Subscribe:

sábado, 23 de março de 2013

O MEU JUSTO VIVERÁ DA FÉ...



O MEU JUSTO VIVERÁ DA FÉ...


Hebreus - 10 - 32 : 39

Quem pode afirmar que tem a verdadeira fé? O próprio Senhor Jesus falou sobre pessoas que receberam a palavra, mas depois desistiram (Lucas 8: 12). Ele se referiu a pessoas que receberam a palavra, mas o diabo veio e tirou o que elas tinham, para que não fossem salvas. Assim há ainda outros, que pareciam ter fé, mas que depois desistiram. Já vimos pessoas que ficaram muito alegres quando entraram na igreja. Aquelas pessoas eram bastante animadas. Algumas delas até mostraram vontade de fazer projetos na igreja. Mas o que aconteceu com algumas daquelas pessoas tão animadas? Na hora da provação, na hora do teste, elas recuaram. Alguém as chateou, alguém lhes deu um cascudo, surgiram dificuldades nas suas vidas, um amigo as chamou para beber, houve uma falha da parte dos irmãos e de vez acabaram tanto a alegria como também a fé. Será que podemos dizer que aquelas pessoas tiveram em momento algum a verdadeira fé? Não podemos dizer isto. Há ainda outros casos. Já aconteceu que certas pessoas entraram pobres na igreja. Elas aceitaram a palavra de Deus como sua única e maior riqueza. Participaram dos cultos e fizeram profissão de fé. Mas o que aconteceu? Depois de alguns anos, aquelas pessoas ganharam bens, uma casa própria, um barco, um carro, um emprego, uma empresa, e na medida que os bens materiais cresciam, diminuía a fé daquelas pessoas. A fé delas sumiu como se fosse uma pedra de gelo no calor tropical. Podemos dizer que aquelas pessoas em momento algum tiveram a verdadeira fé em Deus? Não podemos dizer isto.

A pergunta se temos ou não a verdadeira fé é bem importante para todos nós. Pois "somente aqueles são salvos, que pela verdadeira fé são unidos a Cristo e aceitam todos os seus benefício. Somente aqueles que crêem verdadeira e sinceramente no Senhor Jesus, escapam da condenação e são salvos. Eles recebem, por pura graça, a remissão dos pecados e a justiça eterna. No entanto, aqueles que não têm a verdadeira fé, não são salvos. Aquelas pessoas podem, talvez, agradar a homens. Elas podem ter muitas riquezas e muitos amigos. Elas podem ser respeitadas pela sociedade inteira. Elas podem até participar por algum tempo de cultos e estudos. Mas elas, não tendo a verdadeira fé em Deus, não agradam a ele. Pois "sem fé é impossível agradar a ele", diz a Escritura (Hebreus 11: 6). Por isso é muito importante estarmos preocupados com este assunto. Deve ser uma preocupação muito grande de cada um. Precisamos perguntar-nos se temos ou não a verdadeira fé. Esta questão é uma questão de vida ou morte. É uma questão que merece consideração máxima. Pois como será salvo aquele que não tem fé, aquele que não agrada a Deus? Ele não será salvo. Às vezes encontramos homens, que acham que a fé e a igreja são negócios só para mulheres. Aqueles homens preferem fazer outras coisas: trabalhar, jogar, beber. Não pensam nem um segundo em entrar na casa de Deus para adorar a ele e para receber a santa palavra de Deus. A mulher, tudo bem, ela pode participar da igreja quanto quiser. Mas o chefe da casa, que é o dono do seu próprio nariz, ele não quer saber nada de religião e de crentes. Ora, essa atitude incrédula, é extremamente perigosa. Pois aquele que acha que a fé é só para mulheres, está correndo sério risco de perder a vida eterna.

Então, irmãos, vamos nos perguntar: Será que eu, que estou aqui na casa de Deus, tenho a verdadeira fé? Será que eu tenho a fé que permanece? Vamos avaliar cada um por si, se tem a verdadeira fé. E vamos tirar proveito do catecismo, pois esta confissão antiga nos dá uma grande ajuda. A palavra de Deus logo diz o que é o mais importante para recebermos a verdadeira fé. O mais importante para recebermos a verdadeira fé, é termos "certeza de que é verdade tudo que Deus revelou em sua palavra. Isto significa que aqueles que tem a fé, devem ter, antes de mais nada, a convicção de que tudo que Deus falou e revelou, é verdade. Tudo que Deus prometeu, será cumprido. O que Deus prometeu, pode demorar para ser realizado. Pode até demorar séculos e séculos para Deus cumprir as suas santas promessas. Mesmo assim temos que ter por certo que Deus cumprirá todas as suas promessas. Podemos pensar que Deus fez promessas impossíveis de cumprir. Podemos, de vez em quando, ter as nossas dúvidas e perguntas. Pois aquilo que Deus prometeu excede a nossa imaginação! Deus até prometeu fazer nova terra e novo céu! Que promessa quase inacreditável! Porém, irmãos, cabe a nós acreditarmos em todas as promessas de Deus. Pois nada é impossível para ele. A única coisa que Deus não pode, é mentir. Pois Deus é fiel a si mesmo. Por isso, irmãos, creiamos firmemente na palavra de Deus, crendo em tudo que ele revelou, confiando em todas as promessas que ele fez. Este é o primeiro e mais importante passo para podermos crer e receber a verdadeira fé.

