Subscribe:

quarta-feira, 27 de março de 2013

O SENHOR VIRÁ AO SEU POVO PARA JULGAMENTO...



                      O Senhor virá ao Seu povo para julgamento...

 

 Ml 2.17-3.6


Amados do Senhor Jesus Cristo e Visitantes,

Não existem na terra uma igreja perfeita em si mesma, mas uma igreja que dentro dela ocorre pecados e problemas de todo tipo e tamanho na vida dos crentes.
E a situação fica pior quando os pecados e problemas na igreja começam a estimular o surgimento de descontentes e murmuradores.
Meus irmãos, a atitude de clamar a Deus é uma demonstração de dependência e reconhecimento da soberania de Deus para resolver os pecados e problemas na igreja.
Mas murmurar contra Deus é rebelião, que não resolve o pecado e os problemas, pelo contrário, aumenta o pecado e problema na igreja.
E se você quer um exemplo de uma igreja cheia de pecados, de problemas e murmuradores vou dar agora: a igreja dos dias de Malaquias.
Até agora Malaquias revela que dentro da igreja havia problemas no culto, sacerdotes infiéis que desviaram o povo com suas instruções, crentes se casando com descrentes e crentes se divorciando dos seus cônjuges: Pecado e problema para dar e vender na vida dos crentes.
E ao invés do povo clamar a Deus o povo murmurava contra Deus, questionando a justiça e santidade do SENHOR.
E qual a resposta de Deus a esta murmuração tão séria e horrível? A resposta de Deus é que o SENHOR virá ao Seu povo para julgar.
Por isso, proclamo neste culto a mensagem de Deus no seguinte tema:

O Senhor virá ao Seu povo para julgamento

1. O Motivo do Julgamento;
2. O Executor do Julgamento;
3. O Objetivo do Julgamento;

1. O Senhor virá ao Seu povo para julgamento: O Motivo do Julgamento

“Enfadais o SENHOR com vossas palavras; e ainda dizeis: Em que o enfadamos? Nisto, que pensais: Qualquer que faz o mal passa por bom aos olhos do SENHOR, e desses é que ele se agrada; ou: Onde está o Deus do juízo?”

O motivo da vinda do SENHOR para julgamento não é somente a vida desmantelada e pecaminosa da igreja, mas também porque a igreja levanta contra o SENHOR palavras seriíssimas de acusação!
A igreja toda-torta vê a sua tronchura, fica descontente porque tudo está errado e começa a murmurar contra o SENHOR (veja Ml 2.17): “Qualquer que faz o mal passa por bom aos olhos do SENHOR, e desses é que ele se agrada”.
Estas palavras do povo atacam diretamente o SENHOR em duas coisas: Primeira coisa: a justiça do SENHOR, pois é o mesmo de dizer: Deus tu és injusto, pois consideras o homem mau como homem bom!
A segunda coisa atacada é a santidade do SENHOR, pois acusa Deus de Se agradar naqueles que praticam o mal. É o mesmo de estar dizendo: Tu, SENHOR, tens prazer no ímpio!
Mas não para por aqui, a igreja tem a ousadia de ser mais desaforada ainda: “Onde está o Deus do juízo?”, ou seja, Deus tolera pecado!
Saiba que a pergunta no final do v. 17 não é um clamor ao Deus. Não é uma pergunta de um justo que se entristece pelos pecados e deseja que Deus resolva estes pecados rápido!
Essa pergunta é uma afronta e blasfêmia contra o Deus que é o Justo Juiz de toda terra!
Meus irmão e visitante, se há uma coisa que enfada, cansam, aborrece o SENHOR são pensamentos, palavras e ações que acusam Deus de ser acobertador de pecadores, dos pecados e problemas na igreja.
E sabe quando essas acusações a Deus começam? Quando você olha as tronchuras da igreja e ao invés de clamar a Deus pela solução você só reclama, só murmura a Deus sobre os pecados e problemas que você vê.
Meu irmão em Cristo, entenda que: Clamar não é reclamar! Quando você clama a Deus pela solução dos erros da igreja, você estimula Deus a agir em favor da igreja.
Mas, meu irmão, quando você reclama ou murmura dos erros, você cansa, aborrece o SENHOR. E qual o resultado disto? É o julgamento de Deus sobre a Igreja.
Meu irmão, quem quer resolver os pecados e problemas na igreja não reclama, mas clama!
Quando tempo você investe em oração e quanto tempo você gasta reclamando da igreja? Sua resposta a estas perguntas vão dizer se você é um blasfemador ou adorador do SENHOR!
O SENHOR não quer que você seja orgulhoso e fique reclamando daquilo que você acha errado ou de fato seja errado.
Deus quer que você auxilie os seus oficiais com oração e com sugestões e até exortações em humildade!
Com essa mensagem de Malaquias Deus quer que você veja que as palavras de descontentamento, reclamação ou murmuração são blasfêmias e cansam, aborrecem o SENHOR e faz o julgamento de Deus agir sobre você e sua igreja!

