Subscribe:

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

HETEROSSEXUAL SIM, GAY, JAMAIS, POIS É ABOMINAÇÃO DIANTE DE DEUS...


   HETEROSSEXUAL SIM, GAY, JAMAIS, POIS É ABOMINAÇÃO DIANTE DE DEUS...
O Homossexualismo diante de Deus
O que é Homossexualismo?
É a colaboração entre duas pessoas do mesmo sexo com vistas à obtenção do prazer sexual, podendo ser tanto masculino como feminino. Podemos dizer também que o Homossexualismo é a prática de relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.
Quando Surgiu, o Homossexualismo?
O homossexualismo esteve presente desde a Antigüidade. Em diversas sociedades era comuns os homens manterem relações entre si durante certo período de suas vidas. Isso fazia parte da paternidade e do desenvolvimento, o que sem isso, pensavam eles, os seus filhos falhariam em ser homens crescidos, valorosos e robustos.
O Homossexualismo e a Religião.
Nos tempos de Moisés os sacerdotes egípcios mantinham relações no templo com os adoradores de Ísis. Essa adoração cerimonial foi disseminada por toda a região do Mediterrâneo, inclusive na prática de culto a outras divindades.
Essas práticas homossexuais eram comuns entre os egípcios, os heróis mitológicos, os filósofos gregos e os imperadores romanos.
Na Grécia antiga, a adolescência era o tempo em que os rapazes saiam da casa dos pais, e se tornavam amantes dos homens adultos, pois o sexo fazia parte de um relacionamento afetivo e 'educacional'.
A prática homossexual, como já foi dito, estava relacionada à religião e ainda hoje em algumas seitas é prática comum, inclusive do homem se vestir como mulher.
A bíblia denomina de rapazes escandalosos, prostituto-culturais ou sodomitas os adoradores e servidores dessas divindades pagãs, que em Israel eram conhecidas como poste-ídolo, ídolo do bosque ou Asera - 2 Reis 23.6,7.
A Igreja e as autoridades civis europeias, na Idade Média, protestaram veementemente contra o homossexualismo. Com a chegada dos descobridores, constatou-se a presença do homossexualismo religioso entre os nativos da África Ocidental e da América do Norte.
Desde a época renascentista, várias nações europeias invocaram o castigo divino sobre Sodoma e Gomorra como bom motivo para reprimir o homossexualismo, alegavam ainda a destruição de Pompéia e Herculano por uma erupção do Vesúvio, em 79 d.C como manifestação da ira de Deus. Foram adotadas leis anti-sodomitas em 1458 em Veneza para tentar preservar a cidade da ira divina. Na Espanha, os reis Fernando de Aragão e Isabel de Castela mantiveram as leis do séc. XIII. Baseando-se em precedentes romanos, a execução dos condenados consistia de castração seguida de apedrejamento e queima em estaca.
Na Suíça dos tempos da Reforma Protestante, as pessoas apanhadas no ato homossexual eram esquartejadas vivas e assim deixadas durante uma semana, quando então eram queimadas. O mesmo ocorria na França, Itália e em Portugal. No Brasil, essas leis foram aplicadas pelos portugueses em 1521, estendendo-a para os atos lésbicos em 1603.
Na Alemanha em 1897 apareceu o 1º movimento para reconhecer os direitos dos homossexuais. Não logrou êxito. Combateram-no o comunismo, o fascismo e o hitlerismo. Milhares de homossexuais foram mortos durante a 2ª guerra mundial nos campos de concentração pelos trabalhos forçados com o mínimo de alimentação e cuidados médicos.

