Subscribe:

domingo, 25 de maio de 2014

ANGUSTIA CONSUMIDORA...


                                                      ANGUSTIA CONSUMIDORA...
Apocalipse 12.1,2
“1 Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça, 2 que, achando-se grávida, grita com as dores de parto, sofrendo tormentos para dar à luz”.
A maioria dos escatologistas creem que a mulher relatada no texto acima é Israel, personificada na pessoa de Maria, a virgem. Aquela que daria a luz ao filho de Deus, o Messias libertador de seu povo da opressão da maldição do pecado e da segunda morte.
A figura de uma mulher com dores de parto, representa a angústia vivida por Jesus até que seu propósito redentor chegasse ao fim. Desde seu nascimento, exercício de seu ministério e morte, Jesus fora cercado de uma grande e angustiante tensão que culminou no nascimento de filhos e filhas de Deus.
A angústia é um sentimento real e constante em nossas vidas, uma vez que temos que passar por uma jornada terrestre, enfrentando todas as situações que surgirem diante de nós, sem sabermos exatamente o que acontecerá dia após dia.
O fato de utilizarmos a figura de uma mulher com dores de parto, nos ajudará a compreender como devemos lidar com a angústia que nos aflige em nosso cotidiano, superando seus aspectos negativos transformando-os em esperança.
Vejamos, portanto, porque hoje temos plenas condições de vivermos livres deste sentimento, ou, pelo menos, atenua-lo de forma que não nos prejudique.
I . ANGÚSTIA COMO RESTRIÇÃO, APERTO E OPRESSÃO – Isaías 26.16-18
“16 Senhor, no aperto, te visitaram; vindo sobre eles a tua correção, derramaram a sua oração secreta. 17 Como a mulher grávida, quando está próxima a sua hora, tem dores de parto e dá gritos nas suas dores, assim fomos nós por causa da tua face, ó SENHOR! 18 Bem concebemos nós e tivemos dores de parto, mas isso não foi senão vento; livramento não trouxemos à terra, nem caíram os moradores do mundo”.
A Israel clamou angustiado quando oprimido
a.      O povo de Deus só recorria à oração quando se via oprimido. Somente na angústia causada pelo aperto e opressão dos inimigos, é que Israel se dobrava diante do Senhor.
b. Se contorceram [esforçaram] em oração
Neste momento, cercados pelas restrições que a opressão dos inimigos lhes impunha, Israel se esforçava em realizar sacrifícios religiosos. Seus cultos eram cheios de jejum, oração e humilhação diante de Deus, eles se contorciam com sacrifícios na carne para que o Pai lhes desse ouvido. Sofriam como a parturiente antes do momento do nascimento do filho, com dores, contrações e gritos.
c. Seus esforços foram vazios
Porém, sua religiosidade não alcançou misericórdia. O fruto de toda sua fadiga foi uma angústia ainda pior. Não geraram nada senão vento, pois, buscaram a face de Deus somente porque estavam em aperto, vivendo uma vida desregrada e impiedosa.
d. Não havia mais esperança para esse povo
Vivendo sob a lei, o Dia do Senhor soava para Israel como um terrível dia de acerto de contas. Obviamente porque o povo escolhido de Deus via-se sempre envolvido em transgressões contra seu Senhor.
II . A ANGÚSTIA DO MINISTÉRIO DE CRISTO
III . ASPECTOS NEGATIVOS. Sendo Deus, humilhou-se ao tornar-se homem - Filipenses 2:7
“Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens”.
b. Viveu a vida dos desfavorecidos
- Era filho de carpinteiro, uma profissão que não lhe traria riquezas.
- Isaías 53.2,3 “2 Porque foi subindo como renovo perante ele e como raiz de uma terra seca; não tinha aparência nem formosura; olhamo-lo, mas nenhuma beleza havia que nos agradasse. 3 Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer; e, como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado, e dele não fizemos caso”.
c. Orou e não foi atendido
- Num momento de grave angústia da alma, o Senhor Jesus pediu ao Pai que fosse poupado de tamanho sacrifício, mas, mesmo em sua oração, reconheceu a impossibilidade de tal fato submetendo-se à vontade de Deus.
- Lucas 22.42 – “Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua”.
d. Sofreu perseguições, foi preso, ofendido e ferido
- Jesus fora perseguido pelos fariseus, saduceus e escribas. Os doutores de seu povo.
- Foi preso e torturado pelos romanos. O povo lhe ofendia e maltratava, logo após foi crucificado e morto.
II. ASPECTOS POSIVITOS
“1 Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça, 2 que, achando-se grávida, grita com as dores de parto, sofrendo tormentos para dar à luz”.
a. Jesus sabia que seu sofrimento não seria em vão
- Jesus estava dando sua vida para a salvação de todos os que, ouvindo a mensagem da cruz, cressem que ele ressuscitou dos mortos e fossem salvos.
b. Todas as dores seriam recompensadas
- Após a ressurreição de Cristo, todas as coisas foram sujeitadas a Ele.
- Romanos 11:36 “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém”!
c. Jesus gerou para Deus, filhos e filhas
- O sacrifício de Cristo reuniria novamente o povo que andava perdido a seu Deus.
III . A ANGÚSTIA NA VIDA DO FIEL
a. Promove o aperfeiçoamento – Tiago 1.2-4
“2 Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3 sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. 4 Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes”.
b. Será recompensada - Mateus 5:12
“Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós”.
- Não com conquistas terrenas, mas, de fato, e, com efeito, nas regiões celestiais de eternidade em eternidade, numa realidade totalmente diferente do materialismo que muitos consideram hoje como grande "vitória" ou "bênção"...

Bispo. Capelão/Juiz. Mestre e Doutor em Ênfase e Divindades Dr.Edson Cavalcante

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.