Subscribe:

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O MORMONISMO A SEITA DOS ÚLTIMOS DIAS QUE TEM SE ALASTRADO COMO O CÂNCER PELO MUNDO...


0 MORMONISMO A SEITA DOS ÚLTIMOS DIAS QUE TEM SE ALASTRADO COMO O CÂNCER PELO MUNDO...
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Gálatas 1:8
Os adeptos do Mormonismo dizem de boca que utilizam as Escrituras Sagradas, mas só de boca! Deus ordena expressamente em Sua Palavra que NADA seja acrescido ao texto bíblico. O Mormonismo é uma autêntica e escancarada desobediência a este mandamento do Senhor e a muitos outros. São falsos cristãos. Não possuem nenhuma autoridade para falar sobre as Escritura.
Joseph Smith
Maçom, polígamo prolixo, fundador da falsa igreja cristã, a Igreja dos Santos dos Últimos Dias, os Mórmons. Foi preso após ter sido processado inúmeras vezes por desvio de dinheiro, perseguido por maridos traídos e morreu assassinado por um bando de pessoas iradas e enfurecidas depois de terem sido enganadas por esse trapaceiro e salafrário. Joseph Smith, ainda por cima, morreu atirando e matando três pessoas.
Algumas considerações à respeito do Mormonismo:
O líder e fundador dessa seita se chamava Joseph Smith Júnior. Nasceu em 23 de dezembro de l805 em Sharon, Estado de Vermont. Esse indivíduo alegava que recebia visitas de anjos, e um dos tais anjos se dizia chamar Moroni. Segundo dizia o maçom Joseph Smith, o tal do anjo Moroni afirmava que seu pai chamado Mórmon havia escrito a história de seu povo em umas placas de ouro que teriam sido enterradas em um local perto de um monte nos Estados Unidos, onde seria hoje Palmyra.
O tal Moroni teria mostrado a Joseph Smith como desenterrar as tais placas e como interpretá-las. Uma das “revelações” das tais placas seria a existência de uma décima terceira tribo dos filhos de Israel, que, segundo Joseph Smith, estaria nos Estados Unidos da América.
Até aqui a maluquice é tanta que nem precisávamos continuar a falar sobre essa seita louca. Mas vamos um pouco mais a fundo.
Joseph Smith fundou uma igreja e dizia que aquela era a única igreja verdadeira. Joseph Smith, um falso profeta, foi formando a igreja dos Mórmons segundo as suas doutrinas, não segundo as doutrinas do Senhor Jesus Cristo.
A igreja dos mórmons terminou por se envolver em muita confusão nos EUA, principalmente pelo ensino da poligamia.
Joseph Smith acabou sendo preso e um grupo de pessoas invadiu a cadeia e matou o falso profeta Joseph Smith.
Aqui dez pontos que mostram, claramente, que os Mórmons não são cristãos:
1. O Mormonismo não ensina que a Bíblia é a infalível Palavra de Deus.
"Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus até onde for traduzida corretamente: cremos que o livro de Mórmon também é a palavra de Deus," (Declaração de fé, artigo n° 8).
Na qualidade de crentes que somos cremos que as Sagradas Escrituras do Velho e do Novo Testamentos são a Palavra de Deus verbalmente inspirada, a autoridade final para nossa fé e vida, sem erros no original, infalível e inspirada por Deus. II Tim. 3:16-17; II Pedro. 1:20-21; Mat. 5:18.
2. O Mormonismo ensina que Deus é um homem glorificado e que tem um corpo físico.
"Deus mesmo já foi como nós somos agora e é um homem glorificado," (Doutrinas do Profeta Joseph Smith, página 345). "O Pai tem um corpo de carne e osso tão tangível quanto o dos homens…" (Dot. e Cov, Seç. 131:22).
