Subscribe:

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

FALSOS PROFETAS QUE SÓ PENSAM EM ROUBAR USANDO O NOME DE JESUS CRISTO...


FALSOS PROFETAS QUE SÓ PENSAM EM ROUBAR USANDO O NOME DE JESUS CRISTO...
Mateus 7:13-29 
“Entrai pela porta estreita. Pois larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. Mas estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que a encontram. Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Do mesmo modo, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir maus frutos, nem a árvore má produzir frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi abertamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade! Portanto todo aquele que ouve estas minhas palavras e as pratica, será semelhante ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. Desceu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa; contudo, ela não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. Aquele que ouve estas minhas palavras, mas não as cumpre, será comparado ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. Desceu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu, e foi grande a sua queda. Concluindo Jesus de proferir estas palavras, as multidões se admiravam da sua doutrina, porque ele as ensinava como quem tem autoridade, e não como os escribas.”
Com a fé que crê no evangelho da água e do Espírito, nosso Senhor nos deu a capacidade de discernir entre os verdadeiros e falsos profetas, e entre Sua verdadeira Igreja das falsas. Em Mateus 7:15-20, Jesus disse: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Do mesmo modo, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir maus frutos, nem a árvore má produzir frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.”
Nosso Senhor nos disse para termos cuidado com os falsos profetas. E assim como Ele nos alertou, devemos mesmo ficar atentos aos falsos profetas. Quando um pastor falha na pregação da Palavra do evangelho da água e do Espírito, que é a Palavra de Deus, na sua congregação, ele não está então cumprindo seu ministério de modo apropriado. Como um pastor assim pode chamar a si mesmo de ministro de Deus, quando nem mesmo ele resolve os problemas referentes ao pecado de sua congregação com o evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus?
Esses mentirosos se preocupam apenas com sua aparência externa, fingindo de maneira hipócrita ser sérios e santos quando pregam, e finalmente, tudo que eles pregam nas suas congregações é para que eles tolerem a ética e a moral do mundo. A moral e a ética, é claro, não devem ser ignoradas. Porém o que os pastores devem fazer não é apenas enfatizar a vida ética, mas pregar o evangelho da água e do Espírito. E a razão para isso é porque as pessoas precisam ser lavadas de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, porque eles pecam todos os dias.
‘Falsos profetas’ são todos aqueles que se levantam contra a verdade. Os próprios pastores devem ser remidos de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Qualquer um que ministre como um pastor ou pregador sem conhecer o evangelho da água e do Espírito e sem ter nascido de novo lamentavelmente é um ‘falso profeta. ’
Nosso Senhor nos disse: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas.” Devemos realmente ter cuidado com essas pessoas. Todos vocês devem se afastar desses mentirosos desse mundo que não têm capacidade de resolver o problema dos seus pecados.
A Bíblia nos diz em Tito 3:10-11: “Ao homem faccioso, depois da primeira e segunda admoestação, evita-o, sabendo que esse tal está pervertido e vive pecando, e já por si mesmo está condenado.” Esta passagem se refere àqueles que ainda têm em si seus pecados intactos mesmo confessando crer em Jesus. Sua fé advoga que é correto para eles permanecer no pecado mesmo que eles creiam em Jesus; eles estão, dessa maneira, cometendo de fato um grave pecado contra o Senhor. Como eles podem ainda permanecer no pecado se afirmam crer em Jesus Cristo como seu Salvador? Confessando esse tipo de fé, tudo que eles estão fazendo é pecar contra o Senhor em si mesmos.
Quando eles dizem diante do Senhor que seus pecados ainda estão com eles, isso só mostra sua fé equivocada que ainda os torna condenáveis por causa de seus pecados. Eles ainda acham que considerar a si mesmos pecadores diante de Deus é a maneira correta de crer. Estes crentes, contudo, diante de Deus não são os verdadeiros crentes, mas são nada mais do que mentirosos. Jesus nos disse para ter cuidado com esses falsos profetas e seus seguidores.