2. O Senhor virá ao Seu povo para julgamento: O Executor do Julgamento

Deus não somente responde o clamor do Seu povo, mas Deus também responde as reclamações ou murmurações do Seu povo!
E como o povo murmurou o SENHOR resolve responder de acordo com a reclamação do povo: “Onde está o Deus de juízo? Deus responde (veja Ml 3.1):

“Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo da Aliança, a quem vós desejais; eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos”

A resposta do SENHOR as palavras murmuradoras e blasfemas é: Virei acertar as contas com a igreja. Mas antes dessa vinda o SENHOR enviará, mandará um arauto, um mensageiro (veja o texto): “Eis que eu envio o meu mensageiro, …”
Este mensageiro do SENHOR preparará o caminho diante do SENHOR”, preparar a chegada do Senhor. O Senhor que vem acertar as contas com o Seu povo.
Esta palavra lembra a passagem de Isaías onde o SENHOR diz a mesma coisa (abra sua Bíblia em Is 40.3).
A igreja tinha que prestar atenção no surgimento do mensageiro, porque logo depois do mensageiro virá “de repente” o Senhor buscado, o Anjo ou Mensageiro da Aliança que é desejado, o Executor do Julgamento (olhe para o v.1):

“de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo da Aliança, a quem vós desejais; eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos”

E note que este é “O” Mensageiro, o mensageiro especial. Notem que O Mensageiro é da Aliança: da Aliança que o SENHOR firmou com o Seu povo e que inclui bênção e maldição.
O SENHOR nos mostra que o Mensageiro da Aliança é Aquele que virá para executar o julgamento: aplicar a bênção e a maldição da Aliança sobre o povo de Deus!
Meu irmão em Cristo, ninguém pense que Deus tolera pecado. O SENHOR pode ser paciente, mas nunca tolerante com o pecado.
Deus pega os pecadores rebeldes “na virada”, com a mão-na-massa quando menos esperam o SENHOR chega para acertar as contas. O texto diz que o SENHOR vem “de repente”!
Este é um alerta para aqueles que pensam que Deus não vê suas rebeldias e nem ouve suas murmurações.
Quando estes rebeldes menos esperam é quando Deus chega para acertar as contas e fazer justiça. É assim que o Senhor fala a Igreja dos dias de Malaquias e aos sacerdotes daquela época.
O Senhor virá “de repente” e começará o acerto de contas com os líderes do seu povo! Na Igreja e no local onde os sacerdotes rebeldes fazem suas abominações.
E não haverá quem possa suportar a vinda do Mensageiro da Aliança (olhe o v.2). Estas perguntas são retóricas, ou seja, já têm uma resposta certa: NINGUÉM!
Este ninguém inclui os murmuradores: os murmuradores pensam que só eles são os certinhos e que todos na igreja estão errados: O Conselho está errado, os errados estão errados, mas eu não!
Deus diz: Ninguém (isto inclui os murmuradores) vai poder suportar o dia da chegada do Executor do Julgamento e o seu julgamento!
O Mensageiro da Aliança é com fogo do ourives e ao sabão (potassa) dos lavandeiros.
Não tem impureza que suporte o fogo ardente do ourives, nem sujeira que resista ao sabão do lavandeiro. Não tem impureza na igreja que possa suportar a obra do Mensageiro da Aliança.
O SENHOR diz que: O Mensageiro da Aliança purificará o seu povo, pois Ele tem autoridade e poder para retirar os rebeldes e pecados do seu povo!
Agora: Este Mensageiro da Aliança veio depois de 430 anos de Malaquias ter profetizado.
João Batista apareceu no deserto, pregando batismo de arrependimento para a remissão de pecados. E o Espírito Santo revela, no Novo Testamento, que as profecias de Isaías 40.3 e Ml 3.1 estavam se cumprindo em João Batista, o mensageiro preparador do caminho do SENHOR (veja Mc 1.2-4).
E achando João Batista achamos quem é o Mensageiro da Aliança. João Batista falou ao povo (abra Mt 3.11,12):

