Subscribe:

quarta-feira, 12 de março de 2014

DEUS USA ATÉ UM CINTO VELHO PARA ABENÇOAR E EXORTA O SEU POVO...


      DEUS USA ATÉ UM CINTO VELHO PARA ABENÇOAR E EXORTA O SEU POVO...
Não tem sido fácil viver neste final de milênio sem se ver manchado com imoralidade, mentiras, desonestidade, desastres familiares, violência e outras ações que nos fazem pecar. Reconheço que o filho ou a filha de Deus que deseja buscar um santo comportamento e um procedimento cristão genuíno, pode até vir a ser chamado de extraterrestre. O melhor de Deus tem sido apresentado como “proposta ultrapassada, “coisa prá boi dormir”. O perfeito, bom e agradável de Cristo é expresso como “café sem açúcar”, “vida sem emoção”. Esta não é a primeira vez que isto acontece na história do ser humano. O próprio povo de Israel, na época do profeta Jeremias, afastou-se tanto de Deus que perderam o senso do certo e do errado. Eles erravam e perguntavam: “onde erramos?” (Jer. 9:1-6; 13:26-27; 16:10-12). No capítulo 13 do seu livro, o profeta nos mostra uma advertência divina que é especificamente válida para cada um de nós hoje. Avalie e aplique este ensino do nosso Deus.
1. “Compre um Cinto de Linho…” (Jer. 13:1)
Jeremias é instruído a adquirir um belo e caro cinto. Ele deveria ser do melhor material disponível na época. Certamente ele comprou algo do seu agrado e gosto. O profeta adquiriu o modelo que lhe agradou e logo começou a usá-lo com satisfação e prazer(Jer. 13:2). É importante notar que Deus, de início, deixa claro que a sua ordem e projeto são bons e agradáveis. Memorize isto: “A vontade de Deus é boa perfeita e agradável” (Romanos 12:2).
2. “Cinto Enterrado… Cinto Estragado” (Jer. 13:3-7)
Veja bem: o que era bom, bonito e agradável foi colocado fora do uso normal. O cinto não foi feito para ser enterrado, o seu lugar era na cintura. Colocado na terra, em pouco tempo, apodreceu e “para nada prestava”. Aqui está o que o reino das trevas está hoje fazendo com a moral, a honestidade, a honra e as virtudes recomendadas por Deus: enterrando tudo na areia molhada. Resultado? É o que todos estamos vendo, podridão e estrago.
3. “Um Cinto que me Seja… Povo, e Nome, e Louvor e Glória”
Deus não nos chamou para a idolatria, perversão ou perversidade (Jer. 13:10). Ele nos, chamou para sermos santos, louvor da sua glória (Jer. 13:11). Fica claríssimo que ele nos deseja bem próximos, ligados a sua cintura. Junto do nosso Senhor somos bênção e abençoados! É bênção no namoro, nas vestimentas, na diversão, não importa onde. Juntos e obedientes ao ensino divino, somos cintos usáveis e duráveis, que não se estragam por misturar-se com terra suja.
É estando em harmonia com Deus, que somos seu povo, sal e luz do presente século. Se nos afastarmos e desobedecermos ao padrão de Deus para uma vida santa, honesta e pura, seremos como um cinto enterrado perto de um rio. O tempo passa, a podridão aumenta. O tempo passa e o estrago se amplia. Somente ligado aos ensinos de Cristo há segurança de usufruir o melhor de Deus. E você onde está? “Na cintura” de Cristo ou se estragando enterrado à beira do rio...
BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.