Nós devemos sempre guardar na mente o que a Bíblia nos adverte: para vigiarmos com todas essas pessoas tais como os falsos profetas, falsos pastores, e falsos pregadores.
Jesus Disse que Podemos Identificar os Falsos Profetas pelos seus Frutos
Ao se referir aos falsos profetas, nosso Senhor disse: “Vocês os conhecerão pelos seus frutos.” São pelos seus frutos que podemos identificar os falsos profetas. Que tipo de frutos, então, revela os falsos profetas? Nosso Senhor perguntou de forma retórica: “Colhem-se uvas dos espinheiros?” Assim como os espinheiros não podem dar bons frutos, os pastores que ainda não foram redimidos dos seus pecados e portanto ainda permanecem em pecado não podem de forma alguma levar as pessoas ao novo nascimento. Eles geram somente cristãos pecadores, enquanto que os obreiros que nasceram de novo geram santos sem pecado e os alimentam. Se um pastor não pode fazer com que os pecadores se tornem santos sem pecado através do evangelho da água e do Espírito, ele certamente não passa de um falso profeta então.
Assim como o Senhor disse que se conhece a árvore pelos frutos, se os frutos da fé deles forem contrários ao de todos os justos que receberam a remissão de pecados, então saberemos que eles são mentirosos e falsos profetas. Falsos pastores vestem uma capa de ovelha e enganam seus seguidores, os iludindo com palavras atraentes. Muitos são enganados por esses falsos profetas, porque externamente eles aparentam ser muito santos. Por esse motivo, a Bíblia nos adverte para não sermos enganados por esses falsos profetas, dizendo: “Pois os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. Não é muito, pois, que os seus ministros se transformem em ministros da justiça. O fim deles será conforme as suas obras” (2 Coríntios 11:13-14).
Muito confiantes no seu chamado de falsos profetas, eles ensinam as suas congregações apenas a viver virtuosamente, a não cometer pecado, e ser gentil com os outros. Mas por dentro, eles são como lobos devoradores que exploram suas congregações por dinheiro. Suas pregações invariavelmente chegam a mesma conclusão, dizendo à igreja para viver virtuosamente, e que somente seu dinheiro é tudo que eles precisam trazer para Deus. Eles podem fazer muitas pregações diferentes para a congregação, mas no final, todas as suas pregações se resumem por dizer aos seus seguidores para ofertar muito dinheiro a Deus. Eles fazem seus sermões por uma razão muito óbvia: eles querem para si um pagamento muito maior. Eles não estão preocupados com a salvação da sua congregação. Eles não estão preocupados com o que acontecerá com os cristãos pecadores, incluindo eles, no último dia. Eles não querem nos dar ouvidos por mais que tentemos insistentemente compartilhar o verdadeiro evangelho da água e do Espírito com eles. Tais pastores são indubitavelmente e sem nenhuma exceção os falsos profetas.
A Bíblia nos diz que podemos reconhecer os falsos profetas pelos seus frutos. Nós podemos distingui-los vendo se eles pregam ou não o evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus, e averiguar se há alguém dentre os seus seguidores que veio a crer no evangelho da água e do Espírito e recebeu a remissão de pecados através deles. É claro, aparentemente eles pregam a Palavra de Deus, mas nenhuma obra de salvação resulta do que eles pregam. Quando cremos no evangelho da água e do Espírito, nós não somente podemos reconhecer se eles são ou não falsos profetas pela sua fé, mas também não podemos ser enganados por esses mentirosos. O evangelho da água e do Espírito é o barômetro que nos separa dos falsos profetas. Portanto, nós, os nascidos de novo da água e do Espírito (João 3:1-10) somos o próprio povo de Deus e os Seus servos que podem discernir entre as árvores más e as boas árvores.
