Subscribe:

sábado, 5 de abril de 2014

BARRABÁS HOJE, AMANHÃ E ETERNAMENTE...


                                    BARRABÁS HOJE, AMANHÃ E ETERNAMENTE...
Mateus 27:16-26
 16 Naquela ocasião, tinham eles um preso muito conhecido, chamado Barrabás. 17 Estando, pois, o povo reunido, perguntou-lhes Pilatos: A quem quereis que eu vos solte, a Barrabás ou a Jesus, chamado Cristo? 18 Porque sabia que, por inveja, o tinham entregado. 19 E, estando ele no tribunal, sua mulher mandou dizer-lhe: Não te envolvas com esse justo; porque hoje, em sonho, muito sofri por seu respeito. 20 Mas os principais sacerdotes e os anciãos persuadiram o povo a que pedisse Barrabás e fizesse morrer Jesus. 21 De novo, perguntou-lhes o governador: Qual dos dois quereis que eu vos solte? Responderam eles: Barrabás! 22 Replicou-lhes Pilatos: Que farei, então, de Jesus, chamado Cristo? Seja crucificado! Responderam todos. 23 Que mal fez ele? Perguntou Pilatos. Porém cada vez clamavam mais: Seja crucificado! 24 Vendo Pilatos que nada conseguia, antes, pelo contrário, aumentava o tumulto, mandando vir água, lavou as mãos perante o povo, dizendo: Estou inocente do sangue deste [justo]; fique o caso convosco! 25 E o povo todo respondeu: Caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos! 26 Então, Pilatos lhes soltou Barrabás; e, após haver açoitado a Jesus, entregou-o para ser crucificado.
Certamente você já se emocionou ao ler algumas páginas da Escritura Sagrada. Não é verdade? A palavra de Deus desperta em nós sentimentos maravilhosos! Sentimentos que nos emocionam, que nos alegram e que nos deixam encantados com o grande amor de Deus por cada um de nós. Desde seus primeiros livros, já podemos ver as maravilhas da criação, os livramentos concedido ao povo, os milagres, as curas e a misericórdia de Deus por homens pecadores como eu e você. Assim, até o seu último livro, podemos nos deliciar com todas as suas histórias, todos os seus ensinos e tudo que nos é revelado através do Espírito Santo de Deus.
A leitura da palavra de Deus, quando lida e compreendida, nos traz vários outros sentimentos além dos já mencionados. Olhando somente para vida do nosso Senhor Jesus Cristo, podemos observar alguns. Por exemplo: A Felicidade em ler sobre o seu nascimento. A Tristeza em ler sobre seu sofrimento. A Esperança em ler sobre a promessa de que ressuscitaria ao 3º dia. A satisfação e a gratidão em ler que realmente Ele ressuscitou ao 3º dia e, que nEle, temos a Vida Eterna.
Sentimentos e mais sentimentos que nos levam a enxergar as maravilhas do plano de Deus e o grande amor de Cristo Jesus por cada um de nós. Porém, ainda olhando para a vida de Cristo narradas nas páginas da Escritura Sagrada, podemos ter um outro sentimento, um sentimento que não é bom muito menos bonito, mas de certa forma, inevitável quando mergulhamos profundamente em alguns desses textos bíblicos. O sentimento de Revolta. Infelizmente ou felizmente, foi o que eu senti e o que talvez você sentiu ou sentirá ao ler e tentar imaginar a passagem em que Jesus é entregue nas mãos do povo por Pilatos. Povo que O conhecia e que tinha vivenciado um pouco do seu imenso poder. Povo que tinha deparado com coxos que voltaram a andar, com cegos que voltaram a enxergar, com mudos que voltaram a falar e até com mortos que voltaram a viver. Revoltamo-nos ao saber que esse mesmo povo escolheu Jesus à Barrabás para ser castigado, mesmo sabendo quem era Jesus e quem era Barrabás.
Acredito que essa revolta e indignação que podemos sentir se dá também pelo fato de que não estávamos lá, de que não tivemos a oportunidade de fazermos a nossa escolha, de gritar pelo nome do nosso Salvador. Porém o mais maravilhoso é sabermos que Deus nos dá a oportunidade de, ainda hoje, fazermos essa escolha, de ainda hoje, escolhermos entre Cristo ou Barrabás. Mesmo depois de tanto tempo é nos dado a chance de sermos cristãos verdadeiros, diferentes daquele povo que condenou a Cristo, e sim, homens, mulheres, jovens e crianças que escolhem a Cristo, que escolhem viver com Cristo e viver para Cristo. E é sobre isso que quero compartilhar com vocês, sobre essa escolha que ainda nos é permitido fazer: Cristo ou Barrabás?
Quando olhamos para aquele povo vemos a oportunidade que eles recebem de escolher a Cristo. Pilatos os questiona por duas vezes para ouvir suas decisões. (v. 17, 21) Será que essa oportunidade foi dada somente na época de Pilatos? Será que nós somos também questionados ainda hoje quanto a nossa decisão? Será que nós temos sido questionados entre Cristo ou Barrabás? Com certeza, todos os nossos dias e em vários momentos dele somos questionados quanto a isso. Seja em nossa casa, em nossa escola, em nosso trabalho ou na sociedade em que vivemos. A todo o momento os cristãos são questionados a escolherem entre Cristo ou Barrabás. Mas será que temos escolhido a Cristo? Ou será que nossas escolhas quando somos questionados é a mesma que fez aquele povo? Ainda hoje somos questionados e, temos a oportunidade de escolher e anunciar o nome de Jesus Cristo. Faça diferente daquele povo, escolha a Cristo quando for questionado, pois lembre-se que Ele já te escolheu!