[11] Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.
[12] A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível”

João Batista proclamava JESUS CRISTO, Aquele que é o Senhor da Igreja, o Mensageiro da Aliança, o prometido por Malaquias, o Executor do Julgamento do povo de Deus.
De “repente” Jesus Cristo apareceu, os judeus não perceberam que em Jesus Cristo cumprisse a mensagem de Malaquias sobre o Mensageiro da Aliança.
E Cristo Jesus purificou a Sua igreja na Cruz com Seu sangue e Espírito Santo e ainda virá uma vez para com fogo queimar aqueles que são rebeldes a Deus.
Assim vemos que quando Jesus Cristo surgiu não veio como um coitadinho, pobrezinho, entregue na mão de uma igreja toda-torta e líderes corruptos, mas quem estava ali era o Executor do Julgamento de Deus sobre o Seu povo!

3. O Senhor virá ao Seu povo para julgamento: O Objetivo do Julgamento

O SENHOR no texto vem julgar a igreja e não o mundo. Uma igreja que está cheia de oficiais e membros que querem viver quebrando a Aliança do SENHOR.
O SENHOR vem resolver os pecados e não reclamar dos pecados da Igreja! Os murmuradores veem os pecados, reclamam e não resolvem nada e só pioram a situação da igreja.
Mas O SENHOR vê os pecados, revela a igreja os pecados e vêm solucionar esses pecados.
O SENHOR quer que você pense no seguinte:
O que você faz quando vê os pecados acontecendo na igreja? Como você tenta resolver aquilo que você vê de errado conforme a Escritura? Você vê, revela e busca resolver os pecados ou você vê, se cala e começa a murmurar?
Irmão em Cristo, nem um crente pode desejar ser mais justo que o seu SENHOR! Por isso, você é chamado pelo SENHOR a não murmurar e sim buscar solucionar os pecados de forma bíblica, para glória de Deus e para o bem dos seus irmãos!
O Mensageiro da Aliança vem para resolver o problema da igreja, por isso, o objetivo do julgamento é purificar, tirar da Igreja a impureza, a imundície para que a igreja possa servir, adorar e honrar a Deus em justiça, conforme sua Lei, conforme a Aliança.
Mas tem um detalhe: Por quem o trabalho de purificação na igreja vai começar? Veja o v.2:

“Assentar-se-á como derretedor e purificador de prata; purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata; eles trarão ao SENHOR justas ofertas.”

O Mensageiro da Aliança começará o seu trabalho na fonte de onde vem as impurezas que contaminam povo: os filhos de Levi, os sacerdotes, os oficiais.
Essa obra do Mensageiro nos sacerdotes trará resultados para toda a igreja (olhe o v. 4):

“Então, a oferta de Judá e de Jerusalém será agradável ao SENHOR, como nos dias antigos e como nos primeiros anos.”