Vamos analisar as características dos falsos profetas mais detalhadamente agora. A primeira característica dos falsos profetas é que cada um deles tem pecado diante de Deus. Por essa razão, se certo ministro diante de Deus é um pecador, então ele é um falso profeta. Este sem dúvida diria a sua congregação dia após dia para vir à presença do Senhor apenas com dinheiro. E de nenhuma maneira ele estaria interessado no evangelho da água e do Espírito, nem creria nele. Tal pastor é um falso profeta. Tais profetas veem suas congregações meramente como uma fonte de riqueza. Para eles não importa se seus seguidores nasceram de novo ou não, porque tudo que eles estão interessados é no dinheiro.
Eu não tenho certeza se você ouviu tal pregação antes, mas toda pregação feita pelos falsos profetas de uma maneira ou de outra tem algo a ver com dinheiro. Suas pregações são mais ou menos assim: “Irmãos, nós devemos viver segundo a Palavra de Deus. Em Deuteronômio 28, Deus disse que se você honrar seus pais e guardar a Lei, Ele dará tais e tais bênçãos a vocês.” Porém mesmo que eles comecem suas pregações dessa maneira, no final, todos eles são compelidos a dizer que as bênçãos de Deus estão condicionadas à quantidade de dinheiro que você dá de oferta.
Mas essa não é a forma correta de recebermos bênçãos materiais e espirituais de Deus. Ao contrário, recebemos todas as bênçãos pela fé que crê no evangelho da água e do Espírito. São aqueles que ouvem e creem nesse evangelho da água e do Espírito que Deus concede Suas bênçãos da salvação, assim como as bênçãos terrenas. Todavia, a conclusão dos sermões dos falsos profetas invariavelmente envolve dinheiro. Eles podem falar da Lei, mas quando dizem: “sirva bem a Deus; oferte para sua igreja; e respeite seu pastor,” o que eles estão realmente dizendo é: “tragam muito dinheiro; se vocês ofertarem rios de dinheiro a Deus, vocês serão abençoados.” É assim que eles tentam enganar vocês. E todo o propósito do ministério deles está baseado no dinheiro. Eles ensinam as pessoas a ofertar mais, dizendo: “quanto mais ofertas você dá, mais você é abençoado e mais rápido cresce a sua fé.” Porém aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito e compreendem sua mensagem não são enganados por esses mentirosos.
Devemos Fugir do Engano dos Falsos Profetas
Jesus disse: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.” Falsos profetas são como lobos. Eles se colocam à frente do rebanho em pele de cordeiro, mas seus corações são como de um lobo, exibindo dentes afiados prontos para devorar o rebanho, obcecados por dinheiro. Segundo a Bíblia, todos os falsos profetas nada mais são do que lobos. Longe de pregar o evangelho da nova vida ao seu rebanho, eles levam seu rebanho a crer em outra coisa além do evangelho da água e do Espírito, e fazendo isso eles roubam seu dinheiro e cobrem sua alma com pecado para a morte. Aqueles que fazem essas coisas nada mais são do que falsos profetas.
Nem todo mundo percebe que os falsos profetas não servem para nada. Mas, pelo fato dos falsos profetas desse mundo terem habilidade em enganar, e como resultado disso, pelo fato das pessoas não terem condições de reconhecer as mentiras dos falsos profetas, eles ainda conseguem enganar muitas pessoas com sua língua afiada. Hoje em dia, a confusão reina na mente de muitas pessoas, porque existem muitos mentirosos por aí. Mas a verdade é que os mentirosos exercem nada além do que má influência sobre todos.
