Subscribe:

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

SE FOR FAZER ALGO SEM ORAR A DEUS, NEM TENTE, BUSQUE-O PRIMEIRO...


   SE FOR FAZER ALGO SEM ORAR A DEUS, NEM TENTE, BUSQUE-O PRIMEIRO...
Oração de Eliezer (Gn. 24.12-14)
Nesta noite desejo falar aos vossos corações sobre a forma que buscamos a orientação de Deus para tomarmos decisões importantes.
A propósito, como você tem tomado decisões importantes? Colocando tudo diante de Deus, ou tem seguido em frente? Tem buscado a orientação ou simplesmente tem deixado às coisas andarem conforme a banda toca?
Muitas vezes precisamos tomar decisões importantes e rápidas, mas nem sempre temos a resposta certa. Diante disto, onde procurar a orientação sábia e madura para a decisão?
Nas páginas do jornal em que estão o horóscopo? Nas dicas dos livros de interpretação de sonhos? Nas sugestões da numerologia, cigana, vidente e etc.?
 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.” (Salmos 119:105)
“O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR.” (Provérbios 16:1)
No texto bíblico de hoje, surge um homem chamado Eliezer, pessoa pouco influente, mas que teve e tem um papel fundamental na vida dos que creem.
 1. Eliezer, um servo…  Quem era Eliezer?
Este nome aparece somente duas vezes no livro de Gênesis, e numa delas ele aparece fazendo uma oração de súplica. Abraão tinha um filho na idade de casar-se. Naquele tempo os pais geralmente escolhiam com quem seus filhos casariam. Os vizinhos de Abraão eram todos pagãos e adoravam ídolos. Abraão sabia que o casamento com incrédulos não correspondia com a vontade de Deus.
Em II Coríntios 6.14,  Paulo fala a este respeito: “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos”.
A Bíblia nos adverte a este respeito, e Abraão não queria que seu filho vivesse as consequências de uma escolha errada.
Abraão já era idoso e não podia percorrer distâncias muito grandes. Então chamou Eliezer, seu administrador de confiança. Eliezer quer dizer: “Deus é a minha ajuda”. Deu-lhe ordens que fosse para sua terra natal a fim de buscar uma esposa para seu filho. Esta ordem trouxe grandes problemas e dificuldades a Eliezer, que chegou a duvidar de sua capacidade. Mas Abraão confiando na promessa de Deus, trouxe confiança a Eliezer:
“Deus enviará o seu anjo diante de ti e trarás de lá uma mulher para o meu filho” (Gn. 24.7).
Então, Eliezer separou dez camelos de seu senhor, seus pertences e alguns presentes e encaminhou-se para a Mesopotâmia, especificamente a cidade de Naor. Nas proximidades desta cidade fez os camelos ajoelharem perto de um poço. Era no período da tarde, momento em que as moças vão buscar água (G. 24.10-11).
Você já recebeu tamanha tarefa em sua vida? Já imaginou que pensamentos Eliezer teve passando em seus pensamentos?  E se Isaque não gostar… E se eu escolher errado… E se eu for enganado???
Mas ele se lembrava da palavra de seu senhor: “o anjo do Senhor irá diante de ti”. Frente à difícil decisão que teria de tomar, disse: (Ler Gênesis 24. 12-14)
Vemos Eliezer fazendo uma oração de intercessão em nome do Deus de seu senhor, pedindo orientação para não errar em sua tarefa.
“pedis e não recebeis, porque pedis mal,” (Tiago 4.3a)
A proposta de Eliezer era observar a bondade do coração da moça. Esta também é a forma de Deus avaliar-nos, pois o que importa é o coração e não a aparência. Deus vê Eliezer orando desta forma, não lhe fez esperar. A primeira moça que aparece lhe atende ao pedido, dando-lhe água e a seus camelos.
Rebeca tinha seu coração cheio de amor, lhe serviu de forma árdua, pois para saciar a sede de camelos não significa copos de água, mas muitos litros. E desta forma Eliezer teve certeza de que o Deus de seu senhor era com ele. (Ler Gn 24. 27).
Deus é zeloso em cumprir com suas promessas, bem como em zelar dos seus filhos.
2. O que podemos aprender de Eliezer?
Na vida familiar, nossos problemas podem estar por exemplo: na educação dos filhos, que diante do mundo de hoje com suas constantes e rápidas mudanças, se torna extremamente difícil.
 “Se lhe digo o que penso, invado sua liberdade”.
Se nada falo, peco por omissão.
Discute-se, acabo impondo.
Se imponho, esmago.
Cala-se, consinto.