Assim como a obra pecaminosa dos sacerdotes trouxe maldição para a igreja, a obra purificadora do Mensageiro da Aliança trará bênção para o povo!
O homem com o pecado incapacita a si mesmo e o seu povo de servirem a Deus ofertas em justiça.
Mas o Mensageiro da Aliança com Sua obra de purificação capacita novamente os sacerdotes e o povo a servirem obras em justiça a Deus!
Veja o amor e misericórdia de Deus para com a igreja: Amor que leva o SENHOR a buscar sua igreja! Misericórdia, porque Deus viu a incapacidade da igreja servir a Ele em justiça e Deus vem e tornar esse serviço possível, por meio da obra do Mensageiro da Aliança!
Meus irmãos e visitantes, sem a pessoa e obra do Mensageiro nem os sacerdotes e nem o povo seriam capazes de trazerem ofertas em justiça para Deus e de agradarem o SENHOR com suas obras!
Existem ditos “cristãos” que querem se purificar fazendo boas obras, mas o que o Espírito Santo revela na Escritura é o contrário:
Você deve ser purificado primeiro, para que depois você possa oferecer a Deus obras em justiça, ou seja, servir e adorar a Deus com sua vida!
O Espírito Santo diz a todos, especialmente, para aqueles que não têm um compromisso com o SENHOR ainda:
“Sem o Mensageiro da Aliança você não tem condições de se purificar por suas obras!
Sabe que esta verdade significa para sua vida? Significa que você precisa da obra purificadora de Cristo Jesus, que é o Mensageiro da Aliança, para você ofertar a Deus obras em justiça.
Não se engane, se Cristo não purificou você pelo Seu Sangue e pelo Espírito Santo, Deus não aceita nem aceitará suas esmolas, sua presença nos cultos, os hinos que você canta, suas orações.
Para Deus aceitar estas coisas é necessário que Jesus Cristo purifique você primeiro. Então, você pode perguntar: Como posso ser purificado por Jesus Cristo?
É simples: Arrependa-se e creia no Evangelho de Cristo! Creia em Jesus Cristo como aquele que tem o poder de purificar você com o Seu Sangue e Espírito Santo. Creia na obra de Jesus Cristo que torna você aceitável diante de Deus!
Deus fala também para você que está em Cristo:
Cuidado com Satanás, pois ele tenta colocar no seu coração quando você passa por momentos de fraqueza: “Quando “eu” me ajeitar dos meus pecados, voltarei a servir a Deus.”
Não deixe Satanás encher seu coração com esse pensamento, porque pela Escritura você não pode se auto-purificar. Purificação é uma obra de Jesus Cristo, o Mensageiro da Aliança!
Você na fraqueza e na queda deve cair aos pés de Cristo e confessar seus pecados (veja 1 Jo 1.9):

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”

O que você está esperando para ser restabelecido para o serviço a Deus? O Mensageiro da Aliança, Jesus Cristo, está aqui para purificar você, para você poder servir a Deus em justiça.
Confesse e abandone os pecados e creia no poder purificador do Sangue de Cristo.

Concluindo:

Deus quer nos despedir com duas certezas: Primeira certeza: Se a igreja quer viver quebrando a Aliança o SENHOR virá a ela em Juízo (veja o v. 5): ·· “Chegar-me-ei a vós outros para juízo; serei testemunha veloz contra os feiticeiros, e contra os adúlteros, e contra os que juram falsamente, e contra os que defraudam o salário do jornaleiro, e oprimem a viúva e o órfão, e torcem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o SENHOR dos Exércitos.”

Veja até onde o povo de Deus chegou nos dias de Malaquias: no seu meio tinha feiticeiros (adivinhadores), adúlteros, crentes que quebravam os seus juramentos, exploradores dos assalariados, da viúva e órfão, pessoas que tiravam o direito do estrangeiro e aqueles que não temiam o SENHOR!
O SENHOR testemunhará contra você se você quer viver em pecado. Jesus Cristo está vindo para julgar os vivos e os mortos e para batizar com fogo os rebeldes de dentro e de fora da igreja.
 “De repente” o céu será rasgado e Cristo Jesus, o Mensageiro da Aliança, virá! Você acha que você vivendo em pecado vai escapar do julgamento caso não se arrependa dos seus pecados? Então, abandone o pecado e viva para Deus em Cristo.
Segunda certeza que você deve levar para casa é: O SENHOR não destrói a Sua igreja, não porque a igreja é perfeita e boazinha, mas porque Ele não muda!
Esta palavra é um conforto para os cristãos que reconhecem suas fraquezas, lutam contra o pecado em sua vida e querem servir ao SENHOR com fidelidade (veja o v. 6):

“Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos”.

O SENHOR quer dizer a você: “Confie em mim, porque Eu não mudo! Por isso não destruo você imediatamente quando você cai e me aborrece.
Meu irmão em Cristo, Deus diz a você: Eu não mudo! Meu amor por você não muda! EU SOU fiel a Minha Aliança! Por isso, mandei Jesus Cristo, para com seu Sangue e Espírito purificar um povo para mim!
Cristo Jesus, o Mensageiro da Aliança, batizou você com o Espírito Santo e purificou você para o serviço do SENHOR!
Cristo Jesus fez isto com Seu Sangue, por isso caso você tenha caído em algum pecado tenha certeza: Deus promete a você perdão e purificação de pecados!
Se levante e continue a caminhada da Fé, lute para não desonrar mais a Aliança e viva fielmente para o SENHOR. Amém...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.