A Bíblia diz: "Deus não é homem," Núm. 23:19. "Deus é Espírito; e importa que os que adoram o adorem em espírito e em verdade," João 4:24. "…um espírito não tem carne nem ossos…," Luc. 24:39.
3. O Mormonismo ensina que Cristo e o Diabo são irmãos.
Sem comentários devido à gravidade da blasfêmia.
4. O Mormonismo ensina que Jesus Cristo era casado e polígamo.
"Cremos que o casamento em Caná da Galiléia foi o de Jesus Cristo," (Jornal de Discurso, Vol. 2, página 80). O Mormonismo ensina que Jesus foi o filho natural de Adão e Maria. "Quando a Virgem Maria concebeu o Menino Jesus…Ela não foi gerado pelo Espírito Santo. E quem é o seu pai? Ele é o primeiro na família humana," (Brigham Young, Jornal de Discursos, páginas 50-51).
A Bíblia diz: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós…," João 1:1, 14. "E disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem algum? E, respondeu o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo…," Luc. 1:34-35.
5. O Mormonismo ensina que a verdadeira igreja deixou de existir até que foi restaurada por Joseph Smith.
A igreja (SUD) foi restaurada em 6 de abril de 1830 por Joseph Smith, (Dot. e Cov. 20:1).
Jesus Cristo disse: "…sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela," Mat. 16:18.
"Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que está posto, o qual é Jesus Cristo," I Cor. 3:11.
"Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina." Efés. 2:20.
6. O Mormonismo ensina outro evangelho (pervertido) e não aquele da Bíblia.
E isto é evidente.
7. O Mormonismo ensina a salvação dos mortos através do batismo por procuração.
Esta doutrina se baseia numa só passagem das Escrituras mal interpretada: "Doutra maneira, que farão os que se batizam por causa dos mortos, se absolutamente os mortos não ressuscitam? Por que se batizam eles então pelos mortos?" I Cor. 15:29.
Paulo não praticava o batismo pelos mortos. Ele se excluiu usando o pronome "eles" e não "nós" ou "vós". Ele está fazendo uma pergunta e não uma declaração. "E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo…," Heb. 9:27.
8. O Mormonismo ensina a investigação genealógica dos mortos.
"Vamos, portanto, na qualidade de igreja e povo, como Santos dos Últimos Dias, fazer ao Senhor uma oferta de justiça; vamos apresentar no Seu santo templo, quando terminado, um livro contendo o registro de nossos mortos, que será digno de toda aceitação," (Dot. e Cov, Seç. 128:24).
A Bíblia diz: "Nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis," I Tim. 1:4.
"Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas," Tito 3:9.
9. O Mormonismo ensina que existem profetas modernos e revelações divinas atualizadas.
O mormonismo reivindica que Joseph Smith recebeu o Sacerdócio Araônico de João Batista. O Sacerdócio de Melquisedeque e o Apostolado foram restaurados por Pedro, Tiago e João logo após em 1829, (Dot. e Cov, Seç. 13).
A Bíblia diz: "Havendo Deus antigamente falado muitas vezes…nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo," Heb. 1:1-2. Encontramos em Deut. 18:20 e 22 o método bíblico para testar um profeta.
10. O Mormonismo ensina que a salvação depende de boas obras e da aceitação de Joseph Smith.
"Nenhum homem que rejeita o testemunho de Joseph Smith pode entrar no reino de Deus," (Doutrinas da Salvação, vol. I, página 190). "Os homens tem uma obra a realizar para obter a salvação," (Doutrinas da Salvação, vol. III, página 91).
A Bíblia ensina que a salvação é somente através de Jesus Cristo. "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos," Atos 4:12.
"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie," Efésio. 2:8-9.
Bem, depois de verificarmos, detalhadamente que os Mórmons de cristãos não tem NADA, vamos a algumas argumentações dos Mórmons:
Apenas alguns pontos:
Mórmons: “Para se entender melhor o que se passa nesta epístola (*referindo-se à Epístola do Apóstolo Paulo aos Gálatas), necessitamos de um "back-ground histórico" para reconhecer os pontos cruciais daquela epístola.”
