Subscribe:

domingo, 6 de outubro de 2013

SENHOR DÊ-ME VISÃO ESPIRITUAL...


                                                 SENHOR DÊ-ME VISÃO ESPIRITUAL...

“Saindo eles de Jericó, uma grande multidão o acompanhava.  E eis que dois cegos, assentados à beira do caminho, tendo ouvido que Jesus passava, clamaram: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós!  Mas a multidão os repreendia para que se calassem; eles, porém, gritavam cada vez mais: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós!  Então, parando Jesus, chamou-os e perguntou: Que quereis que eu vos faça?  Responderam: Senhor, que se nos abram os olhos. Condoído, Jesus tocou-lhes os olhos, e imediatamente recuperaram a vista e o foram seguindo.” Mateus 20:29-34
Quando criança, morei perto da casa de dois irmãos que eram cegos de nascença. Eram de idade avançadas. Já haviam constituído famílias. Tinham esposas, filhos. O interessante era que todos os familiares eram sustentados pelo fruto de suas esmolas. Moravam numa casa de madeira e estavam acostumados com aquele tipo de vida.
A cegueira os impediam de ver muitas coisas boas, contudo, não os impedia de desempenhar atividades comuns a qualquer um de nós, que temos visão perfeita: vestir-se, sair de casa, tomar um transporte para o trabalho, ir ao centro da cidade, etc. Eram tão acostumados com a vida que levavam, esmolando diariamente, que pareciam ter uma vida boa. Nunca enxergaram, talvez, por isso as coisas belas da vida não lhes fizessem diferença.
Seu Pedrinho era o mais conversador, sempre que puxávamos assunto, ele começava a falar sobre o tema abordado, mostrava interesse por notícias de meus familiares. Era uma figura cativante.  Mas tinha algo que me intrigava nele, e  eu cá com meus botões, pensava: “Como pode um homem não enxergar por toda a vida?” “Quantas coisas boas deixara de ver?” A minha impressão é que a cegueira não o deixava perturbado ou triste, ou pelos menos era o que  dava para concluir.
E eu pensava: “E se um dia vir a perder minha  visão, quantas coisas  belas vou ser impedido de ver?”  Não verei mais os pássaros saltitando de galho em galho, as crianças correndo, a beleza do sol  nascendo no horizonte, a lua cheia e as estrelas brilhando em todo céu.  Não verei o mar, os rios, as matas virgens, o sorriso de um filho,  seu crescimento e entrada na maturidade.
A visão é muito importante para o ser humano. Proporciona a contemplação  das mais ricas belezas da obra da criação, que Deus deixou para desfrutarmos.
Infelizmente, muitas pessoas estão enfermas de uma cegueira que os impede de ver a beleza da vida. Seus olhos estão obscurecidos, e são abertos em ver a maldade, as tragédias, as crises, e os aspectos  negativos das pessoas que o rodeiam. São incapazes de reconhecer o valor de uma ideia, ou as virtudes daqueles que caminham ao seu lado.
São cegos, porque não veem as virtudes da esposa, do esposo, dos filhos, dos pais, da família. A sua visão está aberta somente para os defeitos e falhas, e estão prontos para criticar, punir ou maltratar aqueles a quem deveriam dar a maior honra e elogios, justamente os que pagam um preço por estar ao seu lado.
O cego depende dos outros para quase tudo e, muitas vezes, não reconhecem o valor de uma ajuda ou de um benefício prestado em seu favor.
“Senhor, que se nos abram os olhos.” Esse deve ser o nosso grito e nossa oração ao Senhor: “Ensina-me a ver, para não ser injusto, nem  mal agradecido por todos os benefícios que tenho recebido.” “Senhor, abra os meus olhos para observar a infinitude de bênçãos e agradecer-Te!  Ser gratos aos meus amados, meus familiares, meus irmãos, meus vizinhos, meu próximo.” “Tira-me essa cegueira egoística de sempre querer receber dos outros, sem nunca importar-me em retribuir.”
Há muitos tipos de cegueira: Cegueira do orgulho, do egocentrismo, da insensibilidade, ingratidão.
Mas o pior tipo de cegueira é a espiritual. É sobre esse tipo  que quero falar nessa mensagem.
A cegueira espiritual me impede de ver quem eu sou, qual o meu valor, o que Deus tem preparado para mim. Quando sou cego ao que Deus quer de mim,  não usufruo “do melhor dessa terra” que Deus quer e pode oferecer.
A VISÃO ESPIRITUAL ME FAZ VER A VITÓRIA DE DEUS SOBRE MINHA VIDA
Geazi era discípulo do grande profeta Eliseu. Não obstante, ser religioso, e andar com um homem de Deus, Geazi sofria do mal de cegueira espiritual.  Quando viu a multidão de soldados inimigos cercando a cidade para matá-los, desesperou-se, e gritou para o profeta, “Ai meu senhor! que faremos?” Eliseu um homem de visão espiritual, disse: “Não temas, porque mais são os que estão conosco dos que estão com eles. Orou Eliseu e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. O SENHOR abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.”  2 Reis 6:16,17
A VISÃO ESPIRITUAL ME FAZ SUPLANTAR LUTAS, TRIBULAÇÕES E TENTAÇÕES
“Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.” Hebreus 12:1-2
O QUE ACONTECE QUANDO MEUS OLHOS ESTÃO POSTOS EM DEUS?
Minha visão espiritual é aberta e terei o verdadeiro entendimento. “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem.” Jó 42:5  “Ainda por um pouco, e o mundo não me verá mais; vós, porém, me vereis; porque eu vivo, vós também vivereis.” João 14:19
Terei esperança e minha fé é renovada. “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.  Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda.” Salmo 122:1-3
Serei iluminado e jamais sofrerei vexame. “Contemplai-o e sereis iluminados, e o vosso rosto jamais sofrerá vexame.” Salmo 34:5 “Pela fé, ele abandonou o Egito, não ficando amedrontado com a cólera do rei; antes, permaneceu firme como quem vê aquele que é invisível.” Hebreus 11:27
Eu me satisfarei com a semelhança do Altíssimo. “Eu, porém, na justiça contemplarei a tua face; quando acordar, eu me satisfarei com a tua semelhança. Salmo 17:15 “Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é.” I João 3:2
Serei salvo por Deus. “Olhai para mim e sede salvos, vós, todos os limites da terra; porque eu sou Deus, e não há outro.” Isaías 45:22  “Meus olhos viram a tua salvação e agora posso morrer em paz”. Lucas 2:30.
Verei a glória de Deus e meu Jesus à destra de Deus. “Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita,” Atos 7:55 “Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo.” João 17:24
Contemplarei sua face gloriosa. “Contemplarão a sua face, e na sua fronte está o nome dele.” Apocalipse 22:4 “Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.” Mateus 5:8
Os dois cegos gritaram para Jesus: “Senhor, que se nos abram os olhos.” Jesus vendo a necessidade e o clamor dos dois, para e condoído por aquele apelo dramático, coloca as mãos sobre os olhos enfermos e libera a cura.
A Bíblia diz que eles foram curados instantaneamente de sua cegueira e passaram a seguir Jesus.
Só os que são verdadeiramente curados em sua visão espiritual, é que sabem o valor de seguir a Cristo e tê-lo como Salvador e Senhor da sua vida.
“Senhor, que se nos abram os olhos.”
“Desvenda os meus olhos, para que contemple as maravilhas da tua lei.” Salmo  119:18...
BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.