Há imitações até mesmo das coisas desse mundo. Por exemplo, alguns açougues colocam uma imitação de carne de plástico na sua vitrine. À primeira vista, você chega até pensar que é carne de verdade, já que parece tão fresca e bonita e abre o seu apetite. Mas quando você olha mais de perto, você percebe que não é carne de verdade, mas apenas uma imitação. Então você chega até a pensar que foi enganado. O mesmo acontece com o pão: como existe o pão feito com farinha, também existe imitação de pão de plástico. Algum de vocês pode comer essa imitação de pão? É claro que não. É simplesmente incomível, porque de fato foi feito de plástico só para parecer um pão de verdade. Mas não importa quão real ele seja, comer plástico pode causar sérios problemas de saúde ou até mesmo a morte. Este falso pão é exatamente como tudo que os falsos profetas pregam.
Irmãos, não importa o quanto os líderes de suas igrejas sejam atraentes, não importa o quanto eles amem vocês, e não importa o quanto eles tratem vocês bem, se eles falharem ao pregar o evangelho da Palavra da remissão de pecados que os tornam aptos a nascer de novo da água e do Espírito, vocês todos devem entender então que eles fazem parte dos falsos profetas. Todas essas pessoas são falsos profetas e nada mais do que assalariados espirituais. A Bíblia nos diz claramente para termos cuidado com essas pessoas.
Nosso Senhor definiu os falsos profetas como lobos devoradores. Você ainda está sob os cuidados desses falsos profetas? Essas pessoas não estão apenas explorando seu dinheiro, mas pior ainda, eles também estão roubando a alma de vocês. Tudo que esses falsos profetas querem é tirar de você quanto mais dinheiro eles puderem, para construir um templo maior e melhor para a igreja, enquanto que não tem a mínima importância para eles se a alma de vocês está indo para o inferno ou não. O que você deve fazer agora então? Você deve conhecer a árvore pelos frutos. Todo aquele que só fala de dinheiro quando abre sua boca, cujas palavras inevitavelmente giram em torno da sua ganância por dinheiro, nada mais é do que um assalariado e um falso profeta.
Sendo assim, podemos reconhecer os falsos profetas pelos seus frutos. Quais são então os frutos dos falsos profetas? São os frutos do engano que iludem a alma das pessoas. Seus frutos, em outras palavras, são maus dentro e fora deles. Falsos profetas estão prontos a dizer que você não é pecador, e que está tudo bem, contanto que você dê seu dinheiro a eles. E eles dizem que está tudo bem se você fizer suas orações de arrependimento, se santificar, e, é claro, trazer muito dinheiro à igreja. Tudo isso são os frutos dos falsos profetas.
Como é que seus frutos maus aparecem então? Os frutos do seu ministério maligno aparecem quando eles tentam incessantemente aumentar suas congregações somente em número quando dirigem suas igrejas como se eles estivessem dirigindo algum negócio. Que táticas eles usam para trazer mais pessoas para suas igrejas? Dentre outras, uma das táticas mais infames é oferecer recompensas e prêmios materiais como um incentivo para que seus seguidores tragam mais pessoas às suas igrejas. Por exemplo, eles oferecem como prêmio uma grande geladeira para quem trouxer 20 novos membros à igreja por ano; um ar condicionado dos mais modernos para quem trouxer 30 novos membros; um carro popular para quem trouxe 50 novos membros; e um carro tipo família para quem trouxer 200 novos membros à igreja por ano. Oferecendo prêmios assim, falsos profetas forçam seus seguidores a trazer cada vez mais novos membros para o seu aprisco. Você deve estar pensando que tudo isso é inacreditável, mas eu não estou inventando nenhuma história aqui, pois isso é o que está realmente acontecendo em algumas comunidades cristãs ao redor do mundo.
O quanto isso é maligno? A Igreja de Deus não é nada mais do que um shopping center ou um banco? E tendo então feito deles membros de suas igrejas, o que mais os falsos profetas fazem a eles? Deus até aceitaria se eles estivessem pregando o evangelho da água e do Espírito e ajudando seus seguidores a receber a remissão de pecados, mas nós podemos ver claramente que eles estão apenas interessados em dinheiro.