Nossa Resposta: Não se precisa coisa nenhuma! As Escrituras são dirigidas aos cristãos de todos os séculos, quer sejam cultos ou analfabetos, eruditos ou incultos. Muitos nem sabem ler, mas são cristãos verdadeiros porque creem nas Escrituras, independentemente de conhecerem História, Biologia, Matemática, Física, Geografia, Astrofísica, etc...
Aliás, aqui já começa a embrulhada dos Mórmons para tentar desacreditar a Epístola de Gálatas, pois nela está escrito:
“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.” Gálatas 1:8
E este versículo de Gálatas já é suficiente para pôr por terra TODA a falsa doutrina do Mormonismo (por isso procuram desacreditá-la).
Mórmons: “Esta epístola é considerada pelos estudiosos Bíblicos como tendo sendo escrita pouco antes do Concílio de Jerusalém”
Resposta: Não interessa a data EXATA em que foi escrita, o que interessa é que FOI ESCRITA, e ESCRITA POR INSPIRAÇÃO DE DEUS, O QUAL SE UTILIZOU DE HOMENS A QUEM ELE SANTIFICOU E PREPAROU PARA ESSA ESPECÍFICA MISSÃO.
Mórmons: “A advertência de Paulo então em Gálatas 1:6-8, refere-se então ao fato de que os recém-conversos da Galáxia pudessem aceitar tão abertamente estas ideias dos judaizantes, afirmando que se até mesmo um anjo do céu viesse e anunciasse um outro evangelho diferente (algumas versões vem com além) do que ele (Paulo) houvesse a eles pregado, que os considerassem anátemas (ou seja, apóstatas da Igreja). A advertência em Gálatas 1:8, não deve ser entendida como uma advertência contra mais escrituras uma vez que esta epístola foi uma das primeiras a serem escritas do nosso atual cânon do Novo Testamento, sendo posterior talvez apenas ao Livro de Tiago ou de não mais existir revelações posteriores de anjos, já que João em seu Apocalipse viu anjos para chuchu!”
Resposta: FALSO! A advertência de DEUS através de Paulo é que NINGUÉM seja anjo, seja homem pode pregar NADA diferente do que diz o SENHOR JESUS CRISTO.
Este trecho é um jogo de palavras e note o início: “A advertência de Paulo então em”....Esse então é para tentar fazer o ouvinte seguir o raciocínio deturpado deles, como se realmente fosse uma conclusão verdadeira, mas é FALSA.
Aqui, novamente a tentativa para desacreditar as Epístolas de Paulo que aniquilam POR COMPLETO as doutrinas mentirosas do Mormonismo. Aqui ainda existe uma tentativa de diminuir a figura do Apóstolo Paulo, a fim de tentar aumentar a credibilidade de Joseph Smith, como se o tal Smith tivesse alguma autoridade para escrever algum “novo” ensinamento. O jogo de palavras ridículo.
Mórmons: “Nota, a Bíblia Anotada coloca Apocalipse como sendo escrito depois das epístolas de 1, 2 e 3 João, contudo, em suas mesmas anotações ela se confunde ao afirmar que o Apocalipse foi provavelmente escrito durante o reinado cruel de Domiciano (81-96 AD) quando João estava exilado na ilha de Patmos e depois afirma que as epístolas 1,2 e 3 de João foram escritas de Éfeso, última morada de João.”
Resposta: Notar o “PROVAVELMENTE” da afirmação. E pouco nos interessa o que quem quer que seja diga, pois Deus concluiu a Bíblia com o Apocalipse e PONTO FINAL. A ordenação dos Livros da Bíblia foi feita SOB DIRETA INTERVENÇÃO DE DEUS, não segundo homens, historiadores, etc... A Bíblia é a Palavra de Deus, do Gênesis ao Apocalipse e Deus cuida da Bíblia tanto como cuida dos céus e da terra que Ele criou.