Se consentir, acabo perdendo-o
E isso não saberá suportar…”
Outro problema é a escolha da profissão certa ou emprego adequado. Sim, a vida requer de nós pequenos e grandes decisões a toda hora. Problemas vem e vão e nunca terminam, como reconhecer a vontade de Deus? Quais as decisões a serem tomadas?
Eliezer tinha um problema grande e difícil de ser resolvido. A bíblia ilustra esse problema para que o tivéssemos de exemplo como uma das maneiras de agir em situações difíceis.
 3. Sugestões práticas:
Quando nos deparamos com decisões difíceis, há duas coisas que devemos considerar:
**1ª como filhos de Deus temos o privilegio de apresentar nossos problemas. Cada um de nós é um pensamento de Deus, sendo assim Deus tem um plano maravilhoso para cada um de nós. (Salmo 139.13-16), contudo Deus nos concede a livre escolha. A Bíblia nos convida a apresentar a Ele nossas petições. Salmo 37.4 “Agrada-te do Senhor, e ele satisfará aos desejos do teu coração.” Deus nos atende com alegria.
**2ª, temos que procurar descobrir a vontade de Deus. Para aqueles que quiserem viver dependendo de Jesus Cristo, a pergunta pela vontade de Deus é muito importante. Mas, como descobri-la?                
Agora vamos ver estas respostas…
a) A palavra de Deus
Na bíblia temos cerca de 50 biografias, nestas estão abordados muitos problemas. A Bíblia também fala de noivados, casamentos, da educação de filhos, de negócios e trabalho, tempo de férias e de doença.  Em outras palavras, não existe situação vivida por nós que não tenha sido retratada pela Bíblia. Sendo assim, a Bíblia pode nos oferecer respostas e orientações para nossas difíceis decisões.
b) Pergunte a opinião de pessoas seguidoras de Jesus
Mas preste a atenção, pois a escolha desta pessoa precisa ser feita com sabedoria. Conte com uma pessoa que seja de confiança, que tenha princípios bíblicos bem estabelecidos em sua vida, firmeza de fé e bom testemunho.         Caso contrário, pode ter um segredo espalhado por ai…
c) Ore e espere
Fique tranqüilo, Deus conhece o seu endereço, e te fará saber de seus propósitos, é claro dentro do tempo e da maneira dele. Na época do Antigo Testamento Deus falava por meio de sonhos, provas e sorteios, naquele tempo ainda não havia a palavra impressa como temos hoje. Nos nossos dias temos a bíblia, a Palavra de Deus, temos o Espírito Santo, o consolador. Dificilmente Deus fala diferente de sua palavra, sendo assim é de grande importância a estudarmos, entendermos e praticarmos sua palavra. É claro, em ocasiões especiais, Deus pode nos falar por meio de outras revelações.
d) É claro, depois de tudo, não se esqueça de agradecer, quando o problema foi solucionado.
No Novo Testamento temos um exemplo: Lucas 17, os dez leprosos que foram curados por Jesus, depois do milagre eles foram apresentar-se diante dos responsáveis para constatar a cura, mas depois da constatação somente um voltou e expressou gratidão a Jesus. Jesus admirado pergunta: “E onde estão os nove?” (Lucas 17.17). Aquele que ale de receber a cura, recebeu também um acréscimo, a benção de Jesus.
A gratidão é o inicio da alegria. O agradecimento nos abre muito mais portas para recebermos tesouros espirituais. Eliezer não se esqueceu de agradecer a Deus pela resposta de oração.
“Então, se inclinou o homem e adorou ao SENHOR.” Gn. 24.26
Grande foi sua gratidão, pois Deus o conduziu em vitória diante da grande tarefa que Abraão havia lhe dado, e certamente sua autoconfiança não ficou abalada.
 Conclusão:
Um estímulo para as nossas orações:
Se você tem um grande problema, creia que você também tem um grande Deus. Mas para um grande problema somente uma grande oração nos ajudará a termos uma decisão acertada, então ore:
Para que Deus lhe encaminhe a solução;
Para que Deus lhe dê força e compreensão para aceitar a direção;
Para que Deus aumente a sua fé, para que você possa crer no amor divino, mesmo não sentindo nem vendo que Deus está tratando do seu problema pessoal;
Para que você tenha um espírito de gratidão e adoração quando o problema estiver resolvido.
 Jeremias nos dá a dica:  “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” (Jeremias 29:13)...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.