Agora que os falsos profetas levaram muitas almas às suas igrejas, como eles pregam para elas então? “Jesus te ama. Por esse motivo, para você que está vindo a nossa igreja pela primeira vez, nós daremos uma sombrinha luxuosa para cada irmã, e para cada irmão, um guarda-chuva extra grande para que vocês possam usá-los com suas namoradas.” Eles pensam que se esses novos membros vierem para suas igrejas por causa desses prêmios, consequentemente se tornarão diáconos e presbíteros – mesmo que eles não conheçam o evangelho da água e do Espírito – e encherão os cofres da igreja com todo tipo de ofertas – até o dia que eles morrerem, e então no fim das contas, terá sido um empreendimento extraordinariamente lucrativo.
Para esses falsos profetas, um pequeno investimento hoje efetivamente se traduz num grande lucro amanhã. É por isso que os falsos profetas prendem essa multidão com prêmios; se por outro lado eles sofressem alguma perda, eles não fariam isso de maneira alguma. De, digamos 500 novos membros, se pelo menos 10% deles ficarem firmes, ainda assim é muito lucrativo, levando em consideração o quanto esses 50 membros encherão os cofres da igreja por toda sua vida. Nenhum outro além desses são os frutos dos falsos profetas.
Na Coréia, tal comercialização do cristianismo tem sido tão desenfreada que algum tempo atrás, havia até mesmo uma canção que fazia piada com isso. Sua letra era algo mais ou menos assim: “eles nos disseram para vir para suas igrejas; e eles nos disseram para crer em Jesus; então eles pediram dinheiro, dinheiro, dinheiro.” Tudo que esses falsos profetas falam é em dinheiro, dinheiro, e mais dinheiro. Um deles poderia dizer: “vamos construir um templo sagrado e dedicá-lo ao nosso Deus. Irmãos, Deus quer nos abençoar aqui. No livro da Ageu, Deus disse ao profeta Ageu para construir o Seu templo. E Deus disse também que aqueles que não unissem seus esforços a essa tarefa seriam amaldiçoados. A passagem também fala que àqueles que deram muito para construir o templo, Deus também deu grandes bênçãos. Vocês devem prestar atenção a esse passagem do livro de Ageu!” Então ele escreve a passagem de Ageu num cartaz e o coloca bem alto, traz um avivalista para encorajar as emoções, e passa os envelopes de oferta. Ele então diz aos diáconos que cada um deles deve pagar por 300 metros quadrados do terreno; presbíteros devem pagar pelo menos por 1.500 metros quadrados; e os membros comuns pagarão por 5.000 tijolos. Formando uma junta de construção, ele começa a sugar dinheiro da sua congregação como se não houvesse amanhã.
Irmãos, se a construção de uma igreja maior é de fato necessário diante de Deus, então ela precisa ser construída. Mas se não existe realmente necessidade de fazer isso, se o templo da igreja atual é grande suficiente para acomodar todos da congregação, então um templo maior precisa mesmo ser construído? Falsos profetas são tão ávidos por dinheiro que eles encontram todo tipo de desculpa para tirar mais e mais dinheiro da sua congregação, e conduzir a essa desnecessária e gratuita expansão da igreja nada mais é do que uma desculpa. Eles continuam a dizer que devemos ofertar grandes somas de dinheiro para servir bem ao Senhor, e se alguém reamente faz o que eles mandam, eles declaram que grande é a sua fé. Alguns deles até colocam um gráfico na parede para registrar tudo, mostrando o quanto um diácono deu de oferta e de dízimo. Eles tornam impossível para aqueles que não têm dinheiro até mesmo vir às suas igrejas. Esta é a fé propriamente dita dos falsos profetas, e isto não é nada mais do que seus frutos.
