Subscribe:

quarta-feira, 19 de março de 2014

JERUSALÉM DE DEUS...


                                                          JERUSALÉM DE DEUS...
Lucas 13:31-35                                             
 Neste texto, encontramos uma acusação à cidade de Jerusalém e, simultaneamente,  uma advertência e um apelo.
  Não há coisa pior que um cego que não quer ver. Jerusalém tinha tido muitas e muitas oportunidades para se arrepender e conhecer o tempo da graça de Deus, mas, infelizmente, continuava orgulhosamente na sua situação de rebeldia. Ali, Jesus tinha pregado e ensinado a santa Palavra. Ali, Jesus tinha feito alguns dos Seus maravilhosos sinais de amor e graça. Ali, Jesus tinha pregado o Seu sermão escatológico. Ali, tinha entrado triunfalmente, cumprindo a escritura de Zacarias 9:9. Mas, Jerusalém tinha permanecido indiferente, fria, hipocritamente religiosa, mas longe de Deus.
  Quantos de nós temos Deus nos lábios, na nossa religião, nas nossas práticas hipócritas, mas continuamos longe de Deus; honrando-O com os lábios, mas longe com o coração.
 Jesus sentia a indiferença e a frieza do povo de Jerusalém e, por isso, lembrava-lhe os seus feitos de falsa religiosidade, matando os profetas que lhe tinham sido enviados e apedrejando tantos e tantos mensageiros da Palavra. "Não conheceste o tempo da tua visitação". Rejeitaste a ajuda e a bênção que te foi enviada. "Eu quis juntar os teus filhos, como a galinha junta os pintos debaixo das asas, mas tu não quiseste".
 Porque não quiseste e não conheceste o tempo da graça, "dias virão em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras e te sitiarão e estreitarão de todas as bandas... Eles te derribarão a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem e não deixarão em ti pedra sobre pedra que não seja derribada..."
 Infelizmente, aconteceu no ano 70 A.D., quando Roma sitiou e destruiu Jerusalém com tal fúria que o sangue correu pelas suas íngremes ruas.
 Com Deus não se brinca, nem se zomba, e Jerusalém e as sua autoridades fizeram-no, injuriando, caluniando e matando o próprio Filho de Deus,
 Nesta altura Jesus ainda orava pelo arrependimento e volta de Jerusalém para Deus. Tal não aconteceu.
 Amigos, Jesus conhece as nossas vidas e exorta-nos a que nos arrependamos e pratiquemos as obras da fé, quando não, cedo virá, como ladrão de noite, e batalhará contra nós com a espada da Sua boca, não deixando pedra sobre pedra que não seja derribada.
 Vê onde caíste, arrepende-te e crê no Senhor Jesus Cristo enquanto  é tempo-- NO DIA DE HOJE...

BISPO/JUIZ.MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.