Subscribe:

sábado, 6 de setembro de 2014

QUANDO UM PAI AMA SEU FILHO...


                                           QUANDO UM PAI  AMA O SEU FILHO...
1. Reserve tempo para sua família
Como você mostra para seus filhos que eles são importantes? É claro que você faz muitas coisas por eles, incluindo sacrifícios para alimentá-los e lhes dar um lar adequado. Você não faria essas coisas se eles não fossem importantes. Mesmo assim, se não passar tempo suficiente com seus filhos, eles poderão achar que são menos importantes para você do que seu trabalho, amigos, diversão e outras coisas.
Quando é que um pai deve começar a passar tempo com os filhos? O vínculo entre mãe e bebê tem início quando ele ainda está no útero. Cerca de 16 semanas após a concepção, o bebê começa a ouvir. Nesse ponto, o pai também pode começar a criar uma relação especial com o bebê. Ele pode ouvir o coração do filho bater, senti-lo chutar, conversar com ele e cantar para ele.
Princípio bíblico: Nos tempos bíblicos, os homens participavam na educação dos filhos. Deuteronômio 6:6, 7 diz: “Estas palavras que hoje te ordeno têm de estar sobre o teu coração; e tens de inculcá-las a teu filho, e tens de falar delas sentado na tua casa e andando pela estrada, e ao deitar-te e ao levantar-te.” De acordo com esses versículos bíblicos, os pais eram incentivados a ter o costume de passar tempo com os filhos.
2. Melhore sua comunicação
Ouça com calma sem ir logo criticando
Para ter uma boa comunicação com seus filhos, você precisa ser um bom ouvinte. Precisa desenvolver a habilidade de ouvir sem perder a calma.
Se seus filhos acham que você vai logo ficar bravo e criticá-los, dificilmente eles se abrirão com você. Mas eles percebem interesse sincero quando você os ouve com paciência. Isso os deixará mais à vontade para expressar seus valiosos pensamentos e sentimentos.
Princípio bíblico: A experiência mostra que a sabedoria prática da Bíblia é útil nos mais variados campos da vida. Por exemplo, a Bíblia diz: “Todo homem tem de ser rápido no ouvir, vagaroso no falar, vagaroso no furor.” (Tiago 1:19) Pais que seguem esse princípio bíblico têm uma comunicação melhor com os filhos.
 3. Dê disciplina amorosa e elogios
Mesmo quando se sentir decepcionado ou irritado, sua disciplina deve mostrar que você se preocupa de verdade com o bem-estar de seus filhos, pensando nos benefícios em longo prazo. A disciplina inclui conselho, correção, educação e castigo, quando necessário.
Além disso, a disciplina funciona muito melhor quando o pai tem o hábito de elogiar os filhos. Um antigo provérbio diz: “Como maçãs de ouro em esculturas de prata é a palavra falada no tempo certo para ela.” (Provérbios 25:11) Os elogios ajudam os filhos a cultivar boas qualidades. Valorizar os filhos tem um ótimo efeito no desenvolvimento deles. Quando um pai aproveita oportunidades para elogiar os filhos, isso os ajuda a ser mais confiantes e os motiva a não desistir de fazer o que é certo.
Princípio bíblico: “Pais, não irritem seus filhos, para que eles não fiquem desanimados.” — Colossenses 3:21.
4. Ame e respeite sua esposa
O modo como um marido trata sua esposa sem dúvida afeta os filhos. Um grupo de especialistas no desenvolvimento infantil comentou: “Uma das melhores coisas que um pai pode fazer pelos filhos é respeitar a mãe deles. . . . Um pai e uma mãe que se respeitam e deixam isso claro para os filhos proporcionam um ambiente seguro para eles (Importância do Pai no Desenvolvimento Saudável dos Filhos). *
Princípio bíblico: “Maridos, continuai a amar as vossas esposas. . . Cada um de vós, individualmente, ame a sua esposa como a si próprio.” — Efésios 5:25, 33.
 5. Ensine seus filhos a amar a Deus
Pais que realmente amam a Deus podem deixar para os filhos uma herança bem valiosa: a amizade com seu Pai celestial.
Depois de décadas de muito esforço para criar seis filhos, Antônio, que é Testemunha de Jeová, recebeu um bilhete de uma de suas filhas: “Querido pai, obrigada por ter me ensinado a amar a Jeová Deus, ao próximo e a mim mesmo — ou seja, a ser uma pessoa completa. Você me mostrou que ama a Jeová e que se importa comigo de verdade. Pai, obrigada por colocar Jeová em primeiro lugar na vida e por tratar seus filhos como presentes de Deus!”
Princípio bíblico: “Tens de amar a Jeová, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de toda a tua força vital. E estas palavras que hoje te ordeno têm de estar sobre o teu coração.” — Deuteronômio 6:5, 6.
É claro que há mais envolvido do que apenas esses cinco conselhos e que mesmo dando o seu melhor você ainda não será um pai perfeito. Mas se você se esforçar para colocar em prática esses princípios com amor e equilíbrio, sem dúvida será um bom pai...*

Bispo. Capelão/ Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.