Subscribe:

domingo, 10 de março de 2013

MEU FUTURO NAS MÃOS DE DEUS...



                                                      MEU FUTURO NAS MÃOS DE DEUS...

(Jr.29. 8-14)
“Pois eu tenho bem presentes os projetos que nutro a vosso respeito – Oráculo do Senhor - projetos de prosperidade e não de desgraça: eu vos darei um futuro e uma esperança” (Jr.29.11 TEB).

O profeta Jeremias estava escrevendo para os exilados que viviam na Babilônia para voltarem para Deus e tirarem uma lição do exílio para não caírem nos seus mesmos erros e nos de seus pais. Sempre quando estamos vivendo o amargo da conseqüência de um pecado ou erro, o que vem em mente é uma nova oportunidade para recomeçar. É mais ou menos isto que o texto quer dizer – que Deus iria dar uma nova oportunidade ao povo de Israel de retornar à sua terra. Mas era preciso corrigir os erros, como:

1º erro: deixaram de ouvir a Palavra de Deus através do profeta Jeremias, o qual chamava o povo para voltar para Deus, e deram ouvidos aos falsos profetas que anunciavam paz e prosperidade sem um concerto e sem arrependimento;

O 2º erro foi fazer alianças com as grandes potências da época, deixando assim de confiar no Senhor.

O 3º erro foi que ao ouvir os falsos profetas de que o exílio iria durar entre 2 e 3 anos e que o retorno para Israel seria o mais rápido possível, o povo deixou de plantar, de construir, de trabalhar, pois colocaram sua fé em vãs esperanças humanas. Por outro lado, o profeta Jeremias profetizava aquilo que não era agradável aos seus ouvidos, e que mesmo não sendo agradável, era de Deus: o exílio iria durar 70 anos.

Os falsos profetas simplesmente profetizavam aquilo que os homens de Israel queriam ouvir. Mesmo não sendo da vontade de Deus. Como servos, devemos compreender que Deus pensa diferente de nós, e nem sempre aquilo que parece belo ou agradável aos nossos olhos vem de Deus. Deus sempre estará a nossa frente porque só podemos saber o nosso passado e o presente no qual vivemos. Só que Deus conhece o nosso passado, o nosso presente e tem o nosso futuro em suas mãos... Ele sempre está além de nós e dos nossos pensamentos. Isaías 55. 8: “porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos”. Por isso, se estás com Deus, não fique ansioso para saber como será o seu futuro.

O que precisamos saber a respeito do nosso futuro?

1. Não se deixem enganar pelos outros (v.8 LH):
O ser humano, na verdade, tem medo do seu futuro, e este medo é expresso na sua expectativa de querer saber o que vai acontecer no seu futuro. Por causa disso, muitas pessoas são enganadas: por pai ou mãe de santo, no tarô, no horóscopo, etc... Mas, o texto está dizendo: “...Estou avisando para que não se deixem enganar pelos profetas que vivem no meio de vocês nem por aqueles que dizem que podem adivinhar o futuro”. Enquanto o ser humano tenta buscar meios para prever o futuro, Deus está dizendo para nós assim:

a) Só eu conheço os planos que tenho para vocês (v.11 LH): Deus está falando para perdermos a curiosidade do que vai acontecer no futuro – pois só ele conhece. Na bíblia Jerusalém diz: “projeto que nutro a vosso respeito”: é a mesma coisa que alimentar sustentar, produzir, instruir. Temos que entender que o nosso futuro estando nas mãos de Deus ele será:

b) De prosperidade e não de desgraça: Esta prosperidade é como se fosse o Shalon, uma prosperidade em todas as áreas. É como se Deus falasse: A desgraça que vocês estão sofrendo aqui no Exílio não é obra minha, mas foram vocês que cavaram que plantaram. Às vezes, a prosperidade dada por Deus não parece tão agradável assim, a princípio: “O povo queria retornar já, mas a vontade de Deus era pra ficar mais um pouco. O povo pensava que para ter a liberdade iria ter que fazer uma grande revolta ou uma revolução, empunhando suas armas contra a Babilônia, e depois continuar a viver debaixo de guerra. Deus sabia que no momento certo eles iriam embora em paz, sem luta e sem guerra.

c) Um futuro cheio de esperança: Temos que ter confiança de que o nosso futuro estando nas mãos de Deus estará no melhor lugar deste mundo e será repleto de esperança. Jr.17.7: “Feliz o homem que confia no Senhor, cuja esperança é o Senhor.”

2. Que para ter um futuro de paz e esperança é necessário estar no centro da vontade de Deus: Para o povo receber a benção prometida por Deus era necessário ouvir o chamado de Deus:
“Então me invocareis, passareis a orar por mim, e eu vos ouvireis. Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração (Jr.29.12-13). Antes de buscarmos a benção temos que buscar o dono da benção; antes de buscarmos o milagre temos que buscar o dono do milagre.

3. Para saber plantar, pois, um dia teremos que colher:
O povo de Israel achava que o exílio era o Castigo de Deus, mas apenas estavam colhendo o que tinham plantado: Gl.6.7: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba, pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Sendo assim, erramos quando semeamos a semente do pecado, e erramos quando semeamos a boa semente em pouca quantidade. O que você tem plantado?

4. É mais fácil o homem confiar naquilo que é falso:
Por que o homem confia mais naquilo que é falso do que na Palavra? 1. Porque o próprio coração do homem o engana: : “enganoso é o coração do homem, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá? (Jr.17.9); 2. Disse Jeremias ao profeta Hananias: Ouve agora, Hananias: O Senhor não te enviou, mas tu fizeste que este povo confiaste em mentiras (Jr.28.15). Na verdade, é mais fácil confiar em invenção humana como: horóscopo, ídolos, roupa branca, lentilhas e simpatias do que na Palavra de Deus.

Conclusão:
Temos que esperar o que Deus tem nutrido para nós. O projeto de Deus é maior do que o nosso (Sl.40.1).
..

BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.