas vezes em silencio, mas confiante em oração. Esperando a provisão do Senhor.

1-AMOR JAMAIS ACABA.
O Amor não chega ao fim, é eterno, não diminui, não perece. Não tem aquela coisa de: “eu acho que me confundi, no início eu gostava e agora não.” Se uma pessoa disse que amava e que não ama mais, é porque nunca amou.

O amor é a maior virtude de um filho de Deus, porque Deus é amor e sem o amor a vida perde o sabor, a partir deste encontro de casais você deve aprender a amar.
Experimente amanhã acordar feliz e dizer para o seu companheiro: “Bom Dia, amor da minha vida! Você é o bem mais precioso que o Senhor me concedeu.”
Não deixe o inimigo fazer você estragar o melhor dom que Deus lhe deu. Aprenda a amar em Jesus, se o seu companheiro fez a comida com muito sal (o pastor Fábio salga tudo) coma feliz e diga: “glória a Deus!” Ame a seu companheiro, tolere porque foi o que Deus lhe deu, glorifique ao Senhor em seu relacionamento...
Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião. Dr. Edson Cavalcante


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.