Subscribe:

sábado, 28 de junho de 2014

BOM É VIVER EM HARMONIA COM OS IRMÃOS...


                                   BOM É VIVER EM HARMONIA COM OS IRMÃOS...
“Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas. Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos” (I Jo 2.9-11)
Quantos textos podemos ler sobre Unidade na Palavra! São inúmeros! Muita ênfase foi dada a esse assunto, por ser ele algo difícil de se tratar no meio do Corpo de Cristo. Deixa-me já alertá-lo e dizer que todas as famílias têm problemas e dificuldades em seus relacionamentos, mas  uma coisa é quase certa: ninguém nos ama mais do que aqueles que são da nossa família. Irmãos até podem discordar uns dos outros, mas nunca podem deixar que a comunhão seja quebrada. João, o Apóstolo do Amor, nos ensina tanto sobre isso. Ele diz:
“Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte. Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele. Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade” (I Jo 3.14-18)
Quando penso em unidade, penso na Trindade Santa e na Família como instituição de Deus. Deus é um Deus Trino, em Perfeita Unidade e harmonia. Quando Ele criou a família, Ele colocou nela um pouco da sua semelhança: unidade de propósitos e harmonia de almas. Pai, mãe e filhos deveriam viver os sonhos de Deus para a família, caminhando juntos no mesmo propósito sobre a Terra.
Mas quando penso em unidade, penso também no Reino e quando penso no Reino, penso na Igreja de Cristo! Foi a Igreja quem recebeu as “chaves do Reino” e é ela quem tem o poder de ligar e de desligar a terra no céu (Mt 16.19).
A Igreja foi criada por Deus para caminhar num propósito profético e quando ela não vive em unidade, ela não consegue ser parte deste propósito. Esta já era uma das “preocupações” de Jesus e isto é bem evidente na Sua oração sacerdotal. Ele orou ao Pai pelos Seus discípulos: “Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim” (Jo 17.21-23).
Há muitas desculpas sendo dadas para não vivermos em união com os nossos irmãos em Cristo. Muitas pessoas, por serem tão arrogantes e orgulhosas, dão desculpas diversas para não obedecerem a vontade de Deus. Algumas desculpas que ouço:
“Não consigo gostar dessa pessoa”
“Somos muito diferentes”
“Tenho pensamentos diferentes”
“Fui maltratado e até humilhado”
“Essa pessoa “parece” arrogante”
“Ouvi um “não” dessa pessoa”
“Essa pessoa não supera minhas expectativas”
“Essa pessoa não concorda comigo em quase nada”
No fundo, tudo isso é fruto de um coração orgulhoso, preconceituoso e desobediente. A unidade não tem nada a ver com amizade, com  o “ser igual”  ou com identificação de sentimentos, mas tem a ver com uma escolha diária de viver em comunhão, caminhando num mesmo propósito com aqueles que são nossos irmãos, filhos do mesmo Pai Celestial.
As discordâncias nunca podem ser motivo para o afastamento. Ninguém é obrigado a ser amigo íntimo de ninguém, pois a amizade é algo que acontece naturalmente, sem precisar forçar nada. Mas a unidade é algo que nos leva a amarmos,  até mesmo, àqueles que não merecem ser amados e a sujeitarmo-nos uns aos outros, no temor do Senhor.
“Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união” (Sl 133.1)
O Apóstolo Paulo nos diz: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros” (Rm 12.10), mas infelizmente, há pessoas que só se esforçam por honrar aos seus líderes espirituais ou aos seus chefes de profissão. Não! Não devemos honrar as pessoas por interesses ou pelo que vamos conquistar através deste relacionamento. O Apóstolo Pedro nos instrui, dizendo: “Honrai a todos” (I Pe 2.17). Precisamos nos disciplinar e nos esforçarmos para vivermos bem com todos, pois JUNTOS, FAZEMOS A DIFERENÇA.
Este tem sido o lema do nosso ministério para 2011 e precisamos cuidar, pois onde declaramos palavras proféticas, é onde satanás vai nos tentar para nos envergonhar, a fim de mostrar que aquilo que declaramos não tem poder em nossas vidas. Infelizmente, o inimigo quase sempre consegue “atingir” a mente dos mais fracos, daqueles que não estão usando o “capacete da salvação”. Como diz meu esposo: “tem muita gente querendo pisar em serpentes e escorpiões, como Jesus disse que faríamos, mas com os pés descalços”. Muitos estão declarando palavras proféticas, mas sem usar a ARMADURA DO ESPÍRITO descrita em Efésios 6.
Pode ser a pessoa mais talentosa da Igreja, mais inteligente e mais diplomada, que se não vive em unidade, está vivendo em trevas! A Palavra nos mostra que não devemos ter comunhão com quem vive nas trevas ou com aqueles que estão brincando com as coisas de Deus ou até mesmo, tentando prejudicar o Corpo de Cristo. Essas pessoas precisam de serem amadas por nós, mas nem sempre a unidade será possível. Já com os irmãos em Cristo, por mais “imperfeitos” e frágeis que sejam, precisamos caminhar lado a lado, em comunhão e amor.
“VANTAGENS” DE QUEM VIVE EM UNIDADE:
Viver uma vida boa e suave – Sl 133.1
Viver uma vida de unção – Sl 133.2
Viver uma vida de refrigério – Sl 133.3
Viver coberto pelas bênçãos do Senhor – Sl 133.3b
Poder ter alguém que chora conosco nas nossas lutas e se alegra conosco em nossas vitórias – Rm 12.15
Aprender a cada dia a ser bondoso para com os outros – Ef 4.2
Não estar sozinho – I Co 12 e 14
O ministério de um indivíduo é respaldado pelo do outro – Ef 4.11-16
A  REALIDADE DE QUEM NÃO VIVE EM UNIDADE COM SEUS IRMÃOS:
Vive em trevas. Deus é luz, e quem não anda em unidade, não vive na luz, mas está em trevas – I Jo 2.9-11
Está enfermo espiritualmente, pois a Palavra diz que os que viviam separados da comunhão com as pessoas, eram os leprosos – Lv 13.45-46
É egoísta e orgulhoso. A Bíblia diz que o egoísta busca o seu próprio isolamento – Pv 18.1
Não marca a História: Ninguém que se isola, chega longe. Pode ir mais rápido, mas não vai mais longe. Há um pensamento maligno dizendo que “se as águias voam sozinhas, os ‘ungidos” também vão andar sozinhos”. Lembre-se de que as ovelhas vão sempre juntas, e vão sob os cuidados do pastor – Rt 1
Está fora do propósito. Quem se isola está correndo o risco de sair para fora do Corpo de Cristo e quem está fora do Corpo, está fora do propósito profético de Deus para a sua vida.  Lembre-se do Filho Pródigo e da Ovelha que se perdeu. Eles saíram do propósito buscando uma vida de independência do aprisco e da casa do Pai – Lc 15
Não é fácil viver em unidade, porque apesar de sermos filhos de Deus, somos pessoas individuais, com personalidades diferentes, mas precisamos viver em comunhão, num mesmo propósito, se queremos ver o Reino de Deus se estendendo por todas as nações da terra. Deixo para você, um tremendo conselho deixado pelo Apóstolo Paulo:
“Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer” (I Co 1.10)...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.