Mórmons: “Tudo bem, vamos agora supor que a advertência em Gálatas 1:8 fosse em nada mudar em relação ao que Paulo ensinasse senão seria considerado anátema.”
Resposta: Ninguém tem que “supor” NADA! Ou se crê na Bíblia como ela é, ou não se crê.
Mórmons: “Vamos agora para I Coríntios 14:34-35 “Conservem-se as mulheres caladas nas Igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas como também a lei o determina. “Se, porém, querem aprender alguma coisa, interroguem a seus próprios maridos, porque para a mulher é vergonhoso falar na Igreja.” Ora, 99,9% da Cristandade não aceita este ensinamento de Paulo. Eu pergunto com que autoridade os despreza o ensinamento de um apóstolo ou de uma escritura, acaso têm eles escrituras modernas ou apóstolos com autoridade suficiente a fim de revogar este ensinamento de Paulo? Não deveriam então ser todos eles considerados anátemas por pregarem um evangelho diferente daquele que Paulo pregara?”
Resposta: Mais tentativas para tentar desacreditar as Escrituras. Primeiro: Que 99,9% somos esse? De ONDE veio isso?
Em relação ao versículo de 1 Coríntios 14:34, a explicação se encontra no próprio versículo:
“As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.”
Veja que o versículo diz: “mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.”
Este versículo é claro: Deus sempre ordenou a submissão da mulher ao homem, e Sara tratava Abraão por “meu senhor”, já desde a Antiguidade. Logo, o versículo reafirma que a mulher não pode ter primazia sobre o homem. Antes, segundo as Escrituras, o homem tem a primazia sobre a mulher. Mas em um mundo enlouquecido, onde até casamentos entre homens já se vê, não é de se admirar que muitas mulheres desejem ser IGUAIS aos homens. Os direitos de justiça são iguais para homens e mulheres, mas a primazia masculina é ensinada nas Escrituras. Quer nos chamem de “machistas” ou “atrasados”, a Bíblia ensina a submissão da mulher, quer aceitem quer não.
Outro ponto: Não há no Novo Testamento registro de mulheres “apóstolas” ou “bispas”, e é sobre isso também que o versículo fala. Era e é inadmissível que uma mulher presida uma igreja arrogando para si o título de “bispa”. Bispo significa “dirigente”. E a MAIORIA das Igrejas de Cristo pelo mundo respeita este ensinamento.
Mórmons: “Até mesmo as Igrejas mais fundamentalistas que acreditam que as mulheres não devam cortar seus cabelos segundo a determinação de Paulo”
Resposta: Falso! Paulo NUNCA disse que a mulher não cortasse os cabelos. Isto já é apelação demais na balela dos Mórmons. As mulheres não podem é ter a cabeça raspada, só isso. Nada tem a ver com aparar os cabelos.
Mórmons: “Quanto a uma análise dos versículos, vemos algumas diferenças entre o evangelho de Cristo ensinado por Paulo em Gálatas e o evangelho ensinado pelo conhecimento de homens”.
Resposta: “Vemos”? Quem “vê”? Aqui mais um jogo de palavras para tentar “introduzir” os ensinamentos de Joseph Smith como se fossem autênticos. Há somente um Evangelho, somente uma Bíblia. Não pode haver NENHUMA OUTRA ESCRITURA ACRESCENTADA À BÍBLIA. Isto é mais claro do que o sol do meio dia!
Resumo:
Os mórmons NÃO são cristãos!
Suas doutrinas são uma grande coleção de heresias e de blasfêmias.
O Livro dos Mórmons tem tanta importância para a Igreja de Cristo quanto tem importância o tamanho de um grão de areia no fundo do mar, ou seja: NENHUMA...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ciência da Religião Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.