Subscribe:

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

O CRENTE E O CARNAVAL...

                                                       O CRENTE E O CARNAVAL...
Origem e significado da palavra CARNAVAL e suas implicações para o mundo em que vivemos. Muitos caem na folia sem saber na realidade as origens doCARNAVAL.
VOCÊ SABIA…
Que a etimologia do termo CARNAVAL, vem do latim, carnem levare, ou carne levare, que significa: ADEUS A CARNE, ABANDONO OU ABSTINÊNCIA DE CARNE por um período denominado QUARESMA, que são 40 dias antes da Páscoa?
Trata-se de uma festa cujo período abrange os dias entre o dia de Reis (6 de janeiro – epifania) e a quaresma. Particularmente os 3 dias que precedem a 4ª feira de cinzas.
VOCÊ SABIA…
Que quanto à origem do CARNAVAL também é objeto de controvérsia?
Freqüentemente tem sido atribuído à evolução e a sobrevivência do culto de ISIS (deusa babilônica, lupercais e saturnais romanas)
Dos festejos em honra de Dionísio, na Grécia e até mesmo as festas dos inocentes e dos doidos na Idade Média. Um historiador assim definiu o Carnaval:
“Desde as mais antigas eras, os povos dos mais bárbaros aos mais civilizados, sempre dedicaram um certo período do ano a manifestações de efêmera mas desenfreada loucura. Disso surgiu o Carnaval”.
Uma vez por ano, os homens experimentam a curiosa necessidade de abolir a própria personalidade para assumir outra, fictícia, praticar as mais extravagantes atividades, e dizer gracejando e rindo impunemente de tudo e de todos, tudo quanto não lhe é permitido comentar seriamente. Desse humano desejo de expansão e libertinagem teve origem as bacanais gregas e as saturnais romanas, das quais em linha reta, descende o carnaval.
AS BACANAIS vêm do deus Baco, o deus do vinho, das orgias e bebedeiras da Mitologia Grega.
AS SATURNAIS as antigas festas em honra de Saturno, originalmente duravam um dia, mas o Imperador Augusto elevou-as para 3 dias e Calígula a 4 dias. Sucessivamente foi estendida por uma semana. Naqueles dias todas as diferenças sociais eram esquecidas e o povo olvidava suas mágoas na folia, que culminava no dia dedicado à deusa OPS, mulher da Saturna, deusa da abundância. Nesse período o povo não impunha freio as suas próprias intemperanças.
É evidente que o CARNAVAL, nunca teve a aprovação de Deus, pois é uma festa essencialmente pagã e idolátrica, onde impera a imoralidade, a nudez, bebedeiras, orgias, brigas e mortes; onde muitos pais de famílias gastam seu pouco dinheiro por um prazer efêmero; muitas vezes trazendo conseqüências maléficas para o ano todo. Em Gálatas 5:19-21 diz que os que se dão as obras da carne, tais como: bebedeiras, orgias, prostituições e impurezas, não herdarão o Reino de Deus.
A verdadeira alegria não se encontra nas orgias, nem é motivada por prazeres carnais, mas em Deus a fonte da verdadeira alegria e do prazer. Filipenses 4:4“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos.”
“E isto digo, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé. A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.” Romanos. 13:11-14...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.