Subscribe:

quarta-feira, 18 de junho de 2014

APRENDENDO COM GIDEÃO...


                                                 APRENDENDO COM GIDEÃO...
Juízes 6.11,12,14,34
Introdução: Durante 40 anos, Israel passou a desfrutar de um período de repouso; mas, conforme o ciclo vicioso típico da sua conduta, o povo caiu no pecado.
Desta vez, Deus permitiu que os midianitas nômades afligissem os israelitas. Durante cada safra os midianitas saqueavam a colheita plantada e colhida por Israel. Os israelitas passaram a esconder-se em grutas rochosas e em esconderijo nas montanhas.
O juiz escolhido por Deus para libertar Israel foi Gideão. Um dos notáveis juízes de Israel, filho de Joás, da família de Abiezer, da tribo de Manassés.
Gideão morava em Ofra, povoado evidentemente situado a oeste do Jordão. A divisão tribal a que pertencia era a mais insignificante de Manassés, e ele era “o menor da casa de seu pai.” (vv. 11,15).
Gideão é descrito como um homem tímido e humilde, o qual Deus usou poderosamente devido às suas virtudes:
1- Gideão Varão de Valor.
O Senhor o chama de valoroso – A maneira como o Senhor se dirige a Gideão é algo glorioso: “Então o anjo do Senhor lhe apareceu, e lhe disse: O Senhor é contigo, varão valoroso”. (v. 12). Deus estava valorizando a trabalho que Gideão estava fazendo, e reconhecendo seu esforço para salvar o trigo dos midianitas. Naquele momento de crise, ele era o mais valoroso em Israel.
O Nosso Valor.
O valor do ser humano pode ser inferido do preço pago para resgatar o homem (Jo 3.16; 1Co 6.20). Deus, o Filho, através de quem os mundos foram criados, tornou-se carne e morreu pelos pecados da humanidade. O fato de Ele ter derramado seu sangue e morrido por nós de livre e espontânea vontade não revela apenas o valor de ser humano, mas também a importância da salvação.
Fomos comprados por bom preço. (1Co 6.20; 7.23).
Fomos resgatados pelo sangue de Cristo. (1Pe 1.18,19).
O nosso corpo pertence a Deus. (At 20.28b; 1Co 6.20b).
O nosso corpo deve ser dedicado ao serviço e a glória do Senhor Jesus.
Ainda hoje o Senhor reconhece o nosso trabalho e nosso valor e diz: Você é especial! Você tem valor! Você é importante para Deus!
2- Gideão Varão de Força.
O Senhor comissiona Gideão – “Então o Senhor olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força e livrarás a Israel da mão dos midianitas…” (v. 14). Mesmo diante de tão grande convite, Gideão ainda retruca, dizendo: “… com que livrarei a Israel?…” (v. 15). Ele achava-se o menor, mas a Bíblia diz que os humilhados serão exaltados. (Lc 14.11; Tg 4.10; 1Pe 5.6).
“Eu estou contigo”, disse Deus a Gideão, e prometeu dar-lhe força necessária para que pudesse vencer o inimigo. Assim como Gideão, fomos chamados para servir a Deus em áreas específicas.
A Nossa Força.
Ninguém é suficientemente competente para desempenhar as responsabilidades do chamado de Deus por sua própria força. Sem a habilitação do Espírito Santo, nosso talento (força) natural pode levar somente até certo ponto. Como testemunhas de Cristo, precisamos do caráter e da força especial que somente Deus pode dar.  A Escritura Sagrada  diz:
- A nossa força vem do Senhor. (2Co 3.5b). O apóstolo Paulo disse: “Tudo posso naquele que me fortalece.” (Fl 4.13). Por quê?: “… quando estou fraco, então, sou forte.” (2Co 12.10c).
- “… a alegria do Senhor é a vossa força”. (Ne 8.10b).
- “… sois fortes…” (1Jo 2.14b).
- Os heróis da fé: “… da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga exércitos inimigo.” (Hb 11.34).
Quando os obstáculos vierem, devemos depender de Deus. Somente seu poder nos fará eficientes para Ele e nos ajudará a realizar trabalhos de valor duradouro. O poder que recebemos em nossa união com Cristo será suficiente para fazermos a sua vontade e enfrentarmos os desafios que surgirem devido ao nosso compromisso. Ao lutar pela fé, enfrentaremos dificuldades, pressões e provações. Quando estas chegarem, peça Cristo para fortalecê-lo.
3- Gideão Varão de Poder.
Deus revestiu Gideão de seu Espírito – “Então o Espírito do Senhor revestiu a Gideão…” (v. 34).
O verbo “revestir” significa literalmente “vestir-se de.” O Espírito de Deus revestiu Gideão a fim de capacitá-lo para servir ao povo de Deus, e Gideão saiu no poder do Espírito.
O Nosso Poder.
Nenhum de nós pode fazer coisa alguma na obra de Deus sem o revestimento espiritual, Paulo nos ensina: “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.” (Ef 6.10).
É a promessa do Pai. (Lc 24.49).
Foi dado por Jesus. (Mt 10.1).
É presença do Espírito Santo sobre nossas vidas. (At 1.8).
Está no Senhor. (Ef 6.10).
Resumo: Todos quantos são de Cristo têm o poder (as virtudes) de Deus em suas vidas para avançar e prosseguir em sua jornada espiritual. E tem o direito e a ousadia em dizer: “… somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” (Rm 8.37b)...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.