Subscribe:

segunda-feira, 26 de maio de 2014

FAZER ISSO EM MEMÓRIA DE MIM...


                                        FAZER ISSO EM MEMÓRIA DE MIM...

A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26
Sermão
Interesse de Comunhão
Ao celebrar a última Páscoa, que era uma refeição comemorativa relembrando como Israel foi liberto da escravidão no Egito, Jesus, antes de ser traído,  instituiu a ordenança da Santa Ceia, com ordens e propósitos muito bem definidos.
Jesus reuniu seus discípulos, escolhidos para serem os fundadores da Igreja na Nova Aliança, para que juntos estivessem cumprindo  a Lei da Páscoa. Foi o momento determinado por Deus Pai para Jesus apresentar-Se como o único Sacrifício que purifica os pecadores, o Puro e Imaculado Cordeiro morrendo no lugar dos impuros. Aquele foi o momento da abolição da Velha Aliança, na carne e sangue de animais, e a instituição da Nova Aliança na carne e no sangue do  Cordeiro Ungido de Deus, Jesus. 
A importância da celebração da Nova Aliança é relembrada por três evangelistas (Mateus 26.26-29; Marcos 14.22-26; Lucas 22.17-20), pelo Apóstolo Paulo (1ª Coríntios 11.23-26) e em muitas outras referencias.
01. Quem participa da Ceia do Senhor?
Aqueles que aceitaram a Palavra e perseveraram na doutrina dos apóstolos (Atos 2.41-42), são os que têm direito de participarem da Santa Comunhão. É necessário, para sermos dignos da Mesa do Senhor, aceitarmos a Palavra com todas as ordens do Senhor Jesus, como regra de fé e prática para todos os nossos dias. 
A Mesa do Senhor, a Santa Ceia, é uma Mesa familiar onde reunimo-nos como irmãos: Assim, pois, irmãos meus, quando vos reunis para comer, esperai uns pelos outros - 1ª Co 11.33. A boa educação, como filhos de Deus, manda honrarmos ao Senhor da Mesa e aos irmãos, pois somos uma família.
Nesta Mesa o Senhor aceita somente os da Família: Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado. Por isso, celebremos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade. Já em carta vos escrevi que não vos associásseis com os impuros; refiro-me, com isto, não propriamente aos impuros deste mundo, ou aos avarentos, ou roubadores, ou idólatras; pois, neste caso, teríeis de sair do mundo. Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais. Pois com que direito haveria eu de julgar os de fora? Não julgais vós os de dentro?
02. A importância da Ceia do Senhor
A Ceia do Senhor é um evento a ser celebrado, continuadamente, até que Jesus volte como Justo Juiz, pois Ele disse:  fazei isto em memória de mim - Lucas 22.19; 1ª Co 11.24-25).
A Ceia do Senhor é importante como recordação da Morte de Cristo, em nosso lugar, é uma simbologia que trás fidelidade e reavivamento - 1ª Co 11.25-26.
O pão partido lembra o corpo de Jesus que foi ferido e machucado com os pregos e com uma lança, lá na cruz do Calvário, no nosso lugar: Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim - 1ª Co 11.23-24; Isaías 53.5.
O cálice só está cheio de vinho porque o fruto da videira foi esmagado, por isso todas as vezes que celebrarmos a Ceia estaremos lembrando que o corpo de Jesus foi ferido para dali verter o Sangue da Nova Aliança: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim - 1ª Co 11.25.
A Ceia é uma Importante lembrança de que nosso Senhor virá novamente. Jesus deixou muito claro aos seus discípulos que era para obedecer à Sua ordenança, pois assim diz o Apóstolo Paulo: Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha - 1ª Co 11.26.
Conclusão:
A Santa Ceia só tem um Senhor e Ele convida todos os humanos a participarem da Sua Mesa, mas tem uma condição: Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem - 1ª Co 11.28-30.
Só é digno de participar da Ceia do Senhor quem obedece a tudo o que Jesus manda, pois, ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando - João 15.13-14...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr. Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.