Subscribe:

sábado, 23 de novembro de 2013

O SANTO INCENSO DE DEUS...


                                                   O SANTO INCENSO DE DEUS...
Êxodo 30.1-10,34-36
Interesse de Comunhão
O Altar de incenso ou Altar Dourado fica no Santo Lugar ou Verdade. O Santo Lugar representa a alma humana, o lugar das coisas racionais. É ali que preparamos o nosso ser para adorarmos a IAVÉ, o Deus Eterno.
Vimos que na alma nasce a disposição para a Comunhão Santa, também vimos que para alma só existe uma única fonte de iluminação verdadeira, Jesus, tipificado pelo Candelabro de ouro que era única fonte de luz naquele lugar; agora, passaremos a entender um pouco mais sobre o Altar Dourado.          
1. O Altar do Incenso ou Altar Dourado
Era a última mobília no Santo Lugar, em frente ao véu que separava do Santíssimo Lugar. Esta maravilhosa mobília representa Cristo, nosso intercessor que conduz ao Pai: E, vindo, evangelizou paz a vós outros que estáveis longe e paz também aos que estavam perto; porque, por Ele, ambos temos acesso ao Pai em um Espírito. Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, Efésios 2.16-19.
Tinha um chifre em cada canto, apontando para Jesus o Salvador todo Poderoso. Estes cifres eram aspergidos com  sangue uma vez por ano (Ex 30.10), simbolizando o poder que há no Sangue de Jesus, que intercede pelos pecadores  (Hb 9.11-12).
Hoje, onde fica o Altar do Incenso?
Na alma, é um desejo racional e prazeroso cultivado numa mente Cristã e sadia, buscando uma constante comunicação com Deus, em nome de Jesus e no Poder do Espirito Santo.
Todo o poder e toda a autoridade, procedem daquilo que entronizamos nas nossas mentes/almas: Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco - Filipenses 4.8-9.          
2. O Incenso.

A fumaça do incenso subia para Deus como aroma agradável, assim é a oração de Jesus e dos justos: Suba à tua presença a minha oração, como incenso, e seja o erguer de minhas mãos como oferenda vespertina - Sl 141.2 (Ap 5.8).
O Incenso era queimado continuamente no Altar de Ouro: Porás o altar defronte do véu que está diante da arca do Testemunho, diante do propiciatório que está sobre o Testemunho, onde me avistarei contigo. Arão queimará sobre ele o incenso aromático; cada manhã, quando preparar as lâmpadas, o queimará.  Quando, ao crepúsculo da tarde, acender as lâmpadas, o queimará; será incenso contínuo perante o SENHOR, pelas vossas gerações.  Não oferecereis sobre ele incenso estranho, nem holocausto, nem ofertas de manjares; nem tampouco derramareis libações sobre ele - Ex 30.7-9.
Hoje, onde deve ser queimado incenso? Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos  -  Ef 6.17-18.
No Altar de Sacrifícios é o lugar onde Cristo purifica o pecador; no Altar do Incenso Cristo provê as necessidades dos Filhos e Filhas de Deus.
Jesus orou por Pedro:  Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo!   Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos - Lc 22.31-32.
Que a tua fé não desfaleça, e Pedro não esmoreceu; caiu, mas não permaneceu caído.
Jesus está presente, recebe nossas orações e leva ao Trono do Pai:   Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim -  Jo 14.6 (Ap. 5.8).
O Incenso queimado no Altar de Ouro representa a comunicação do Crente com Deus Pai, no Poder do Espírito Santo. Sempre  é uma grande alegria poder orar. As reuniões de orações não são   peso,  participamos com  alegria no coração.                                              
3.     Os Elementos do Incenso
Estes elementos representam a Verdadeira Oração:
a) Estoraque: Quer dizer uma gota. Um arbusto chamado mirra,  encontrado nos montes de Gileade,  libera espontaneamente gotas de uma resina aromática. Representa a espontaneidade da oração que agrada a Deus. Esta espontaneidade é liberada pela enchimento do Espírito Santo  -  Ef 5.18-20.
b) Ônica ou Onicha: Quer dizer concha aromática. Então, é um  pó extraído da concha de um molusco semelhante a um marisco do fundo do Mar Vermelho, que ao ser queimado libera um forte aroma. Significa que a Verdadeira Oração deve sair das profundezas do coração/alma.
c) Gálbano: Uma resina que aparece na parte mais baixa do talo de uma erva encontrada no Mar Mediterrâneo com talos espessos, folhas bem verde e flores amarelas. Tem um cheiro almiscarado, incitante e é valioso porque é fixador de perfumes misturados.
Esta resina é quebrada e moída para proceder-se com a mistura, significando que a oração deve nascer de um coração quebrantado: Pois não te comprazes em sacrifícios; do contrário, eu tos daria; e não te agradas de holocaustos.  Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus - Sl. 51.16-17.
d) Incenso puro
Amargo ao paladar, era extraído da árvore galbano, sua casca era ferida e a rezina saia lentamente. Fala do Jesus ferido. Só pelo sacrifício de Jesus que as nossas orações são atendidas.
Conclusão
O sacrifício dos perversos é abominável ao SENHOR, mas a oração dos retos é o seu contentamento - Pv 15.8.
Não tenha o teu coração inveja dos pecadores; antes, no temor do SENHOR perseverarás todo dia - Provérbios 23.17...

BISPO/JUIZ.MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.