Ainda que ensaiada antes da 2ª guerra, a revolução sexual alcançou força nos anos 60. Seus efeitos foram o relaxamento moral e a mudança das leis sobre o homossexualismo em muitos países, o movimento hippie, o rock'n roll. Um dos integrantes do Rolling Stones (Mick Jagger) declarou que o público deveria ser agredido com sexo e a sua música era isso.
Tudo isso ocorreu sob a filosofia 'paz e amor'.
Hoje os meios de comunicação têm propagado o sexo livre - chamado de amor - de tal forma que tem levado as pessoas a sentirem fome e sede de sexo. Hoje, a noite tem sido invadida por pessoas divorciadas ou solitárias a procura de um programa.
Contudo, parece que Deus começou a cobrar enviando na década de 80 uma epidemia chamada AIDS, isso tem levado as pessoas a repensarem o seu comportamento, retornando às origens - a fidelidade conjugal ou diminuindo o número de parceiros.
QUANDO A MORAL SOCIAL ESTÁ ABALADA, A FAMÍLIA É A PRIMEIRA A SENTIR. Ciente disso, as autoridades dispusera sobre a matéria no Código Penal, alguns artigos sobre o atentado violento ao pudor (artigo 214) determinando pena de reclusão de 6 a 10 anos, sendo que se a pessoa for menor de 14 anos, a pena será de 3 a 9 anos ( parágrafo único); Ultraje público ao pudor (artigo 233) que é a prática de ato obsceno em local público com pena de 3 meses a 1 ano de detenção.
Devemos entender que o sexo foi feito por Deus, o qual disse que era muito bom.
Para isso é preciso que o encaremos com a visão correta e sabendo que o ser humano passa por três fases em sua vida de desenvolvimento emocional:
a) a fase assexuada;
b) a dos grupos homogêneos na qual temos a época dos riscos;
c) a dos grupos heterogêneos.
No primeiro, a criança está isenta dos sentimentos em relação ao sexo;
No segundo, os meninos e meninas procuram pessoas do mesmo sexo para formar os seus grupos, é a fase dos super-heróis.
No último começa a haver um interesse em despertar a atenção do sexo oposto trazendo satisfação emocional.
Se na fase intermediária não houver um acompanhamento equilibrado por parte dos pais ou responsáveis, ou se a família for desajustada haverá uma probabilidade maior de desvios e desajustes emocional, temperamental e de personalidade incluindo-se aí a área sexual.
Até 1974, a Associação Psiquiátrica Americana, considerava o homossexualismo como desordem psiquiátrica. Hoje já não o vêem assim.
A psicologia diz que os homossexuais estão à procura do amor que não receberam dos pais do mesmo sexo.
Outros estudiosos entendem que se os pais não vivem em harmonia, são muito ciumentos, sedutores superprotetores, as mães são mandonas e dominadoras e os pais fracos, dominados pela mulher ou indiferentes em relação à criação dos filhos, levam-nos ao homossexualismo porque os tais ficam confusos e começam, inconscientemente, a repudiar os seus pais e deixam de sentir a natural atração pelo sexo oposto.
Um estudo revelou que mais de 80% dos pais de homossexuais masculinos nunca estavam em casa ou passavam muito pouco tempo com os filhos.
Vejamos algumas sugestões para os pais ou responsáveis:
1- Forme a personalidade infantil, incutindo sentimentos positivos de valor, auto consciência, identidade forte e uma autoimagem saudável;
2 - Comunique valores absolutos de Deus, do emocional e físicos; forneça treinamento espiritual inclusive os propósitos e princípios divinos para o sexo;
3 - Ensine o amor aos filhos ( como dar e receber), compreenda-os, satisfaça as suas necessidades básicas - coerência, disciplina positiva, treinamento espiritual adequado;
4 - Ensine-os a tomar decisões responsáveis e viverem conforme as mesmas, incluindo-se aí a comunicação entre os familiares, preparando-os para viverem e enfrentarem os problemas da vida.
Como deixar o Homossexualismo - "Dicas aos envolvidos ou necessitados":
1 - Analise a sua situação e reconheça os fatos o mais depressa possível.
Algumas pessoas descobrem que as suas inclinações sexuais não são corretas. Tais situações pode ser o resultado de circunstâncias que põem tais pessoas em contato exclusivo com pessoas do mesmo sexo, como colégios internos, quartéis, prisões, etc... . Nesses casos mantenha rigorosa vigilância e domínio próprio evitando situações que acentuem suas tendências homossexuais, procure manter em níveis saudáveis as suas afeições para com as pessoas do mesmo sexo.
2 - Procure a ajuda de um médico ou psicólogo cristão;
3 - Leia a bíblia diariamente além de bons livros sobre a sexualidade cristã;
4 - Ore pedindo ajuda a Deus e cristãos sinceros.

O Dr. Lee Birk da Universidade de Harvard aconselhou 14 homossexuais que desejavam sinceramente abandonar tal prática e o resultado foi que 10 dos 14 abandonaram aquela prática anormal e contraíram casamentos estáveis e aparentemente felizes. Tudo isso em virtude da motivação, imaginem se levarmos em conta o que diz a bíblia - que o evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê - Romanos 1.16 (aqui estão inclusas as vítimas de aberrações sexuais).
Eis alguns passos que devem ser seguidos pelos querem a libertação:
1- Aceite Cristo como Salvador;
2 - Considere o homossexualismo (masculino ou feminino) como pecado Romanos 1.26,27,32;
3 - Confesse o ato como sendo um pecado 1 João 1.9
4 - Peça que Deus destrua o hábito em sua vida 1 João 5.14,15
5 - Ande no Espírito pela leitura diária da Palavra de Deus e se submeta aos seus ensinos Gálatas 5.16-25; Efésios 5.17-21; Colossenses 3.15-17
6 - Evite contato com os antigos amigos homossexuais e os lugares por eles frequentados
7- Cultivem pensamentos puros e não imagine comportamentos imorais Filipenses 4.8
8 - Procure fazer amizade com uma pessoa crente, bem espiritual e que nunca teve esse problema. Deve ser alguém a quem você possa falar livremente das suas carências e a quem possa recorrer na hora da tentação. Finalizamos lendo 1 Coríntios 6.9,11; Apocalipse 22.15; Marcos 10.27
TEXTOS BÍBLICOS REFERENTES AO ASSUNTO:
Gênesis 19.4,5; Levítico 18.22; 20.13,23; 2 Reis 23.7; Ezequiel 16.49,50; Mateus 7.21-23; Romanos 1.16, 26,27; 1 coríntios 6.9,10; 6.12-20; 1 Timóteo 1.8,10,11; 2 Pedro 2.6-9...
BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.