Devemos fazer a vontade de Deus Pai
Nós queremos fazer a vontade de Deus Pai. Nós não devemos ser teimosos e realizar a nossa vontade, mas fazer toda boa obra segundo a vontade do Pai. Quem pode fazer a vontade de Deus Pai? Somente Seus filhos podem. Quem está disposto a fazer a vontade de outro pai? Aqueles que estão dispostos a fazer a vontade do seu pai e dos seus filhos apenas. Portanto, somente os crentes no evangelho da água e do Espírito podem seguir a vontade de Deus Pai. E, porque nós recebemos a remissão de pecados e assim cremos, e nos tornamos Seus filhos, nós estamos seguindo a própria vontade de Deus Pai. Fazer a vontade do Pai para nós é receber a remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito, e permitir que todas as pessoas sejam libertas de todos os seus pecados. Isto é o que significa ‘fazer a vontade do Pai que está nos céus. ’
Entretanto, há tantos falsos profetas na comunidade cristã hoje em dia. Eles praticam a injustiça ao invés de fazer a vontade de Deus. E Deus certamente rejeitará todos esses mentirosos no último dia. Estes falsos profetas irão então protestar contra Ele quando forem rejeitados: “Mas Senhor, porque Tu estás nos rejeitando, uma vez que nós trabalhamos incansavelmente por Ti? Nós não profetizamos tanto para Ti? Nós não profetizamos que todos creriam em Ti? Nós expulsamos demônios em Teu nome, curamos os enfermos, e construímos e dedicamos a maior igreja toda para Ti! E nós enviamos milhares de missionários da nossa denominação, e plantamos milhares de igrejas em todo o mundo! Como então Tu podes dizer que não me conheces já que eu fiz todas essas coisas para Ti? Não tem algo errado aqui? Isto não é injusto demais? Tu não estás fazendo algo totalmente errado contra mim? Tu estás sofrendo do mal de Alzheimer?” Dizendo também ao Senhor: “nós não profetizamos, expulsamos demônios, e fizemos muitas maravilhas?” Eles vão querer se mostrar como obreiros fiéis de Deus, e protestar contra Deus.
Mas nosso Senhor dirá a eles: “Quem disse a vocês para me servir, vocês que praticam a iniquidade? Quem disse a vocês para pregar em Meu nome? Quem disse a vocês para ensinar a Palavra? Eu mandei vocês construírem igrejas? Eu disse para vocês expulsarem demônios? Quem disse a vocês para trabalhar usando Meu nome, vocês que praticam a iniquidade? Quem disse a vocês para trabalhar? Quem disse a vocês para se dedicar? Apartem-se de mim vocês que fazem o mal, porque Eu não tenho nada a ver com vocês! Se vocês não tivessem feito essas coisas, teria sido muito mais fácil para os meus servos verdadeiros anunciar o evangelho da água e do Espírito, mas tudo que vocês fizeram serviu para atrapalhar seus esforços. Vocês acabaram fazendo as obras de Satanás como servos do diabo. Agora junto com o diabo, sejam lançados no fogo eterno do inferno, vocês servos do diabo! Ouçam anjos! Façam com que esses servos de Satanás sejam lançados na escuridão!”
O que nós temos que entender aqui é que esses falsos profetas e aqueles que não nasceram de novo serão todos rejeitados pelo Senhor. Seu fim é serem lançados no fogo eterno do inferno. Nós temos que admitir que entre as pessoas religiosas hoje em dia, há muitos que serão lançados nesse lugar.
“Nós saberemos com certeza quando estivermos realmente no inferno! Mas eu ouvi que o inferno já está cheio. Haverá um quarto para mim? Deus ao invés disso talvez me mande para o céu, já que não tem mais vaga no inferno!” Tem muita gente que diz essas coisas insolentes, tolas e inoportunas. Mas elas não precisam se preocupar, porque embora haja inúmeras pessoas destinadas ao inferno, ele é grande o bastante para acomodar todas elas e ainda terá alguns quartos sobrando.
