Subscribe:

terça-feira, 6 de agosto de 2013

SOBREVIVENDO EM TENDAS E PELAS MISERICÓRDIAS DE DEUS...


                      SOBREVIVENDO EM TENDAS E PELAS MISERICÓRDIAS DE DEUS...

Fazedores de tendas são testemunhas cristãs de qualquer nação que, com suas habilidades e experiências, obtêm acesso e trabalham em outra cultura, onde há carência de testemunho cristão, com o objetivo primário de fazer discípulos para Jesus Cristo e, onde possível, estabelecer e fortalecer igrejas. Ou, ainda: Fazedores de tendas são discípulos de Jesus Cristo que, chamados por Deus e comissionados pela sua Igreja, usam seus dons, talentos e habilidades profissionais para servir ao Senhor em um contexto transcultural. A origem do termo fazedor de tendas vem do apóstolo Paulo, que empregou esta técnica em mais que uma ocasião. Sua habilidade particular era “fazer tendas” (veja Atos 18:3; 20:32-35, 1Co 9:6, 14,18). Paulo usava sua profissão como uma forma de chegar ao lado das pessoas em ambientes novos e freqüentemente hostis, criando relacionamentos que permitiam que ele compartilhasse sobre Cristo. Na cultura judaica era comum o pai ensinarem ao filho uma profissão alternativa. O apóstolo Paulo era um exímio fazedor de tendas, aprendeu o ofício muito jovem, era seu ganha pão e mesmo após ser chamado para ministrar o evangelho continuou a fazê-lo. (Atos 18:1-3). Paulo fazia tendas e “tendas“. Todo ministro do Evangelho é especialista em tendas: “tendas do espírito“. Um lugar de refúgio, de salvação que Deus ordena que ampliemos. Não deve haver fronteiras que impeçam as cortinas dessa habitação de crescer e abrigar tantos quantos estejam ao relento. O Senhor ainda pede: Não o impeças. Ele sabe que nós mesmos é que podemos ser o maior impecílio. O Senhor nos convida a ser um “fazedor de tendas”. Paulo trabalhava como um fazedor de tendas para pregar o evangelho da água e do Espírito. Quando havia alguém que pudesse cuidar da igreja que ele havia fundado, ele confiava à igreja a essa pessoa e partia para outra região para pregar o evangelho – e sempre ganhando seu sustento através do trabalho de fazer tendas. Assim como você não vive somente por si mesmo, nossos ministérios não vivem por eles mesmos. Aqueles que têm o Espírito Santo habitando neles dedicam-se às obras de Deus – ou seja, salvar os perdidos de todos os seus pecados. Os pastores e os demais membros da nossa missão servem o evangelho através do “ministério de fazer tendas”, onde têm seus próprios empregos para sustentar a si mesmos e, ao mesmo tempo, contribuem para espalhar o evangelho, tanto financeiramente como voluntariamente. Assim, nós podemos encontrar muitas similaridades entre o ministério de Paulo e o da igreja de Deus hoje. Temos a mesma forma de pensar e vivermos vidas que agradam ao Espírito Santo. O que vem à nossa mente quando está muito frio? Certamente pensamos em nossos companheiros Cristãos e servos de Deus e nos perguntamos se eles estão sofrendo com o frio. Nós, os Cristãos nascidos de novo cuidaram e tomaram conta uns dos outros. Todos os justos na Bíblia precisavam uns dos outros e serviam à justiça de Deus juntos. Esta vida de fé é a vida real dos justos. Nós vivemos com esta tendência. Quando começamos a pregar o evangelho da água e do Espírito, nós tivemos que começar com muita dificuldade, porque não tínhamos nada. Estávamos tão atados financeiramente que frequentemente passávamos por momentos difíceis tentando lidar com poucos reais  para pagar o aluguel e as contas da igreja. Mas ainda assim nos dedicávamos ao nosso ministério de literatura por todo o país. Quando enfrentávamos dificuldades financeiras, era Deus quem as resolvia para nós e nos permitia ver os frutos do nosso ministério. Porque o Espírito Santo habita em nossos corações, nosso desejo de espalhar o evangelho está ardendo em nossos corações, não importa as dificuldades que estejam diante de nós. Nós queremos compartilhar o amor de Deus com todas as almas perdidas pela pregação do evangelho da água e do Espírito, assim como as igrejas de Deus e os justos que estão registrados na Bíblia fizeram. Nós podemos descobrir que os Cristãos nascidos de novo da Igreja Primitiva cuidavam uns dos outros e nós também fazemos isso. Isso não é possível sem a orientação do Espírito Santo. O Espírito Santo tem espalhado a justiça de Deus por toda a terra, através da dedicação dos nascidos de novo, e continuará fazendo o mesmo. As tendas são móveis podendo ser armadas em muitos lugares. Paulo as estendia até mesmo estando na prisão. O carcereiro de Atos 16:27-30, recebeu as cortinas da habitação que transbordaram para direita, e para a esquerda e para sua descendência. Ali mesmo no cárcere, outros presos foram salvos, o carcereiro e sua família. Salmo 27:5 “Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão: No oculto de seu tabernáculo me esconderá, por-me-á sobre uma Rocha.” A Bíblia nos revela que Jesus É a Rocha (Dt. 32:4) Há um lugar onde Ele sempre nos esconderá e onde a salvação nos alcançará: NA TENDA DA ROCHA. A TENDA Um lugar apropriado (areia movediça ou pântanos não sustentam tendas) Um material de coberturas sem rasgos Boas estacas Firmes cordas Sobretudo, um dedicado armador. As tendas são móveis podendo ser armadas em muitos lugares. Paulo as estendia até mesmo estando na prisão. O carcereiro de Atos 16:27-30 recebeu as cortinas da habitação que transbordaram para direita, e para a esquerda e para sua descendência. Ali mesmo no cárcere, outros presos foram salvos, o carcereiro e sua família. Salmo 27:5 “Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão: No oculto de seu tabernáculo me esconderá, por-me-á sobre uma Rocha.” A Bíblia nos revela que Jesus É a Rocha (Dt. 32:4) Há um lugar onde Ele sempre nos esconderá e onde a salvação nos alcançará:  ideias para ganhar dinheiro...

BISPO/JUIZ MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.