Subscribe:

terça-feira, 29 de abril de 2014

SENHOR TE PEÇO PERDÃO...


                                                        SENHOR TE PEÇO PERDÃO...
-Introdução: Temos vários exemplos na Bíblia de perdão como o de José e seus irmãos, Jacó e Esaú, Davi com Saul, Jesus que também ensinou do Filho pródigo, a mulher adúltera e do credor incompassivo.
João Wesley dizia àqueles que lhe procuravam pedindo uma resposta para a forma de alcançar a santificação, que deviam escrever uma lista com nomes de pessoas que lhe ofenderam e orar todos os dias até sentir amor por estas vidas, mesmo que não mereçam. Aí sim teriam alcançado a santidade.
Às vezes nosso conceito de perdão é distorcido e sentimentalista, contudo não é assim. Mesmo que não sinta vontade ainda é preciso perdoar para que o coração seja livre para aceitar o amor à pessoa que lhe ofendeu.
A diferença na Bíblia é que perdão não é um sentimento. O perdão é uma ordem. Um mandamento para todo cristão.
Significado de Perdão: PERDER, aceitar o que o outro lhe fez e não quere receber em troca.
Como Perdoar?
Vejamos em Mateus alguns conselhos acerca do Perdão:
 1- Devemos perdoar ANTES de tudo: Mateus 5.23,24
O perdão deve vir primeiro, não esperar as coisas piorarem e antes de ver a pessoa e passar por um confronto com ela (que às vezes é necessário), é preciso perdoar em oração diante de Deus.
Mesmo se estivermos com a razão aí é que mais ainda devemos dar o perdão. Precisamos deixar o sentimento de justiça própria e julgamento do próximo porque diante de Deus todos somos igualmente pecadores e carentes de perdão.
2- A condição do perdão: Mateus 6.12-15
Jesus disse que se não perdoássemos nossos inimigos também não receberíamos o perdão de Deus. Na oração do Pai nosso falamos isso, o que é muito sério. Seria como se disséssemos para Deus não perdoar nossos pecados ‘assim como não perdoamos os nossos devedores’.
A condição do perdão é o próprio perdão Divino. Se recusarmos perdoar estaremos recusando receber o perdão de Deus. A falta de perdão bloqueia nossas orações.
Quem conhece o Perdão do Pai, sabe perdoar!
3- Como pedir perdão: Mateus 18.15-17
Discutir: Qual é mais difícil: pedir ou dar perdão?
O texto diz que quem foi ofendido é que deve procurar o ofensor. O ferido procura o remédio com quem o feriu.
A orientação de Jesus é que a pessoa que se sentiu ofendida procure quem o ofendeu sozinha, se não der certo depois procure junto com alguém de testemunha, e então se não resolver leve o caso à Igreja. Mesmo assim se não adiantar, a pessoa que não quis se arrepender deve ser considerada como um publicano e pecador, o que para Jesus pode ser traduzido como digno de amor e misericórdia, não como uma pessoa desprezível.
4- Quantas vezes se deve perdoar: Mateus 18.21, 22 e 35
Jesus fez uma conta interessante usando a mística do povo com o número sete simbolizando a perfeição e multiplicando por setenta.
Na verdade se formos contas às vezes que alguém nos ofende até setenta vezes sete (490) chegaremos ao que diz o texto do versículo 35 “até que do íntimo’, é o que Jesus quis dizer, que devemos perdoar até sentir do fundo do coração o perdão aí não seremos mais atingidos por qualquer probleminha, nem sentiremos ofensas à toa.
Perdoe até o fim!
-CONCLUSÃO: João 20.22,23
O Espírito Santo nos dá autoridade para perdoar pecados!
Quando temos intimidade com Deus recebemos esta capacidade de perdoar de todo o coração às pessoas.
Como representantes de Cristo devemos perdoar como Ele perdoou.
O perdão é uma chave que liberta as algemas do ódio que acorrentam pessoas que não se amam. Quem perdoa é livre para amar.
Devemos perdoar por que:
-também erramos e somos carentes de perdão de Deus e de outras pessoas;
-não somos melhores do que ninguém para nos recusar a dar o perdão;
-o perdão e de Deus e nós devemos dá-lo a todos;
-as adversidades são uteis para moldar o nosso caráter, temperamento e personalidade, por isso devemos ter maturidade para entender as dificuldades nos relacionamentos;
-precisamos ser mais espirituais, não tendo ódio de pessoas amadas por Deus e discernir as armadilhas de satanás contra a nossa comunhão com os irmãos...

BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR. EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.