Olhe para as estrelas do céu. É bem provável que algumas estrelas que estamos vendo tenham existido bilhões de anos atrás, mas já desapareceram. Você sabe realmente quão grande é o universo? Nós olhamos para o universo à noite, mas para muitas de suas estrelas, leva bilhões de anos para que sua luz chegue até nós e seja vista pelos nossos olhos. E quantas estrelas existem? Se esse for o caso, não haverá lugar suficiente no inferno para que você seja recebido?
Deus é eterno, e Sua onipotência divina está presente em todo o universo. Nosso Senhor é onisciente, onipotente e onipresente. Não existe nenhum lugar no universo onde Ele não esteja, e não existe nada que Ele não possa fazer. Você ainda acha que nosso Deus seria obrigado a deixar os pecadores entrar no céu porque Ele não encontraria lugar no inferno para colocar os pecadores e os falsos profetas? Se alguém pensasse pelo menos duas vezes em Deus quando olhasse para o céu ou para os maravilhosos fenômenos da natureza, ele desistiria da sua incredulidade, dizendo: “Ah meu Deus, não há nada mais a fazer a não ser acreditar.” Deus disse na Sua Palavra: “Pois os atributos invisíveis de Deus, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que foram criadas, de modo que eles são inescusáveis” (Romanos 1:20).
Devemos conhecer os falsos profetas, e com que mentiras os ignorantes são enganados. Se seguirmos a eles cegamente, acabaremos no inferno. Nosso Senhor disse: “Portanto todo aquele que ouve estas minhas palavras e as pratica, será semelhante ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.” Assim como Jesus disse que todo aquele que ouve a palavra de Deus e a pratica é como alguém que construiu sua casa sobre a rocha, não há ninguém que ouça e pratique a Palavra de Deus a não ser os que nasceram de novo. Somente aqueles que tiveram seus pecados lavados pelo evangelho da água e do Espírito podem fazer a vontade do Pai.
Somente os nascidos de novo constroem a casa da fé no Reino dos Céus. Crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito e permanecendo firmes na Palavra, com essa fé todos nós construiremos nossa casa da fé. Essa casa que é construída com a fé nunca cai. Mais tarde, mesmo quando as enchentes inundarem esse mundo, furacões o varrer, e formos cobertos por ondas gigantescas, pelo fato de termos construído nossas casas na rocha, e pelo fato dessa rocha nos proteger de todas as ondas, essas casas nunca cairão. Ao contrário, aqueles que creem em Jesus sem ter nascido de novo construíram suas casas na areia, conforme seus próprios pensamentos, e por esse motivo quando o Dia do Juízo vier, suas casas ruirão, e grande será a sua queda. Não importam quão bem eles tenham construído suas casas, porque eles as construíram sobre a areia, quando a enchente vier e a água se infiltrar, suas fundações serão destruídas e as casas cairão de modo espetacular.

Irmãos, todos vocês devem tomar cuidado com os falsos profetas que não conhecem o evangelho da água e do Espírito, e que por causa disso ainda não nasceram de novo, e que estão levando as pessoas ao caminho largo da destruição.
Uma Árvore Boa Dá Bons Frutos
Uma boa árvore de verdade dá bons frutos. Já que a árvore em si mesma é boa, ela tem tudo para dar bons frutos. Os nascidos de novo são como árvores plantadas junto ao ribeiro, dando sempre bons frutos de acordo com a estação, não importa quão frágeis elas possam ser. Uma boa árvore, quando é nutrida com fertilizante e água pelo fazendeiro, dá bons frutos sem falhar. Não é tanto porque os justos querem dar bons frutos, mas porque eles ouvem a Palavra de Deus e creem nela que eles dão frutos da Sua justiça. Os bons frutos só vêm dos justos. Toda árvore boa dá bons frutos.
E você então? Você espiritualmente é uma boa árvore? Você se tornou parte do povo de Deus que recebeu a remissão de pecados por crer no evangelho da água e do Espírito? Você foi salvo dos seus pecados por crer nesse evangelho da água e do Espírito, e você assim se tornou justo? Apenas os justos são os verdadeiros santos diante de Deus. Somente os crentes do evangelho da água e do Espírito podem se tornar servos de Deus.