Vamos ver um exemplo da história do povo de Deus, um exemplo de um homem que mostrou o  Poder da fé. Quase quatro mil anos atrás, Deus fez uma grande promessa a Abraão. Deus jurou por si mesmo, dizendo: "Abraão, certamente o abençoarei e lhe darei muitos descendentes". Será que esta promessa de Deus era acreditável? Vejam só: Abraão e sua esposa eram idosos! Já tinham passado a idade normal de ter filhos. Eles tinham uma idade muito avançada, já podiam ter sido bisavós. Além disso, Sara, a esposa de Abraão, era estéril. Então, não havia nada que indicava que Abraão ainda podia ter filhos com sua esposa. A única previsão lógica e natural era de que ele e sua esposa morreriam sem deixar herdeiros. Mas Deus fez uma promessa a Abraão. Ele lhe prometeu o impossível. Deus prometeu que Abraão teria muitos descendentes! Agora, passaram-se muitos anos, e nada aconteceu. Não era para Abraão ficar desconfiado? Deus não havia prometida uma coisa impossível, algo que jamais poderia ser realizado? Irmãos, vejam só como foi a atitude de Abrãao: ele esperou pacientemente. Em momento algum ele duvidou das promessas de Deus. Desta forma, tendo certeza da verdade da promessa de Deus, Abraão mostrou o  Poder da fé. Foi deste jeito, esperando, mostrando confiança em Deus, que Abraão alcançou a promessa (Hebreus 6: 15). Sara engravidou e recebeu um filho. Irmãos, essa história está na Bíblia (tanto no antigo como no novo Testamento), para que possamos aprender, que nós também devemos confiar nas promessas de Deus.

Este grande fato, irmãos, o fato que é verdade tudo que Deus falou e prometeu, é fundamental. Aqueles que não têm esta certeza, aqueles que andam questionando as palavras e as promessas de Deus, eles não estão em condições crer em Deus. Crer é confiar. Crer é ficar calmo e alegre pelo fato que Deus nos garantiu a eterna salvação pela fé. Chamamos isto a aliança de Deus. A aliança de Deus é o compromisso que Deus assumiu com seu povo. A parte essencial desta aliança que Deus fez com seu povo é a promessa segura de Deus. A parte principal da aliança que Deus fez conosco é que dá para confiar em Deus, pois Deus não mente. Há ainda outra parte, também uma parte muito importante. Esta outra parte é que todos que confiam nas palavras e promessas de Deus, têm a obrigação de cumprir os mandamentos de Deus. A nossa fé em Deus somente é fé de verdade, se cumprimos os mandamentos de Deus. Precisamos ter consciência que o mesmo Deus que nos deu suas promessas seguras, exige que nós também façamos a nossa parte. Deus exige que façamos a vontade dele. Deus exige que cumpramos o que ele ordenou. Nosso Deus quer a nossa obediência.

Agora, se vocês querem ter certeza se têm ou não a verdadeira fé, verifiquem se vocês, além de crer nas promessas seguras de Deus, também têm o desejo sincero de observar tudo quanto Deus ordenou. Estas duas partes, crer e observar, crer nas promessas de Deus e observar os mandamentos dele, são os dois lados da mesma moeda. Nem um desses dois lados poder ser desprezado. Que Deus faça a parte dele, é o mais importante, sim. Mas que nós façamos a nossa parte não pode ser deixado de maneira alguma. Cabe a todos que receberam a promessa de Deus, obedecer a ele. Todos que crêem nele, devem lutar contra seus pecados e viver em santidade. Não podemos desanimar ou enfraquecer. Não podemos ser preguiçosos e muito menos devemos desistir. A ordem é perseverar. "Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu", diz o Senhor (Hebreus 10: 36). Assim fica claro o nosso dever. Se cremos em Deus, não pode haver moleza. Se cremos em Deus, não devemos ser inconstantes. Se cremos em Deus nunca devemos deixar de cultuar e adorar a ele. Nunca alguém deve abandonar a igreja ou a fé por causa de tribulações ou perseguições ou chateações. O próprio Deus nunca deixará de cumprir tudo que prometeu. Deus é fiel. Por isso nós também devemos ser fiéis. Vejam o exemplo dos irmãos hebreus. Eles eram sofridos e perseguidos. Eles lutaram e sofreram ao mesmo tempo (Hebreus 10: 32). Os bens deles foram confiscados. O governo tomou as casas e os terrenos dos irmãos, sem dar-lhes uma indenização (Hebreus 10: 34). Mas eles não deixaram de crer em Deus! Eles continuaram alegres andando nos caminhos do Senhor. Eles confiavam nas promessas seguras de Deus, sabendo que possuíam bens superiores e permanentes (Hebreus 10: 34).

Irmãos, esta verdadeira fé não é a fé de pessoas que entram na igreja e depois de algum tempo saem. Esta verdadeira fé não é a fé de pessoas que receberam a palavra de Deus, mas que depois de algum tempo se tornam piores do que os incrédulos. Esta verdadeira fé não é a fé daqueles que entraram na igreja em busca de vantagens e lucro, para depois abandonar os irmãos. Esta verdadeira fé é a fé daqueles que crêem nas promessas firmes de Deus, e que se comprometem a fazer a vontade dele até a morte. Esta verdadeira fé é a fé daqueles que lutam e sofrem, mas que são alegres e felizes no Senhor. Esta verdadeira fé sempre fica de pé, mesmo nas angústias e nas perseguições. Esta verdadeira fé nunca morre. Ela vem do Espírito Santo, que a opera em nossos corações. Aqueles que têm esta fé certamente serão salvos e herdarão a vida eterna. Aqueles que têm esta fé podem ter certeza de que Deus lhe perdoou todos os seus pecados. Irmãos orem sempre a Deus, para que esta verdadeira fé seja operada em seus corações, e para que esta verdadeira fé seja fortalecida cada vez mais. "Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu" (Hebreus 10: 35-36)...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.