Subscribe:

quarta-feira, 12 de junho de 2013

DEUS NA TEMPESTADE...



                                                      DEUS NA TEMPESTADE...

O Senhor tem Três Respostas pra Você!
(Mt.14:24-33)

As Escrituras nos advertem sobre os mais diversos tipos de problemas: “Neste mundo tereis aflições...” (Jo.16:33).
Contudo, às vezes, essas lutas se intensificam e acabam se tornando uma grande tormenta.
Como lidar com situações que estão além das nossas forças?
A passagem em tela desvenda o segredo da nossa vitória sobre as dificuldades do dia-a-dia.
Em particular o versículo 27, o qual contém Três Declarações De Jesus, Três respostas do Senhor aos seus angustiados discípulos.
Os discípulos estavam fazendo a travessia do mar da Galiléia quando foram surpreendidos por uma tempestade.
Em meio a tudo o que se passava, Jesus surge diante deles de uma Forma Inusitada: “... andando sobre o mar (v.25).
Nunca houve nada igual na história de Israel ou dos profetas: Moisés abriu o mar Vermelho (Êx.14:21), Josué dividiu as águas do Jordão(Js.3:15-17), Eliseu fez o ferro do machado flutuar (2ºRs.6:5-7), mas ninguém havia andado sobre as águas!
Às vezes, o novo pode trazer confusão em nossas mentes. Os discípulos estavam tão apreensivos que não puderam nem distinguir Jesus. Era a quarta vigília da noite (3h às 6h) – v.25 – quando eles avistaram algo que qualificaram como um fantasma (v.26). O sentido original de “phantasma” aponta para uma espécie de aparição ou assombração. Enfim, o medo dá lugar a todo tipo de superstições e crendices.


A PRIMEIRA DECLARAÇÃO DE CRISTO

A Primeira Declaração de Cristo aos seus discípulos em meio aquela borrasca foi: “Tenham Bom Ânimo!”. Problemas e dificuldades enfrentam-se com o ânimo em ordem. Devemos olhar para Jesus: “Olhando firmemente para o Autor e Consumador da nossa fé, Jesus”(Hb.12:2) – e não para as lutas – para recobrarmos o ânimo. Independentemente do tipo de adversidade, o ânimo é um fator fundamental para nós triunfarmos: “... mas, tenham bom ânimo, Eu venci o mundo.” (Jo.16:33). Por essa razão, Deus encorajou a Josué por três vezes quanto ao desafio de conduzir os israelitas à posse da Terra Prometida: “Seja forte...”  “Somente seja forte...” “Não fui que lhe ordenei? Seja forte...”(Js.1:6,7,9).
Desanimamos quando nos deparamos com algo que está além da nossa capacidade e, nessa hora temos a vontade de largar tudo e fugir. Mas, podemos encontrar forças em meio à fraqueza: “da fraqueza tiraram força” (Hb.11:34). Além disso, devemos nos lembrar que Deus não permitirá que sejamos provados além do que podemos suportar e, se Ele permitiu algo, é porque já tem liberado um escape (1ºCo.10:13).



A SEGUNDA DECLARAÇÃO DE CRISTO

Se Jesus está presente nenhuma tempestade é grande demais

A presença de Deus no meio do seu povo é uma doutrina: “Eis que estou convosco todos os dias” (Mt.28:20). Um dos nomes de Jesus Cristo é “Emanuel”, que significa “Deus Está Conosco” – “Deus Conosco” – (Is.7:14).
Sl.91 destaca várias situações de extremas dificuldades comuns à vida de qualquer servo de Deus. Mas, no verso 15, o Senhor declara:“... na sua angústia estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei”.
A Segunda Declaração de Cristo para os discípulos aflitos foi: “Sou Eu” (v.27). Deus disse a Josué: “Serei contigo, não te deixarei, nem desampararei” (Js.1:5).
Jeremias falou da parte de Deus palavras encorajadoras para os judeus que estavam no cativeiro: “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jr.29:13). Aqui, encontramos um outro segredo: para percebermos a presença de Deus em qualquer situação, precisamos orar com sinceridade e empenho.
Às vezes, nos momentos mais difíceis, parece que estamos sós e abandonados, mas o texto bíblico dessa mensagem diz que Pedro clamou:“Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas. E Jesus disse: Vem!” (vv.28,29).



A TERCEIRA DECLARAÇÃO DE CRISTO

Durante a Tempestade o medo é o pior inimigo

Com o ânimo em ordem e a certeza de que Deus está conosco, temos força e disposição para enfrentarmos nosso pior inimigo: o medo:“Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio.” (2ºTm.1:7).
A Terceira Declaração de Jesus aos discípulos aflitos foi: “Não tenham medo.” (v.27).
O medo é um forte inimigo da fé, se não vigiarmos, ele nos domina e acabamos titubeando quando temos que cumprir algo que o Senhor nos ordenou. Quando decidimos confiar em Deus e enfrentar as circunstâncias de forma agradável a Ele, cresceremos em nossa espiritualidade e teremos experiências singulares (de todos os discípulos, o único que andou sobre as águas foi Pedro – v.29).
Lembrando novamente do caso de Josué, o Senhor também lhe falou por três vezes o seguinte: “Seja corajoso” “Seja muito corajoso” “Não fui que lhe ordenei? Seja forte e corajoso!” (Js.1:6,7,9).
Coragem é a habilidade de controlar o medo em momentos difíceis; enfrentar dificuldades com intrepidez. Em outras palavras, ser corajoso é o mesmo que atuar, realizar, obedecer a despeito do medo.
Vencemos o medo confiando em Deus. Ele nos encoraja, fortalece, revigora para enfrentarmos as situações que aparecem. Foi isso que Jesus fez com seus discípulos...
BISPO/JUIZ.MESTRE E DOUTOR EM ÊNFASE E DIVINDADE.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.