Quando lemos essa passagem, fica claro para nós também a influência que aquele povo recebeu de alguns. Influência para optar por Barrabás e negar a Jesus Cristo. (v. 20) Quantas são às vezes em que alguns, da mesma forma, tentam nos influenciar para escolhermos por Barrabás. Não é verdade? Mesmo não sabendo quais são os Barrabás de sua vida, sei que você é tentado a escolher a eles, sei que você como eu, é influenciado a negar as coisas de Cristo e dessa forma, a negar ao próprio Cristo. Aquele povo foi persuadido a escolher Barrabás e assim o fizeram. E você? Tem escolhido a Cristo e negado as influências que tentam te levar a optar por Barrabás? Tem negado as influências que são postas a você para negar a Cristo? Nós seremos tentados à desistir do caminho de Deus, seremos tentados a escolhermos à Barrabás, porém, devemos permanecer firme em Cristo. Paulo diz que devemos seguir firme na verdade em amor, crescendo sempre naquele que é cabeça, naquele que passou também por tentações, mas que venceu, Jesus Cristo. (Efésios 4:15) Você também pode vencer. Faça a escolha certa quando tentarem te influenciar e, como nos revela a palavra de Deus, você será mais que vencedor! (Romanos 8:37)
Como foi com aquele povo, nós também seremos questionados e tentados a escolhermos entre Cristo ou Barrabás a todo o momento. Por isso, o sentimento que tínhamos de revolta por causa daquele povo já não deve mais existir, pois Deus nos dá a oportunidade de agirmos diferente deles. Deus nos dá a oportunidade de escolhermos a Cristo a todo o momento. Se voltarmos um pouco às páginas da palavra de Deus, veremos que esse mesmo povo que O condenou, antes O admirava e O respeitava. (Mateus 21:9) Quantas são as vezes que optamos por Cristo somente em situações que nos parecem ser mais fácil. Em situações que acreditamos que não iremos passar por dificuldades ou que não iremos perder nada em escolhê-Lo. Jesus nos deixa claro que nesse mundo passaríamos por aflições, mas que nEle venceríamos, pois Ele venceu o mundo. (João 16:33) Muitas vezes O escolhemos em determinada situação, mas quando aparecem as tribulações já o negamos. Cristo diz que aqueles que querem segui-lo devem negar a si mesmo e carregarem a sua cruz. (Marcos 8:34) Devemos negar todos os Barrabás de nossa vida e, aceitar somente a Cristo, devemos escolhê-lo em qualquer situação, mesmo que para isso nós tenhamos que passar por algumas dificuldades. Cristo deve ser aceito sempre na nossa vida e não somente quando batizamos e O declaramos Senhor e Salvador de nossa vida. Olhe para Pedro, discípulo de Jesus. Pedro declarou amor por Jesus e o negou por três vezes, em três ocasiões onde iria passar por apuros. Agora olhe para você. Você O escolheu nesses últimos minutos e, por isso já quase terminou de ler esse texto. Estou certo? Porém quando acabar de ler ou talvez antes mesmo de acabar você pode já estar O negando e escolhendo a Barrabás. Não? Glória a Deus! Porém não ache esse exemplo um absurdo. Quantas vezes escolhemos a Cristo indo à igreja e O adorando durante todo o culto, porém O negando e O rejeitando assim que o culto se encerra ou talvez antes mesmo que ele se encerre. Somos chamados para escolhermos a Jesus todos os dias, quando levantamos até quando deitamos. Somos chamados para escolhê-lo quando pensamos, quando falamos e quando agimos. Somos chamados para servi-lo e o adorá-lo a todo o tempo. Escolha a Cristo em qualquer situação! Lembre-se que Ele te escolheu quando estava pregado naquela cruz!
Talvez agora a revolta tenha passado, ou não? Será que a revolta que sentíamos daquele povo se virou para nós mesmo? Será que descobrimos que algumas atitudes daquele povo têm sido as nossas atitudes? Se sim, só uma pessoa pode nos tirar esse sentimento e nos trazer a paz. Só uma pessoa pode nos dar a oportunidade de recomeçar tudo de novo. Quem? Jesus Cristo! Aquele que ocupou a cruz que deveria estar Barrabás. Aquele que ocupou a cruz que deveria estar também eu e você. Porém, foi nessa mesma cruz, que Ele nos escolheu, dando a nós a vida e o privilégio de nos arrepender e de sermos perdoados por aquilo que talvez agora nos revolte.
Cristo nos escolheu dando a nós o privilégio de buscarmos verdadeiramente ao nosso Deus, de sermos chamados filhos de Deus e de podermos dia após dia buscar mais intimidade com o Pai. Cristo nos escolheu dando a nós a salvação e a Vida Eterna ao lado do Criador. E você? Tem escolhido a Ele quando é questionado? Quando tentam te influenciar? Você tem O escolhido em qualquer situação? Cristo te escolheu, escolha você também a Ele...
BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.