Assim como Jesus disse que uma árvore é conhecida pelos seus frutos espirituais, todos aqueles que falam apenas em dinheiro são falsos profetas. Mas aqueles que anunciam o evangelho da água e do Espírito e dão frutos de justiça são os legítimos profetas. Quando os pastores ficam obcecados por dinheiro e levantam todo tipo de clamor para construir suas igrejas mesmo que muitas de suas congregações estejam sem atividades e lutando para cumprir seus compromissos, como nós podemos considerá-los boas árvores? Deus se agrada realmente quando eles acabam de construir suas grandes igrejas desnecessárias e escandalosas? Ele se agrada com os cristãos cegos que enchem suas igrejas?
Irmãos, de todas as pessoas, pelo menos você deve crer no evangelho da água e do Espírito, e pregá-lo para todo mundo. Para todos nós, a vida na terra é passageira, e de uma hora para outra estaremos diante de Deus. Uma vida que se dedica a pregar o evangelho da água e do Espírito para que os outros recebam a remissão dos seus pecados é a forma correta de se viver diante de Deus. Aqueles que guiam outros para que eles encontrem a justiça de Deus ao ouvir o evangelho da água e do Espírito com seus ouvidos, compreendendo com suas mentes, e crendo nele com seus corações, e para que eles sejam salvos dos seus pecados confessando com seus lábios – nenhum outro além destes são as árvores boas que dão bons frutos.
Nos dias de hoje, todos nós devemos anunciar o evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus, a todos nesse mundo. Nós devemos ensinar aos outros que os falsos profetas existem realmente. Ultimamente, temos distribuído nossos jornais evangélicos, e nós frequentemente recebemos telefonemas dos nossos leitores, nos pedindo para ensiná-los quem são os falsos profetas.
Pregar o evangelho da água e do Espírito para nós é como libertá-los da exploração dos mentirosos para Deus. Nós temos que ensinar a todos quem são os mentirosos e qual são a fé verdadeira, e pregar para eles o verdadeiro evangelho da água e do Espírito, para que todos que crerem seja salvos dos seus pecados.
O que nós temos que entender é que o caminho estreito, o caminho difícil, é o caminho que nos leva à vida. Mesmo assim há pessoas que ainda não batem na porta estreita da vida e não seguem por ela. Mas apesar disso, devemos continuar a pregar o evangelho da água e do Espírito para todo mundo. E devemos alertar todos aqueles que estão caminhando para a destruição que eles estão sendo enganados pelos falsos profetas. Isto é o que você e eu que cremos no evangelho da água e do Espírito devemos fazer. Nosso Senhor disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João 8:12). E nosso Senhor disse que nós, os justos, também somos a luz do mundo. Ele também disse: “Ninguém, acendendo uma candeia, a cobre com algum vaso ou a põe debaixo da cama. Antes, coloca-a no velador, para que os que entrem vejam a luz” (Lucas 8:16). O que deve brilhar em nós é a luz da fé que conhece e crê no evangelho da água e do Espírito, para que todos vejam essa luz, venham para ela, e tenham essa luz também.
Para concluir, deixe-me reiterar a exortação principal que eu fiz a todos vocês. Nesses tempos finais, devemos cumprir nosso dever de anunciar o evangelho da água e do Espírito. Nós devemos fazer a vontade do Pai continuamente, por mais que as circunstâncias sejam difíceis. Quanto mais esse mundo estiver na escuridão, mais devemos pregar esse evangelho, porque são nesses tempos do fim que existem ainda mais pessoas que precisam ser libertas dos pecados do mundo e dos falsos profetas. Que todos nós, então, continuemos a plantar o evangelho da água e do Espírito com determinação e dedicação ainda maiores...

BISPO/JUIZ. MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADES DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.